História A Melodia do Coração - Capítulo 37


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Afrodite de Peixes, Julian Solo, Mu de Áries, Personagens Originais, Saori Kido (Athena), Shaka de Virgem, Shion de Áries, Shun de Andrômeda, Sorento de Sirene
Tags Afrodite De Peixes, Afrodite X Oc, Amor, Gravidez, Romance, Sorento De Sirene, Sorento X Oc
Exibições 63
Palavras 4.496
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá meus queridos leitores.
Aqui veremos como será a primeira parte da despedida de solteiro da Saori.
Espero que gostem e tenham uma boa leitura.

Capítulo 37 - Despedida de solteiro


Algumas horas mais tarde na entrada do santuário, o pequeno grupo saia do carro, tinham se divertido muito no cinema. Decidiram voltar depois do filme pois queriam descansar um pouco antes de caírem na noite.
Novamente Afrodite usa seu teletransporte para agilizar a subida até a casa de peixes onde Hélyn se despede deles e continua o resto do trajeto até o templo principal levando seu vestido protegido pela capa protetora.
Quando chegou ao templo, decidiu ir direto para seu quarto e acabou encontrando Saori que também estava indo para seus aposentos.

- Então minha amiga, como foi a sua tarde?
- Foi muito boa, eu estava mesmo precisando sair.
- Fico muito feliz em ouvir isso, mas eu posso ver o seu vestido?
- É claro que sim, vamos até o meu quarto.

Ao chegarem no quarto da pisciana, Saori trancou a porte e foi até a cama onde Hélyn deixara o vestido. A jovem deusa quase caiu pra trás ao ver o lindo vestido que Hélyn, Marin e June iriam usar no seu casamento.

- Ele é belíssimo, Afrodite e Miélle tem muito bom gosto. Adorei a cor e o corte dele, deve ter ficado perfeito em você.
- Afrodite não poupou elogios, parecia que estava vendo um fantasma.
- Você já tem um sapato ou sandália pra usar com ele?
- Sim, a June me emprestou uma sandália prateada.
- Sei qual é, mas eu tenho uma que vai combinar perfeitamente com esse vestido, espere um momento.

Antes que Hélyn pudesse dizer algo, Saori sai do quarto e volta momentos depois com uma caixa em mãos junto com outra menor de madeira.

- Já aproveitei e trouxe as minhas jóias para escolhermos um conjunto bem bonito pra você
- Saori não precisa de tudo isso.
- Precisa sim, agora experimente a sandália, depois escolheremos as jóis que você irá usar.
- Está bem.

Então Hélyn coloca as sandálias douradas que serviram perfeitamente em seus pés. O salto não era muito alto e a permitindo caminhar confortavelmente. O que mais chamava a atenção era a fina tira central com pequenas pedras vermelhas e rosa.

- Ela é linda Saori, ficará perfeita com o vestido.
- Sim, você vai ficar parecendo uma princesa. Agora vamos escolher as jóias pra você.
- Além de nós três, quem mais convidasse para passar o dia com você no SPA?
- Apenas as que são mais próximas de mim, Helena, Luna e Miélle. Queria fazer esse agrado a vocês e não há nada melhor que passarmos o dia juntas no SPA. E como eles também tem integrado um salão de beleza profissional, já sairemos prontas para o casamento. Nós vamos deixar aquele bando de garotas sonsas da alta sociedade no chinelo.
- E você será a estrela da noite, nem mesmo aquela vadia irá apagar o seu brilho.
- Eu sou muito melhor que aquela piriguete, vou mandá-la para bem longe muito em breve.
- Mas como pretende fazer isso? Julian a vê como uma irmã e a protege de todos.
- Eu tenho uma arma secreta que vai fazer o meu marido esquecer da existência dela. Aguarde e você a verá sumir de nossas vidas.

