História A menina dos sonhos - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Rap Monster, Suga, Taehyung, Yoongi
Exibições 87
Palavras 2.236
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oie amores do meu kokoro :3
Aí vai mais um capítulo novo pra vcs, espero que gostem! 😍
Boa leitura 💕💕

Capítulo 3 - As metades


Fanfic / Fanfiction A menina dos sonhos - Capítulo 3 - As metades

Pietra on

   Nem acredito que já estamos no ônibus. Acabamos de embarcar, mas eu estou tão animada que nem consigo parar quieta.
   Hoje o dia foi muito, mas muito cansativo. Depois de vendermos TODOS os produtos dos hippies, eu já estava com R$1.056,00. Eu e a Larissa, como não estávamos satisfeitas, decidimos vender algumas comidas.
   Compramos alguns ingredientes baratos no mercado, e fizemos uma limonada. Vendemos todos os copos que havíamos feito! Até fiquei impressionada, parece que essa nossa "fuga" é pra dar certo.
   Depois de ter ficado com R$1.178,00, eu e a Larissa voltamos para a rodoviária.
   Faltavam duas horas para o ônibus sair, mas decidimos esperar. Eu acabei dormindo, e só acordei com a Larissa me chamando, pois todos estavam embarcando no ônibus.
   E, aqui estamos nós, indo para São Paulo.
   Eu estou ouvindo No more dream, do BTS. 
   Depois de um tempo, recebo uma mensagem da minha mãe.

   Mom ��: Filha, está tudo bem? Já podemos te buscar? Um beijo! ��

   Fiquei encarando a tela do celular. Eu respondo ou não? Ela é minha mãe.....vai ficar muito preocupada quando descobrir o que eu fiz....
-"O que foi, Pietra?"- a Larissa perguntou, olhando para a tela do celular.-"Não responde."
-"Mas ela vai ficar preocupada...."
-"Você vai fugir de casa! Lógico que ela vai ficar preocupada....mas não responde. Dá pra rastrear o celular por uma mensagem, não sabe disso não?"
-"Claro que eu sei....só quero que ela pense que eu estou bem."
   A Larissa suspirou, deu um sorriso pequeno e falou:
-"Faça o que você achar melhor." 
   Olhei mais uma vez para a tela do celular, e, com medo de minha mãe ficar preocupada e causar o maior tumulto, eu respondi.

 Mãe, eu estou bem. Não precisa se preocupar. Vou ficar no colégio para assistir o jogo de vôlei da Júlia, e ela me convidou pra depois ir jantar na casa dela. Talvez eu volte meio tarde, mas não se preocupe! Você conhece os pais dela e eles pediram, que, qualquer coisa, eu podia posar na casa deles. Enfim, boa noite, e não precisa se preocupar! Eu tenho roupa pra dormir! Um beijão, te amo muito! ����

   Fiquei com um aperto no coração por mentir assim pra ela, mas era preciso. Não posso contar que eu simplesmente fugi de casa!
   Voltei a escutar BTS, e eu comecei a pensar em como vamos conseguir todo o dinheiro preciso para comprarmos a passagem. Não temos nem metade do dinheiro! Íamos ter que trabalhar muito para conseguir tudo....e eu nem sei por onde começar!
   Cansada de pensar em tudo isso, e o que ainda está por vir, acabei dormindo ao som de Butterfly.

