História A minha fucking história de amor. - Capítulo 14


Escrita por: ~ e ~EmoNeko-chan

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Muita Comédia!
Exibições 49
Palavras 2.376
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Então, eu gostei de escrever e não me matem, sim eu sou uma cuzona, você irão me entender...

Boa leitura.

(Nossa eu fui curta nas notas).

Capítulo 14 - Capítulo 14


Quando eu terminei de falar aquilo ele me prenssa mais na parede.

-Marshall: Você gosta de jogar então... Que tal hoje ser diferente?
-Marshall, eu não estou te vendo.

Ele liga a luz do local que a gente estava, mas ainda estava escuro, eu só via o seu tronco nu enquanto ele rapidamente aproxima os nossos rostos.

-Marshall: Você já chupou?
-O-o que? Não, nunca fiz uma oral...
-Marshall: Nem eu mas...Que tal a gente fazer um joguinho de quem geme mais alto?

Ele toma meus lábios e já começa a enfiar a língua, o beijo começa a fazer sons excitantes, quando ele coloca a mão dentro da minha cueca...

Sua mãe nos chama.


-Marshall: Mentira, né?
-Vamos.


Saímos de lá e logo aquela sensação ruim voltou.


-Hellen: Vamos almoçar crianças! Vão tomar um banho logo!
-Marshall: Tá' bom!
-Ok!


Subo e vou para o quarto que estou, ouço meu telefone tocar e logo tenho vontade de jogar o mesmo na parede.


LIGAÇÃO ON


Alô...Mãe.


Você é...Desprezível.


O que foi dessa vez?


Seu irmão veio aqui! E ainda...NAMORANDO!


E o que que tem?


UM HOMEM!


O que o pai falou?


Seu irmão...Está namorando um cara e você me pergunta o que que o seu pai fez?


É errado?


Mas é claro que sim!


Era só isso?


Ele veio brigar com a gente pela conversa que tive com você!


Tchau!


LIGAÇÃO OFF



Não estava com paciência para ouvir mais um de seus “ensinamentos” de certo ou errado.


Tomo um banho, coloco um short jeans, uma blusa do Nirvana, sim eu gosto de nirvana, um tênis branco,  e a minha toca preta, desço as escadas e vou pegar minha blusa, após estender ela vou para a cozinha ajudar a colocar a mesa, quando termino de fazer isso, vou almoçar.


Quando terminamos de almoçar,  mesmo que eu tenha comido muito pouco, vamos para o Shopping Central, depois de entramos...Recebo mais uma ligação.


LIGAÇÃO ON


Alô?


Max Yoshida, com quem você está agora?


Pai?!?-Digo me afastando do pessoal.


Com quem você está agora?!?


Com meus amigos.


Você já sabia do namoro do seu irmão?


Sim, inclusive o nome dele é Leo, ele é...Legal.-Digo provocando.


Fique longe do seu irmão! Não quero que isso te passe também.


Pai...Ele é sei fi-


Não mais.


Pai olha eu-


Esse gay! Viadinho de merda! Me decepcionou mais ainda.


Pa-


Escuta aqui menino, você-


NÃO ESCUTA AQUI VOCÊ! PAREM DE ME LIGAR! PAREM DE ME PERTUBAR! FODA-SE VOCÊ! FODA-SE A SUA OPINIÃO! FODA-SE A SUA VIDA! E FODAM-SE VOCÊS! NÃO AGUENTO MAIS! É TODO DIA ALGUMA MERDA, CASAMENTO, ABORTO, ALESSANDRA, NAMORADA E ESSA PORRA DE MANIA DE VOCÊS DE FALAREM ASSIM DO MEU IRMÃO! EU QUERO QUE VOCÊ SE FODA! E QUE DEUS TENHA PIEDADE UM DIA, PARA FAZER VOCÊ E A COISA QUE EU CHAMO DE MÃE A ABRIR OS OLHOS PARA PERCEBEREM QUE VOCÊS NÃO SÃO MELHOR DO QUE COMO VOCÊ DISSE...UM VIADINHO DE MERDA.


