História A Mente de uma Dupla - Capítulo 75


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nino, Plagg, Tikki
Tags Adrinette, Chat Noir, Ladybug, Ladynoir, Marichat, Miraculous
Exibições 256
Palavras 2.446
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Escolar, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hello gentem !

Como vocês estão ? Então, como todos sabem eu não tenho os domingos mais calmos do mundo, por isso não postei ontem tá ? Mas olha o capítulo de hoje pra vocês aqui ! Uhu !

E ó, teve gente que acertou quem era hein ! Vamos ver agora quem foi... ¬u¬

~suspense~

Aproveitem, divirtam-se e inspirem-se, vocês são livres pra tudo ! Boa leitura !

Capítulo 75 - Matemático !


[Marinette/Laybug]

 

Me virei até conseguir ver quem estava na porta. Na hora eu vi um homem, de estatura média, cabelos castanhos e de pele clara. Ele estava com um celular e seus olhos brilhavam de uma maneira incrível. Só que eu achei isso um pouco estranho, já que eu nunca o vi em toda a minha vida e do nada ele aparece na minha escola... Bem, pelo menos parece que ele não viu o beijo.

-Um Porygon ! Eu finalmente consegui um Porygon ! Nilceeeee mulher de pouca fé, eu falei que eu ia conseguir um ! – ele foi empurrado por alguém.

-Dá licença por favor ? Eu necessito falar com duas pessoas, obrigada. – era a Belly – Você me é familiar... Hum... Ah, depois eu penso nisso. – o homem do celular foi embora, logo eu percebi que a Belly era seguida pela Alya e pelo Nino... Meu Deus, será que eles viram alguma coisa ?

-Então, Ladybug... – Alya estava com o celular apontado para mim e para o Chat – Vocês vão assumir o relacionamento quando ? – O QUÊ ?!

-O quê ? Q-que relacionamento ? – eu disse, totalmente corada.

-O de vocês ! Depois de tanto tempo o meu OTP finamente virou canon ! Não estou acreditando ! – Belly disse muito animada, eu sabia que ela shippava a gente, mas não tanto assim.

-É... Então, a gente não está em um relacionamento... – eu comecei.

-Como não estão ? Então vocês se beijam mas continuam amigos ? Eu hein... – Alya disse – Nem vou postar isso no Ladyblog, é capaz de que alguém veja e depois descubra que na verdade vocês estão juntos e eu vou ficar com fama de mentirosa na internet. – ainda bem que ela não vai postar nada.

-Sei não, isso está estranho... – Nino comentou, ele estava quieto até agora, pra que ele foi abrir a boca ?

-Não tem nada de estranho aqui, só dois namorados se beijando... – Chat disse, eu virei pra ele e ele ficou mais branco, acho que meu olhar o amedrontou um pouco.

-VIU SÓ !? AI MEU DEUS ! – Belly começou a gritar.

-É só brincadeira... – Chat disse.

-De mal gosto né ? Vocês estão ou não estou juntos ? – Alya perguntou sem paciência. Eu e Chat nos encaramos, e agora ? Bem, nós estamos juntos, mas...

-Não. – Chat respondeu, nunca imaginei que ele responderia isso... E por que eu senti esse aperto ao escutar essa resposta ? Será que é porque eu... Não, calma Lady, fica fria.

-Beleza... Pelo menos disso eu sei agora. – Alya comentou – Eu tenho que ir, tenho que encontrar meus amigos... Vamos pessoal. – Alya e Nino saíram.

-Sabe... Eu sinto que vocês estão juntos... Tem certeza de que não está rolando nada ? Tipo, zero, nothing, nunca, never ? – Belly perguntou mexendo as mãos freneticamente.

-Rolar alguma coisa é diferente de ter um relacionamento... – Chat comentou, os olhos da Belly brilharam novamente.

-Cara, eu sabia, tem coisa ro-lan-do ! Uhu ! Ai meu Deus... Eu preciso... Preciso... Escrever uma fic ! Isso... Ai meu Deus, meu shipp ! – ela deu um sorriso para nós dois e depois saiu da diretoria.

-Ok, depois dessa eu vou ter que ir. – digo, ainda estou com esse aperto em mim... Mas na hora do treino eu comento sobre isso com o Chat... Ou é melhor eu ficar quieta ? Hum...