       Pietra off

      Jimin on

   Não consegui mais dormir. Não consigo mais dormir. Estou com umas olheiras gigantes.
   Eu só queria poder reencontrar aquela menina....por que ela simplesmente desapareceu? Eu só queria poder falar com ela....saber seu nome....agora que Tae tinha inventado aquele nome, Kim Boram, era assim que eu ia chamá-la, embora eu soubesse que esse não era seu verdadeiro nome, pois ela não é coreana.
-"E aí, Jimin? Conseguiu descansar? Pelo visto não, né...."-Jin disse, me olhando com uma cara estranha.
-"Não consigo mais dormir."- digo, passando a mão pelos cabelos.
-"Ei, calma. Não sei o que tá acontecendo com você esses dias, mas você anda meio 'desacordado'. Parece que não é com você que estamos falando. Você anda pensando muito em alguma coisa? Deve ser por isso que está se distraindo."- Jin disse, me entregando um copo de água.
   Pego da mão dele, e tomo a água.
-"Acho que você devia tentar dormir."- ele disse, levando o copo até a pequena cozinha.
-"Esse é o problema, eu não consigo....."
   Ele me olha estranho.
-"Como assim não consegue? Jimin, se tem alguma coisa te atrapalhando pode falar comigo."- ele disse, se sentando na cama.
   Eu suspiro e conto tudo pra ele. Todos os sonhos que eu tive com aquela menina, quando começaram, e quando pararam. Contei as características dela, e como ela se comportava. Contei como ela havia sumido, o que disse, quando tentou me beijar.... Jin escutava tudo atentamente, prestando atenção em cada detalhe.
-"Ah, entendi....você pensa demais nessa menina, né? Como é o nome que você deu pra ela?"
-"Kim Boram."
-"Hmmm....desculpa, mas não sei o que falar pra poder te ajudar. Sabe, queria saber mais quando começaram esses sonhos...."
   Eu apenas suspirei e acenti com a cabeça.
-"E tenta dormir. Sei que você fica pensando em reencontrar essa menina, mas você precisa descansar. Daqui a cinco dias nós temos uma sessão  de fotos importante, e você precisa parecer saudável!"
-"Tudo bem."- eu digo, me deitando na cama.
   Coloquei em uma música clássica para tocar, e depois de um tempo, eu acabei dormindo. Pensando na minha pequena Kim.

       •SONHO ON•

  *Eu estou em um lugar bonito. É em um parque, e está tudo claro e o sol está escaldante. O mais estranho, é que tudo está pela metade. A mesa está pela metade, as cadeiras estão pela metade, as árvores estão pela metade. Eu me sento na metade do banco, e espero. Não sei o que estou esperando.
   Quando vejo ao longe uma silhueta de uma pessoa. Não consigo identificar quem é, mas conforme ela vai se aproximando.....consigo ver que é aquela garota.
   Eu me levanto rapidamente e fico ali, com um sorriso bobo no rosto.
   Quando me vê, a menina sorri e começa a correr. Eu abro os braços, e ela pula em cima de mim.
   Ela me abraça com força, e, depois de fazer isso, tudo se completa. As mesas estão completas, os bancos, as árvores....o meu coração.
   Quando a solto, ela está radiante. Seus olhos estão mais lindos do que me lembrava, seu cabelo, seu corpo......seu sorriso. Menina mais perfeita não existe, com certeza.
-"Estava com saudades."- ela disse.
-"Eu também estava....com muitas saudades....."
   Ela sorriu, mas de repente ficou séria.
-"Não tenho muito tempo. Daqui a pouco vou ter que voltar....e não sei se vou conseguir te ver de novo."- ela disse, olhando para o chão.
-"O que quer dizer? Desculpa, mas eu não entendo o que você quer dizer com voltar. Voltar pra onde?"
-"Nem eu sei dizer. Só sei que quanto mais perto eu vou chegando, mais difícil fica para aparecer aqui. Isso é....esquisito."
-"Sonhar com você é esquisito. Por que aparece aqui? Quem é você? Qual seu nome?"
   A menina me olha assustada.
-"Desculpa te fazer tantas perguntas.....eu estou confuso. Muito confuso."
   A menina sorri.
-"Eu sei. Também me sinto assim."
   Ficamos um tempo em silêncio, nos encarando, até que eu a pergunto:
-"Pode dizer seu nome?"
   Ela sorri novamente.
-"Ainda não. Já vai chegar a hora. Só tenha paciência."
   Eu suspiro, e ela começa a desaparecer.
   Ela olha para suas mãos, que estão sumindo.
-"Não sei se vou conseguir voltar....não por muito tempo. Mas sei que vamos nos ver em breve. Provavelmente não nesse mundo."- ela diz, se afastando de mim.
   Eu tento a segurar pela mão, mas a minha atravessa a mão dela. Ela dá um sorriso triste.
-"Adeus, Jimin."
-"Como sabe meu nome?"
   Ela me olha uma ultima vez, da de ombros e dá um sorrisinho triste. E desaparece totalmente.
   As coisas voltam a ficar pela metade.
   O que ela quis dizer com "Vamos nos encontrar, mas não nesse mundo?". E que mundo é esse? Do que ela tava falando? E meu nome, ela sabia meu nome....
   Quando ela estava desaparecendo, ela pareceu me olhar como se tivesse se lembrado de algo, ou que tivesse acordado de um sonho.....*