Hélyn apenas acena com a cabeça e sorri maliciosamente, sabia que a arma secreta de Saori era o bebê que estava esperando. Mas não tinha tanta certeza de que aquela criança pudesse fazer Julian esquecer daquela vadia que ele considerava como irmã.
Depois de mais alguns minutos, elas finalmente escolhem as jóias que usariam na noite do dia seguinte.

- Bem, agora que todos os detalhes estão resolvidos, irei para o meu quarto descansar um pouco para depois cairmos na balada.

Depois que Saori saiu do quarto, Hélyn vai até a suíte e coloca a banheira para encher e depois despejou alguns sais perfumados e uma boa quantidade de espuma para banho. Assim que a banheira estava cheia, fechou os registros e ligou a hidromassagem.
Em poucos minutos uma grossa e cremosa camada de espuma se formou sobre a água, se desnudou rapidamente e depois prendeu os longos cabelos em um coque mal feito. Em seguida entrou na banheira deixando seu corpo relaxar dentro da água quente enquanto massageava seu delicado corpo com uma esponja macia.

Ficou relaxando dentro da banheira por um bom tempo até que decidiu sair, pois tinha uma festa pra ir naquela noite. Depois que já tinha se enxugado, colocou seu roupão e foi para o quarto escolher algo elegante para vestir, queria ficar bonita para aquela ocasião.
Acabou escolhendo uma calça jeans skinny negra e uma blusa vermelha de manga comprida. E para calçar, escolheu um par de sapatilhas vermelhas que tinha um pequeno salto. Depois pediria para saori lhe maquiar.
Foi então que ouviu alguém bater na porta e chamar seu nome.

- Hélyn eu posso entrar?
- Sim June, entre.
- Me desculpe se eu estou atrapalhando.
- Você nunca atrapalha, eu acabei de escolher uma roupa para a festa da Saori.
- Ela me disse que vocês escolheram um vestido maravilhoso, eu posso vê-lo?
- Sim, ele está pendurado no meu guarda roupa. Você pode pegá-lo.

Enquanto Hélyn foi para o banheiro se arrumar, June foi até o guarda roupa ver o vestido que a pisciana escolhera pra elas. Ficara pasma e encantada quando finalmente o vira dentro da capa protetora, acabou não resistindo e o tirou da capa para poder vê-lo melhor.

- Vejo que você gostou do modelo que nós escolhemos.
- Eu não gostei, eu amei esse vestido. Hélyn, ele é maravilhoso e perfeito para nós três. Sabíamos que eles não iam nos desapontar, aqueles dois tem muito bom gosto.
- É verdade. E para completar, a Saori me emprestou uma sandália dourada linda. Espero que não fique chateada por isso.
- Que isso minha amiga, fico feliz que ela tenha encontrado algo que combine mais com esse vestido. Marin vai surtar quando vê-lo.
- Afrodite já deixou reservados os vestidos pra vocês, aqui está o cartão da loja.
- Obrigada, amanhã Marin e eu vamos buscá-los. Mas mudando de assunto, você está linda com essa roupa, vai fazer muitos rapazes enfartarem.
- Que isso June, só tentei caprichar mais no visual. E você também está linda, o Shun teria um treco se te visse agora.
- Obrigada, nós vamos brilhar e muito essa noite. Mas você vai com a cara limpa?
- Não, eu vou pedir para a Saori me maquiar, não quero ir apagada.
- Não diga isso, pois você é muito bonita. E eu vou te maquiar, pois a Saori vai demorar bastante pra ficar pronta, você sabe como ela é.
- Nem me fale, acho que amanhã ela mata o Julian do coração.
- Ele já deve estar acostumado, agora sente-se que eu vou te deixar uma verdadeira diva. 
- Só não quero algo muito forte ou chamativo.
- Não se preocupe, farei algo que você irá adorar.

Em seguida a loira tira um pequeno estojo de sua bolsa e começa a maquiar a pisciana, estava decidida a realçar ainda mais os belos olhos e lábios da castanha, Hélyn podia estar solteira, mas isso não a impedia de querer ficar bonita.
Alguns minutos depois, June sorri orgulhosa ao ver sua obra de arte, mas antes de deixar a pisciana se olhar no espelho, prendeu os longos cabelos castanhos em um rabo de cavalo alto deixando algumas mexas laterais soltas.

