História A Menina da Varanda - Capítulo 20


Escrita por: ~ e ~FelippeSykes

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Hentai, Romance, Sasusaku
Exibições 226
Palavras 1.732
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Bom esse é o penúltimo capítulo dessa fanfic e eu e o SexGay agradecemos a todos que leram e favoritaram essa fanfic, obrigada! :D

Capítulo 20 - Casamento


Já havia passado duas semanas que tudo aquilo tinha passado, a Sakura já tinha voltado ao normal, e isso tinha me deixado feliz.

Quando a gente contou a novidade para nossos amigos, todos ficaram surpresos, inclusive o Naruto ficou enchendo o saco, perguntando se a Sakura estava grávida.

Itachi já havia se casado também, e por algum milagre nosso pai esteve no casamento, e o pior, voltou a se reconciliar com ele.

Eu e minha mãe ficamos muito felizes com isso, afinal era isso o que a gente mais queria, e falando na minha mãe, ela adorou a Sakura inclusive.

Os pais da Sakura também ficaram surpresos com a novidade, a mãe dela tinha amado a noticia, já o pai não aceitou muito bem no início, mas a Sakura e a sua mãe o convenceu, e agora está tudo bem.

_ Quando você quer ter filhos? – A Sakura me perguntou, me tirando dos meus pensamentos.

_ Não sei, quem sabe daqui um ano, ou depois.

Ela sorriu enquanto deitava a sua cabeça no meu ombro, a gente estava nesse momento na minha sala assistindo televisão.

_ E quantos filhos você quer ter? – Ela me perguntou novamente.

_ Não sei, depende. Por quê?

Eu estava desconfiado, afinal a Sakura nunca entrava nesse assunto, ela então levantou a cabeça do meu ombro, e me falou com um olhar sapeca.

_ Estou grávida.

Eu olhei assustada para ela, enquanto a mesma continuava com o mesmo olhar.

_ Mentira, não é? Você está brincando com minha cara, não estar?

_ Não, não estou. Depois daquele dia que o Naruto, ficou enchendo nossa paciência sobre eu estar grávida, eu parei pra pensar e resolvi fazer o teste, e deu positivo.

A expressão dela mudou, ela não me olhava mais com aquele olhar sapeca, e sim com uma cara de preocupação, ela colocou a mão no meu ombro, e me chamou:

_ Sasuke? Está tudo bem?

_ Está tudo ótimo Sakura. Eu vou ser pai, eu vou ter um filho com a mulher que eu amo, como é que não vai estar ótimo.

Ela sorriu para mim, e me disse:

_ Eu amo você Sasuke.

_ Eu também amo você, Sakura.

_ Então me beija.

Eu coloquei minhas mãos em meu pescoço a puxando para um beijo, um beijo calmo e perfeito. Seus lábios pareciam se encaixar aos meus como se fossem feitos uns aos outros, sentia coisas que só sentir com ela em toda a minha vida a beijava, era como se ela me completasse, o ar faltou e isso fez com que a gente se separasse, ela sorriu para mim, e depois me falou:

_ Quem diria né? Eu vou me casar, com o meu vizinho que me stalkeava.

 _ Fazer o que, não é? É a vida.

A gente ficou nesse clima até ela ir embora, eu continuei largado no sofá, olhando para o teto, só de saber que eu iria casar com a mulher da minha vida, e que brevemente eu serei pai, me deixava bem animado.

Vi meu celular tocar e quando fui atender, era o Naruto, por isso eu atendi:

_ Sasuke! E aí cara, como é que você está?

_ Melhor do que nunca, Naruto.

_ Como assim?

_ Você estava certo, eu vou ser pai.

Ele ficou quieto durante alguns minutos, e por isso eu perguntei estranhando:

_ Naruto? Você está bem?

Depois de alguns segundos, eu o ouvi gritar:

_ EU SABIA, EU SABIA. A SAKURA ESTÁ GRÁVIDA, PUTA MERDA SASUKE, E AGORA O QUE VOCÊ VAI FAZER?

_ Vou me casar com ela, simples.

_ E os pais dela sabem? E os seus?

_ Não, eles não sabem, tirando eu e ela, você é o primeiro, a saber.

_ Pô, que honra, hein? Posso ser o padrinho?

Eu queria dizer sim, mas do jeito que o Naruto era irresponsável, era bem capaz de acontecer alguma coisa com o meu filho, por isso para não magoar, eu respondi:

_ Isso é com a Sakura, pede a ela.

_ Ah Sasuke, pela lá, por favor, você é meu brother, cara!

_ Okay Naruto, vou falar com ela.

_ Isso aê Sasuke, valeu!

Eu desliguei o celular e suspirei o Naruto sempre me irritava quando eu estava de boa, mesmo eu prometendo a ele, que ele seria padrinho do meu filho, eu não sabia se ele seria mesmo, afinal a Sakura poderia não gostar da ideia.

Como já estava tarde eu precisava trabalhar amanhã, eu fui dormir, depois de tanto tempo eu sentia que estava feliz, e eu tinha certeza que dessa vez tudo daria certo.

Acordei de manhã com o alarme do meu celular, tocando, levantei da minha cama e fiz o que eu faço sempre, tomei meu banho e depois tomei o meu café, assim que eu terminei de me arrumar, eu sair de casa e encontrei a minha futura esposa: Sakura.

_ Indo trabalhar também?

_ Sim, eu agora vou ter uma família, pra sustentar não é?

