História A mente pertubada de Sakura Haruno - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara
Tags Amor, Aventura, Drama, Naruto, Revelaçoes, Sakura, Sasuke, Violencia
Exibições 34
Palavras 1.026
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Hentai, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Tenham uma boa leitura ^^

Capítulo 2 - Pequenos fragmentos do passado


                                                  Capitulo um

Sakura acorda para mais um dia cansativo de trabalho, seu emprego não era o melhor de todos, mas dava para pelo menos pagar suas dividas e o que às vezes sobrava, ela guardava em uma conta. Ela senta em sua cama se espreguiçando, então levanta pega sua toalha e caminha lentamente até seu banheiro onde faz sua matinal e tira seu pijama, uma blusa de manga longa rosa com corações negros e a calça do é do mesmo jeito, para tomar banho, a água desce gelada pelo seu pequeno corpo. O banheiro é um pequeno cômodo com apenas uma privada e um chuveiro onde a água sempre descia gelada.

A água caia pela sua cabeça e sua mente começava a vaguear com pensamentos de ontem, de hoje e do que acontecerá amanhã, para Sakura todos os dias sempre pareciam os mesmos: acordar, ir para o trabalho, almoçar, trabalhar, dormir, os dias especiais nos finais de semana do bar em que trabalha. Ela desligou o chuveiro se enrolou na toalha e saiu do banheiro, pegou em seu pequeno guarda-roupa uma calça jeans preta, uma blusa bege de mangas com detalhes dourados, tênis que é seu calçado preferido, penteou os cabelos longos com um pouco de dificuldade. Pegou sua mochila com umas roupas dentro, pegou um pouco de dinheiro e a sua chave.

 

Sakura estava checando se sua porta estava trancada, pois a pensão não era um lugar muito seguro de se viver muito menos o Brooklyn. Despois da checagem ela resolveu sair, na frente da pensão havia uma lanchonete que com frequência Sakura comprava algum lanche e ia comendo até o local de trabalho e foi que isso que ela fez, demorou apenas 15 minutos para chegar á pé ao bar Konoha World onde trabalha.

O bar era simples, dentro havia mesas e cadeiras de madeira, algumas janelas com cortinas marrons com branco, do outro lado havia um balcão e atrás do balcão uma estante cheia de bebidas dos mais variados tipos, o bar tinha todo um ar rustico.

 

-Saky, você chegou – Ino a única amiga de Sakura gritou do outro lado do bar e correu para abraça-la, Sakura não gostava muito de abraços, mas fazia isso pela sua amiga já que a mesma é muito “abraçadeira”.

 

-Parece que hoje você está mais animada do que os outros dias, ou é só impressão minha?! – Ino não conteve o sorriso e do modo como os olhos criaram uma tonalidade mais azulada e brilhante, Sakura soube então que ali havia algo.

-É claro que há sua boba. Vou te contar na hora do almoço, você vai cair com o queixo no chão – Ino falou animadamente enquanto apertava Sakura e dava pulinhos enquanto suas madeixas louras balançavam por todo lado. Sakura conseguiu se livrar do abraço disfarçadamente e se sentiu aliviada.

 

Dois homens acabavam de entrar no bar e foram sentar em uma mesa perto de uma das janelas, como de costume. Os dois tem uma cor de pele branca, olhos pretos, o de cabelo grisalho se chamava Kakashi e o que tem cabelo preto se chamava Gai, Gai tem a pele bronzeada e é o mais alto e mais magro, Kakashi é um pouco mais baixo, mas tem ombros largos e um corpo bastante bonito. Eles iam para o bar quase todos os dias. Sakura se apressou a atendê-los.

 

-Eu que ganhei a aposta seu babaca, você perdeu. Agora vamos beber por sua...

 -Desculpe te interromper Gai.

- Não tem problema belezinha, o poço de juventude aqui ganhou outra aposta do tio ai, então já que ele vai pagar a conta queremos uma bebida das mais fortes que você tiver.

- Qual é Gai, ainda é de manhã...

 

Sakura não ficou para ouvir a discussão, foi até Orochimaru, o barman e falou que os rapazes queriam uma bebida das mais fortes, em um instante o barman tinha uma garrafa de vodca de uva e dois copos.

 

****

 

-Vem garota, eu tenho que te contar, senão vou explodir – Ino falou para Sakura, ela não conseguia conter sua felicidade e ficava dando pulinhos.

-Vamos até a lanchonete ali do lado comer e você vai me contando no caminho.

-Ok, ok. Sabe o Sasori? – Ino disse entre risinhos

- Aquele ruivo que ficou a semana inteira te encarando na mesa lá no canto do bar?

-Ele mesmo, ele mesmo. Adivinha!? – Ino parou, olhou para Sakura esperando uma resposta.

-Ele te chamou pra sair?

-Isso – Foi a única coisa que disse antes de gritar e dar pulinhos .

-Ino, Ino... – Sakura tentava conter a amiga – Não acho que seja uma boa ideia.

-Como não Saky? Ele é um gato

-Eu sei, mas ele esteve a semana inteira te encarando no canto do bar, principalmente nas noites especiais. Ele me parece ser um cara estranho, você não acha?

-Eu sei, mas ele é gato demais. Não posso resistir é claro.

-Ele me parece ser o tipo de pessoa  bastante ruim. – Sakura falou como quem não queria nada, então Ino entendeu o que estava acontecendo.

-Oh céus, me desculpa.

-Não, tudo bem.

-Me desculpa mesmo. Saky. eu não lembrava.

-Tudo bem Ino, eu já disse. É só que... Você sabe, eu me preocupo.

-Sim, eu sei. – Ino suspirou profundamente.

 

As duas chegaram à lanchonete e pediram o almoço, comida indiana e um refrigerante. Conversaram sobre seus dias e sobre homens, apesar de Sakura ter participado pouco dessa conversa.

 

-Vamos Ino, já estamos um pouco atrasadas.

-Saky, porra. Você é certinha demais, assim não dá.

-Ainda bem né sua porca, alguém aqui tem que ser a responsável. – Ino mostrou a língua para sua amiga, fazendo deboche.

-Hoje é sexta-feira é uma das noites especiais. Você trouxe sua roupa, certo? – Sakura retornou a conversa.

-Claro que eu trouxe. Se aquele ruivo estiver lá hoje, ele não vai me escapar, não mesmo. – Ino falou com um sorrisinho rosto, imaginando toda a cena em sua mente.

 

Sakura suspirou e balançou a cabeça negativamente e não disse mais nada, ela tinha na consciência que devia parar de ser tão preocupada assim, mas por outro lado não podia esquecer aquela terrível noite. A noite que sua vida mudou terrivelmente.


Notas Finais


Então pessoal, desculpa se vocês estão achando a história um tédio é que eu to fazendo ela um pouco devagar, mas logo logo vai começar a ação. Até mais.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...