História A menina maluca - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Visualizações 3
Palavras 547
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Escolar, Ficção, Mistério, Suspense
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi meus amores,espero que gostem do capítulo de hoje,bora pra fic😉

Capítulo 4 - Tudo dando errado?!


Era o cara que me perseguia quando eu tinha,seu nome é Andrew 13 anos de idade,esse cara é doente ele tinha 15 anos na época,o que significa que agora ele tem 18 anos. P*ta que pariu se a Cloe estiver grávida desse cara a vida dela vai virar um inferno,eu tenho que levar ela com urgência para um ginecologista pra fazer os exames,se por acaso eu ela não estiver grávida vou pedir pro doutor passar um anticoncepcional para Cloe. Disse obrigada ao rapaz do centro de listas telefônicas saí de lá e esperei a noite cair para ir na maldita boate encontrar o Andrew. Me arrumei um pouco porém sem paciência,eu estava bem estressada. Falei para meu pai que ia a um grupo de estudos e não tinha hora pra voltar,e ele distraído como sempre aceitou sem questionar. Peguei um Uber e parei na porta da boate,15 minutos depois o babaca chegou.

-Oi...-disse ele-lembra de mim?

-Antes de qualquer coisa cala sua boa imunda e me escuta,vc usou proteção com a Cloe?

Ele se calou por um longo tempo e então começei a gritar com ele

-ME RESPONDE DEU DESGRAÇADO

-Calma,Calma não se altere, não usei camisinha com ela mas calma. Fica sussegada eu não tenho doenças eu faço exames mensalmente o problema é ela estar grávida e eu não vou assumir não

-AH vai sim se não eu vou infernizar sua vida 

-Eu não posso assumir caso ela esteja grávida

-Porque não?-eu estava muito exaltada

-Porque eu ainda te amo

Nessa hora meu sangue ficou quente

- Escuta aqui eu sofri por quase três anos da minha vida por causa das suas gracinhas e brincadeiras de mal gosto. Agora vira homem para de falar merda e se ela estiver grávida seja maduro o suficiente pra assumir ouviu?

-Tá...-respondeu ele de cabeça baixa.

-Agora eu tenho que ir pra casa meu pai vai se dar conta que eu possa estar aqui

-Espera fica só mais um pouco eu pago uma bebida na lanchonete do outro lado da rua

-Puff-estava sem paciência já

-Por favooor

-Afe que chato vamos logo

Fui junto com ele na lanchonete e eu pedi um suco de abacaxi com hortelã e um misto-quente 

-Você é muito amiga da Cloe?-perguntou ele 

-Sim

-Hm

Fui pagar meu pedido mas o Andrew insistiu em pagar pra mim. Saímos juntos da lanchonete,ele me disse que morava 3 ruas atrás da minha então fui junto com ele. No meio do caminho eu vi meu pai e então puxei o Andrew atrás de uma árvore

- Que isso gata já quer me beijar assim do nada? -disse ele com um sorriso malicioso

-Cala a boca meu está ali provavelmente me procurando acho que ele me viu 

-Calma ele não viu não me segue 

Ele saiu me puxando com cuidado para uma casinha abandonada que não era pertinho para nos escondermos do meu pai 

-Ufa valeu cara

-Quero um beijinho como agradecimento hein?

-Não viaja. Vou indo tchau

Saí dali e fui pra minha casa silenciosamente quando cheguei em casa fui para meu quarto tirei a maquiagem vesti meu pijama e fingi estar dormindo. Alguns minutos depois vi meu pai entrar no meu quarto e se perguntando bem baixinho se eu não teria saído,meu pai é muito esquecido e desligado,ele saiu e eu tentei dormir. Quando eu estava cochilando recebi uma mensagem no meu celular mas não olhei logo em seguida caí no sono.


CONTINUA...






Notas Finais


Foi esse o capítulo de hoje beijosss😝😝😝


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...