_ É. – Ela me respondeu sorrindo.

Sakura caminhou em minha direção e me abraçou, eu coloquei a minha mão na sua cintura e ela me falou:

_ Eu tenho certeza, que seremos felizes?

_ Mais do que já somos?

_ Mais. E com esse bebê, então...

­_ Falando no bebê, eu contei a novidade pro Naruto.

_ E?

_ Ele quer ser o padrinho.

Sakura me olhou assustada, como se não acreditasse naquilo, afinal aquela história de um idiota feito o Naruto, ser padrinho do nosso filho, era absurda, mas depois sua expressão facial mudou, parecia que ela estava pensando naquela proposta, e depois me respondeu:

_ Diz pra ele, que sim, ele vai ser o padrinho do nosso bebê.

_ Como é? Você tem certeza? Tipo a gente estar, falando do Naruto, Sakura, do Naruto.

_ Eu sei.

_ Ele é meio imaturo e cabeça oca, para ser padrinho.

_ Por isso mesmo, quem sabe assim ele aprende a ter responsabilidade, e também foi ele que investigou a minha vida pra você, então, de qualquer forma a gente deve isso a ele.

Eu olhei pra ela assustado, como era que a Sakura sabia disso? Ela percebendo, minha cara de surpresa, me falou:

_ Já te falei uma vez, sou detetive nas horas vagas.

Eu sorrir quando ela me lembrou daquela frase, e depois a beijei.

SEIS MESES DEPOIS:

O dia do nosso casamento havia chegado, eu estava na igreja nervoso, afinal aquele era um grande dia não só para mim, como também para ela.

A gente resolveu casar logo antes dela ter o nosso filho, e para falar a verdade nossos pais concordaram com aquilo.

Lembro-me de quando eu e a Sakura reunimos nossos pais, para contar a novidade do bebê, e lembro a reação deles, a minha mãe e a da Sakura quase desmaiaram, o meu ficou sem fala e o pai da Sakura queria me matar, por ter engravidado a filha amada dele, mas depois todos os quatros se acostumaram com aquela novidade, e estavam mais ansiosos que a gente pelo nascimento dessa criança.

_ E aí, está nervoso irmãozinho?

_ Muito, com você também foi assim, não é?

_ Sim, foi. Mas fique tranquilo, tudo vai dar certo.

Eu sorrir de canto ao ouvi-lo e depois voltei a me concentrar, eis que a marcha nupcial começou a tocar, e quando eu a vi, o meu coração bateu mais forte do que já batia, a Sakura estava deslumbrante, ela usava um vestido branco e longo tomara que caia, seus cabelos estavam soltos, e na sua cabeça havia uma tiara que parecia ser de ouro, ela vinha acompanhada do seu pai com um enorme sorriso, enquanto ele estava sério.

Quando chegou até a mim, o pai dela a me entregou e depois apertou a minha mão, como se dissesse para cuidar bem dela, por isso dei um sorriso de canto.

Eu a olhei novamente, e ela continuava sorrindo enquanto me olhava, depois o padre deu inicio a cerimonia, e por isso passamos a olhar para frente.

Depois que o casamento acabou a gente seguiu para festa, que o Neji tinha arrumado.

_ Tomara que essa festa, seja diferentes das que ele está, acostumado a dar. – Sakura me falou, e por isso eu sorrir novamente.

_ Fica tranquila, quando é uma festa séria, ele não apronta.

_ Espero.

Quando chegamos ao salão que seria a festa, eu olhei para Sakura e eu a vi surpresa, o local estava magnifico, por isso eu sorrir de canto, ela me olhou e me disse:

_ Você estava certo, sobre o Neji.

_ Ele é meu amigo há anos, eu conheço como ninguém.

A gente então foi curtir a nossa festa, que por sinal estava perfeita, Naruto então veio até nos e falou:

_ Essa festa está perfeita.

_ Vê se não enche a cara de novo.

Naruto então fechou a cara, assim que ouviu a Sakura, e depois de alguns segundos, ele a respondeu:

_ Fica tranquila, aquilo não vai mais acontecer.

Ele então deixou nos dois sozinhos, e eu olhei para a Sakura, que me olhou de volta, e falou:

_ Que foi?

_ Você não presta.

_ Só estou preocupada com a saúde dele, você sabe o que acontece quando uma pessoa sempre enche a cara, não sabe?

_ Sei sim, e até parece, que você nunca bebeu até cair.

_ Quando mais jovem, já.

Eu sorri com a resposta dela, e então fomos curtir a festa, eu estava definidamente feliz, por estar ao lado da mulher da minha vida, a festa acabou e então fomos a nossa tão esperada lua de mel, que seria em uma cidade próxima da nossa.

Assim que chegamos lá, Sakura se virou para mim e falou:

_ Então, está pronto?

_ Mais do que nunca.

A gente saiu do carro e fomos direto para o nosso quarto, quando chegamos lá, ela me puxou para um beijo, um beijo que jamais fora dado, quando o ar faltou a gente se separou, e ela me disse:

_ Eu tenho certeza, que seremos felizes.

Eu sorrir para ela, eu também tinha plena certeza disso, eu sabia que eu, ela e nosso filho seriaram felizes, e pensar que eu consegui me casar com a minha vizinha que eu tanto stalkeava, que eu tanto admirava, era simplesmente maravilhoso, afinal eu sabia que a Sakura era a mulher da minha vida.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...