- Pode se olhar no espelho.

Em seguida Hélyn se levanta da cama e vai até o espelho. Não pode deixar de sorrir ao ver seu reflexo, June realmente fizera um ótimo trabalho ao destacar seus olhos e lábios.

- A maquiagem está perfeita, obrigada June.
- De nada, fico muito feliz que você gostou. Bem, acho melhor nós irmos na frente, pois já está quase na hora.
- Só vou pegar a minha bolsa.

Em seguida Hélyn pega sua pequena bolsa de couro marrom escuro e depois elas saem do quarto e vão em direção a casa de peixes onde se encontrariam com Miélle para depois irem esperar por Saori na casa de áries onde Luna e Marin se juntariam ao grupo.
Quando chegaram em peixes, viram que Miélle já estava esperando por elas ao lado do belíssimo pisciano.

- Boa noite meninas, mas onde está a Saori?
- Boa noite Afrodite, nossa querida deusa ainda deve estar se arrumando. Então decidimos vir na frente.
- Essa Saori não tem jeito. Mas você já viu o vestido que nós escolhemos pra vocês?
- Sim, acabei de vê-lo. Você e Miélle têm muito bom gosto, ele é maravilhoso e amanhã irei buscar o meu.
- Fico feliz que tenha gostado, não foi fácil encontrar o modelo certo. Hélyn estava uma pilha de nervos e parecia que ia ter um treco.
- Nem me lembre disso, mas felizmente tudo deu certo.
- Sim. Mas antes de descemos, peço para que tenham cuidado e fiquem de olho na Saori, pois apesar de estar mais sábia, ela ainda é um pouco imatura e irresponsável com certas coisas.
- Não se preocupe querido, nós vamos ficar de olho nela.
- Do jeito que aqueles dois viviam se agarrando pelos cantos, era só uma questão de tempo para que ela engravidasse. Ainda bem que o Shion é muito distraído, caso contrario...
- Ainda bem que isso não aconteceu. Mas Saori é tão nova pra ser mãe, acho que ela não está pronta pra isso.
- Concordo com você Miélle. Não quero ser pessimista, mas isso pode não acabar nada bem.
- Por que diz isso Hélyn, você está com algum pressentimento ruim?
- Não é isso, o caso da Saori lembra um pouco o da minha mãe. Assim que ela descobriu a gravidez, aquele verme revelou quem realmente era. Se não fosse pelos meus falecidos avós paternos a acolherem e cuidarem dela, ela teria sido jogada na rua sem nenhuma piedade.
- Se aquele almofadinha fizer algo ruim com a Saori, Shion nunca mais deixará que ele chegue perto dela. Foi realmente uma barbaridade o que aquele verme fez com a sua mãe, mas você chegou a conhecê-la?
- Não, infelizmente eu não tive essa oportunidade, ela morreu pouco tempo depois de dar a luz. Foram meus avós que me contaram tudo sobre ela.
- Me desculpe, eu não sabia que...
- Está tudo bem, me lembrar dela não me trás tristeza. Caso contrário, não teria falado sobre ela.

Afrodite apenas suspira aliviado, tudo que menos queria era causar algum sofrimento a sua amada Hélyn. Era realmente revoltante as histórias delas, mas felizmente agora Hélyn tinha uma vida muito melhor e estava feliz ali com eles.
Como Saori estava demorando, decidiram descer sem ela e a esperariam na casa de áries. Em câncer, Helena se junta ao grupo e o pisciano se despede delas e de sua amada Miélle.

