História A maluca que mudou minha vida- IMAGINE BTS (KIM SEOKJIN) - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 45
Palavras 878
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Magia, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura S2

Capítulo 8 - Parceiro...


Fanfic / Fanfiction A maluca que mudou minha vida- IMAGINE BTS (KIM SEOKJIN) - Capítulo 8 - Parceiro...

[QUEBRA DE TEMPO] 

Assim que saio do hospital recebi uma ligação,era meu "querido" pai,ele me avisou que eu não precisaria mais tentar dar golpes em artistas,mas que teria que trabalhar na empresa dele visitando clientes,no caso os ameaçando para pagar suas dívidas com juros abusivos e totalmente desnecessários,infelizmente tive que aceitar,agora existia duas pessoas em minha vida que eu precisava proteger,uma era o JIN e a outra a Maria. A primeira coisa que fiz foi afastar a Maria,até que foi fácil,depois me mudar para uma mansão da família que ficava em uma floresta onde havia pouco acesso,e depois ligar para meu "parceiro" vir me buscar para irmos até o primeiro cliente. Tomo um banho rápido e coloco uma calça de couro preta e colada,uma blusa vermelha de mangas longas,um casaco preto aberto é uma bota preta cano médio e sem salto,espero alguns minutos e um Audi A6 preto estacionou,entro no carro e me deparo com um cara lindo.

SN- Olá,me chamo SN,espero que possamos nos dar bem.

B- Prazer,me chamo Bang yongguk.

Ele deu um leve sorriso e eu retribui,no caminho falamos sobre o primeiro cliente.

B- Idade: 46 anos

Nome: Park Hyuk Sik

Família: Dois filhos,o mais novo com 17 anos e o mais velho com 20. A esposa faleceu a três semanas.

Ele está devendo a 1 ano o valor de $45.000,00 com os juros fica $90.000,00. 

SN- Eu não acredito que esse velho maldito dobrou o valor,pelo que estou vendo no perfil dele ele usou todo o dinheiro para a educação dos filhos e ainda teve que pagar o velório de sua mulher.

B- Você chama seu próprio pai de maldito ? 

SN- Não vamos tocar em assuntos pessoais. Também estou vendo aqui que apesar de estar se afundando em dívidas ele tem muitos seguranças,tanto com ele quanto com os filhos,como iremos chegar até eles ? 

B- Eu me garanto.

SN- Fui criada para isso. 

B- Mas mesmo assim vamos tentar evitar os seguranças,usaremos disfarces de empregados ou algo do tipo, você vai até o filho mais novo e eu irei até o pai. 

SN- E o filho mais velho ? 

B- Ele está na faculdade de Harvard.

SN- Mas a empresa deles não estava falindo ? 

B- Teremos que descobrir isso também.

Ele me deixou na escola do filho mais novo,tive que me vestir psicóloga,forjamos uma papéis com autorização para uma consulta com o Park Min-Si filho do cliente,foi um pouco complicado mas consegui convencer a tirá-lo da aula. Estava sentada em uma poltrona na sala reservada quando o garoto entra. 

SN- Bom dia.

PM- São três horas da tarde,preste mais atenção. 

SN- Desculpe pelo meu erro.

Sorrio com vontade de tacar a cadeira na cabeça desse garoto ignorante.

Fiz algumas perguntar aleatórias que foram respondidas com arrogância,até que finalmente chegou na hora de agir. Exatamente dois minutos antes do sinal tocar eu me levanto e vou atrás de sua cadeira,no momento exato que aquele barulho enorme do sinal aconteceu eu injeto uma injeção que o faz desmaiar,faço sinal para o Bang se aproximar da janela e arrasto o garoto até ele, rapidamente ele o leva para o carro e eu vou logo atrás,ele da a partida e saímos o mais rápido possível de lá. 

SN- E o pai dele ? 

B- Está amarrado no quarto,fiz com que ele dispensasse os seguranças por isso temos o caminho livre até lá. 

SN- Ok. 

Quando chegamos lá arrastando o garoto até seu pai,quando jogamos o garoto perto dele vejo lágrimas saindo de seu olhar desesperado,um aperto em meu coração surgiu mas mesmo assim tínhamos que fazer isso. 

PH- O que querem ? Eu farei tudo o que quiserem mas por favor deixem meu filho em paz. 

Ele implorava por isso,e a única coisa que eu podia fazer era agir como um monstro mascarado. 

SN- O senhor acabou de dizer que faria tudo pelo seu filhinho,certo ? 

Ele confirma com a cabeça. Eu me aproximou de seu filho desmaiado no chão e ergo sua cabeça segurando pelos seus cabelos e aponto uma pequena faca para seu pescoço. 

B- Então senhor,seremos rápidos e práticos. Queremos $90.000,00 em dinheiro agora,ou seu filhinho ali,não vai chegar nem a vida adulta.

Nesse momento o senhor que estava implorando pela vida de seu filho se joga de joelhos no chão e se curva em meus pés.

PH- Eu não tenho essa quantia em dinheiro,por favor poupe meu filho,me leve no lugar dele,eu lhe imploro.

Eu não conseguia ver aquele sofrimento. 

SN- Quanto o senhor pode nos dar agora em dinheiro ? 

B- O que você pensa que está fazendo? 

SN- Cale a boca.

PH- Poderei lhes dar $30.000,00 em dinheiro agora.

SN- Nos entregue esse dinheiro e eu pouparei a vide de seu filho. 

Ordeno o Bang o desamarrar e ele pega uma maleta com a exata quantia dentro de um cofre,pego o dinheiro e saio com o Bang. Entramos no carro e tiramos nossas máscaras e disfarces. 

B- Você está louca ? Porque fez isso ? 

SN- Fique tranquilo,a quantia que falta eu colocarei. E se você contar ao meu pai eu juro que lhe mato.

B- Por que fez isso ? 

SN- Não podia causar sofrimento a outra pessoa. 

B- Você e do bem SN. Acho que agora sim encontrei uma parceira que eu possa confiar. 

SN- Obrigado. Agora vamos até minha casa para mim pegar o resto do dinheiro. 



 








Notas Finais


Espero que gostem S2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...