História A Menina da Varanda - Capítulo 19


Escrita por: ~ e ~FelippeSykes

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Hentai, Romance, Sasusaku
Exibições 204
Palavras 1.321
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 19 - Resgate


Eu e o Naruto entramos no carro junto com o meu irmão, o Shisui e o Kakashi, que por sinal, era o motorista.

_ A gente já sabe qual é a casa, fique tranquilo. – Kakashi me respondeu ao ver o me desespero.

Vestimos o colete a prova de balas, e o Kakashi deu partida indo para o local, onde a Sakura se encontrava.

Meu celular tocou e eu o peguei do meu bolso, quem estava me ligando era o meu pai, certamente para saber onde eu e o Naruto estávamos no início eu não queira atender, mas como se tratava do meu velho, resolvi atender.

_ O que foi pai?

_ Onde você e aquele seu amigo ridículo, que o Obito contratou, estão?

_ Estou resolvendo problemas pessoais, e ele estar me ajudando.

_ Que problema, Sasuke?

_ Desculpa pai, mas isso não lhe diz o respeito, agora eu tenho que desligar, tchau.

_ Pô, gostei de ver. – Itachi falou dando umas tapinhas nas minhas costas.

_ Valeu irmão.

Quando estávamos chegando ao local, o Itachi tirou uma arma do bolso e me deu, me perguntando:

_ Você se lembra de como usar uma arma, não se lembra?

_ Sim, eu lembro.

Quando éramos mais novos, nosso pai sempre nos levava a um estande de tiro, ele dizia que todo homem que se preze tem que saber atirar, seja pra sua proteção, ou pra proteger alguém que a gente ama, como era no meu caso agora.

_ É, mas eu não sei atirar, fico como.

_ Você fica no carro comigo, Naruto, até os restantes dos caras da anbu chegarem. – Itachi falou, e pela primeira vez na minha vida, eu vi o Naruto concordar com algo sem protestar.

A gente saiu do carro e passamos a caminhar em direção a casa, meu coração estava acelerado, fazia um tempo que eu não manuseava uma arma, por isso eu tinha medo de acabar errando, e isso resultando a morte da Sakura.

_ Você toca a campainha e depois se esconde, quando alguém abrir a porta, a gente invade okay? – Shisui sussurrou.

 Eu concordei com a cabeça e toquei a campainha duas vezes, e me escondi do lado do Kakashi, eu ouvi alguém abrir a porta, e com isso Kakashi fez o cara de refém e invadimos o local.

A casa parecia ser de um drogado, e como eu suspeitava um drogado veio pra cima da gente, mas o Shisui foi mais rápido e matou o cara.

_ Vamos para o porão. – Eu disse.

Quando estávamos no caminho do porão, encontramos o Suigetsu, que me perguntou:

_Opa irmãozinho, o que faz aqui?

_ Cadê a Sakura?

 _ O que? A rosinha? Não, ela não estar aqui, aqui é só um lugar para diversão sabe, puxar um.

Kakashi o tirou da nossa frente e partimos diretamente para o porão, onde o Shisui arrombou a porta, fazendo a gente entrar.

O tal grandão que a Sakura tinha mencionado veio na nossa direção, mas por instinto eu dei três tiros nele, e ele caiu.

_ Você é bom, não quer largar o seu emprego, para virar um anbu?

Eu sorrir com aquilo e disse:

_ Se meu pai souber, ele me mata.

Caminhamos então para a porta do porão, onde abrimos a mesma e entramos.

Eu vi a Sakura amarada numa cadeira, com as mãos e a boca vendadas, ela também parecia feriada, sentir meu sangue ferver pela milésima vez, mas antes de eu tomar alguma atitude, a Karin apareceu.

_ Ora Sasuke, veio ver a namoradinha morrer? E ainda trouxe alguns amigos? Nossa que legal!

_ Solte a Sakura.

_ Dessa vez não vai dar, irmãozinho. – Eu ouvi o Suigetsu falar.

_ Onde você estava Suigetsu? E como eles entraram aqui?

_ Já vou logo avisando, que o Juugo e o aquele drogado imprestável, estão mortos.

