História A Mente de uma Dupla - Capítulo 58


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nino, Plagg, Tikki
Tags Adrinette, Chat Noir, Ladybug, Ladynoir, Marichat, Miraculous
Exibições 527
Palavras 3.623
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Escolar, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Não me matem, por favor !
Sério gente, desculpem, mas o horário não é sempre o meu forte como vocês podem perceber ... Mas pelo menos eu estou postando hoje !
O que aconteceu ? É bem simples, meus primos dormiram aqui ontem, hoje eu estou na casa deles <3 (para ser mais específica na casa do Muca, sim, o primo que me deu net) <3

É só isso mesmo.

Aproveitem, divirtam-se e inspirem-se, vocês são livres pra tudo ! Boa leitura !

Capítulo 58 - Eu Fiz Isso ?


[Marinette/Ladybug

 

Acordo com Tikki me chamando, ai meu Senhor, estou atrasada, será que isso vai voltar a fazer parte da minha rotina ? Me troco muito rápido, desço correndo e pego qualquer coisa na padaria. Entro na escola como um jato enquanto comia alguma coisa, na verdade eu nem estava comendo, eu simplesmente estava enfiando a comida goela a baixo.

Chego em frente a sala e termino de engolir a comida, abro a porta em silêncio e entro sorrateiramente, sorte que a professora não percebeu a minha entrada de mestre. Me sento e tiro as minhas da mochila, coloco tudo sobre a mesa e percebo que o Adrien ainda não chegou, por que ele se atrasou ? Será que ele vem hoje ? Aliás, pensando nele eu me lembro de ontem, será que ele não veio hoje por causa do selinho ? Aposto que ele percebeu e ficou achando que eu sou uma tarada que se aproveitou do momento, ele nunca mais vai querer olhar na minha cara, então ele vai falar mal de todos pra mim e ninguém mais vai querer sem meu amigo, então eu vou ficar sozinha e sem ninguém pra sempre !

Não. Calma, eu estou falando de Adrien, ele não é do tipo que faz isso, deve ter alguma explicação para que ele tenha faltado, ou para o atraso dele. Só queria saber o motivo ...

As aula passa tranquilamente, já cheguei à conclusão de que ele está faltando a aula de hoje, justo nas quartas onde temos o último tempo livre ... Bem, o que eu poderia fazer ? Quando a aula estava no meio o Diretor resolve dar um comunicado para a escola, o que será que ele vai nos dizer ? Ou melhor, contar ?

-Atenção alunos, hoje nós teremos uma ... Atividade especial com os alunos do 1º ano do Ensino Médio. Se preparem.

Logo começamos a ficar eufóricos, o que será que vai acontecer com a gente ?

-Escutaram alunos, podem guardar o material e esperar o Diretor chegar. – diz a professora.

-O que será que é ? – pergunto enquanto guardo as minhas coisas.

-Espero que seja a Ladybug e o Chat Noir. – Alya sugeriu.

-Não acho que sejam eles, se fossem eles aqui teria algum akuma, ou jornalistas, mas tudo parece bem calmo. – Nino disse.

-Ele tem razão, os heróis de Paris é que não são. – digo.

-Tá bem, estraga-prazeres. – Alya diz e ri.

Terminamos de guardar tudo e ficamos esperando o Diretor chegar. O que poderia ser ? Será que finalmente acharam um bom professor para as aulas de música ? Ou quem sabe um novo professor de artes tenha chegado hoje ... Alguém bate na porta e chama a professora, não consigo escutar o que a pessoa fala, mas a professora pega as suas coisas e sai da sala nos deixando sozinhos. Hum ...

-Bom dia alunos ! – mas o quê ?! – Preparados para uma aula incrível ?

 

 

[Adrien/Chat Noir]

 

 

My Lady já deve estar em casa e eu realmente preciso da minha amiga agora. Eu sei que ela está zangada por causa do que eu fiz com ela, mas ela quase me transformou em um purê, tenho que anotar isso, “nunca mais proteger My Lady nos passeios dela” e eu achando que ela iria até me agradecer ... Humpf.

É mesmo, quem me dera poder comer uma pizza agora ... Hum, pizza ? Bem, se isso for melhorar o humor dela por que não comprar uma antes de ir pra casa dela ? Eu não quero ser lançado de lá, quem sabe com comida eu não consiga ficar lá sem ser atacado. Vou na pizzaria mais próxima e assim que eu entro nela uma pequena algazarra começa, mas ignoro. Vou direto ao balcão.

