História A Mente de uma Dupla - Capítulo 74


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nino, Plagg, Tikki
Tags Adrinette, Chat Noir, Ladybug, Ladynoir, Marichat, Miraculous
Exibições 278
Palavras 2.810
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Escolar, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Uhuuuuu

Terceiro dia seguido, até que pra quem está sem o note eu estou bem...

Então né, hoje teremos uma coisa especial... Mas não estou a fim de falar, então apenas leiam este capítulo.

Aproveitem, divirtam-se e inspirem-se, vocês são livres pra tudo ! Boa leitura !

Capítulo 74 - Mordiscada.


*Quebra de tempo*

 

-Mari ! Acorda, anda, você vai se atrasar pra escola. – Belly estava me sacudindo, que horas são ?

-Tá, já acordei viu ? – sentei na cama e me espreguicei – Que horas são hein ?

-Hora de se arrumar... – ela olhou no celular – São 6:50, sua aula começa 7:30 né ? Anda logo pra não se atrasar. Eu sei que você demora pra se arrumar, ainda mais nas segundas e olha só, hoje é segunda ! Anda, vai lá tomar banho que eu escolho a sua roupa hoje... VAI LOGO ! – ela deu um grito.

-Tá, tá, já estou indo... – me levantei e fui direto para o banheiro tomar meu banho.

Tikki veio junto comigo, eu abri o chuveiro pra poder tomar só uma ducha, já que eu estou atrasada eu não posso demorar no banho, que é a minha fraqueza.

-Que bom que você já melhorou Mari, e foi bem rápido. Quem diria que no domingo você já estaria melhor.

-É, ainda bem que eu me recuperei rapidamente.

-Aposto que foi a visita do Chat que fez com que você ficasse melhor logo.

-N-não foi isso, foram os remédios e o repouso...

-E a visita dele não te ajudou nem um pouco né ?

-Ela só gerou um machucado na minha boca... Ainda bem que já sarou. – acho que aquele beijinho que ele deu depois realmente ajudou.

-Certo, chega de papo e termina logo esse banho. – depois dela falar isso eu lavei os cabelos e fechei a ducha. Me sequei e fui ver as roupas que Belly tinha escolhido pra mim.

Como ainda está nevando ela escolheu um casaco grosso, pra quando eu for pra escola, e um mais fino, pra eu usar nas salas de aula. Ela também escolheu um vestido de gatinho que eu tenho com uma calça preta e uma bota cinza pra finalizar. Até que ficou um conjunto interessante.

Eu me vesti rapidamente e penteei os meus cabelos, quando Belly entra no quarto e me puxa pra cozinha, nos duas quase caímos nas escadas, mas ela conseguiu se equilibrar e eu também.

-Não dá Tempo de ficar prendendo o cabelo não, você está atrasada. Anda, come logo. – ela e eu nos sentamos e comemos rapidamente.

-Pra que essa pressa toda ? – pergunto enquanto tomo o chocolate quente.

-Hoje eu vou com você na escola, quero ter certeza de que não vai passar mal lá e... – ela olha pros lados e chega mais perto de mim – Eu também vou poder ver como você age perto do LJ.

-Mereço.

-Merece mesmo. – ela termina de comer e me espera acabar, o que demora poucos minutos – Legal, bora escovar os dentes e partiu sua escola.

Nós duas fomos no banheiro e escovamos os dentes. Enquanto ela passava o fio dental eu voltei pra cozinha e peguei uns pedaços de bolo que sobraram pra dar pra Tikki. Depois eu peguei a minha mochila e esperei a Belly na porta. Em poucos instantes ela apareceu e já foi abrindo a porta. Nós descemos as escadas e passamos pela Padaria, demos um tchau pros meus pais e saímos pela neve.

Ela ficou encantada com a neve, fiquei sabendo que no Brasil não neva muito, na verdade é incomum nevar lá, então acho que a reação dela é bem comum. Depois de atravessamos a rua nós chegamos na escola. Não tinha um ser vivo na escada, por causa do frio, todo mundo já deve estar lá dentro...

-Vamos entrar, o resto do povo deve estar lá dentro. – digo e ela concorda. Entramos e fomos direto para a minha sala.

Diferente do que eu pensei só tinham algumas pessoas lá. Nino, Alya, Adrien, Rose e Juleka. Talvez o resto falte hoje, ou apenas estejam na biblioteca ou quem sabe na sala de música.

