História A menina da cafeteria. (imagine Jungkook) - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), K.A.R.D
Personagens B.M, J.Seph, J-hope, Jimin, Jin, Jiwoo, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Somin, Suga, V
Tags Imagine, Jungkook
Visualizações 92
Palavras 1.163
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Fluffy, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - Medo?...de mim?


Foi um dia muito bom, no qual eu simplesmente cuidei dele.

Jk: Chega! - falou rindo de tanto que comia por minha culpa. 

(S/N): É que eu quero que você coma bem. 

Jk: Eu já tinha comido bem....a dois pratos atrás. 

(S/N): Exagerei? 

Jk: Só um pouco. - falou me dando um selinho. - eu já tô bem melhor, não precisa de tanta preocupação.

(S/N): Sabe que por mim eu sempre cuido de você. 

Jk: Por mim eu ficava doente sempre, só pra você ficar aqui. 

(S/N): Tá bem, mas eu preciso ir pra casa. 

Jk: Não, por favor! - fingiu tocir descaradamente. - eu ainda tô doente, você precisa ficar aqui. - me puxou pra deitar com ele. 

(S/N): O bebê sabe se cuidar, e já tá tarde. 

Jk: Exato, não quero você na rua a essa hora sozinha.

(S/N): Vai ficar tudo bem, assim que chegar te mando mensagem.

Jk: Por favor, eu realmente tô preocupado, não quero que vá sozinha, tá muito tarde.

(S/N): Amor, eu preciso ir. - pera, que? Eu chorei cola por acaso pra chamar ele assim?!

Jk: Não precisa, dorme aqui. - falou manhoso, pelo menos ele não percebeu o que eu falei. Ele me puxou pra si me beijando. - amor... - como negar isso.

(S/N): E-eu... - ele me beijou de novo.

Jk: Qual é a desculpa agora? - novamente, como se discute com isso?! - Qual o problema, eu só tô preocupado.

(S/N): Jungkook eu não quero! - falei firme, não tenho esse hábito, mas precisava, além de eu agora precisar ser sincera com ele. - Eu talvez só ache que não é uma boa ideia.

Jk: Parece até ter medo de mim. - sim, medo de você, não um medo completo, era complicado, eu não queria que ele soubesse. Mas acabei me entregando pelo meu silêncio e ele logo fez uma expressão surpresa. - está com medo de mim? O que acha que eu vou fazer, te agarrar?!? - falou em tom irritado, agora realmente eu estava com medo. - vá embora. - nem me olhou quando falou.

(S/N): Jungkook eu...

Jk: Eu disse pra ir embora! - me olhou, ele parecia muito triste.

Eu simplesmente me levantei e saí, não queria deixá-lo mais irritado ainda.

JUNGKOOK ON

Depois de uns 10 minutos que ela saiu eu peguei meu casaco e saí também, fazendo correndo o trajeto dela até sua casa, por que? Bom, eu queria ter certeza que ela chegaria bem, mas não a achei, bati na porta de sua casa e quem me atendeu foi a Somin.

Sm: Oi Kookie, o que foi?

Jk: Oi, eu queria saber se a (S/N) chegou bem.

Sm: Não, ela nem chegou ainda.

Como assim, ela não chegou?! Eu não devia ter mandado ela embora! Que merda! Somin ligou pra ela mas nada de atender, resolvi procurar por ela, não chamei as meninas, pedi pra elas ficarem caso ela aparecesse.

Procurei em vários lugares, mas nada dela, até ouvir choros no meio da praça, vinha de trás de uma árvore, fui até lá de fininho e lá estava ela, chorando, coloquei a mão em seu ombro e ela gritou, mas quando me olhou me abraçou.

Jk: O que aconteceu? - me preocupei, ela chorava até soluçar.

(S/N): Tinha alguém atrás de mim, eu fiquei com medo e corri, ele veio atrás de mim, mas eu me escondi, eu tô com medo Jungkook. - (imagina essa frase inteira entre soluços e choros, quase que não dá pra entender)

Medo? Era a última coisa que eu queria que acontecesse com você, eu queria te proteger e você ficou com medo de mim, isso me magoou, a garota que eu mais amo tá com medo de mim.