-Eu quero uma pizza de frango com catupiry ... Média. – a atendente, que estava corada, anotou o meu pedido e logo o levou para a cozinha, em poucos minutos a pizza estava pronta, durante a espera eu dei autógrafos, tirei fotos e ainda brinquei com algumas crianças que vieram acompanhadas dos seus pais, bem, pelo menos eu acho que são os pais delas – Nossa, que rápido, quanto que é ?

-O-o-o, não p-precisa pagar, é da casa. – ela dá um grande sorriso. Bem, eu é que não vou desperdiçar essa chance, esse é um dos lados bons de ser o Chat Noir. Você tem comida de graça.

Pego a caixa e saio da visão de todos bem rápido. Chego na Mari em poucos minutos, o cheiro dessa pizza está começando a me dar fome.

-Alguém pediu uma pizza ? – digo entrando no quarto dela.

-O que você está fazendo aqui Chat ?

-Ué, eu vim visitar uma amiga, já que a minha dona não anda me tratando tão bem ultimamente ...

-Sua dona ?

-Sim, My Lady me deu uma surra hoje ...

-Pobre coitado ... Mas creio que você recebeu uma bela de uma lição ... – ela olha pra pizza com os olhos brilhando, ele deve estar com fome mesmo – mas essa pizza é de quê ?

-Eu não sei, eu achei essa caixa no lixo e ...

-O QUÊ ?! – as reações dela são as melhores !

-Que foi ? Você acha que gatos de rua acham comida aonde ?

-S-sério isso Chat ?

-Não, você deveria ver a sua cara ! – começo a rir até que ela dá um tapa no meu braço, no mesmo instante sinto como se ele tivesse sido atropelado por um trem  - Ai ! Cuidado, ainda está doendo dos seus golpes.

-Achei que o chá já estaria fazendo efeito ...

-Sim, mas se você continuar me batendo a dor vai voltar e o chá não vai ter adiantado de nada, princesa.

-Tá bem, mas falando sério agora ... – me ajeito para poder escutar as palavras dela, o que será que é tão importante assim ? – Qual é o sabor da pizza ?

-Hã ? Eu achei que você fosse falar uma coisa séria princesa.

-Mas isso é sério ! A pizza é muito importante e merece ser tratada com respeito ! – ela está parecendo o Plagg com o queijo fedorento dele, só que, diferente dele, ela é bonita, maravilhosa, linda, carismática, bondosa, alegre, feliz, incrível, bondosa, misericordiosa ou qualquer outro adjetivo que eu poderia usar. E ao invés de queijo ela prefere pizza.

-Você está parecendo o Plagg assim, mas só que com pizza ... Eu pedi de frango com catupiry, espero que goste. – abro a caixa e ambos pegamos um pedaço da pizza.

-Mas a pizza é uma coisa séria. – ela dá uma mordida na pizza e faz uma cara muito fofa e engraçada. Parecia que toda a felicidade dela estava na pizza.

-Acho que nem o Plagg fica tão feliz assim quando come queijo ...

-O que foi hein ? Mas você não disse que ia visitar a sua amiga Chat ? Por que você está aqui ?

-Nossa princesa, suas palavras são como navalhas que cortam o meu coração ! – digo fazendo uma pose dramática qualquer.

-Você vai acabar se engasgando ... – ela mal diz tais palavras e logo eu realmente me engasguei – E pare de drama, responde a minha pergunta logo. – finalmente consigo me desengasgar.

-Ora, eu estou aqui, então você seria a minha amiga, não parece lógico, princesa ? – rio – Você ficou com ciúmes de você mesma ... – eu até que tentei segurar a risada, mas isso foi um erro já que depois disso eu cai na gargalhada.

-Xiu ! Quieto Chat, meus pais podem te ouvir ... – eu queria parar de rir tanto, só que não dá.

-O-o-o pro-problema ... É-é q-que eu ... N-não estou ... Con-con-conseguindo ... – começo a rir mais alto.

Ela se levanta e vem na minha direção e tapa a minha boca, mas ao mesmo tempo ela tapa o meu nariz o que acaba me impossibilitando de respirar, justo no momento que eu mais preciso de ar por causa de tanto rir, droga, eu preciso respirar ! Parece que ela lê os meus pensamentos e tira a mão do meu rosto.

-Princesa, eu já disse que ... – dizia enquanto puxava o ar – Toda vez que eu te vejo eu perco o ar ?

-E eu já te disse que gatos pretos não fazem meu estilo ?

-O quê ? Como assim ?

-É verdade, eu prefiro cachorros.