     •SONHO OFF•

   Acordei sem saber onde estava. Olho em volta e me lembro que estou no meu quarto. Mas eu acordo com uma sensação diferente.
   Sinto como se algo fosse acontecer, algo feliz. Mas me sinto triste por não saber o que é....nunca me senti tão confuso!
   Vou até a cozinha, onde encontro Jin preparando o café.
-"Bom dia, ChimChim. Dormiu bem?"
-"Melhor impossível...."

      Jimin off

      Pietra on

   Chegamos. Finalmente chegamos!
   Dormi quase a viajem inteira, e eu tive um sonho muito esquisito.
   Lembro que eu estava em um parque, onde todas as coisas estavam pela metade.
   Lembro de ter visto um menino, não me lembro quem, e me lembro de ter ficado feliz ao vê-lo. Quando eu estava ficando perto dele, a minha visão ficou escura, e não me lembro de mais nada.
   Quando recupero minha visão, o menino me olha com uma cara triste. Logo percebo que esse menino é o meu utt. O Jimin, de bts. Meu coração acelera, e lembro de desaparecer do lugar em que estava, e logo depois acordei.
   Agora que já chegamos em São Paulo, estamos mais desorientadas que tudo.
   A Larissa ligou para uma amiga dela que mora aqui, e pediu se eu e ela não poderíamos ficar só por uns dias, hospedada na casa dela até quando tivéssemos dinheiro suficiente para comprar as passagens.
   A mãe da menina, por um milagre, deixou. Ela viu que como precisávamos de dinheiro, deixou nós trabalharmos em sua loja, que era de roupas, e fazia sucesso na cidade. E disse que daria metade do que seria arrecadado durante nosso trabalho para nós! Isso não é incrível?
   Não quisemos pegar um táxi ( na verdade, eu não quis, porque não quero gastar nem um centavo a mais ) então fomos até a casa da amiga dela. Se era longe do aeroporto? Claro que era. Andamos até nossas pernas não aguentarem mais, e, quando chegamos, estava quase anoitecendo.
   Por outro milagre, ninguém nos assaltou, e não nos perdemos. Graças a Deeeeeeeeus!
-"Meninas! Que bom que chegaram! A janta está quase pronta, entrem!"- a mãe da amiga da Larissa disse, ao abrir a porta.
-"Oi, obrigada!"- eu disse, entrando.
-"E você é a Pietra, não é? A Larissa disse que você também viria! Podem deixar as bolsas de vocês no quarto de visitas, a Camila está esperando vocês no quarto dela!"- a mãe dela disse, colocando os pratos na mesa.
-"Tudo bem, e obrigada de novo!"- eu disse, indo até o quarto de visitas.
   Deixamos nossas bolsas lá, e fomos até o quarto da tal Camila. Ela estava deitada na cama, com fones de ouvido e lendo um livro.
-"Larissa!"- ela pulou da cama, tirou os fones e a abraçou.-"Quanto tempo que eu não te vejo! Eu já estava com saudades!"- ela disse, soltando a Larissa.
   A Camila olha para mim, e sorri.
-"E você é a Pietra, né? É um prazer conhecer você!"- ela disse, me abraçando.
-"Imagina, o prazer é meu! E obrigada por dividir a casa com a gente.....é muito importante pra nós!"- eu disse, retribuindo o abraço.