-Bom dia ! – Belly disse pro pessoal, ela foi na direção deles e deu um abraço e dois beijos em cada um. Eles ficaram parados por um tempo, talvez em choque pelo ocorrido – Ops, me desculpem, eu esqueci que vocês não são muito acostumados com isso... Err, isso é um costume brasileiro bem comum.

-Eu sei que é meio estranho no início, mas depois de um tempo vocês se acostumam. - digo sentando no meu lugar.

-Pra está beleza então. -Nino disse – Mas eu prefiro as batidas.

-Opa, bora na batida então. – ele e Belly deram uma batida – Maneiro, gostei dessa batida, vou aderir.

-Pra mim esse abraço e beijinho está de boa, é bem melhor do que as minhas tias fazem... – Alya disse se sentando do meu lado.

-Eu sei lá...

-Nossa LJ, que sem graça... Vamos fazer assim, eu bato na tua mão e aí vai direto pro abraço – eles fizeram o que ela disse – esse é o abraço de mano, é bem legal.

-Beleza então. – a professora apareceu junto com alguns alunos, ela olhou pra Belly com cara de confusa.

-Quem é você ? – ela perguntou enquanto colocava os livros na mesa.

-Eu sou a Isabelly, a menina que vai vir aqui na escola pra poder dizer o nível de eficiência.

-Oh, é mesmo, tinha me esquecido. Você senta junto com a Alya e a Marinette, certo ?

-Oui.

Estranho, ela não trouxe material nenhum... Se bem que ela não precisa necessariamente estudar, já que ela não é uma aluna. Ela se sentou no meio, entre mim e a Alya. A professora começou a explicar a matéria de matemática, que é a matéria preferida dela.

-E então vocês podem pegar esse resultado e fazê-lo por soma e produto, ou se preferirem, por bhaskara.

-Isso é fácil, achei que a matéria do primeiro ano seria mais difícil, mas ela é basicamente uma revisão do nono ano. – Belly sussurrou pra mim é pra Alya.

-Senhorita Isabelly, já estudou essa matéria ?

-Sim, já estudei.

-Gostaria de me ajudar nessa equação então? Ela é bem simples. X2 5x 6. Como você a resolveria ?

-A senhorita prefere que eu vá e responda no quadro ou que eu responda aqui mesmo ?

-Pode responder daí mesmo.

-Prefere que seja por bhaskara ou soma e produto ?

-Escolha o que desejar.

-Vejam como é fácil. – ela sussurrou novamente – a resposta é x= -2 ou x= -3. Eu vou aí no quadro pra explicar melhor. – ela se levantou e foi até o quadro.

Ela deu uma explicação rápida e básica. Se eu soubesse disso na hora daquele teste eu não teria precisado da ajuda do Chat... E pensar que isso já fazem alguns meses e eu ainda nem agradeci por aquela ajuda direito... Eu vou ter que dar um jeito de agradecê-lo, a coisa é: como ?

Antes que eu pudesse pensar em algum plano um menino abriu a porta da sala de aula bruscamente, ele estava ofegante e parecia assustado... Isso não é bom sinal...

-O diretor... E-ele virou um... Um... – ele estava ofegante demais pra terminar a frase, mas nem precisava, já que todos os alunos pareceram perceber do que se travava, quase todo mundo saiu correndo para fora da escola.

Os únicos que ficaram na sala foram eu, Adrien, Nino, Alya e Belly. Não estou impressionada pelo fato de que a Belly e a Alya ficaram, obviamente elas iriam atrás do akumatizado para assistir e filmar a luta, mas o fato de que o Nino e o Adrien ficaram me deixou curiosa... Talvez eles só fiquem com as meninas pra protegê-las.

-Eu vou no banheiro. – eu disse e sai correndo pra lá, finalmente eu vou poder me mexer um pouco, mas ter ficado aquele tempo de cama me deixou um pouco... Enferrujada, mas eu espero que eu não esteja muito.

Assim que eu entrei no banheiro eu dei uma olhada para ver se não tinha ninguém nele e, como eu tinha pensado, ele estava completamente vazio. Tikki saiu do bolso do meu casaco, ela parecia animada para se transformar.

-Você parece bem animada Tikki.

-E estou, já estava com saudades de me transformar... Vamos, diga as palavras ! – dei uma risada com a empolgação dela.

-Tikki, transformar ! – depois de alguns segundos eu já não era mais Marinette, mas sim Ladybug. Se bem que, segundo a Tikki, nós duas somos a mesma pessoa.

