História Kisses With A Vampire - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7, Red Velvet
Personagens Irene, J-hope, Jimin, Jin, Joy, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V, Yugyeom
Tags Bts, Irmãs, Jimin, Jungkook
Exibições 118
Palavras 1.743
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Harem, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - Vision of the Past


Fanfic / Fanfiction Kisses With A Vampire - Capítulo 9 - Vision of the Past


Yoongi me beijou lentamente, ele pediu passagem com a língua e eu cedi.

Logo seus lábios foram para meu maxilar descendo para meu pescoço, suas mãos adentrarão minha blusa tocando meu seio e o apertando por cima do sutiã.

Quando o mesmo ia me jogar na cama ouvimos um barulho no andar de baixo, Yoongi parou o que estava fazendo e me olhou sério.

-Estava esperando alguém?- neguei- Vou ver o que ou quem é.

Yoongi saiu do quarto e depois de algum tempo ouvi barulhos de briga, abri a porta e desci as escadas sem fazer muito barulho chegando na sala encontrei Yoongi- que estava com os olhos vermelhos- e outro garoto que parecia ter seus 19, alto e grisalho- que estava de costa para mim- Yoongi me olhou por cima do ombro do desconhecido e arregalou os olhos e disse silenciosamente "fuja" a cabeça do grisalho se virou em minha direção e eu consegui ouvir o barulho dos seus ossos estralando, seus olhos eram totalmente negros e um sorriso assustador surgiu em seus lábios sem cor.

-Então, você é a poderosa Sun Hee certo?- seus olhos ficaram azul escuro e ele voltou ao "normal"- Sou Akira.

-Fuja Hee, Fuja.- A cabeça de Akira voltou ao normal e ele olhou com ódio para Yoongi.

-Ninguém ira sair daqui!- em um movimento rápido, Akira torceu o braço de Yoongi fazendo o mesmo gritar alto, Akira me olhou e sorriu maldoso.- Vamos brincar Sun Hee.

Ele começou a vir em minha direção, me virei e corri o mais rápido que pude até meu quarto, tranquei a porta e comecei a procurar meu celular.

Droga. Havia deixado meu celular na sala, ouvi passos vindo do corredor e me desesperei, onde eu iria me esconder?

Em baixo da cama seria muito óbvio, optei por me esconder no guarda-roupa, entrei silenciosamente dentro do mesmo e tentei acalmar minha respiração, ouvi o barulho da maçaneta da porta sendo forçada, Akira fazia força para entrar.

-Vamos Sun Hee, abra a porta, não irei fazer nada contigo.

Meu coração estava a mil, a qualquer hora o mesmo iria sair pela boca, Akira começou a ficar irritado.

-Abra a porta Sun Hee! Agora!


Fiquei em silêncio, ouvi algo se chocando com a porta, ele queria arrombar a mesma, logo tudo ficou em silêncio, depois de um tempo assim a porta foi arrombada, olhei pela pequena fresta do guarda-roupa, Akira estava com os olhos cheios de ódio, tratei de acalmar minha respiração. Akira olhava para todos os cantos.

-Esconde- esconde? Ok. - ele olhou em baixo da cama e levantou,abaixou a cabeça como se tentasse ouvir algo, pude ver um sorriso pequeno se formando em seus lábios e seu olhar sendo direcionado para meu "esconderijo".

- Tão ingénua.- começou a se aproximar do guarda-roupa- quando tem alguém querendo te matar, duas coisas que você precisa saber é que, primeiro: você precisa ficar calmo, segundo: controle a respiração, porque daqui estou ouvindo sua respiração... Alterada.

Coloquei as mãos em cima da minha boca e comecei a me repreender em silêncio.

A porta do guarda-roupa se abriu bruscamente, me fazendo cair no chão com os olhos fechados, quando abri os mesmo Akira sorria maldoso, ele me puxou para cima fazendo seu corpo ficar praticamente colado com o meu, tentei o empurrar.

Só tentei mesmo.

Já que Akira era muito forte, comecei a me debater em seu braço, o mesmo me prensou contra a parede e apertou meu pescoço.

