História A menina dos livros - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Personagens Originais
Exibições 12
Palavras 605
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi, Yuri

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Prólogo


-- Quanto tempo ficar emburrado? -- Disse Rosa.

-- Ata quando eu quiser! -- Falei fazendo bico.

-- Deixa ele Rosa, ele fica cu doce. -- Disse Alex.

-- Não estou cu doce você não tinha pegar minha coca! -- Falei fazendo expressão seria.

--" Você não tinha pegar minha coca!" Mais que pagou foi eu. -- Falou Rosa batendo pe chão.

-- Você são saco! --Falei virando bipolar e saindo deixando ele falando sozinho. 

A gente estava última aula quase 20 minutos para bater sinal para férias de inverno eu estava com ja cansado. Andei terraço dando cara com menina cabelos castanho baixinha.

-- Ai porra e cego! -- Falou se levantando pegando livro.

-- Não tenho culpa você fica com essa cara nesse livro dia todo depois das aulas! -- Falei ela me olhou surpesa. 

-- Não tenho culpa você vem para fumar. -- Falou voltando senta sobre banco Preto estava encostado porta. 

Deixe quieto então que dize que ela também me oberseva! Interessante. Sentei sobre caixa que a via no chão faz 1 samena faltava 15 minutos para sinal bater, olhei para céu que estava escurecendo olhei para morena continuava lendo com era possível alguém ler livro sem para ou cansar me explicar?

-- Porque e única coisa encontrei para ser feliz. -- Falou.

-- A-a você leu...? -- Falei confuso.

-- Pela sua cara eu acho que acertei. -- Deu risada e fechou livro.-- Prazer Thais. -- Deu sorriso qualquer ium morreriam.

-- Mais não perguntei!  -- Falei dando ombros.

-- Nossa ai chama tomar soverte mais acho precisa mais! -- Falou olhando mim. -- Mais Castiel então grosso possível falar um "prazer" para garota.

-- Com sabe meu nome? Mais você  paga sorvete. -- Falei ela deu risada.

-- Você muito espertinho. -- Falou dando tampa meu ombro.

-- Você está me agredido? Sabia isso não pode doeu! -- Fiz expressão de dor.

-- Vai ser fuder! Nem foi forte. -- Falou fechando cara.

-- Seus Pais não ensiram educação não?--  Perguntei.

-- Pais não é avós! Sim eles ensiram muito bem, Mais acho seu pais não. --- Falou fechado mais sorriso.

-- Vai ficar com esse olhar? De bebê? -- Apertei sua bochecha. -- Coisa mais fofa senhor! Awaawa.

-- Aiai solta machucando. -- Faloi mordendo meu braço.

-- Sua canibal! -- Falei passando mão onde ela mordeu.

-- Você mereceu. -- Falou arrumando cabelo. --  Queria pregunta coisa?

-- Fala. -- Falei olhando céu já escuro.

-- Porque você sempre estava fumando? Seu amigo sempre então de avisando mais você não para com isso! -- Falou expressão brava.

-- Esse único  meio encontrei para tirá meu poblemas! -- Falei pegando outro cigarro ela segurou meu pulso. 

-- lagra isso! -- Falou me olhando seria ela não estava brindando.

--Não. 

-- Sim. 

-- Não.

-- Sim.

-- Não.

--Sim é sim. -- Ela bateu meu pulsp fazendo cair da minha mão pisando cima.

-- Você compra outro! Isso custa 15reias. -- Falei abrindo outra cartela mais pegou guardou sua mochila. 

-- Castiel você mostra ser feliz sem precisar disso, só você aceitar? Você vem? -- Falou ouvir sinal tocar vento começar pouco  mais forte fazendo seu cabelo voar sobre  vento colocar brilho seus lindo olhos escuros seu sorriso. -- Estou esperando?

Acho que seria boa ideia  dês que Debrah sai minha vida comecei fumar achava tudo chato  minha vida não sabia  mais oque fazer! Só ai para escola e para casa não saía com amigos fica dia todo dormindo ou vendo TV não falava quase com ninguém "Bom Dia" nem falou mais ignorou metade pessoa tirando Rosa e Alex que não dá para fica longe eles porque fica  te arrastando onde você for isso saco, acho posso sair dessa vida para melhor não é?

-- Aceito! -- Falei segurando sua mão.


Notas Finais


Até ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...