-Como você pode falar uma coisa dessas pra mim princesa ? Eu não posso deixar as coisas desse jeito !

-É, você pode começar indo embora, eu quero dormir.

-Hum ... Não, ainda não é tempo para isso, vamos pelo menos terminar de começar a pizza. – faço uma carinha fofa.

-Tá bem ... Mas só porque eu estou com fome.

-Sim e você nem vai fazer isso pra ficar um tempo a mais com ele né ? – disse Tikki, eu nem tinha a visto.

-D-do que você está falando Tikki ? – ela disse vermelha, é engraçado vê-la assim.

-O que eu falei já é óbvio e se vocês me dão licença – ela vai em direção ao terraço – Eu não quero ficar segurando vela.

-Tikki sabe das coisas –digo pegando um dos últimos pedaços da pizza e ela pega o penúltimo.

-Eu acho que vocês veem coisas onde não existem ...

-Sim, é exatamente isso ...

-Não vai começar a encher o meu saco né ? Já basta você ter ficado bisbilhotando o meu passei com o Nath ... – Nath ? Nath ? Isso lá é maneira de chamar o Nathaniel ? Prefiro os meus nomes.

-Primeiro: eu não bisbilhotei, eu estava te protegendo e segundo: Nath ? É assim que você chama ele ?

-Sim, tem algum problema ? – terminamos as pizzas e pegamos o último pedaço ao mesmo tempo, fui ver a reação de My Lady, à primeira vista ela estava corada, mas depois ela olhou pra mim com uma cara de raiva e pelo seus olhos eu podia ver a clara mensagem “Se você pegar o último pedaço da pizza você vai ser um homem morto” bem, eu nem queria mesmo ...

-Oh, por favor princesa, eu trouxe pra você mesmo ... – é melhor eu anotar isso depois, “nunca pegar o último pedaço da pizza” – E sobre a sua pergunta, bem eu acho que fósforo, tomatinho, Ariel, tocha, chama ou até mesmo foguinho são nomes bem melhores pra ele.

-Que horror Chat ! – ela disse rindo.

-Se é tão horroroso assim então por que você está rindo ? – ela lança um olhar se dando por vencida – Ponto pra mim !

-Acho que você já pode ir ... Só falta mais um pedaço da minha pizza. – ela coloca o último pedaço da pizza na boca, mas ele era grande demais e um pedaço fica pra fora.

-Deixa que eu te ajudo ! – mordo o pedaço da pizza que está pra fora e de quebra dou um beijo nela, que maravilha, como e beijo, tem coisa melhor do que isso ? Me separo e fico encarando ela que variava os tons de vermelho em seu rosto.

-V-você disse que i-iria embora depois q-que a p-pizza acabasse. – ela é muito fofa quando fica com vergonha.

-Que pena, mas devo cumprir com a minha palavra de gato. – me levanto e faço minha típica saudação, mas ao me curvar dou um selinho nela que, de um modo sobre-humano, ela fica ainda mais vermelha.

-V-vá l-logo C-C-Chat ! – dou uma risada.

-Sabe é muito engraçado ver que, mesmo depois de tantos beijos, você continua ficando envergonhada ... Você fica linda quando está vermelha desse jeito. – a cada momento ela fica mais vermelha, como isso é humanamente possível ? – Uau, acho que isso já é um recorde ! Será que eu consigo fazer você ficar mais vermelha ? – aproximo o meu rosto ao dela ...

-E-Eu acho melhor você ir. – ela se levanta rapidamente e eu quase caio ... Que pena, eu realmente queria deixa-la mais vermelha.

-Hum ... Na próxima eu consigo. Até mais princesa ! – saio da casa dela e ando pelos prédios.

E como sempre correr pelos prédios faz com que a adrenalina corra pelo meu corpo de um modo diferente. Não é a mesma adrenalina de quando se corre em uma alta velocidade ou quando se faz acrobacias arriscadas, é algo mais ... Impactante, te dá mais energia, mais velocidade, mais força ... É diferente do que qualquer outra coisa que se possa imaginar.

Sem nem perceber eu já estou em casa, desfaço a minha transformação e Plagg aparece pedindo comida, não como ele pode ser tão preguiçoso ao ponto de não ir no frigobar pegar um queijo pra ele ... Isso é o cúmulo da preguiça. Depois de dar o queijo pra ele eu tomo um banho e me deito, durmo em poucos minutos.