É claro que eu não ia jogar isso na cara dela, mas não queria que ela tivesse medo, muito menos de mim.

(S/N): Me desculpa Jungkook, me leva pra casa.

Jk: Tá, eu te levo pra sua casa.

(S/N): Não, eu quero ir pra sua casa.

A olhei surpreso, mas não neguei. Levei ela pra minha casa e lhe dei um copo de água, ela sentada no sofá, ajoelhei em sua frente.

Jk: Me desculpe, a culpa foi minha.

(S/N): Eu que te devo desculpas.

Jk: Tem realmente medo de mim? - falei a olhando.

(S/N): É complicado, eu tenho medo, mas não tenho.

Jk: Eu nunca faria algo com você sem você querer (S/N), será que você não percebe que eu amo você! Eu quero te proteger, não te maltratar.

Ela me olhava, mas com uma expressão de culpa.

(S/N): Me desculpa, eu... - ela não terminou de falar, ela ainda tinha medo, e eu não ia forçar a barra, vou conquistar a confiança dela.

Saí dali e peguei algumas cobertas e levei de volta pro sofá, ela tentou pegar, mas eu não deixei.

Jk: O que pensa que está fazendo mocinha?

(S/N): Eu ia arrumar o sofá pra mim dormir.

Jk: Não, você vai pra minha cama, quem vai dormir aqui sou eu.

(S/N): Mas eu...

Jk: Acha mesmo que eu ia deixar você dormir no sofá? - ela me encarou.

(S/N): Sabe que não precisa, eu durmo bem aqui.

Jk: Já pra cama.

Ela cruzou os braços dizendo “não” com a cabeça, sério? Ela estava fazendo birra? Não ia deixar assim, peguei ela é coloquei sobre meu ombro e ela esperniava nessa brincadeira.

(S/N): Kookie, me põe no chão! - ela ria, logo entrei no quarto e joguei ela na cama, fazendo cócegas nela, até ela ficar completamente distraída e eu beijar ela, amo esse beijo! Logo parei.

Jk: Você vai dormir aqui! - falei autoritário, mas ainda brincava.

(S/N): Não. - falou birrenta de novo, parecíamos adulto e criança.

Jk: Você escolhe, aqui sozinha, ou lá no sofá comigo, e pra sua informação, eu não costumo dormir muito vestido. - ela me olhou surpresa e corou, eu sabia que ela escolheria a cama, então saí do quarto indo arrumar tudo pra dormir, me deitei e tirei a camisa, logo adormecendo.

Acordo no meio da noite com alguém acariciando o meu rosto, sabia que era ela então apenas sorri ainda de olhos fechados.

(S/N): Me desculpa, eu não consigo dormir.

Abri meus olhos devagar vendo aquela fofura enrolada no cobertor

Jk: Maldade me acordar, mas o que quer que eu faça?

(S/N): Dorme comigo.

Olhei surpreso pra ela, era a mesma garota que a algumas horas atrás disse que tinha medo de mim? Não neguei, apenas segui ela até o quarto, me deitei junto com ela.

(S/N): Eu sonhei com aquele homem que me perseguiu.

Jk: Ele não vai mais te fazer mau, eu prometo, eu vou proteger você.

Ela logo dormiu de conchinha comigo, eu ficava bem perto de seu pescoço observando ela dormir, eu poderia fazer isso a noite toda, acariciei seus cabelos e ela se mexeu, pensei que tinha acordado, mas ela só se virou, de frente pra mim agora, eu conseguia ver o rosto dela mais perfeitamente, ela dormia tranquilamente aconchegada no meu peito enquanto eu ainda acariciava seus cabelos.

Jk: Eu sempre vou proteger você. 


Notas Finais


Espero que gostem
Desculpe os erros ortográficos.
♥ te amo vocês ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...