-"Ah, que querida! Eu sei que vocês querem sair do país, não precisa esconder! A Larissa me falou. Mas minha mãe acha que vocês estão aqui só pra conhecer como é o estilo de vida aqui em São Paulo. Que tonta."- Camila disse, rindo.
   Eu olho pra Larissa, que estava rindo também, e dou um sorriso forçado.
-"A única coisa que a Larissa não me contou é pra onde vocês vão. Vocês vão me falar né?"- ela disse, fechando a porta do quarto.
   Eu e a Larissa nos entreolhamos.
-"Vamos sim.....só não comenta com ninguém, por favor!"- a Larissa disse, chegando mais perto da Camila.
-"Prometo de mindinho!"- Camila disse, estendendo o tal dedo.
   Eu sorri e a Larissa falou pra onde iríamos.
-"A gente.....nós vamos pra....pra Coreia."
-"Oi? Vocês tão doidas? Sabem o dinheirão que vão gastar?"
-"Claro que sabemos, e quando chegarmos lá nós vamos arrumar algum trabalho. Quem sabe fazer essa dos zóio verde virar uma K-idol."- a Larissa disse, rindo da minha cara.
-"Não começa!"- eu digo, revirando os olhos.
-"Você quer mesmo ser uma k-idol?"- a Camila perguntou, animada.
-"Claro que não! É essa doida que fica inventando essas histórias!"- eu disse, apontando pra Larissa.
   A Lari ergueu as mãos em sinal de defesa. E disse:
-"Não é culpa minha se a Pietra canta e dança como tal! Ela tem condições sim de virar uma k-ídol! Mas ela não quer....."
   Eu revirei os olhos de novo.
-"Canta pra gente! Vai, Pietra, canta!"- a Camila disse, dando pulinhos.
-"Não quero!"
-"Canta! Canta! Canta!"- as duas começaram a gritar e a pular.
-"TA BOM! Eu canto!"
   Elas deram gritinhos de alegria, e fizeram silêncio, para esperar eu cantar.
   Pensei em alguma música, e a primeira que me veio à cabeça foi Save Me, do BTS.
   Comecei a cantar, e as duas abriram a boca em sinal de espanto, mas sorriram de orelha a orelha, me fazendo ficar feliz e começar a soltar a voz mais ainda.
   Quando terminei de cantar, as duas começaram a bater palmas.
-"Pietra! Você canta muito! Parabéns mesmo!"- Camila disse, enquanto batia palmas.
-"Obrigada...."- eu digo, enquanto olhava para o chão.
-"Eu falei que ela cantava bem."- a Larissa disse, cruzando os braços.
-"Meninas, com licença?"- a mãe da Camila disse, abrindo a porta e colocando a cabeça dentro do quarto.-"O jantar está pronto."
-"Tudo bem, mãe. Já estamos indo."
   Andamos até a enorme sala, onde seria servido o jantar. A casa da Camila é bem chique.
-"Então, Larissa e Pietra, eu estava pensando, e acho que vocês já poderiam começar trabalhar amanhã, o que acham?"- a mãe da Camila perguntou, enquanto cortava a carne.
-"Ah, tudo bem! Quanto antes melhor!"- eu digo, servindo suco.
   A mãe dela sorriu, e voltamos a comer normalmente.

Tomara que de tudo certo aqui em São Paulo...


Notas Finais


Prontinho!! Gostaram?? ❤️
Muito muito muito obrigada por terem lido! 💕😍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...