Acordo com o despertador, me arrumo tranquilamente, tomo o café e dou um pedaço de queijo ao Plagg, pego as coisas no meu quarto e Gorila me leva pra escola. Quando chego nela o sinal toca, estranho, achei que fosse mais cedo ... Devo ter perdido a noção do tempo quando Plagg me pediu queijo e eu comecei a brigar com ele porque o queijo estava à dois passos dele.

Fui para sala e me sento no meu típico lugar. Depois de alguns minutos Marinette também chega silenciosamente. My Lady chegando atrasada na escola ? Há quanto tempo isso não acontecia ... Pretende voltar aos velhos tempo Bugboo ?

-Afe, até na escola ? – ela quase grita tais palavras, seguro a risada, não sabia que essa seria a reação dela ... Ela tapou a boca e todos da sala de aula olhavam pra ela ... My Lady, sempre o centro das atenções ... - Chat, eu já vou te avisando, se você fizer com que eu passe algo parecido de novo eu vou ter que te ensinar mais uma lição. – Ora My Lady, eu te dou pizza e é isso que você faz como agradecimento ? Pois fique sabendo que eu não te beijo mais !

A professora voltou a passar os exercícios no quadro e nós voltamos a copiá-los, tínhamos que entregar tudo respondido até o final da aula.

-A GENTE SE BEIJOU ! – Mari gritou do nada ... Quem ela beijou ?

-Marinette, por favor, já não basta você chegar atrasada. Fique em silêncio sim ? – a professora disse.

-S-si-sim pro-p-pro-professora.

-Depois você vai ter que me contar tudo ... – Alya disse.

As aulas passaram e logo o sinal tocou, Marinette e Alya saíram da sala correndo, acho que elas vão conversar sobre o que aconteceu agora na sala de aula e eu realmente gostaria de escutar a explicação dela.

-Ei Nino, eu acho que as meninas vão conversar sobre a aula, bora ficar com elas ?

-Pode ser.

Saímos da sala de aula e começamos a procurá-las em todos os lugares, mas nós não a encontrávamos em lugar nenhum, depois de tanto tempo de procura nós a encontramos no fim do mundo na escola, como que esse lugar pode existir, eu nunca tinha visto esse lugar antes.

-Sua sem graça ! Tá, mas o que foi que ele fez pra você dar uns socos nele ? digo Alya falando para Marinette.

-Estávamos procurando vocês duas ! Pra que vocês vieram pra esse fim de mundo ? – Nino perguntou se sentando ao lado da Alya.

-É, eu também quero saber. – Me sentei ao lado da Mari.

-É que a Marinette está me contando a história dela de como ela deu uns socos no amigo dela e depois, simplesmente beijou ele. - ela deve estar falando de ontem.

-ALYA ! – Mari disse ficando vermelha.

-Ai ! Olha, não adianta pisar no meu pé, isso não vai deixar de ser verdade.

-Conta a história Mari, eu aposto que você deve ter dado uma lição nele ! – Nino falou animado – Eu ainda não me esqueci da surra que você me deu naquela aula de luta improvisada aqui na escola.

-É ...

-Vamos Mari, conta ... – digo – Aposto que você o detonou facilmente ... – é mesmo, ela me detonou, literalmente.

-É-é, mas era só porque eu estava com raiva, ele é tão bom lutador quanto eu ... na verdade nas últimas vezes que nós ... nós ... Treinamos juntos ele tem me vencido.

-Oh, então deve ser por isso que você é tão boa na luta, seu amigo deve ser um bom professor ... – disse Nino.

-Ele bom professor ? – ela começou a rir, eu como professor ? Não daria certo, se ela errasse eu não conseguiria corrigi-la e, ao invés de eu focar nos golpes dela eu ficaria hipnotizado pela beleza dela – Não, na verdade o nosso professor era um senhor que eu e ele conhecemos, ele é ... Um amigo antigo.

-Nossa, depois me leva nele ? Eu preciso dar uma melhorada na minha luta ... – Alya disse – Assim que posso até ajudar a Ladybug e o Chat Noir ! Imagina que legal ? Eu seria tipo o Robin deles !

-Isso não é uma boa ideia. – digo, é muito perigoso.

-Também acho. – Nino concordou.

-Afe, por quê ? Só porque eu posso me machucar ?

-Sim, mas também porque ... – bem eu sempre gostei do Batman, então eu sei que o Robin sempre morre.

-Porque nas histórias do Batman o Robin sempre morre. – eu e Nino a olhamos surpresos, não é muito comum uma menina ler HQ’s ... Bem pelo menos é o que dizem por ai – Que foi ? Não posso mais ler uma HQ ?

-Você já está mudando de assunto Mari ... – Alya disse – Você ainda não falou porque ele te irritou.

