História A menina da solidão laranja - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Álcool, Amizade, Dança, Depressão, Drama, Festas, Irmãs, Poesia, Relacionamento Abusivo, Romance, Ruiva, Toc
Visualizações 33
Palavras 674
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Poesias, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olarrrr, meus nenéns mais lindos desse mundo!
Como vocês estão?

Neste capítulo vamos conhecer um pouco mais sobre a Lu que vai ser uma das nossas narradoras também.
Boa leitura! <3

Capítulo 6 - LUZiana e seu mundo cheio de cores


Fanfic / Fanfiction A menina da solidão laranja - Capítulo 6 - LUZiana e seu mundo cheio de cores

Tente ficar calma, eu te amo muito! Daqui a pouco estaremos comendo pizza e bebendo cerveja. Você vai ficar bem porque é forte e maravilhosa!”. – Dizia a mensagem que Luciana me mandou. Vi assim que entrei no meu carro.

Luciana é minha única família. Ela é uma ótima menina, sem dúvida! Morou a vida inteira em uma cidadezinha simples no norte do estado com os pais e veio para capital tentar uma vida melhor.

Ela tem vinte e dois anos e está terminando a faculdade de letras/literatura. Eu a conheci quando tinha dezoito e estava procurando emprego, quando ouvi a história dela, não pensei duas vezes e quis ajudar! Luciana foi contratada e chamada pra morar comigo. Minha casa é muito grande e eu já estava farta de me encher de álcool pra não chorar todas as noites por estar sozinha. E ela com todo aquele jeito dócil e gentil, me ganhou em menos de uma semana. Quando vi, ela já estava sendo meu braço direito. Me auxiliava na ONG, nas festas e na vida. Ganhou grande destaque e uma ótima posição na ONG e até lecionou algumas aulas. Fez vários trabalhos como roteirista. Teve suas poesias com grandes destaques em sarais e sites de Arte.

O curso que havia feito de roteiro somado com seu talento faziam com que tudo que ela escreve ficasse divino! E mesmo assim, ela não queria deixar de trabalhar sendo secretária porque tinha medo que eu não ficasse bem sozinha. É lindo saber que ela se importa tanto comigo, mas é injusto deixar com  que ela se prenda a mim, principalmente por ser tão jovem.

Lu é incrível, mas uma das coisas mais lindas que ela tem é o sorriso. Sua simplicidade é de se admirar! Ela nunca almejou coisas grandes e nunca teve tais coisas, mas é realmente feliz, diferente de mim.

Eu tenho planos pra Lu e ela sabe disso!

Voltando pra casa pensei em tudo o que vivemos juntas todos os dias e percebi que já havia passado da hora de promover Lu. Ela merece!

Era isso que eu iria fazer.

Sorri quando percebi que só a lembrança dela fez com que meu coração se acalmasse e eu esquecesse o Ricardo por alguns minutos. Como eu amo aquela garota!

...

Contei pra Lu tudo o que tinha acontecido e ela me ouviu pacientemente enquanto comia uma fatia de pizza. Era muito engraçado porque até comendo pizza ela parecia uma fada!

- Ele ficou com olho roxo, Lu! – comecei a rir enquanto terminava de contar a surra que dei no Ricardo – Ele até cuspiu sangue por conta do soco na boca do estômago.

- Cássia Fernandes, a senhora é mesmo o Incrível Hulk! 

- Eu sou a cicatriz verde. A destruidora de mundos. O olho da fúria. O Hulk! – continuamos rindo

- Hulk contra o mundo?

- Sim, neném!

Voltamos a conversar sobre meus sentimentos e minhas lágrimas insistiam em descer enquanto lembrava. Finalizei a história dizendo:

- Infelizmente eu o amo, Lu. – deitei a cabeça no colo dela que logo começou a fazer carinho no meu cabelo.

- Você percebe que está vivendo uma coisa extremamente abusiva?

- Como assim?

- Cássia, ele entra na sua casa sem ser convidado ou pedir permissão, entra no teu escritório na ONG, abusa do teu psicológico e mexe com todos os teus pontos fracos. Ele vive te agredindo psicologicamente, como não consegue enxergar?

...

Duas horas depois, Luciana e eu conversávamos sobre astrologia, política e feminismo. Bebíamos e ríamos juntas.

- Lu, quase me esqueci!

- Que merda o Ricardo fez?

- Nasceu, né? – rimos juntas – Mas vamos tirar o nome desse maldito da boca, por favor! Amanhã pontualmente às nove da manhã, Maurílio quer conversar com você.

- O que ele quer comigo?

- Conversar, ué.

- Você ainda vai me matar do coração, Cássia!

Nos abraçamos forte, brindamos pela décima vez naquela noite, tiramos a roupa e depois pulamos na piscina. Lu é a minha garota favorita, ela sabe fazer com que eu me senta amada. 


Notas Finais


Muita linda a amizade dessas duas, não? <3
E vocês, nenéns, já tiveram ou têm alguma "LUZiana" na vida de vocês?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...