História A Menina Virou Mulher - Capítulo 47


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Itachi Uchiha, Kiba Inuzuka, Mikoto Uchiha, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha
Tags Itasaku, Naruto, Sasosaku, Sasusaku
Visualizações 555
Palavras 1.415
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Harem, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 47 - Abraço


Fanfic / Fanfiction A Menina Virou Mulher - Capítulo 47 - Abraço

Eu e Itachi mantivemos o contato ao decorrer da semana, no começo me sentia incomodada, pois responde-lo era como se eu tivesse cedendo, mas agora virou uma rotina, pareço uma adolescente novamente e isso me irrita. Ele sempre me chama com um assunto qualquer, apenas para puxar papo e quando percebo, já conversamos o dia inteiro.

 

Havia chegado o dia da minha mudança, finalmente sairia da casa dos meus pais e seria mais independente. Acordei cedo, afinal, havia combinado cedo com os Uchihas. Meus pais estavam trabalhando em casa, então resolvi não pedir ajuda, apenas me despedi e disse que voltaria mais tarde para pegar minhas coisas.

Peguei meu carro, havia sido concertado rapidamente, não era nada sério ou difícil para o concerto demorar. Fui para minha nova residência e ao chegar, Itachi, Madara e Mikoto já me esperavam.

 

-Desculpem o atraso. -Saio do automóvel com pressa. -Mikoto...

-Sakura, estava com saudades. -A morena me abraça. -Eu sei que não fui convidada, mas gosto tanto de você e sempre me ajudou muito, então resolvi tentar ajuda-la em algo.

-Poxa Mikoto, não precisava se incomodar com isso, mas obrigada por ter vindo, não levo muito jeito para casa, então provavelmente você será de grande ajuda.

-Que bom. -Ela sorriu e me abraçou novamente. -Você sempre será um membro da família, mesmo que não volte com Sasuke, então sempre conte comigo.

-Obrigada, fico muito feliz em saber disso, você é como uma mãe para mim! -Ela estava um tanto chateada com o termino, tinha medo de perder minha amizade, mas isso não aconteceria.

-Por que a tristeza, Mikoto? -Começa Madara com um sorriso brincalhão. -Você não tem só o Sasuke de filho, ainda tem um que pode mantê-la perto de você. -Ele olhou para o sobrinho que desviou o olhar.

-Seria um sonho ver a Sakura casada ou com o Sasuke ou com o Itachi. -Mikoto não se conteve também.

-Vamos entrar... -Estava extremamente corada, Itachi também estava um pouco desconfortável, então mudei de assunto.

 

Entramos na casa calmamente, tinha várias coisas espalhadas que haviam sido entregues em vários dias diferentes. Algumas eu mesmo recebi e outras meus pais vieram até aqui.

 

-Itachi, vamos começar por onde? -Pergunta Madara.

-Pelo quarto, o que acha?

-Certo.

-Não são muitas coisas, afinal, alguns cômodos estão planejados, como a cozinha, banheiros e o quarto, mas não aguento levar o coxão e a cama, então por isso pedi ajuda. Na sala, preciso que coloquem o painel e instalem a Tv e me ajudem a colocar o sofá no lugar certo. Ah, o quarto também precisa colocar a cortina.

-Resumindo, tem várias coisas para fazer. -Completa Madara. -Vamos para o quarto, Itachi.

-Ah, Itachi não pode fazer muito esforço. -Relembro o Uchiha.

-Não se preocupe, eu fico com o mais pesado. -Responde Madara dando as costas.

 

Foram para o quarto, enquanto eu e Mikoto desembalávamos algumas coisas. Como a cozinha era planejada, começamos a colocar os pratos, copos, talheres em seus devidos lugares.

Em menos de uma hora me chamaram, subi para o quarto e o encontrei todo montado.

 

-Está do seu agrado? -Pergunta Madara ajeitando a cortina.

 

Comecei a dar muita risada, não imaginava os dois trabalhando duro daquele jeito, estavam sempre de social e pareciam inúteis para coisas de casa, havia ficado realmente surpresa e a cena era muito engraçada.

 

-O que foi? -Pergunta Itachi arqueando a sobrancelha.

-Nada... Está ótimo, não imaginava que ficaria tão bom... Colocaram a cortina exatamente como eu queria.

-Seu quarto é muito bonito, Sakura.... Itachi irá adorar dormir aqui. - Elogia o Uchiha mais velho, brincando logo em seguida.

-Vamos para sala. -Diz Itachi sério dando as costas e saindo.

 

Havia ficado muito bonito, paguei alguns pintores semana passada que capricharam. A parede atrás da cama tinha um papel de parede branco e preto, muito bonito. A parede da cortina era preta, com uma cortina longa e fina branca, tampando a sacada. As restantes eram brancas, essas duas cores de parede combinavam com o papel de parede. Os moveis eram brancos e pretos, com a maior parte no branco, sendo o criado ao lado da cama todo branco. Um tapete preto com flores brancas estava na frente da minha cama. O chão era marrom, como se fosse madeira, mas não era. Havia ficado perfeito para uma mulher mais velha como eu e o branco prevaleceu, deixando o ambiente mais claro.