- Pensei que a Saori estaria com vocês, pois demoraram para chegar.
- A Saori parece ter prazer em se atrasar, vamos esperar por ela em áries.
- Concordo com você June. Mas se ele começar a abusar da nossa paciência, nós podemos ir a outro lugar.
- Se isso acontecer, eu esfolo aquela garota, pois se não fosse por essa festa, nós quatro iríamos sair para comer um bom fondue.
- Então somos duas, pois o Mu queria ir ao teatro e só não fomos por causa dessa festa.
- Luna, por que você estava subindo essas escadarias infernais?
- Vocês estavam demorando e eu achei que tinha acontecido alguma coisa. Saori realmente adora abusar da nossa paciência, a Marin já está quase desistindo de ir.

Não demorou muito e o grupo finalmente chega em áries onde Marin esperava impaciente e quase tivera um ataque ao ver que Saori não estava com elas.
Mas felizmente poucos minutos depois, a jovem deusa aparece diante delas sorrindo alegremente como se nada tivesse acontecido.

- Me desculpem pelo pequeno atraso, nós podemos ir.
- Não seja cínica, faz quase uma hora que estamos te esperando.
- Eu sinto muito Marin, mas eu precisava ficar linda para minha ultima noite como solteira.
- O tempo passa e você nunca muda, vamos logo antes que eu desista.

Ao ver que realmente tinha deixado elas irritadas com aquele enorme atraso, a jovem deusa usa seus poderes para teleportá-las direto para o centro de Atenas. Agora elas estavam em um beco perto da boate escolhida por Saori.

- Céus, vejam o tamanho da fila, vamos passar metade da noite aqui fora.
- Engano seu Helena, nós vamos entrar pela entrada vip.
- Você realmente pensou em tudo, não é mesmo?
- Sim Luna, pois eu quero que a nossa noite seja perfeita.

Depois que entraram na boate, uma das atendentes as leva até uma das luxuosas áreas vip reservada por Saori. O espaço era bem amplo e aconchegante e dali tinham uma visão privilegiada do palco onde aconteceria um grande show de um grupo canadense.
Saori, Luna, June e Marin logo se soltaram e estavam passeando e andando em meio a multidão. Já Hélyn preferia ficar mais perto de Miélle e naquele momento tentava imitar a canceriana na pista de dança.

- Tente se soltar, você está muito travada.
- Me desculpe, eu nunca vim antes a um lugar como esse.
- Não precisa se desculpar e sempre tem uma primeira vez. Sei que você não se sente muito bem em multidões, mas eu estou aqui com você, então não precisa ter medo.
- Obrigada Miélle, até que está sendo divertido.
- De nada, agora relaxe e deixe as coisas fluírem.

Algum tempo depois, Hélyn passou a dançar mais livremente sem medo ou receio acompanhando a canceriana que sorria ao ver a pisciana tão solta e animada. Viu que elas atraiam vários olhares de cobiça e desejo, algo normal em uma balada. Mas se alguem tentasse fazer algo a elas, voltariam imediatamente a área reservada por Saori.

Em outra parte da pista, June, Luna e Helena também dançavam enquanto bebiam alguns drinks e conversavam animadamente. Tinham visto Miélle e Hélyn em uma parte com menos aglomeração a ficaram felizes ao verem a pisciana tão solta e alegre.

- Parece que a Hélyn finalmente se soltou e está curtindo a noite.
- Pode ter certeza de que sim Luna, ela precisava sair e se divertir.
- Concordo com você June, e ela parece estar se recuperando bem rápido daquele terrível golpe.
- Mas do que vocês estão falando? Que eu saiba ela estava doente e não deprimida.
- Merda, isso é um assunto muito sigiloso e você tinha que abrir a boca?!
- Me desculpe June, foi sem querer.
- Não precisam brigar, eu prometo que não vou contar isso a ninguém.
- É melhor você não saber disso agora, amanhã você e todos vão saber o verdadeiro motivo da Hélyn ter ficado tão doente.
- Céus Luna, do jeito que você fala parece que vai explodir uma bomba.
- Quase isso, mas agora esqueça esse assunto e vamos nos divertir.
Helena apenas acena com a cabeça e depois June puxa outro assunto agradável.
Já em outra parte da pista Marin flertava com um belo rapaz que a admirava dançar, como ele não a olhava maliciosamente, a ruiva decidiu dar uma chance ao atraente rapaz.
Não muito longe de onde estava, Saori dançava sensualmente e provocava todos a sua volta, estava amando receber todos aqueles olhares de cobiça e desejo, os deixaria só na vontade, pois seu coração já tinha dono.
Não muito longe, Hélyn percebeu o jogo de sedução da jovem deusa e fica preocupada, pois Saori fazia de tudo para provocar e chamar a atenção.