LIGAÇÃO OFF


Quando termino a ligação todos do Shopping estavam me olhando, inclusive Hellen, Lola, Gabi e Marshall.


-Marshall: Ei cara, o que foi?
-Eu vou embora primeiro, desculpa!-Digo já com os olhos cheios d'água e saindo de lá correndo.


Pego um táxi e dou o endereço da casa do Marshall, quando chego lá pago o taxi e vou para o quarto, chegando lá eu já ligo para o Gabriel.


LIGAÇÃO ON


Gabi?


Oi Max! Tudo bem?


Vo-você está bem?


Sim...


Entendi...É-é q-que eu estava com saudades...


Ok...Alguma coisa aconteceu?


Muitas coisas aconteceram,  ao mesmo tempo que não.


Max o que foi?


Na-da, eu vou sair tchau!


LIGAÇÃO OFF


Eu desabo, no chão do quarto, eu estava de joelhos no chão, logo sinto minha visão embaçar, levanto - Mesmo que meu corpo naquela hora estivesse muito fraco.- E vou direto para o banheiro, lá havia uma banheira, coloco na água gelada, e deixo-a encher, tranco a porta do banheiro porém destranco-a, - Por conta do acidente em que a maldita porta estava trancada, e eu consequentemente fiquei morrendo com o veneno de uma cobra no corpo e a porta trancada.- Assim que destranco a porta eu tiro a roupa e entro na banheira, a água fez com que eu me arrepiasse, mas estava um silêncio no banheiro, a não ser - Óbvio.- Pelo meu choro e claro meus soluços.


Não que eu chorasse por tudo, é só que tudo que eles faziam ou falam para mim me fazem me lembrar de muitas coisas que já me aconteceram pela falta de amor deles - Não que eu fosse um obcecado por atenção e carinho.- Mas quando algo de ruim acontecia eu não tinha ninguém para me fazer bem, claro tinha o Bi, mas não o carinho de uma mãe ou um pai, - Não que o carinho que o Gabriel me dava fosse pouco, não, claro que não. - Mas ver o que eles faziam e fazem me deixa mal, triste, com raiva, e todos os sentimentos possíveis, que claro, não fosse algo que desmonstrasse nem que seja um pouco de carinho ou fosse agradável.


Lembro-me muito bem das minhas saídas com qualquer menina, ou a minha ex-mania de me cortar tanto antes quanto depois que eu conheci o Marshall, meus pais nunca me trataram como filho, nem eu nem o Gabriel, lembro-me bem de quando levei um tapa no rosto por rer negado um favor ao meu pai, um copo d'água, ou quando eu ouvia o meu irmão chorar por ter apanhado por ter se comportado como um “favelado” em uma festa, e claro eu não podia fazer nada, eu queria mas o Gabriel não deixava, se não eu apanhava também.
Eles sempre decidiram tudo na minha vida, escola, roupas, educação, amigos, comida...Mas mesmo assim eu nunca falei nada, mesmo sendo tratado como eu era, digo, eu tinha tudo que queria, isso eu não posso reclamar, mas era como eles me tratavam, mas o que eu nunca suportei, o que fez com que eu só piorasse a relação com os meu pais foi a merda desse noivado, ou quando meus pais suspeitaram de eu estar namorando un amigo, Marshall, óbvio que a morta da minha noiva já deve ter abrido o bico de galinha dela para falar quem é o meu colega de quarto.


Me machuca também como eles falam do meu irmão, ele não merece aquelas palavras...Tudo que eles falam dele...Era só uma amostra de carinho entre eu e ele, nunca que eu pensei que aquele selinho seria um amor de ele querer ter relações daquele jeito comigo, tanto eu como ele nunca pensamos isso, era só um carinho, que nunca teve segundas intenções.


Ouço o barulho da porta do quarto e antes que a pessoa entrasse a mesma bate na porta, então não é o Marshall...


-Xxx: Com licença meu nome é Karina, o senhor já está aí a 1 hora, me desculpe eu não vi o senhor chegar e entrei no quarto e vi o celular do senhor em cima da cama, imaginei que estivesse no banheiro, está tudo bem?