Fui para sala, eles estavam montando o painel, que cena engraçada. Mikoto observava para ver se estava reto e eu fui para seu lado ajuda-la.

 

-Poxa, que calor. -Reclama Madara suando.

-Estou pingando, pois não estamos acostumados com esse tipo de serviço. Vou tirar a camisa.

 

Os dois tiraram a camisa e jogaram em um canto qualquer, eu e Mikoto paralisamos com aquilo. Madara é seu marido e eu já vi Itachi assim, mas eles são tão bonitos que sempre nos pegam de surpresa e ficamos admiradas. Provavelmente Mikoto o vê assim todos os dias, mas é tudo tão lindo. Eles estavam sexys sem camisa e trabalhando, a calça dos dois havia decido um pouco e dava para ver suas entradinhas.

 

-Eles são lindo... -Diz Mikoto quase babando. -Eu tenho um filho tão sexy e um marido perfeito.

-Eles são... -Acabei confirmando sem perceber.

-Eles ficaram tão sexy trabalhando duro assim.

 

Eu e Mikoto estávamos quase escorregando na própria baba, não conseguimos fazer mais nada, apenas ficar admirando aqueles belos Uchihas trabalhando e suando.

 

-Me sinto uma adolescente idiota agindo assim.

-Digo o mesmo. -Confirmo, pois também me sentia daquele jeito.

-Terminamos. -Diz Madara se alongando.

 

Eu desvio meu olhar, afinal, é marido da minha querida sogra Mikoto.

 

-Preciso comer ou vou desmaiar. -Comenta Madara.

-Como vocês são moles. -Brinco com os dois.

-Na empresa, o máximo que eu ergo é uma folha de papel ou um copo de água. -O mais velho respondeu encostando na parede exausto.

-Madara, vamos buscar algo para almoçarmos aqui mesmo. Itachi precisa descansar um pouco antes de continuar. -A mãe estava um tanto preocupada, caminhou até o marido e segurou seu braço.

-Certo, vamos.

 

Deixaram minha nova casa, fui abrir o portão para eles e quando voltei, encontrei Itachi sentado, encostado na parede.

 

-Você está bem? -Digo me abaixando em sua frente.

-Já estive melhor.

-Você pode parar, já me provou que não é apenas um mimadinho como eu esperava... É muito bom saber disso, lhe admiro ainda mais.

 

Ele ficou surpreso com as minhas palavras, acho que não esperava algo “carinhoso” vindo de mim.

 

-Está doendo algo? -Pergunto mais uma vez preocupada.

-Não, eu posso continuar. -Ele se levanta, caminhando até o painel novamente.

-Já chega, Itachi. -Muito teimoso, queria ser útil depois de tudo.

 

Eu abracei suas costas, foi por impulso, só percebi o que havia feito quando meu rosto estava colado em suas costas. Parece que a muito tempo eu tinha vontade de abraça-lo assim novamente, mas sempre resisti, até agora.

 

-Por favor, descanse.... Não quero que você fique ruim por minha culpa... Você já provou, agora pare.

-Eu não vim aqui para provar nada, eu vim aqui porque queria ficar perto de você. Eu sei das minhas capacidades e não me interesso em ficar provando... Mesmo que não tenhamos nada, ficar perto de você, vê-la, já me deixa confortável e feliz.

 

Minhas mãos estavam em sua barriga, ele colocou as deles por cima das minhas e ficamos daquele jeito mais alguns minutos. Itachi não tentou nada, apenas ficou naquele toque inocente.

 

-Não se acostume. -Aviso ainda abraçada com o moreno.

-Você não facilitará as coisas... -Ele sorriu com o próprio comentário. -Talvez seja por isso que mesmo depois de anos, eu continuo gostando tanto de você.

 

Ele pegou em meu braço e me puxou para sua frente, me segurando pela cintura com um olhar intenso.

 

-Nem pense em me beijar.

-E quem disse que eu ia beija-la?

 

Itachi sorriu travesso e levou sua boca ao meu ouvido e começou a dar leves mordidas.

 

-Pacientes não deveriam fazer isso com seus médicos... Temos o direito de passar o paciente para outro.

-Você poderia ter evitado.

-Não pense que está tudo bem.... Sou rancorosa.

 

Afastei Itachi, ele sorriu, provavelmente previu que eu faria aquilo em algum momento.

 

-Afinal, está com um belo corpo, mesmo depois de anos e de um acidente recente. Os Uchihas são sempre sexy, parece que a genética é muito boa.

 

Dou uma leve risada e me viro indo para a cozinha, não poderia ficar perto do Itachi por muito tempo, acabaria cedendo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...