História A Máscara - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook, Personagens Originais, V
Tags Bishouju, Bishounen, Bts, Colegial, Imagine Bts, Imagine Taehyung, Romance, Taehyung
Visualizações 40
Palavras 1.545
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Bishounen, Colegial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


TO ANIMADAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

Espero que goste desse cap e pelo fato de eu estar postando pela segunda vez hje, bjs ♥

Capítulo 16 - Mathias?


Fanfic / Fanfiction A Máscara - Capítulo 16 - Mathias?

Depois de comer eu fui dormir.

(...)

Acordei no dia seguinte um pouco sonolenta. Fiz tudo o que tinha que fazer e depois desci pra tomar café.

Comi só uma maçã e depois saímos pra ir até a escola, mas...

Assim que eu pus o pé pra fora de casa ouvi o som de uma buzina.

Tinha um carro, ou melhor, o carro do Taeyang parado na porta de casa.

- O que ele ta fazendo aqui? - A Bárbara correu até o carro para cumprimentar a amiga e eu fui atrás dela um pouco confusa.

- Oe! - Ele cumprimentou.

- Oi... Ta fazendo o que aqui?

- Carona.

- Eu não pedi.

- Aish! - Ele botou a mão no coração de uma forma dramática.

- Para com esse drama, arg! - Eu entrei e coloquei o cinto.

Nós fomos à escola e ele parou na porta.

As meninas desceram correndo pra dentro.

- Oxe, nem da tchau pra irmã! - Reclamei.

- Já me acostumei com isso... Você também se acostuma - Ele deu um beijo na minha bochecha e encostou a mão na minha. - Vamos?

QUE MERDA É ESSA!? 

Eu olhei pra ele com cara de bunda e o mesmo sorriu.

ELE SORRIU?!

- Que foi? - Não respondi.Passei a mão na bochecha e saí andando.

- O que foi (S/n)? - Ele veio atrás.

- Eu não sou sua namorada! - Respondi e apertei o passo.

- Espera aí... - Quando ele tentou segurar na minha mão alguém apareceu e me puxou pela cintura.

Era o Taehyung.

Do lado dele estavam o o Jimin e o Jungkook.

Ele segurava firmemente a minha cintura e eu estava colada ao seu corpo.

- Qual foi Taehyung? - Eles começaram a se encarar com raiva.

Eu puxei de leve a blusa do Taehyung e ele olhou pra mim.

- Não causa briga. Vamos pra sala - Sussurrei e ele consentiu com a cabeça. Nós saímos andando enquanto o Taeyang ficou para trás.

Eu não vou me exaltar... Eu vou ficar calma... Vou ficar quieta... Vou...

Merda.

Minhas mãos começaram a tremer um pouco.

Eu ainda estava junto do Taehyung, mas agora ele segurava nos meus ombros.

- Ta tudo bem (S/n)? - Ele perguntou.

Ai, ele percebeu!

Me separei dele

- Tô bem, tô bem... Só preciso ir no banheiro, tchau! - Corri o mais rápido que eu pude e fui até o banheiro.

Entrei numa das cabines e fiquei por lá mesmo.

O meu remédio não controlava esse tipo de coisa, então seria inútil tomar ele agora.

Resolvi ficar lá até eu me acalmar um pouco.

(...)

O sinal bateu... E nada da tremedeira passar.

Sempre que alguém entrava eu ficava quietinha.

Só na metade do primeiro horário eu consegui parar de tremer.

Saí de lá e fui pra sala.

- Licença? - Perguntei ao entrar na sala. Todo mundo começou a olhar pra mim.

- Atrasada senhorita (S/n) - O professor disse - O que houve?

- Eu... Alguns problemas. - Me sentei no meu lugar.

- Dessa vez passa. - Ele voltou a explicar a matéria e eu só abaixei a cabeça.

No meio da aula alguém jogou uma bolinha de papel em mim.

Abri e li o que tinha dentro.

" O que houve com você?"

Essa letra...

Não era do Jimin, não era do Jungkook... E nem do Taehyung.

Comecei a olhar em volta e peguei o Taeyang me fitando.

Mandei o dedo do meio pra ele e amassei o papel.

Deitei minha cabeça de novo.

Taehyung ON (momento da chegada)

Eu e os meninos estávamos na porta conversando quando vimos o carro do Taeyang chegar.

Estranhei quando vi Bárbara descendo dele e depois a (S/n).

- O que elas estão fazendo ali? - Perguntei.

Logo depois o Taeyang deu um beijo na bochecha dela.

Como assim?! Que palhaçada é essa?!

- Mas que babaca... - Jimin disse.

A (S/n) saiu andando e quando o Taeyang tentou pegar na mão dela...

Não deu pra me segurar.

Eu fui até ela e a puxei pela cintura.

Não ia deixar ele fazer uma merda dessas!

(Momento na aula)

Nós já estamos quase na metade da aula... Cade ela?

- Preocupado? - Jungkook perguntou e eu assenti com a cabeça.

- Deve ter sido por causa daquele otário - Jimin disse.