Seco as lágrimas e faço o possível para não fazer minha voz não ser de uma pessoa que acabou de parar de chorar, ou tentar.


-S-sim está tudo bem...Estou na banheira, houve alguma coisa?
-Karina: Me perdoe não a nenhum problema, mas é que o senhor não estava pela casa e nem no quarto e eu estava muito ocupada, o senhor Marshall pediu para ver se você estava bem e eu lembrei que você estava no banho há um tempo.
-Está tudo bem ,obrigado por se preocupar, eu só...Estou na banheira relaxando.
-Karina: Entendi, desculpe o incômodo e com licença...
-Tudo...


Não consegui terminar e dessa vez eu estava chorando baixinho, depois de um tempo lá dentro decido sair da banheira, jogo uma água gelada em mim, essa era do chuveiro, me enxugo e coloco uma roupa, vejo que já era 17:21 minutos.


A roupa que eu coloquei era um pijama na verdade, um pijama preto com bolinhas vermelhas, era um calça e uma blusa que ia até o pulso, vou para a sala e sento lá, depois vou para a cozinha e vejo que havia um mamão lá, corto ele e jogo as sementes e vou para a sala comer, assim que termino de comer vejo a porta abrir e as meninas logo sentam e me encaram junto da tia Hellen e o Marshall.


-Marshall: Você está bem meu amor?
-Sim...
-Hellen: O que foi aquilo? Algo aconteceu?


Coloco o prato entre minhas pernas e olho para ela.


-Sim tia, meu pai, parece que ele e minha mãe descobriram sobre um segredo do meu irmão, aí ele começou a falar muitas coisas sobre ele e aquilo me fez falar aquelas coisas, me desculpe pelas palaras que eu disse.
-Hellen: Você está pálido, está sentido algo?
-Eu est-


Sinto um nó formar em meu estômago e sinto algo subir pela minha garganta, levanto em um pulo fazendo o prato ir ao chão, vou correndo para o banheiro e assim que chego abro a porta e vou correndo para o vaso, vomito tudo, e mais um pouco que não era para ter saído, logo eu sinto mais vontade de vômitar e só saía líquido, ouço alguém entrar e sinto uma mão limpar o meu suor que fazia meu cabelo grudar em minha testa, abaixo a tampa do vaso.


-Marshall: Tome um banho gelado, e escove os dentes, você está queimando.


Levanto e ele sai do banheiro, fico tonto, e sento no vaso, dou descarga e me levanto para escovar os dentes, conforme eu escovava os dentes ficava mais calor, vi meu corpo ficar empapado de suor.


-MA!
-Marshall: OI!- Ouço ele gritar do quarto, a porta estava fechada.
-PE-PEGA UMA ROUPA...- Fiquei tonto. - PEGA UMA ROUPA E TOALHA POR FAVOR!
-Marshall: OK!


Tiro minha roupa e entro na parte do chuveiro, fico tonto e me escoro na parede, ouço a porta do banheiro abrir, mas não abri meus olhos.


-Marshall: Você está tonto?
-Um pouco.
-Marshall: Toma a toalha.


Quando eu estava pronto para pegar a toalha eu acabo ficando tonto de novo e escorrego, o Marshall solta a toalha e me pega pela cintura, colando meu corpo nu ao seu coberto.


-Desculpa.
-Marshall: Tudo bem.


Ele pega a toalha caída no chão enquanto eu me apoiava na parede, ele me da a toalha e eu a enrolo no corpo, vou para o quarto ainda com a sua ajuda - Me segurando pelo braço. - Me enxugo e me troco, já com um pijama seu, que era um do mesmo modelo, só que branco com bolinhas amarelas e que ficou enorme em mim.