Eu saí do banheiro e fui em direção à diretoria, talvez o diretor ainda estivesse lá.

Assim que eu chego perto da diretoria percebo que pensei errado, já que a porta estava quebrada e a parede que fica atrás da mesa dele também se encontrava destruída. A única coisa que eu posso fazer agora é encontrar o diretor.

Antes de sair para procurá-lo eu dou uma olhada na sala dele, talvez aqui tenha alguma coisa que me ajude a descobrir o que aconteceu. Enquanto eu procurava sinto alguém tocar o meu ombro, quando me viro percebo que o Chat.

-My Lady, é bom te ver na ativa novamente. – ele dá um beijo na minha mão.

-É bom poder estar na ativa mesmo, já não aguentava mais ficar de cama, é horrível.

-Mas eu aposto que você gostou das minhas visitas...

-Claro, claro... – digo mexendo a minha mão como se aquilo não fosse importante.

-Achou alguma coisa ?

-Não, eu estava procurando quando você chegou, acho que aqui não tem nada demais. É melhor nós irmos lá pra fora. – digo indo na direção da parede quebrada.

-Espero que ele não tenha feito muito estrago.

-Também espero. – digo e taco o meu ioiô em algum prédio e me lanço para longe. Assim que eu toco o telhado de alguma casa eu abro o meu ioiô e vejo a transmissão que estão fazendo, pelo visto o diretor, que se auto denomina Faltier, está andando pelas ruas e atacando os adolescentes e jovens.

-Parece que ele está perto da casa do Adrien, é melhor nós chegarmos lá logo.

-Por que será que ele está atacando só os jovens ? – nós começamos a correr pelas casas.

-Bem, ele é um diretor, talvez alguma coisa relacionada a escola tenha feito com que ele tenha sido akumatizado.

-É, talvez seja por causa da falta dos alunos ? A escola parecia bem vazia, talvez nem metade dos alunos tenham ido assistir às aulas hoje.

-Hum, é provável que seja isso... Mas só chegando nele para descobrirmos. – assim que eu terminei essa frase eu o avistei, ele ia atacar algumas meninas que estavam em casa, mas eu lancei o meu ioiô e prendi o braço dele na hora – Acho que já está na hora de parar com isso, Faltier.

-Só faltava isso, mais jovens faltando as aulas... Vocês deveriam estar na escola ! – ele disse tentando se soltar do meu ioiô, mas eu o puxei para mais perto e isso fez com que ele caísse.

-Era pra você estar na escola também, não acha ? O que seria de uma escola sem um diretor ? – Chat pergunta.

-E do que adianta uma escola sem alunos ? E tudo por causa de um pouco de neve ! – ele se levanta – Vocês tem que aprender a ser um pouco responsáveis.

-Mas nós somos, afinal estamos aqui salvando Paris, no meio da neve. - digo e ele se aproxima.

-Eu não diria que isso é responsável, acho que está mais para... Como vocês dizem hoje em dia ? Ah sim, idiotice. Me dêem seus Miraculous e eu os ajudarei a serem responsáveis !

-Pra uma pessoa responsável ele está sendo tonto demais... Acho que já sabe a nossa resposta. – Chat diz.

-Então eu serei obrigado a pegá-lo. – ele tenta me dar um tapa ou coisa do tipo, mas eu me abaixo e dou uma rasteira nele... Onde pode estar o akuma ?

-Errou ! Vai ter que ser melhor do que isso. – digo, mesmo eu estando um pouco enferrujada acho que vai dar pra lutar de uma maneira decente.

-Eu só preciso encostar na sua cabeça e aí nós veremos que vai ter que fazer o melhor. – ele acabou de me contar o meu ponto fraco, isso facilita e muito.

-Sabe, dentre vários akumas... – ele tenta encostar na minha cabeça de novo, mas eu bloqueio com um braço e com o outro eu dou um soco na barriga dele – Você foi o primeiro que me contou o meu ponto fraco.

Chat que só observava a luta abriu o bastão, eu não entendi muito bem o motivo, mas assim que eu me virei eu percebi uma menina que ia me agarrar, Chat a jogou longe com o bastão. Acho que todos os jovens em que ele encostou a mão na cabeça vão tentar nos atacar.

-Sinceramente, dá pra fazer melhor do que isso. – Chat falou – Mas vamos acabar logo com essa luta, porque eu sou muito responsável e quero voltar pra aula. – Chat tentou acertar o bastão no akumatizado, mas o ele o pegou antes acertá-lo e o impulsionou para o lado, fazendo com que o Chat o soltasse.

