História A Máquina do Tempo - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 6
Palavras 557
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Canibalismo, Estupro, Mutilação, Necrofilia, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


:D :D :D

Capítulo 18 - Pedro (o resgate - parte I)


Há meses, Pedro foi transportado para uma época onde todas as mulheres eram escravizadas, e ainda, eram obrigadas a ter relações sexuais com homens que, nem conheciam, até engravidarem, caso o bebê fosse uma menina, teriam o mesmo futuro que as mães, mas caso fosse menino, sería diferente, sería tratado como um verdadeiro príncipe, um verdadeiro rei, aquele que merece ser bem cuidado. Ao ver o sofrimento das mulheres daquela época, Pedro pôde sentir a dor delas, e de alguma forma, tentaria mudar a situação.
Um homem que passava pelo local, encontrou Pedro, e perguntou: tá perdido, amigo? Logo, Pedro respondeu: Não, não. Bom, sim...!
O homem que encontrou Pedro, percebeu que ele era confiável, e o ofereceu um lugar pra ficar, em sua casa, até encontrar um lugar fixo. Os dois conversam:
- Você sabe quais são as regras daqui? Bom, é muito triste. Faz um tempo que eu luto para mudar essa situação, mas enquanto o nosso Dono viver, será assim.
- Então, vocês tem um dono, aqui? Que?
- Sim, o chamamos assim, pois ele manda em tudo e em todos. Ele está acima de tudo. E ele é um homem muito agressivo! Principalmente com as mulheres. Por favor, evite que ele te veja. Ele odeia estrangeiros.
- Tá, mas... Só eu que acho essas ordens um absurdo?
- Rapaz, desde muito tempo estou a procura de pessoas que me ajudem a acabar de vez com tudo isso que, atormenta a nossa nação.
- Sendo assim, estou à suas ordens, senhor. Vou ajudar no que for necessário para derrubar o "reinado" desse infeliz.
- Não é tão simples! Ele é muito poderoso, e é necessário muitos processos para poder chegar perto dele.
- Não! Eu não posso deixar que essa injustiça continue a acontecer. Eu vou falar com esse desalmado agora mesmo!
- Rapaz...
Pedro saiu sem dar explicações, quando foi interrompido por uma linda jovem. Os dois conversam:
- Oi, você poderia me ajudar? Eu, sem querer, acabei ouvindo você conversando... Bom, eu quero que você me ajude! Eu não aguento mais essa vida de escrava. Quando nasci, isso não existia. Aí surge esse homem, ditando regras, e somos obrigados a obedecê-lo, e pior, nos considera criados dele...
- Olha, fica tranquila, eu vou te ajudar a encontrar um lugar seguro aqui. Mas, antes, vou conversar com esse cara...
- Não! Você não pode! Ele tem o poder de matar você! É, eu sei, isso é um absurdo, mas é a realidade daqui. Ele é muito poderoso. Por favor, preserve a sua vida!
- Então, me conta... Você fugiu? O que te fez quebrar essa regra?
- Eu fico até com vergonha de falar, mas... O próprio... Há dias abusa sexualmente de mim, e eu não pude fazer nada! Eu não sou um brinquedo para ele faz...
- O que? Como ele ousou a fazer tamanha brutalidade?
- Ele é o próprio demônio... Agora, descobri que estou gravida desse infeliz e... Me sinto um lixo!
- Isso não vai ficar assim! Vou atrás dele agora!
Pedro saiu, furioso, querendo encontrar o "Dono", mesmo que, para isso, perdesse sua vida.
Pedro estava decido, mas, não conseguia esquecer o rosto da moça, e decidiu voltar e perguntar o nome dela dela. Na verdade, Pedro se apaixonou pela jovem, logo quando a viu pela primeira vez.

Notas Finais


Voltei com tudooo! Gostou? Diz aí.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...