- Isso não vai prestar, ela não devia ficar provocando.
- Céus, essa garota está procurando por encrenca.
- Não seria melhor chamar a atenção dela?
- Vamos ficar alertas, se ele começar a passar dos limites, eu a arrasto até a área vip.
- Certo, eu vou pegar alguma coisa pra beber, você também quer?
- Eu vou com você, não é bom andar sozinha por ai. Assim já aproveitamos e pedimos alguns petiscos.

Em seguida as duas vão para o bar pedir algo para beber e petiscar, como era uma ocasião especial, Miélle pediu dois coquetéis de frutas vermelhas com pouco alcool e um prato de aperitivos leves.
Acabaram encontrando Helena e Luna no caminho que também pedem uma bebida e depois vão para a área vip onde Hélyn e Miélle já estavam acomodadas.

- Isso está bom demais, acho que só voltaremos de madrugada.
- Não exagere Helena, está muito bom e divertido aqui, mas não vamos abusar.
- Ah Luna, nós temos que aproveitar que nossos amados não são ciumentos demais e nos deixaram vir de boa vontade. Não queria estar na pele de Karal, o Aldebaran é um estúpido ignorante.
- Concordo que ele exagera com aquele ciúme, mas ele é muito bom pra ela.
- É verdade, mas já não faz o meu tipo com todos aqueles conceitos antiquados.
- Mas nós não temos do que reclamar, então vamos nos divertir, pois eles também estão se divertindo.
- Concordo com você Miélle, mas como foi a sua tarde? Você me disse que não voltaria pra casa sem encontrar os vestidos perfeitos pra vocês.
- Foi muito boa, inicialmente entramos em duas lojas onde o atendimento foi péssimo, mas na terceira as coisas foram muito melhores. Depois nós fomos ao cinema ver um filme.
- Que bom que vocês encontraram o que queriam, pois também tivemos muito tabalho com os nosso trajes.
- Eu digo o mesmo que você Luna, não foi fácil econtrar algo bonito.
- Mas valeu a pena, vocês vão babar quando verem os vestidos das damas de honra. Nossa querida Hélyn ficou parecendo uma princesa.
- E como ele é?
- Não sejam apressadas, amanhã no SPA vocês saberão como ele é.
- Do jeito que você fala, tenho certeza que o Sorento vai ter um infarto quando a ver.

Ao ouvir aquela frase, Hélyn sente seu corpo gelar e seu coração quase parar, não queria falar sobre aquele canalha, mas sabia que mais cedo ou mais tarde todos iriam acabar sabendo de toda a verdade por trás do seu adoecimento.
Já Mielle estava preocupada com Hélyn e o rumo que aquela conversa tinha tomado, precisava fazer algo e rápido.

- Se ele vai ou não ter um infarto, isso não interessa. O importante é que a Hélyn estará linda. Nós vamos colocar aquelas sonsas da alta sociedade no chinelo.
- Concordo com você Miélle, elas vão ver o que é elegância de verdade. Mal posso esperar pra ver o vestido da Saori.
- Eu digo o mesmo Luna e mal posso esperar por esse evento que certamente entrará pra história. Mas por que vocês evitam falar sobre...

Mas antes que Helena pudesse terminar a pergunta, Luna a arrasta pra fora da área vip e dá um belo sermão na mais nova. Helena era uma boa moça, mas às vezes gostava de se meter onde não devia.
Já na área vip, Hélyn suspirava aliviada e um pouco incomodada, parecia que as coisas estavam se complicando novamente para o seu lado.

