História A Mente de uma Dupla - Capítulo 76


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nino, Plagg, Tikki
Tags Adrinette, Chat Noir, Ladybug, Ladynoir, Marichat, Miraculous
Exibições 211
Palavras 2.074
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Escolar, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


E ai meu povo ! Como vocês estão?

Então, lhes trago mais um capítulo da nossa amada fic.

Vou dizer que, será na visão do Adrien é nela nós veremos como foi o domingo, coisa que não vimos na visão da Mari.

Acho que é só isso.

Aproveitem, divirtam-se e inspirem-se, vocês são livres para tudo ! Boa leitura !

Capítulo 76 - Trabalhamos e Outros Não.


[Adrien/Chat Noir]

Eu dei de cara com a... Belly ?! Mas ela não estava dormindo ? Mas... Como ela pode estar aqui fora nesse frio ? Espera, será que ela me viu com a Mari ? Essa seria a única explicação lógica pra ela estar no meio da neve... Ou ela só goste de ver a neve caindo... Bem, talvez ela não tenha me visto, quem sabe eu não posso sair daqui sem ser...

-Ela tá melhor ? – ela perguntou sem se virar... Sinistro.

-É... Tá sim...

-Você pode me responder uma pergunta ? Ela é meio boba, mas você é um herói e heróis ouvem os pedidos mais idiotas do mundo com seriedade... Então se você rir eu taco outra coisa na sua cabeça. – ela disse e se virou pra mim – É errado eu te shippar com duas pessoas diferentes ?

-Como assim ? – ela é realmente a menina dos shipps... Misericórdia.

-Por exemplo, eu shippo Ladynoir, você já deve saber qual shipp é esse, mas também shippo Marichat, que seria você com a Mari... E ainda tem o Adrinette que é ela com o Adrien... Ai meu Deus, é shipp demais... Na verdade não... Hum... Eu não sei. – eu deixei uma risada escapar, esse jeito que ela tem é bem engraçado.

-Eu acho que não tem nada de errado... Ai ! – eu senti uma dor na minha cabeça – O que foi que você fez ?!

-Eu taquei um vaso de flores em você... Eu disse pra não rir. – ela cruzou os braços.

-Mas eu nem ri...

-Eu escutei a sua risadinha... Arg ! Só por causa disso eu vou falar pra Mari que você... Sei lá... É, o que você tem de defeito ?

-Você realmente acha que eu vou falar ?

-Ué, por que não falaria ? Eu falaria, por que você não ? Ah, já sei, você se acha superior só porque é um herói não é ? Nossa Chat, eu achei que você era uma pessoa como todas as outras, uma pessoa comum, humilde, que não se importa com o poder e com a fama e...

-Tá bem, eu sou alérgico a penas. Satisfeita ? – ela deu um sorriso.

-Sabia que se eu fizesse um drama você iria falar ! Mas essa dai não conta... Eu já sabia que você era alérgico, como ela não saberia ?

-Como você sabe que eu sou alérgico a penas ?

-Ué, não se lembra daquele akuma dos pombos ? Na luta dava pra perceber que você ficava espirrando... E essa luta foi a que mais passou lá no Brasil... Misericórdia, virou até meme... Pruu.

-Nossa, eu nem me lembro desse akuma direito... Já fazem alguns meses que eu e a Lady o enfrentamos.

-Natural... Mas já que você não vai me contar alguma coisa eu vou voltar para a minha cama quentinha, se eu fosse você faria o mesmo, ou você é um gato de rua ? – ela deu um sorriso irônico.

-Eu vivo em uma mansão se você quer saber...

-Nossa, rico, bonito, herói... Só falta saber como finalmente conquistar a Lady e pronto, vai ser perfeito. – ela disse indo em direção à escada.

-Eu já sou purrrrrrfeito shippadora e eu e a Lady estamos em... – não estamos em um relacionamento, estamos ? Hum... Acho que não posso sair por ai dizendo que estamos em um, se na realidade nós não estamos...

-Em... ? – ela parou no primeiro degrau.

-Em harmonia ! Isso ai... Harmonia. Já um começo, não ?