-O que você sem o seu bastão hein ?

-Eu sou gato preto bem sexy e também um exímio lutador. – Chat deu um chute na mão do Faltier que lançou o bastão para o alto – E também sou um herói. – ele pegou o bastão – Mas eu acho que usar o bastão é mais divertido sabe ? – Chat acertou as pernas do akumatizado e ele caiu.

-É melhor você ficar quieto, eu também quero voltar logo pra aula. – eu dei uma olhada nele e não vi nenhum lugar onde o akuma pudesse estar...

-Acho que na mão dele... Aquilo não é um papel ? Nossa, que nem o Coração de Pedra. – Chat pegou o papel e me deu.

-Bem que poderia ser um objeto diferente, mas dá pro gasto. – eu rasguei o papel e o akuma saiu. Eu o purifiquei e fiz com que tudo voltasse ao normal.

-Zerou ! – eu e Chat demos a nossa típica batida. Bem, já que nós dois vamos pra escola acho melhor nós levarmos o Diretor também. – Por mim tudo bem.

-Hey, diretor, nós vamos te levar para a escola. – eu disse, estendendo a minha mão.

-Não precisa, como muitos alunos faltaram hoje eu sou obrigado a cancelar as aulas. – ele se levantou com a minha ajuda. Antes de eu devolver o papel para ele eu dei uma olhada e vi que só 20 alunos foram pra escola... Isso é muito pouco.

-Hum, então nós podemos avisar aos poucos alunos que hoje não haverão mais aulas. – Chat disse.

-Muito obrigado.

Eu e Chat voltamos pra escola, dos vinte alunos que estavam lá, agora só se encontravam dez, mais alguns professores. Eu e Chat avisamos que as aulas seriam encerradas e uma das professoras disse que os alunos presentes deveriam assinar em uma folha para mostrar que haviam ido para casa. Assim que os alunos presentes assinaram a professora me deu o papel e pediu para que eu o guardasse na diretoria. Ela poderia fazer isso, mas como ela iria levar alguns alunos para casa eu resolvi fazer sem reclamar, já que eu ainda não tinha assinado e Chat também não.

Eu e ele fomos para a diretoria e eu assinei primeiro, já que ele já sabe quem eu sou, depois ele assinou e guardou o papel em uma das gavetas da mesa do diretor.

-Bem, trabalho cumprido, eu já vou, até alguma hora Chat. – eu ia sair, mas ele segurou o meu pulso, perfeito...

-Espera só um segundo eu não vou nem receber um beijo de despedida nem nada ?

-Não, agora eu posso ir ?

-Bugboo, você só vai depois do meu beijo. – eu revirei os olhos, ele não vai desistir enquanto eu não der o bendito beijo nele.

-Sabia que você é chato quando faz isso ? – eu dei um selinho nele, mas ele não soltou o meu pulso.

-Fazer o que se essa é a única forma de você me beijar ? E isso não foi um beijo, foi um selinho.

-Mereço. – dei um beijo nele, bem calmo e simples, mas mesmo assim com amor, espero que isso já baste.

-Muito melhor, mas... – eu já sabia que ele ia pedir outro beijo, então eu já fui beijando ele logo.

Dessa vez ele soltou o meu pulso, sinal de que finalmente eu estava livre pra ir embora. Mas já que eu estou beijando ele por que não aproveitar ?

Como ele soltou o meu pulso eu pude fazer cafuné nele e ele começou a ronronar enquanto a gente se beijava, isso é muito fofo. Ele me abraçou e me puxou pra mais perto, o que fez com que ele ronronasse mais uma vez. Bem, se ele fez isso uma vez eu acho que posso fazer também... Quando a gente ia separar os nossos lábios eu dei uma mordidinha de leve no lábio inferior dele.

-É assim que se dá uma mordiscada Chat. – sussurrei e ele corou.

-Ai meu Deus... AI MEU DEUS ! – eu escutei alguém gritando da porta... Isso não é bom.


Notas Finais


Eu meio que morri nesse LADYNOIR, mas tudo bem... Aaaaaaaaaa

Quem será que estava na porta ? Por que será que ele(a) deu aquele grito ?

Seria porque ele viu o beijo dos heróis ?
Seria porque ele é fã dos heróis?
Seria porque ele tomou um susto ?
Seria porque ele achou um pokémon raro ?

~música de suspense~

Beijinhos de estrelas ❤ Bye, bye !


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...