- Você está bem?
- Sim, mas parece que novamente as coisas estão saindo de controle.
- Não se preocupe, Luna já deve estar dando um belo sermão nela. A Helena é uma boa pessoa, mas as vezes incomoda ao se meter onde não deve. Por favor, não fique brava com ela.
- Ela só estava cuiriosa e eu a entendo. Amanhã todos vão saber da verdade e só espero que eles se controlem e não façam um escândalo.
- Eles vão ficar furiosos, mas não farão nada que possa estragar o casamento da Saori.
- Fico mais tranqüila em saber disso. Eu não queria vê-lo novamente ainda mais com aquela piriguete, mas não tem outro jeito e eu preciso enterrar essa história de uma vez por todas.
- Você é muito forte e vai conseguir se manter firme, nós estaremos por perto e ele não irá se atrever a tentar se aproximar. Mas não fique pensando nisso, pois não está te fazendo nada bem.

Hélyn apenas acena com a cabeça e sorri de leve, iria aproveitar aquela noite e não iria pensar mais no canalha que destroçara seu coração sem nenhuma piedade.
Foi então que viram June entrando na área vip arrastando Saori que parecia bastante incomodada com a amiga, pelo jeito a noite seria longa e com muitas surpresas.

Enquanto isso em outra parte do centro da cidade, Sorento caminhava ao lado de Thetis, a loira estava muito feliz enquanto tentava manter uma conversa animada. A única coisa que incomodava o músico era a roupa indecente da sua acompanhante. A sereia usava uma calça negra extremamente justa e uma blusa roxa toda rendada com um enorme decote na parte dos seios.

- Você não tinha nada mais decente pra colocar?
- Ah Sorento, minha roupa não está indecente, você que é muito reservado. Eu gosto de mostrar toda minha beleza.
- Mas não precisava abusar, você está parecendo uma...
- Não se atreva a terminar essa frase, eu só não sou jeca e não gosto de me esconder como aquela garota.
- Não comece com isso, mas bem que você podia se inspirar um pouco nela.
- De jeito nenhum! Aquela sonsa se escondia demais sem falar que era sem graça. Eu sou muito melhor e mais linda que ela.
- Está bem, não vamos mais falar sobre isso.

Não demorou muito e eles chegam ao restaurante que era um dos mais famosos da cidade. Depois de se acomodarem em uma das mesas, um garçom entrega o cardápio a eles e se retira.
Sorento pensou em pedir um prato de massa acompanhado por medalhões de filé mignhon, mas pare seu desgosto Thetis recusou o prato dizendo que não podia comer aquela bomba de calorias e que pediria apenas uma salada acompanhada por um filé de frango grelhado com molho de ervas finas.
Para evitar outra discussão, o jovem marina apenas escolheu um prato individual para si, o mesmo que escolhera antes, só que apenas para uma pessoa.

- Não acredito que você vai pedir essa bomba de calorias e gordura.
- Eu vim ao restaurante para comer algo bom e não apenas verdura.
- Céus, como você acha que eu mantenho esse meu corpinho escultural? Só como essas coisas em ocasiões muito especiais.
- É claro que é muito bom manter uma alimentação saudável, mas você já leva pro exagero. É preciso comer um pouco de tudo.
- Não começa Sorento.
- Mas é sério minha querida, acho que você devia marcar uma consulta com uma nutricionista. A noiva do Afrodite é ótima nesse assunto de reeducação alimentar, ela já fez milagres com alguns pacientes.
- Não, eu me recuso a procurar aquela sonsa e estou muito bem com a minha alimentação semi vegetariana.
- Vejo que ainda não superasse aquele enorme fora que o Afrodite te deu.
- Nunca vou superar aquilo, foi uma das piores humilhações da minha vida.
- Mas foi você quem insistiu. Além disso, você não faz o tipo dele.
- É mais um com o gosto estragado. Ela não chega aos meus pés, mas também é muito bonita. Mas devia se mostrar um pouco mais.
- Bem, nem todas se sentem a vontade em se mostrar da mesma forma que você. E sinceramente eu acho a Miélle belíssima e muito elegante, Afrodite teve muita sorte.
- O que você disse?
- Só disse a verdade, ela é uma das mulheres mais belas que já vi, sem falar que é uma ótima pessoa. Mas por que essa cara de ciúmes, foi você quem começou.
- Eu não estou com ciúmes, só acho que ela não é tudo isso. Mas mudando de assunto, mal posso esperar para o casamento.
- Também estou muito ansioso e espero que Julian e Saori sejam muito felizes.
- Eu digo o mesmo.