-É uma pena, até mais tarde My Lady. – ele beija a minha mão e depois me dá um selinho... Isso fez com que o aperto diminuísse... Eu só dei um sorriso e sai pela janela.

Eu entrei em um dos banheiros da escola e desfiz a transformação. Tikki apareceu e eu dei um pedaço de bolo que eu tinha pego de manhã, antes de sair de casa. Ela comeu o bolo rapidamente e logo se escondeu. Eu saí do banheiro e logo senti o vento frio bater no meu corpo. Como eu estava sem o meu casaco mais grosso eu senti muito frio, mas alguém colou o casaco sobre os meus ombros e quando eu me virei eu vi o Adrien.

-Esqueceu o seu casaco ? – ele me perguntou, ele me deu o casaco dele... Ele é tão fofo.

-Na verdade e-eu esqueci na-na sala. – eu respondi, saiu com um pouco de gagueira, mas não foi tão ruim.

-Então vamos lá pegá-lo. – ele deu um daqueles sorrisos maravilhosos dele, ai meu Deus, esse sorriso é tão incrível e tão maravilhoso e... – Marinette ?

-Hã ? 

-Vamos ? – eu devo ter ficado encarando ele... Que vergonha... Arg !

-Si-sim, claro ! Mas você vai sem o seu casaco ? Está muito frio e isso pode fazer mal... – Chat me disse algo parecido alguns dias atrás, se eu tivesse escutado as palavras dele eu não teria ficado doente.

-Mas você está sem o seu casaco... Eu não quero que você fique doente de novo. – eu senti as minhas bochechar queimarem, isso é tão fofo, ai meu Deus !

-Nó-nós podemos di-dividir o casaco... Ele é-é bem grande, acho que dá pra fazer i-isso.

-Tem certeza ? Eu não preciso do cas- – eu nem deixei ele terminar a frase, eu simplesmente coloquei uma metade nele e a outra em mim... Isso foi uma má ideia... Muito perto... Não pensando direito estou... Socorro !

Nós fomos até a sala e pegamos as nossas coisas. Depois nos encontramos com o pessoal que ainda estava procurando a gente, eu percebi que eles fizeram um olhar malicioso, mas não entendi direito, até perceber que eu e o Adrien ainda estávamos usando o mesmo casaco e também que nós estávamos de mãos dadas... Ai meu Deus, se o Senhor me levar agora eu vou feliz !

-Vocês nem sabem o que aconteceu ! – Alya começou a falar e eu aproveitei pra sair do casaco que eu dividia com o Adrien, coloquei o meu rapidamente – A gente acabou encontrando o Chat Noir e a Ladybug na diretoria.

-Nossa, você conseguiu uma entrevista com eles ? – perguntei animada, mesmo já sabendo da resposta.

-Não, eu consegui algo melhor do que isso...

-A gente viu eles se beijando... Meu shipp ! – Belly veio na minha direção e me deu um abraço bem forte – Eu quase desmaiei quando vi, mas se eu desmaiasse eles teriam que me socorrer, ai eles teriam que se separar, então eu aguentei firme e forte. – ela me soltou.

-Ela resumiu bem o que aconteceu. – Nino falou – Eu tentei segurar as meninas, mas elas me arrastaram pra dentro da diretoria a força.

-Mentiroso ! Você também queria ver e saber o que estava acontecendo. – Alya falou com os braços cruzados.

-Eu ? – Nino falou descrente.

-Você mesmo ! Foi o primeiro a pegar o celular pra tirar fotos. – Alya rebateu.

-Nossa, você devia estar bem focada no Nino pra ter percebido isso hein, depois que eu vi o Ladynoir a minha mente parou. – Belly disse, fazendo com que Nino e Alya corassem de leve – Hum, coraram né ? Shippo Alyno ! – Belly gritou e pulou em cima deles, ela nunca vai mudar.

-Que tal se vocês fossem à minha casa ? A gente poderia tomar um chocolate quente e revisar a matéria de hoje. Mas vocês vão ter que ir embora às 15:30, porque às 16:00 eu tenho um compromisso... – eu disse.

-Por mim tudo bem. – Adrien disse e o resto do pessoal concordou.