-Querido, um simples ‘oi’ já pode ser o começo da mais incrível e fantástica história de amor. A única coisa que irá definir se essa história irá acontecer ou não são os corações dos escolhidos. Do que adianta a pessoa ficar pensando em outra o dia inteiro e no momento em que se encontram nenhuma das duas sente o coração acelerar ? Ou a respiração falhar ? Ou qualquer sinal, por menor que seja, de um amor ? De nada adianta, as pessoas deveriam saber disso hoje em dia, assim evitariam que tantos casamentos fossem destruídos na primeira briga ou desentendimento. – ela suspira – Bem, até algum momento ! Tchauzinho ! – ela desceu mais alguns degraus e fechou a claraboia.

O que ela disse foi bem interessante... Eu sinto que amo My Lady, sinto que meu coração bate mais rápido, sinto que minha mente não consegue pensar direito, sinto que minhas palavras não fazem tanto sentido quando saem da minha boca... Essas coisas podem ser consideradas como sinais de amor ? Eu acho que devem ser consideradas sim...

Começo o caminho para a minha casa, ainda imerso nesses pensamentos... Se eu fico nervoso, ansioso perto dela é porque eu a amo... E se as palavras que eu digo fazem com que ela fique nervosa, ou corada, ou feliz, significa que ela também me ama... Certo ? Deve estar certo, afinal, por que não estaria ?

Chego em casa sem nem perceber... Como isso é possível ? Se bem que o fato de que eu ficar pensando nas coisas da vida ajudou... Mas isso não importa, que importa é que eu preciso dormir... E Plagg também.

-Plagg, desligar ! – Plagg saiu do meu anel e foi na direção de um pedaço de queijo.

-Ainda bem que foi rápido e vocês não ficaram se beijando... Sabe como é horrível ter que ficar vendo toda essa melação ? Arg ! Ainda bem que o meu queijo não é assim, não é meu precioso ? – ele começou a fazer carinho no queijo. Não importa por quantos anos eu vou ficar com o meu Miraculous, eu sei que eu nunca vou me acostumar com essa cena.

-Dá pra você parar com isso e comer logo esse queijo ? Sério, já está de madrugada, não é melhor você já ir dormir ? Eu tenho certeza de que lá nos seus sonhos você vai poder comer quanta comida quiser. – disse me deitando na cama.

-Eu não fico reclamando quando você e a Lady ficam se pegando, reclamo ? Não. Então para de reclamar quando eu converso com o meu queijo. – ele voltou a conversar com o fedido e ficou assim por mais algum tempo, até que eu escutei o barulho dele comendo o queijo e, depois, o senti deitando nos meus cabelos.

Acordei com o sol no meu rosto... Como vai ser esse domingo ? Eu poderia dormir até a hora do treino e talvez...

-Adrien, o treino não é daqui a cinco minutos ? – Hã ?

-O quê ?! Eu não acredito, eu não posso me atrasar Plagg ! – eu comi um dos queijos de Plagg, pelo menos o gosto é melhor do que o cheiro.

-Meu queijo ! Garoto, você tem problemas por...

-Plagg, mostrar as garras !

-Eu ainda não te perdoei pelo queijooooooooo ! – ele disse enquanto era sugado pelo anel.

Sai de casa e fui correndo o mais rápido possível para a casa do Mestre, agora eu não se Plagg estava mentindo, ou se acabei usando a minha velocidade, mas eu cheguei e o Mestre não parecia estar me esperando... O que é bem estranho, já que quando eu ou My Lady nos atrasamos ele fica esperando aqui do lado de fora.

Eu entrei na casa após bater a porta e ninguém me atender, Mestre estava na sala central com Iv... Será que eles estão falando sobre esse tal portador desaparecido ? Hum...

-Chat. – Iv disse – Que bom que veio treinar hoje. – eu não consegui ver direito, mas acho que ela abriu um sorriso – Sinceramente achei que não iria vir por causa da Lady...

-É, eu meio que decidi vir de última hora...

-Ou últimos minutos... – ela deu uma leve risada.

-Estávamos falando sobre o portador desaparecido. – Mestre disse – Iv está quase encontrando a localização exata do mesmo, se prepare para ir buscá-lo.

-Sempre preparado. – digo – Mas o que eu posso treinar hoje ?

-Você pode tentar lutar contra a Iv, ela não tem experiência com lutas corpo-a-corpo, acredito que isso irá ajudá-la e a você também.

-Pode ser então, acho que você não sabe onde fica a sala de luta, certo ? É só me seguir e... – ela desapareceu... Ou ela não quer lutar ou ela já foi pra sala de luta... Acredito que a segunda opção seja a certa.