-Você quer morrer? Estava pensando em te torturar, mas o chefe te quer viva.- ele afrouxou seu aperto em meu pescoço me fazendo tossir, ele começou a me puxar e novamente comecei a me debater, meu rosto se virou bruscamente para o lado, senti uma ardência na bochecha, Akira havia me batido, o olhei incrédula.

-Você não me deu opção. - Akira colocou a mão em minha bochecha e acariciou a mesma, esse menino era bipolar- Ainda temos tempo, podemos nos divertir um pouco.

Akira me olhou malicioso se aproximando e tomou meus lábios em um beijo afoito, ele pediu passagem com a língua mais eu não cedi, o mesmo vendo que eu não cederia fácil mordeu meu lábio com força, fazendo sair um pouco de sangue. Abri a boca para gemer de dor, mas a língua de Akira me invadiu, Akira me empurrou na cama me fazendo cair na mesma, eu me debatia, mas o mesmo parecia nem se importar, Akira segurou meus pulsos em cima da cabeça e separou nossos lábios.

-M-Me solta Akira. - ele fingiu não se importar novamente.

Começou a dar chupões em meu pescoço, descendo para meus seios, lágrimas rolavam por meu rosto, eu iria ser abusada ali mesmo.

Mas, em um movimento rápido, Jungkookie estava em cima de Akira o socando com raiva, o ódio emanava de seus olhos, enquanto Akira tinha um sorriso no rosto, olhei para porta e avistei os meninos e Yang Mi, que estava colada em Jimin, Yoongi suspirou e veio até mim, ele se sentou ma minha frente de cabeça abaixada, percebi que o mesmo chorava e o abracei forte.

-M-Me desculpa.- Yoongi parecia uma criança que tinha acabado de se ralar- E-Eu não te protegi.

-Não chore... Está tudo bem.- Yoongi se separou de meu abraço, passou o dedo pela marca da mão de Akira.

-Esse filho da puta te bateu?- Yoongi também era muito bipolar.

-Nada de mais.- ele se levantou com raiva e foi para cima de Akira que estava desmaiado, segurei seu ombro o fazendo parar- Está tudo bem, ele já está inconsciente, não vale a pena.

-Ele te bateu, não posso deixar isso passar em branco.

-Jungkook já deu um jeito nele.- Kookie ainda batia em Akira que estava cheio de sangue, me aproximei de Jungkook o levando para longe do corpo inconsciente de Akira- Já chega Jungkookie.

-Como eu o odeio. Ele te tocou e ainda te machucou? Hoje eu mato esse filho da- Jin o interrompeu.

-Olha a boca Jungkook!

Jungkook suspirou derrotado, Yang Mi se virou para Jimin o beijando e o mesmo retribuiu no mesmo estante que sentiu os lábios de minha irmã contra os dele.

Yoongi passou a mão pelo cabelo e suspirou, comecei a me sentir tonta, me apoiei em Jungkook, minha cabeça girava, minha visão estava embaçada, não ouvia as vozes preocupadas dos meninos e apaguei.

" Naquele dia, estava tudo um caos, todos desesperados, como se tivessem esperando algo chegar, naquele dia, ninguém saiu de casa, só o Appa das menininhas, já fazia tempo que o mesmo não voltava, e a omma estava aflita.

-F-Filhas, me prometam algo.- as duas garotinhas assetiram hesitante- Me prometam que iram proteger uma a outra, irão cuidar uma da outra, podem me prometer isso?

-Sim, omma, nos prometemos.- a omma  deixou as lágrimas escorrerem por seu rosto, as garotinhas estavam confusas, depois de um tempo seu appa chegou.

-Vamos, está na hora, eles estão chegando. - a omma limpou as lágrimas e deixou um selar na testa das irmãs.

De repente veio um barulho, um trovão que fez as garotinhas se assustarem.

-ELES CHEGARAM!- todos ali presente poderão ouvir os gritos dos inocentes, clamando por vida.