Ela contou tudo o que aconteceu ontem, foi interessante saber como tudo ocorreu no ponto de vista dela, não foi tão ruim quanto eu imaginei, na verdade eu achei que a essa hora ela estaria me odiando e já me declarando como um homem, ou gato morto. Graças ela parece estar bem.

Depois de ela ter deixado escapar que ontem nós demos dois beijos ao invés de um ela começou a ficar muito vermelha, pelo visto nossa conversa chegou ao final.

-E-e-eu tenho que ir pessoal, te-tenho coisas muito importantes pra fazer. – ela disse se levantando da mesa.

-É pessoal deixem ela ir, ela tem que marcar mais um encontro com o amigo dela. – Alya disse, Mari olhou pra ela com aquele olhar de “Você quer morrer ? Não ? Então é melhor ficar quieto” – T-Tá, não tá mais aqui quem falou.

-Eu te acompanho, o Gorila já deve ter chegado. – digo e me levanto.

-Tchau pra vocês dois, eu e o Nino vamos ficar aqui mais um pouco.

-Tchau gente até amanhã ! – Nino disse.

-Até. – Mari disse e foi em direção a entrada da escola.

-Tchau ! – digo e logo fico ao lado dela.

-Essa não, o livro que a professa pediu para que nós lêssemos, eu esqueci de pegá-lo. Ainda bem que temos ele na biblioteca.

-Você quer que eu vá com você ?

-Não p-precisa Adrien, v-você mesmo já disse que o seu m-motorista já deveria ter chegado e ...

-Sem problemas, ele pode esperar por alguns minutos. – pego o pulso dela e vamos para a biblioteca.

Entramos na biblioteca, ela está totalmente vazia ainda bem, assim eu posso ficar sozinho com My Lady, o que é raro, pelo menos quando eu estrou de Adrien.

-Onde será que o livro está ?

-Ele deve estar no fundo da biblioteca. – ela me responde.

-Então vamos lá procurá-lo. – fomos ao fundo da biblioteca.

Hum, esses livros parecem ser bons, um dia desses eu posso pegar um desses livros, a leitura é algo que eu gosto bastante, era um modo de eu sair um pouco do mundo em que meu pai me obrigou a viver, os livros foram, por muito tempo, o meu único refúgio.

Começo a procurar o livro e logo o encontro na última prateleira, justo hoje que a escada da biblioteca quebrou ... Que droga, como podemos pegá-lo ?

-Hey Adrien, você poderia conferir onde está um livro no computador da biblioteca ? Acho que vai ficar mais fácil de encontrá-lo assim.

-Hum ? Ir ver no computador ? Ok. – acho que já sei o que ela vai fazer ... Saio mas não vou aos computadores fico ali esperando ela pegar o livro, ela com certeza vai querer voar ...

E como eu pensei ela começou a voar e chegou a dar um rodopio, mas rapidamente ela ficou na altura do livro e o pegou, ela praticamente caiu e então eu voltei como se já tivesse ido ver sobre o livro.

-Já achou o livro ? Que bom ! – digo.

-É, não foi tão difícil assim ... Acho que já podemos ir.

-Sim, claro, mas antes você poderia me fazer um favor ?

-Um favor ? Qual ?

-Bem, parece que todos esses livros são ótimos, você me recomendaria um ? – parece que ela já leu algum livro ...

-Oh, deixe eu só dar uma olhada rápida para ver se ele está aqui. – ela começa a procurar, ela fica bem fofa enquanto procura pelo livro ... – Aqui. – ela pega o livro e me dá.

-Moby Dick ? Parece ser bem interessante.

-É sim, esse é até que conhecido, mas não foram muitas que leram ... É uma ótima leitura, eu recomendo.

-Se você diz, quem sou eu para lhe contradizer hein ? – fui guardar o livro e percebi que já estava atrasado para as aulas de piano – Essa não, tchau Mari, eu tenho que ir, tchau ! – dou um selinho nela e sai correndo para o carro que já deveria ter chegado.

Entro no carro e Gorila já começa a dirigir em direção a aula ... Espera um instante ... EU DEI UM SELINHO NELA ?!


Notas Finais


Não tenho muito o que dizer não é mesmo ? E eu tenho que ir para o meu primo que dá net <3

Aproveitem a noite de vocês seus lindus <3

Amo vocês e muito obrigada pelos comentários e pelos favoritos. Eu amo conversar e responder vocês.

Vocês são excepcionais ! Fiquem cientes disso !

Beijinhos de estrelas <3 Bye, bye !


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...