-Marshall: Quer comer alguma coisa? -Não, não estou com fome.
-Marshall: Mas você tem que comer.
-Então cozinha para mim...
-Marshall: Faz tempo que a gente não faz isso juntos.
-É né, você pode fazer isso?
-Marshall: Sim, posso.
-Deixa eu ficar com você lá.
-Marshall: Tudo bem, vamos então.
-Marshall espera!
-Marshall: O que foi?
-O meu irmão foi falar com os meus pais e levou o Leo junto, eles sabem do namoro deles.- Suspirei pesado.
-Marshall: Droga, e agora?
-O Bi não me falou nada...- Paro de falar para me apoiar no seu ombro, o mesmo segura a minha cintura de lado. - Eu quero que ele fale, mas mudando de assunto...Seu irmãozinho e o seu pai?
-Marshall: Eles viajaram, meu pai queria viajar com a família, mas aí aconteceu isso na escola e a gente teve que vir para cá, meu pai não queria ir mas minha mãe insistiu...
-E a sua relação com seus pais? Melhorou?
-Marshall: Sim, eu falei para eles que não os odiava que era na verdade só um estresse meu, falei também que não era culpa deles, afinal, o Lucca tem mania de sair correndo de casa sem falar para ninguém onde vai, e sempre era na casa de um amiguinho dele, minha mãe e eu estamos tendo uma relação melhor a cada dia e com o meu pai também mas eu não vejo ele há um tempo desde que eu fui para a Inglaterra, mas ele chega amanhã com o Lucca, amanhã a noite, ele ainda não sabe que você e as meninas estão aqui, mas se minha mãe deixou, se o alfa da casa deixou, barra mamãe, meu pai não fala nada.- Ele fala rindo.
-Entendi...- Falo rindo também.


Fomos para a cozinha e eu abro a câmera do meu celular, eu estava pálido, com olheiras, com os olhos vermelhos e inchados.


-Marshall: Você não pode comer algo muito pesado, que tal lasanha?
-Marshall, lasanha, é um pouco pesado eu acho, mas tudo bem, pode ser, me deu vontade agora.


Ele sorri para mim e vai até a pia lavar a mão, a sua cozinha era grande, enorme.


-Marshall: Vou ao banheiro já volto!


Assinto com a cabeça, ouço o barulho da porta da casa abrir e fechar, um senhor - De no máximo 45 anos. - entra na cozinha e fica me incarando, ele era bonito, tinha os cabelos castanhos, os olhos negros, um maxilar marcado, como o do Marshall, e estava vestido de terno.


-Xxx: Quem é você?


Me levantei e fui até ele mesmo que cambaleando.


-Desculpa imcomodar, meu nome é Max Yoshida e sou colega de quarto do Marshall, estou aqui nas férias com ele, e...É um prazer senhor...?
-Xxx: Quanta formalidade.- Diz rindo. - Bom meu nome é Ziang Lee, ou Ziang mesmo, e eu sou o pai do Marshall, jovem você está bem pálido, e...Você estava chorando?
-Obrigado por perguntar mas não é nada, estou bem, obrigado e prazer.


Quandi ele vai pegar na minha mão fico tonto mais uma vez e perco o equilíbrio acabo esbarrando em um vaso que havia na ponta de mesa e o mesmo cai e se torna pedacinhos no chão, e eu iria cair por cima daquilo...Fudeu.


Definitivamente a vida me odeia.


Sabe, estou começando a achar que algumas coisas são certas:


Mentira tem perna curta.


E eu sempre conheço as pessoas em uma péssima condição, sendo em uma chuva, tendo um ataque de pânico, no hospital por conta de uma cobra, ou então...
Pela merda de umas palavrinhas de mamãe ou papai.


E ainda por cima, de pijama com bolinhas.



Notas Finais


GENTEEEEEE PRÓXIMO CAPÍTULO TEM UM QUASE - HORRÍVEL - CENA HARD.

OK que não é a melhor da fic...- Opa, falei d+. - Mas será um avanço...

Eu posso falar quantos capítulos faltam para o lemon que está por vir? Se sim falem nos coments e eu conto no próximo cap...Beijos.

(Se o sim for o mais comentado eu falo, se for o não eu não falo.)
(O próximo cap está maior.)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...