A omma pegou a mais nova no colo, enquanto segurava a mão da mais velha, o appa abriu a porta, eles saíram da casa e correram para a floresta, a mais velha sem querer pisou em um galho fazendo o barulho ecoar por toda a floresta, a omma apertou forte a mão da mais velha, sombras começaram a aparecer, indicando que... Eles chegaram.

A omma corria com as meninas até chegar em um riacho, o appa das garotinhas já derramava lágrimas de dor, a mãe se ajoelhou e disse:

-Oh minhas pequenas, aqui vocês estarão  seguras, isso pode ser insano mais... Vocês terão que pular.- as garotinhas se entreolharam assustadas- Confiem na omma, quando eu falar pulem.

- Mas e você omma? - a mais nova chorava.

-Não chore meu bem, tudo ira ficar bem.

O appa chegou apressado e disse algo no ouvido da omma que arregalou os olhos.

-Pulem agora!

-Omma, appa. - Eles se abraçaram.

-Nos amamos vocês, nossas estrelinhas Sun Hee e Yang Mi.

A omma empurrou as garotas que caíram no riacho."

-OMMA!- em um pulo sentei na cama, sentindo uma tontura em seguida, aish foi só um sonho.

Jin chegou apressado no quarto e veio ao meu encontro.

-O que foi? Você está bem?- eu assenti meio perdida, o que está acontecendo comigo?

-Só tive uns... Sonhos meio... Loucos.- sorri fraco para Jin que retribuiu.

-Quer contar como foi o sonho?- contei tudo o que eu me lembrava, Jin escutava tudo em silêncio, ele parecia tenso.

-Hee, isso pode também ser uma visão do passado.

-Visão do passado?

-Sim, você pode está lembrando de algo que aconteceu.

-Ah.- minha barriga roncou.

-Você está com fome?

-Sim.

-Vou pegar algo para você comer.

-Não precisa, eu vou.

-Você está fraca Hee, não consegue nem andar, eu pego pode deixar.- Jin sorriu para mim e que sorriso.

-Teimoso!- ele me mandou beijos no ar, me fazendo revirar os olhos.

Depois que Jin saiu do quarto, me deitei de costa para a porta, estava muito cansada, depois de tudo que aconteceu, será que Akira morreu?

A porta do quarto se abriu e em seguida se fechou me virei, encontrando um Jungkook.

-Jungkook.- disse baixo.

-Você está bem?- assenti e me sentei na cama, ele veio até mim e sentou ma minha frente.

-Estou sim, só com um pouco de tontura.- Jungkook suspirou.

-Aish, a culpa é minha Hee, se eu tivesse chegado a tem- o interrompi.

-Hey, Kookie a culpa não é sua, estou bem.

-Eu sei Hee, mas- o Jin entrou no quarto.

-Atrapalhei algo?

-Não.

-Sim.- eu e Jungkook dissemos em uníssono, nos entreolhamos e sorrimos.

-Err, ok, Hee aqui está sua comida.

-Não precisava Jin, eu ia lá pegar.

-Só coma, você está fraca, ah e a propósito, suas roupas estão no guarda-roupa.- assenti e comecei a comer, Jungkook estava distante, nem parecia ouvir o que estávamos falando, Jin saiu do quarto disse que precisava fazer algo "importante".

Quando acabei de comer, nem percebi que Jungkook estava dormindo, sorri fraco e deixei a bandeja na mesinha, fui até o mesmo o ajeitando na cama, me levantei e peguei a bandeja, o Jin tinha deixado a porta meio aberta, puxei a porta com o pé e olhei o corredor que estava vazio, o Jin iria me matar se me visse de pé, caminhei até a cozinha e deixei a bandeja na pia, comecei a lavar o prato, depois de um tempo ouvi passos em direção a cozinha.

Desliguei a torneira e coloquei a mão no rosto, passei discretamente para a sala e corri para o quarto, sorte que Yoongi era lesado de mais para me notar, abri a porta e Jungkookie ainda dormia, andei até a cama e me deitei do lado do mesmo, apagando por completo.


Notas Finais


Até o próximo cap, (que vai ser maior)

Bye Bye.


(^~^)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...