História A Menina Virou Mulher - Capítulo 33


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Itachi Uchiha, Kiba Inuzuka, Mikoto Uchiha, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha
Tags Itasaku, Kakasaku, Naruto, Sasosaku, Sasusaku
Visualizações 348
Palavras 1.034
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Harem, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 33 - Voltando


Fanfic / Fanfiction A Menina Virou Mulher - Capítulo 33 - Voltando

Anos depois

 

Finalmente eu e Sasuke nos especializamos na área que nos interessou. Como terminamos, agora podemos atuar com responsabilidade. Foram mais de oito anos de estudo e nos sentimos confiantes para ir ao mercado de trabalho, afinal, sempre nos dedicamos muito, deixando o namoro sempre em segundo lugar e nós dois entendíamos o porquê e nunca brigamos por isso.

A família Uchiha está cada vez mais desestruturada. Como gosto muito de Mikoto e tenho bastante liberdade para conversar, acabei dizendo algumas coisas, ficar com Fugaku só estava deixando aquela mulher triste. Tão nova, pode aproveitar muito a vida, mas estava se prendendo aquele homem por ter dois filhos com ele.

 

Eu e Sasuke estamos trabalhando no mesmo hospital que é considerado o maior da cidade. Aproveitamos nossa relação intima para discutirmos sobre alguns pacientes e qual será o melhor procedimento, muitas vezes avaliamos exames juntos. Confesso que Sasuke é um gênio, suas opiniões e julgamentos sempre são mais precisos que os meus.

Um cidadão havia sido baleado, eu fiz sua cirurgia e ocorreu tudo bem. Depois de três dias ele já estava em um quarto comum, sem riscos. Fui examina-lo, pois logo teria alta.

 

-Senhor Takashi, como está se sentindo hoje?

-Estou ótimo, acho que já posso ir para casa.

-Logo... Estamos tendo bastante cautela, pois a bala foi bem próxima de um local perigoso.

-Tudo bem... -Respondeu o homem desanimado.

 

Comecei a examina-lo, fazer algumas perguntas e realmente estava tudo ótimo.

 

-Você se recuperou bem rápido. Bom, vou pedir para o Doutor Sasuke dar uma olhadinha também, talvez seja liberado hoje mesmo.

-Doutora Sakura... Posso fazer uma pergunta?

-Sim, faça.

-Você e o doutor Sasuke namoram?

-Quem sabe... Até logo.

 

Não perdi minha postura, mesmo estando muito envergonhada. Eu e o Uchiha achamos melhor não deixarmos nosso namoro muito claro para o hospital, afinal, não é um ambiente para isso. Dentro do nosso local de trabalho agimos com profissionais e quando estamos fora “voltamos” a namorar.

Os mais atentos haviam comparado as alianças que raramente colocamos e descobriram. Outros perguntam, pois o Uchiha é muito fechado com todos, mas sempre me ajuda, então desconfiam, enquanto outros não percebem nada, afinal, somos extremamente discretos.

 

*** *** ***

 

Eu sai mais cedo e fiquei esperando Sasuke no estacionamento para irmos embora juntos. Ele demorou um pouco, mas logo saiu e entramos no carro dele.

Deixamos o estacionamento do hospital, percebi que Sasuke estava mais calado do que já é.

 

-Sasuke, aconteceu alguma coisa?

-Minha mãe não contou?

-Contou o que?

-Estou surpreso que ela não tenha contado para você.

-Vamos, me diga... Estou preocupada.

-Itachi volta hoje.

-Você está assim por causa disso? Se for por minha causa, já se passaram anos, não sou mais aquela menina tola.

-Eu realmente espero isso.

-Durma na minha casa hoje, Sasuke.

-Não, quero passar a noite estudando e fazendo uma pesquisa sobre um novo vírus. Não chegou ao nosso país, mas muitas pessoas foram infectadas em outros.

-Entendo. Não vou acompanha-lo nessa, realmente estou muito cansada.

 

Sasuke parou frente minha casa, nos olhamos por alguns segundos e ele tomou a iniciativa de me beijar, senti algo diferente nele, tudo deve estar ligado a Itachi.

 

-Estude, mas não esqueça de descansar.

 

Desci do carro, entrei em minha casa e a primeira coisa que fiz, foi tirar minhas roupas sujas e tomar um bom banho. Após ter me higienizado, me deitei para descansar e pensar sobre a vida.

 

Comecei a trabalhar nessa área a pouco tempo, estou com a vida um pouco desestabilizada ainda. Consegui comprar um carro, pois como o hospital é um pouco longe, me ajuda muito. Sasuke geralmente me busca e me traz, mas quando tem alguma intercorrência ou é sua folga, acabo usando o meu.

Sasuke estava pensando em comprar um apartamento e sair de casa, mas mesmo sendo frio, não poderia deixar sua mãe sozinha com Fugaku, ela se sentiria muito sozinha, já que aparentemente o casamento havia terminado e ela estava abalada.

Eu estou visitando alguns muito bons, porém simples. Não tenho nada que me prenda a casa dos meus pais como Sasuke, então logo sairei. Ainda preciso de um tempo para conseguir uma boa entrada, mas estou guardando o máximo que posso todo mês. As vezes acontece algumas coisas e eu trabalho mais e obviamente ganho bem mais e sempre guardo.

Meus pais deram a ideia do Sasuke e eu comprarmos um apartamento juntos, mas sinceramente não aprovei, muito menos ele. Enquanto estivermos apenas namorando, teremos nossa própria vida, faremos o que quisermos e daremos liberdade um ao outro. Morarmos juntos namorando tiraria toda liberdade que um casal de namorados possui. Ainda não estamos prontos para casar e se não estamos, não tem o porquê morarmos juntos.

 

*** *** ***

 

No dia seguinte, Sasuke chegou um tanto estressado, provavelmente teve alguma briga com o mais velho. Conheço bem o namorado que tenho, então o deixei quieto.

 

Conforme a semana foi passando, Mikoto sempre me ligava para ir vê-la, mas eu sempre dava uma desculpa. Sasuke precisa se acostumar com a volta do irmão ainda e se eu for agora, apenas deixarei ele com ciúmes.

 

Naruto ligou chamando eu e Sasuke para a comemoração do seu aniversário que seria no final de semana. Eu sairia mais cedo que Sasuke no sábado, mas conseguiríamos ir sem problema algum, estou com saudades dos meus amigos.

 

*** *** ***

 

O sábado chegou, eu sai primeiro que o Sasuke do hospital, mas dessa vez não o esperei, já que havia ido com o meu carro. Voltei para minha casa e tomei um banho demorado para aguentar a noite toda, confesso que estou cansada e só vou, pois é do meu amigo Naruto. Coloco um vestido preto de brilho, estou um pouco enjoada de roupas simples por sempre precisar estar discreta para o trabalho. Um salto preto grande e fino ajuda a me deixar mais atraente. Maquiagem fiz uma simples e clara, mas muito bonita, mas o batom foi um pouco escuro, um roxo realmente muito forte. O brinco era dourado e grande, muito bonito. Pulseira coloquei uma mais discreta, para não chamar muita atenção.

Sasuke logo chegou em minha casa, combinamos de ir com o carro dele. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...