História A maldição...anjos e demonios... - Capítulo 39


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Anjos, Bangtan Boys, Bts, Demonios, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Romance, Suga, Taehyung(v)
Visualizações 56
Palavras 572
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Sei que não posto faz tempo, e que provavelmente vocês estão querendo me matar, mas apenas vamos aprovei esse lindo capitulo por que infelizmente nós agora realmente estamos perto do final..;-;

Capítulo 39 - 6 Mama


#6 Mama...

 

"Com um rosto que se assemelha com o de seu filho, atemporal, sempre jovem, cheia de força interior a bela mulher sorria com dignidade, seu olhar era de cumprimento, ela cumprimenta o retorno, silenciosamente, eu estendi minha mão para ela"

 

P.O.V:Jung Hoseok

 

Me encontrava em um lugar estranho, não era escuro, colorido, mas sim branco, em todos os lugares eu via, branco, me levantei cautelosamente do chão em que me encontrava e me sentei , ouvia sons de passos, o que me assustou de primeira, mas em seguida minha respiração ficou melhor, percebi um relógio no alto da sala, enquanto ele se movia ouvi algo abrindo, achei que haveria alguma porta e alguém entraria por ela falando alguma coisa, mas não havia sinal de portas a minha volta, então vi que milhares de pílulas estavam no chão, então comecei a ouvir vozes

 

"Jung...

Jung Hoseok...

Você sabe que quer..

Vamos..somente uma"

 

Aquilo me assustava, mas antes que pudesse dizer algo ou até mesmo pensar algo, não estava mais consciente do que fazia, engoli uma pílula, mas somente uma, já fez com que eu me sentisse horrível, e...em outro mundo

 

Fiquei em pé e vi a parede que antes tinha seus tons de branco, com cores diversas, a maioria entre laranja, amarelo e verde, achei aquele momento que a sala estava mais diferente e..menos chata...sendo curioso toquei as paredes, quando toquei senti algo estranho, era algo nojento de se tocar na minha opinião

 

De repente depois de um tempo, novamente não estava consciente do que fazia ou havia feito, apenas haviam pequenos flashbacks na minha mente como eu tocando nas paredes diversas vezes enquanto espalhava as pílulas no chão, derrepente vi uma porta á minha frente, no instante seguinte eu havia desmaiado

 

"Lembra dos seus tempos de infância Hoseok?

Lembra como estragou os dias de sua família?

Lembra de sua mãe chegando em casa cansada e chorando lágrimas e mais lágrimas?

Eu posso te fazer lembrar..."

 

Derrepente acordo um tanto assustado, conhecia aquela voz, era a voz da que depois de tanto tempo eu queria orgulhar e ser lembrado pela mesma...mas nunca conseguia, nem nunca conseguiria devido aos atos feitos..

 

Hoseok-Não me faça lembrar-ouço uma risada em minha mente que me fez arrepiar, era totalmente assustadora..-me lembro de tudo, cada mísero detalhe..infelizmente...eu me lembro

 

"Que bom que se lembra Hoseok...Vejo que teremos menos trabalho com você...interessante..."

 

Diz ela e novamente eu ouço aquela risada horripilante, vejo que há uma abertura na porta que antes citei ter visto, fui de encontro a mesma e vi uma..poderia dizer que era uma floresta com grande neblina, derrepente quando cheguei perto demais da porta ela se abriu, me surpreendendo, vi que se tratava de um quadro, um belo quadro, por algum motivo estranho eu me lembrava deste quadro de algum lugar...

 

Não me lembrando do que se trata, encontro um chocolate em meu bolso, apenas dou de ombros e o como, sorrindo em seguida, então eu sai daquele lugar com um objetivo:

 

Salvar todos...

 

"Hey mama! Agora você pode confiar em mim estarei sempre ao seu lado, Hey Mama! Por você ter se doado para mim e ter sido meu suporte, Hey Mama! Agora você pode acreditar no seu filho, você pode sorrir.."

 

Em minha mente por algum motivo vi dois círculos diferentes se juntarem, assim formando outro, assim me mostrando quatro círculos, fiquei confuso, mas apenas continuei andando, até que eu vi uma porta...

 

 

 

 

 


Notas Finais


Ok, agora podem me matar kkkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...