Fomos para a minha casa, entramos pela padaria e os meus pais, ao nos verem cheios de neve, logo prepararam um chocolate quente cremoso. Eles também nos deram uma torta de morango e alguns croissants de creme e chocolate, todos tinham acabado de sair do forno. Eu e a galera subimos até a sala, tiramos os casacos grossos e ficamos com a nossa roupa normal, nem precisamos dos casacos mais finos. A minha casa sempre foi quentinha no inverno, tudo por causa da padaria, ela conseguia conduzir o calor até a sala somente, no meu quarto já é frio, o que é uma pena.

-E então, vamos começar a revisar ? – perguntei animada.

-Tem certeza de que você quer revisar ? A gente poderia brincar de verdade ou desafio de novo... – Belly disse e olhou para nós quatro, alguma coisa no olhar dela me deu medo... Misericórdia.

-Não, não... Vamos só estudar, não é galera ? – Nino disse nervoso.

-Sim, mas é claro, sem desafios nem nada ! – Alya disse.

-A não, tem que ter desafios. Vamos fazer assim, vocês fazem as questões e, se errarem, pagam um mico ou cumprem um desafio. Que tal ? – Belly sugeriu.

-Pra mim parece legal, eu topo. – Adrien falou enquanto pegava o material da escola.

-É claro que você topa, você é um gênio, não vai ter dificuldade nenhuma. – Nino disse e pegou um dos croissants – Quente...

-Eu gostei da ideia, a gente vai se esforçar mais pra conseguir acertar, vai ser um incentivo. – disse.

-Tá bem, vamos fazer então. – Alya concluiu, ela tirou o lápis do estojo.

-O QUÊ ? Gente, vocês estão bem ? A gente não vai fazer isso né ? – Nino disse e depois deu uma mordida no croissant.

-Vamos sim, anda logo, para de comer e começa a fazer o seu dever. – Belly falou e pegou o croissant dele e deu uma mordida – Eu fico com isso daqui.

-Meu croissant... – Nino choramingou, eu, Alya, Adrien e Belly começamos a rir.

-Certo, a primeira questão é bem simples. – Belly estava lendo pelo meu caderno – Letra bonita hein Mari. – ela sussurrou – Determine as coordenadas do vértice da função: y=x²-2x-8 e suas raízes. – ela leu o enunciado da questão.

-Dá pra traduzir ? Como é que a gente chegou nisso daqui ? A gente não estava estudando equação de segundo grau não ? – Nino começou a reclamar.

-Vamos Nino, nem é difícil assim. – Alya disse.

-Anda logo povo, comecem a fazer as contas.

Certo, bem... Vamos começar com a equação de segundo grau... Hum... Acho que vou fazer por soma e produto... É. Dois número que somados deem -2 e multiplicados deem -8... É... -4 e 2 ! Isso.

(x+2)(x-4)

x+2=0 ou x-4=0

x=-2 ou x=4

Ok, agora eu uso as fórmulas que a professora passou semana passada, como é que elas eram ? x=-b/2a e y=-(b²-4ac)/4ac. Isso.

X= -(-2)/2*1 ; y= -36/4

X= 2/1 = 1 ; y= -9

Pronto, eu acho que essa é a resposta. A Ordenada é igual a menos nove a abcissa é igual a um. Espero que esteja certo, por favor, eu não quero pagar um mico, por favor, por favor.

-Acabei. – eu e o Adrien falamos ao mesmo tempo, talvez ele tenha feito a mesma coisa do que eu, por isso demorou o mesmo tempo... Ou talvez não...

-Que ótimo ! Vamos ver se está tudo certo. – Belly veio no meu caderno primeiro, ela deu uma olhada em tudo rapidamente e deu um sorriso – Excelente ! Está ótimo, você todas as contas corretamente e ainda usou os mesmos métodos que eu usaria. Agora sua vez LJ. – ela olhou o caderno dele – Idêntico ao da Mari. Excelente também, os dois estão de parabéns !

-Acabei ! – Nino disse – Não precisa nem olhar, já tá na cara que está certo.

-Seu desafio vai ser o pior. – Alya comentou.

-Vamos ver se está certo mesmo. – Belly deu uma olhada e fez uma careta – É... Como é que você conseguiu chegar nesse resultado ?