- Eu acho que foi mais do que isso...

- Como assim? - Eles perguntaram.

- Quando a gente tava vindo pra cá ela começou a tremer.

- Tremer? Isso tem alguma coisa haver com o...

- Psicológico? - Cortei Jimin - Pode ser, eu vou perguntar minha mãe depois.

- Silêncio meninos! - O professor disse.

Nós nos calamos e aula seguiu de novo.

Taehyung OFF

Quando o sinal do intervalo bateu eu corri para fora e comecei a procurar minha irmã.

Assim que achei fui correndo até ela e suas amigas.

- Brigadeiro? Que foi? - Ela perguntou.

- Nada. Tô só fugindo de um chato! - Respondi com ironia.

- Quem? - Mi Cha perguntou.

- Seu irmão - Apontei pra Kim.

- Meu irmão? O que ele fez?

- Só fique sabendo que eu não gostei.

- Ta... - Acabou que eu fiquei quase o intervalo todo conversando com elas. Voltei pra sala um tempo depois e fui até minha carteira. Deitei com a cabeça na mesa e tentei cochilar um pouco.

- Sono? - Alguém chegou e começou a alisar minha cabeça.

- Tô... - Nem precisei me levantar pra saber quem era.

Senti que ele havia se sentado do meu lado, então eu me virei e deitei com a cabeça no ombro dele.

Ele soltou um riso fraco e beijou o topo da minha cabeça depois começou a fazer carinho nela.

- Taehyung... - Eu disse sonolenta.

- Diga.

- Quando o professor chegar me acorda tá? - Ele riu de novo.

- Ok.

Acabei dormindo mesmo.

Taehyung ON

A (S/n) dormiu no meu ombro enquanto eu passava a mão pelos seus cabelos.

Ela fica fofinha dormindo.

Eu puxei ela pra mais perto e a envolvi com os braços.

Logo o sinal tocou e os alunos começaram a chegar.

Todo mundo ficou olhando e falando "Eu shippo" igual um bando de crianças.

Olhei pra porta e Taeyang entrou soltando fogo pelo nariz. Não pude deixar de não rir.

Os meninos vieram pra perto de nós.

- Oh, que gracinha da nossa bebê - Jungkook disse alisando o rosto dela.

- Que fofinha... Mas tem que acordar. (S/n)! - O Jimin começou a balançá-la até ela acordar.

- Que foi inferno! - Ela começou a coçar os olhos e depois olhou pros lados. - Que caralha é essa?

- Olha pro lado - Eu disse e quando ela percebeu que estava no meu colo ficou vermelha. Eu ri e ela foi se sentar direito.

- A bebê acordou! - Jungkook disse apertando a bochecha dela.

- O único que tinha que ser chamado de bebê aqui era você! - Ela tirou as mãos dele do rosto dela e logo o professor entrou o que fez todos voltarem pros seus lugares.

Taehyung OFF

Ah, povo chato!

tava tão dormir no colo dele... Era macio e... O que eu tô falando?!

Aish, tira isso da cabeça e se concentra na aula menina!

(...)

Assim que a aula acabou eu saí e fui pra porta.

Bárbara já estava a minha espera.

Do nada o carro do Taeyang e do Jungkook pararam um do lado do outro.

Isso é o que? Rivalidade masculina? Que porra é essa?

Sem pensar duas vezes eu catei a Bárbara e a gente entrou no carro do Jungkook.

- Awnt, sabia que você viria pra cá - Ele fez um coração com a mão.

- Nhá... Não quero ver a cara dele por um bom tempo, anda aí! - Ele deu partida e nós fomos pra casa.

Cheguei já tacando o "tô nem aí" em tudo. Subi pro quarto, joguei as coisas no chão e capotei na cama.

(...)

Acordei com meu pai batendo na minha perna e me chamando.

- Ah! - Me virei e ele continuou enchendo meu saco.

- Acorda! - Ele me sacudiu e eu finalmente me virei pra ele.

- Hum?

- Eu vou sair com a sua mãe, só volto a noite ok? Cuida da sua irmã e vê se acorda - Ele me deu um beijo na testa e saiu.

Eu me levantei e vi que já eram três da tarde.

Tomei um banho, coloquei um pijama mesmo (de oncinha) e desci pra comer alguma coisa.

Comi um pão mesmo com suco e fui ver TV.

Deixei num desenho que tava passando na hora e fiquei ali assistindo.

Bárbara chegou uns minutos depois e sem dizer nada se sentou do meu lado.

E foi assim como sempre nossa tarde, porém de noite foi diferente...

O telefone tocou.

- É o seu ou o meu? - Perguntei.

- É o seu. - Ela respondeu. Ele estava do meu lado, e assim que olhei vi que era do Brasil.

- Alô?

- Alô? (S/n)?

- Mathias? 

- Em carne e osso!

- fala aí, qual foi?

- Assim... Eu tô na sua porta, dá pra abrir?

- QUE?!


Notas Finais


Espero que tenha goxtadu, bjinhos de melzinho, flw :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...