Eu fui até a sala de luta e a encontrei sentada em cima do saco de pancadas, ela está com uma roupa de treino que, da mesma forma de sempre, tem um capuz que esconde boa parte do rosto dela. Me aproximei e ela desceu com cuidado, para que não fosse muito rápido e a máscara acabasse voando um pouco.

-E então, como vamos treinar ? – ela perguntou se alongando – Eu não sou exatamente boa em lutas...

-É para isso que servem os treinos. Você acha que eu nasci sabendo lutar desse jeito ?

-Olha, eu sinceramente acho que as aulas de kung fu e esgrima ajudaram... Mas sei lá, vai que você já nasceu sabendo... – ela olhou o saco de pancadas – E se eu começasse dando uns golpes nesse saco aqui ? Seria melhor pra eu começar a pegar o jeito.

-É, pode ser... E eu posso fazer o mesmo, mas com o outro saco... – ela olhou pra mim e depois para o saco de pancadas.

-Se você bater muito forte vai acabar quebrando... Cuidado, eu não quero ter que concertar as coisas aqui... Na verdade eu não quero quebrar as coisas, tudo aqui é tão bem conservado que chega a dar medo de tocar em algumas coisas.

-Não se preocupe, eu e a Lady já quebramos tantas coisas nesse lugar que é impossível que algo tenha sobrevivido.

-Eu sei, acho que o pior foi quando você quebrou a louça do Mestre, coitado... Ou seria quando você quebrou a parede ? Hum... – ela começou a dar alguma golpes no saco de pancadas, eu fui no que estava ao meu lado e comecei a fazer o mesmo – Se bem que a Mari já quebrou a porta...

-Você realmente estava de olho na gente. – dou um soco mais forte e o saco se moveu um pouco para trás.

-Sempre estive de olhos em vocês, desde o dia em que eu recebi o meu Miraculous, o que deve fazer uns... Hã... – ela parou de bater no saco – Acho que faz uns sete anos... Entre sete e nove anos.

-Mas nessa época nem eu, nem My Lady tínhamos nossos Miraculous.

-Mas vocês já eram os escolhidos. Por isso eu já estava de olho em vocês.

-Nós já éramos os escolhidos ? Achei que fosse o Mestre que tinha nos escolhido já pouco tempo atrás.

-Lero engano. – ela já tinha voltado a bater o saco – Vocês são escolhidos assim que o atual portador morre ou renúncia o seu Miraculous. A pessoa, as vezes, nem é nascida ainda, mas ela já é a escolhida para ser a próxima portadora. Tudo o que o Mestre faz é encontrar essa pessoa.

-Não sabia disso... Como você sabe de tantas coisas se você nem tem um kwami ?

-Como eu já disse eu tenho o meu Mitaculous já vários anos e isso acabou me ajudando, me dando experiência. Quando eu percebi que conseguia me teleportar eu vim para cá e me encontrei com o Mestre, eu e ele já tínhamos conversado telepaticamente algumas vezes... Ele me ensinou todo o resto que eu não sabia.

-Faz sentido... Então você não mora por aqui ? Você é de que parte da França ?

-Segredo... Pelo menos por enquanto. Não posso sair contando tudo assim pra você, a Lady merece estar presente na hora também.

-Falando nela... Como ela está ?

-Hum... Está bem, ela está dormindo, está com um sorriso tão lindo no rosto... Quer ver ?

-Como eu posso ver ?

-Se lembra daquele dia em que você conseguiu ver através da visão da Lady ? Então, dá pra fazer o mesmo com a visão que eu tenho dela agora.

-Sério ? Então eu quero.

-Tão óbvio... – eu e ela paramos de socar e chutar os sacos de pancada.

Iv fechou os olhos e respirou fundo. Depois que ela fez isso eu consegui ver Mari dormindo. Iv não estava exagerando quando disse que ela está com um sorriso lindo, na verdade eu diria que ela disse muito pouco, o sorriso que My Lady está dando é incrivelmente espetacular, o mais lindo que eu já vi... Com o que ela pode estar sonhando ?


Notas Finais


Deixei a Iv aparecer um pouco e contar mais sobre as coisas da vida e do universo...

Espero que tenham gostado!

Minhas provas estão chegando e eu estou meio irritada com a escola, colocaram cinco provas em um dia e no outro apenas dois... Eles poderiam ter organizado isso de uma maneira melhor... :(

Bem, que as provas comecem logo ! (07/12)

Beijinhos de estrelas ❤ Bye, bye !


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...