Karin nos olharam com a sobrancelha arqueada, depois ela tirou um estilete do bolso, e falou:

_ Você matou um dos meus, agora eu vou matar uma dos seus.

Ela virou as costas e eu atirei, fazendo com que o seu corpo fosse diretamente para o chão.

_ Cara você matou a Karin? – O Suigetsu gritou.

_ E você é o próximo. – Kakashi disse atirando nele também.

Eu corri até Sakura e desamarrei os seus braços, e tirei a venda da sua boca e o dos seus olhos, ela parecia assustada, mas mesmo assim me abraçou fortemente.

Olhei para o Shisui e vi que ele estava conferindo se ambos estavam mortos, depois ele olhou pra mim, e falou:

_ Missão cumprida.

_ Valeu gente.

_ Você é irmão do Itachi, e além do mais é meu primo, e nos Uchihas ajudamos um ao outro.

_ Isso.

_ Agora o que tal sairmos daqui? –Kakashi sugeriu, e a gente saiu.

Quando saímos da casa, alguns anbus entraram na mesma e a incendiaram, eu olhei para o Kakashi e perguntei:

_ Por quê?

_ Pra ninguém saber, o que houve aqui.

A gente entrou no carro e fomos pra casa, quando chegamos a casa, eu agradeci mais uma vez e eles foram embora.

 Sakura estava enrolada em um cobertor, que o Itachi tinha dado, e ainda estava assustada, eu caminhei até ela e disse:

_ Hey não se preocupe mais, eu estou aqui agora, e vou te proteger.

_ Obrigada Sasuke. Naruto.

Eu a levei pra minha casa, e pedi para o Naruto ir a casa dela, procurar roupas limpas, ela caminhou até o meu sofá e me disse:

 

_ Quando eu sair da sua casa, alguém colocou um pano no meu nariz, me fazendo desmaiar, e só acordei, quando estava naquele porão.

_ Como você conseguiu pegar o celular, se você estava amarrada?

_ Eu antes estava num lugar tipo numa cela, sei lá, depois eles me amarraram. A Karin iria me matar.

Naruto chegou com as coisas dela, e ela foi tomar banho, ele sentou do meu lado e me perguntou:

_ Estar aliviado?

_Muito obrigado Naruto.

_ A Karin, ela estar morta não estar?

_ Sim, desculpa.

_ A culpa não é sua, ela que escolheu o caminho errado, se ela tivesse ficado no canto dela, não teria morrido.

Não demorou muito e a Sakura voltou para a sala, e sentou do meu lado, ela estava quieta e ficava olhando para o chão.

_ Hey Sakura! – Naruto a chamou.

Ela olhou pra ele e sorriu de canto, e depois falou:

_ Obrigada a vocês dois, se não fosse vocês eu estaria morta agora.

_ Tomara que um dia você, perdoe a minha prima, ela não estava no seu juízo normal.

_ E aquele cara de tubarão?

_ Também estar morto. – Respondi.

Eu sentir um pouco de vontade de chorar, por causa do Suigetsu, mesmo ele sendo um traíra, era meu amigo e vivemos bons momentos.

 Ela encostou a sua cabeça no meu ombro, e ficou quieta, quando o Naruto foi embora já era de noite e por isso, eu e ela fomos dormir.

Sakura deitou na minha cama junto comigo, e me disse:

_ Eu não sei se consigo dormir.

_ Consegue sim, é só dormir agarrada em mim.

_ Desse jeito acho que consigo.

Ela me abraçou e em pouco tempo dormiu, ela estava bem cansada e eu também, por isso acabei caindo no sono.

Quando acordei eu vi a Sakura deitada sobre o meu peito, e sorrir, era tão bom tê-la de volta são a salvo.

Ela acordou e me olhou com um sorriso no rosto:

_ Bom dia.

_ Bom dia.

Ela se levantou e sentou na cama, e depois me falou:

_ Sabe quando eu achei que ia morrer, eu só pensei em você.

_ Eu também só pensei em você. Sakura, agora que tudo isso acabou, você aceita se casar comigo?

_Sim, eu aceito.

Eu a beijei como nunca tinha a beijado antes, eu estava certo que ela era a mulher da minha vida.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...