-E o que é que tem ? Tá certo, não ? – Nino fez uma cara de assustado.

-Não. Tá errado, bem errado. Olha aqui por exemplo...

-Qual será o desafio do Nino ? – Adrien cochichou pra mim.

-Não sei, quem sabe alguma coisa que envolva a Alya. – dei uma risadinha de leve.

-Ótima ideia.

-Ai cara, eu não acredito nisso ! – Nino bateu com a cabeça no caderno.

-Calma, é um erro bem comum. – Belly tentou confortá-lo – Mas vamos ao que interessa...

-Acabei ! – Alya disse – Espero que esteja certo. – ela mostrou o caderno pra Belly que deu um sorriso... Travesso.

-Pequeno erro. Aqui – ela apontou pra um lugar na conta da Alya – ele fez com que você errasse todo o resto. Vai ter que pagar mico também. – Belly olhou pros dois e passou a mão no queixo como se tivesse uma barba, o que foi bem engraçado.

-Outro beijo ? – Adrien disse e recebeu um olhar de raiva dos dois – É, talvez não...

-Já sei ! – Belly estalou os dedos – Vocês vão ter que ir a um encontro.

-Gente, por que vocês querem tanto que a gente fique junto ? – Alya perguntou.

-Eu shippo querida, se eu shippo é porque tem que dar certo. O encontro vai ser agora ! Anda, guardem o material que eu vou levar os dois pra alguma lanchonete. – Belly disse, os dois ficaram parados – AGORA !

-Tá, tá, calma. – Nino disse guardando o material e pegando mais dois croissants.

-Espero que seja em uma lanchonete legal pelo menos. – Alya também pegou um croissant.

-E eu não vou ficar lá segurando vela não tá ? Eu vou voltar pra casa, os dois vão ficar sozinhos lá. – Belly pegou um pedaço da torta e comeu ele rapidamente. Depois ela vestiu o casaco e pegou um croissant.

-Isso não é uma boa ideia. – Nino disse.

-Tá reclamando do quê ? Lá vai ter comida e a minha linda presença, já tá de bom tamanho, não acha ? – Alya questionou enquanto colocava o casaco.

-Sim, de ótimo. – Nino terminou de colocar o casaco e abriu a porta, mas antes de sair pegou um pedaço de torta.

-Vão descendo que eu me esqueci de pegar meu relógio. – Belly disse, Nino e Alya foram descendo e Belly ficou parada olhando eles descerem – Me ajuda a pegar meu relógio Mari. – ela me puxou pelo pulso até o meu quarto.

-Que foi ? Que relógio ? Você não trouxe nenhum relógio.

-É que eu também estou desafiando você e o LJ a ficarem aqui, como se fosse um encontro também, entendeu ? Não vai estragar as coisas Mari. – ela voltou pra sala correndo, nem me deixou responder.

Que droga, eu vou ficar aqui sozinha, com o Adrien. Não vai sair coisa boa disso... E se o Chat chegar aqui do nada ? Eu não vou escutá-lo e ele vai ficar lá fora no frio e ficar doente. Ou se ele já vem entrando e me vê com o Adrien ? Ele pode ter um ataque de ciúmes e atacar o Adrien... Ai meu Deus... Calma, calma... Certo. Volto pra sala e vejo que Belly já estava pegando as chaves.

-Eu vou ficar lá de longe vendo o encontro deles, então eu não vou voltar. Tenham juízo hein ! – ela saiu e me deixou sozinha com o Adrien...

-Então...


Notas Finais


Vrau !

Amo matemática <3 So love <3

É só isso gente.

A não, eu me esqueci, eu postei mais uma one ! Sim, eu postei outra one.

Essa é mais triste ok ?

Link: https://spiritfanfics.com/historia/dernier-regard-7145594

Sinópse: Nós somos acostumados aos erros. Sabemos que podemos errar a cada passo que damos nessa vida. Mas heróis não podem fazer isso.

Ladybug e Chat Noir fraquejam por um momento e cometem o único, o primeiro e o último, erro da vida heróica deles.

Eles ousaram olhar para trás.

Eles ousaram dar o último olhar.

{Dernier Regard/Último Olhar}

É isso.

Beijinhos de estrelas <3 Bye, bye !


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...