Mesmo a conversa estando agradável, Sorento ainda se sentia incomodado com a presença de sua acompanhante. Adorava a loira, mas quase perdia a paciência quando se tratava de comida e vestuário. Sabia que era o jeito dela, mas Thetis abusava nos decotes e fendas, e ainda por cima era desanimador ir a um restaurante com ela, pois só comia salada e um frango ou peixe grelhado.

Era naqueles momentos que sentia falta de Hélyn, pois a pisciana comia de tudo sem frescura e ainda por cima era magra. E não a achava que ela se escondia demais, ela só não gostava de se mostrar como Thetis fazia, pois era muito tímida e reservada assim como ele.
Não queria ficar pensando na pisciana, mas aquilo era inevitável, ainda se perguntava por que ela tinha que ser tão imatura e insegura. 
Eles tinham tudo para dar certo, mas infelizmente a insegurança e desconfiança da pisciana estragara tudo. Era melhor que cada um seguisse seu caminho, mesmo que isso fizesse seu coração doer. Seria melhor para os dois.

Mais tarde na boate, Hélyn, Miélle e Luna viam o Show da sacada da área vip enquanto Marin estava na pista dançando com o mesmo rapaz que se encantara por ela. June, Helena e Saori também dançavam na pista ao som daquele talentoso grupo.

- Esses rapazes são realmente muito talentosos, não é a toa que a boate está lotada.
- Eu tenho que concordar com a Hélyn, essa despedida de solteiro está sendo muito melhor do que eu pensava.
- Saori até pode ser um pouco imatura e irresponsável para certas coisas, mas sabe muito bem como se divertir e é uma ótima amiga.
- É verdade, e até a nossa Hélyn se soltou e está aproveitando a festa.
- Luna, eu só não gosto de aglomerações, mas tenho que admitir que estou gostando desse tipo de balada.
-É só uma questão de costume, logo você pega gosto por uma boa balada. E com os rapazes fica ainda melhor.
- Luna!
- Ah me desculpe Hélyn, eu me empolguei e me esqueci que...
- Está tudo bem, e eu tenho que me acostumar a estar desacompanhada.
- Um dia você vai encontrar alguém que realmente te mereça e te ame de verdade. Mas até lá, tente pensar apenas em seus estudos e treinamento. Vai fazer bem pra você se ocupar com coisas mais importantes.
- Obrigada Luna, e é isso que eu vou fazer.
- Bem, o que acham de irmos dançar com as outras? Depois podemos fazer uma pausa para um lanche.
- É uma ótima idéia Miélle, vamos aproveitar ao máximo essa noite.

Em seguida as três saem da área vip e vão para a pista de dança onde estavam June e Helena. Viram em um canto mais distante Marin conversando com um belo rapaz enquanto dançavam juntos, ficaram felizes pela amiga ter encontrado uma boa companhia, pois o leão dourado não a merecia.


Notas Finais


Bem, essa parte ficou mais tranquila, mas na próxima o bicho vai pegar.
Muitas surpresas e emoções estão por vir.
Não escrevi sobre a festa do Julian por que não tive uma boa ideia e quis focar mais nas meninas.

Muito obrigada a todos que estão lendo comentando e acompanhando a fanfic. O apoio de vocês é muito importante e significa muito pra mim.
Um grande abraço e até breve.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...