História A minha história - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Mitologia Brasileira
Exibições 7
Palavras 1.063
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas da Autora


Boa leitura <3<3<3:-*:-*:-*:-*

Capítulo 5 - Revelações parte 2


Todos nós ficamos ouvindo tudo, muito preocupados com toda aquela situação, a não ser minha irmã mais velha que aos olhos de Alexandre ela parecia estar "estranha".

-É impressão minha ou você é a única aqui que parece não  se preocupar com o que está acontecendo hein Amanda? -Disse Alexandre-.

-Lá vem você com suas desconfianças neh Alexandre, posso saber o motivo pelo qual você acha que não estou me importando?

-Será que é o fato de que você é a ÚNICA pessoa nesse quarto que está ouvindo música e cantarolando?

-Quer saber, na boa, eu CANSEI de VOCÊ e de todas as suas desconfianças, não te devo explicação nenhuma. E outra coisa, quem muito desconfia normalmente é porque deve. -Disse Amanda enquanto saía do quarto batendo a porta-.

- Porque você sempre faz isso com ela Ale?-perguntou Marcos-.

-Sempre faço o que?

-Como assim "sempre faço que"?, você sempre está desconfiando da Amanda, olha só xomo ela saiu daqui agora.

-Ah tah, e você acha normal isso que ela estava fazendo, enquanto todos aqui em casa estão desesperados ela fica aqui numa boa ouvindo as músicas dela e cantarolando, ME FALA SE ISSO É NORMAL MARCOS. -Disse Ale já nervoso-.

-VOCÊ SABE MUITO BEM QUE ISSO É UMA FULGA DELA, toda vez ela reage dessa forma. O fato dela fazer isso não quer dizer que não se importe, ela só não demonstra suas emoções.

-Ah tah Marcos vem com essa pra cima de mim agora, ta bom.

- Eu conheço bem a IRMÃ que temos...

A discussão dos dois para quando ouvimos os adultos conversando na sala.

_____________________________________________________

                 NO ANDAR DE BAIXO 

-Oi Eduardo você chegou rápido.-Diz papai enquanto abria a porta para titio entrar-.

-A situação pede um pouco de pressa meu cunhado.

- Me fala que isso não é verdade, que você não vai levar nossa pequena.- Diz mamãe com um certo desespero-.

-Não tem outro jeito minha irmã, essa é a única forma de manter ela em segurança.

-Mas ela é muito nova para passar por isso tudo.

- Acredite, eu não queria fazer isso, não agora, mas essa é a única solução... Venha aqui Miguel, senta do lado da Ester que vou explicar tudo para vocês.

- Como assim explicar tudo agora, você já não explicou por telefone quando estava falando com ela?

- Não pude falar muita coisa pois tinha gente perto.

-Ta então explique de uma vez como foi que aquela bruxa descobriu nossa localizaçao. -Disse mamãe-.

- Pelo o que eu entendi Sabrina tem um informante...

Antes que o tio eduardo pudesse continuar minha mãe o interrompeu com um ataque de nervoso.

-POR ACASO VOCÊ ESTA INSINUANDO QUE UM DE NOS FOI CORROMPIDO POR ELA, FOI ISSO MESMO QUE ENTENDI?

- Ester você tem que procurar se acalmar para que eu possa explicar tudo direitinho para vocês.

- ME ACALMAR? Você vem na minha casa acusa meus filhos de traição e me pede para FICAR CALMA???

-Não acusei ninguém diretamente, mas essa é a única explicação plausível...

- Meu amor, ele tem razão, você tem que se acalmar para que ele possa explicar tudo.- Disse papai entrando na frente da mamãe-.

- Querido sai da minha frente por que vou mostrar para ele como eu vou ficar CALMA ASSIM QUE EU COLOCAR ELE PARA FORA DA NOSSA CASA DEBAIXO DA PANCADARIA.

-Assim não vamos chegar a lugar nenhum Ester.- Disse meu tio já se irritando-.

-Sim você tem razão, pode falar, vou me sentar e me acalmar.

-Como eu estava falando, a única forma da Sabrina saber onde vocês estão é se ela ri era um informante, que no caso só pode ser alguém da família mesmo já que vocês acabaram de se mudar e ainda mão fizeram amizades com ninguém.

_____________________________________________________

              NO QUARTO DA AMANDA
Como ele pode desconfiar tanto assim da gente? Desconfiar tanto de mim?

Já fiz tantas coisas por ele, me meti em várias confusões por causa dele, sempre para defende-lo ou para encobri-lo... Mas pelo visto nada disso fói suficiente até agora... Alexandre está sempre desconfiado de todo mundo, sempre colocando a culpa em alguém como se estivesse tentando não ser o foco do assunto, mesmo quando ele tem culpa... 

Não aguento mais isso tudo. Uma hora ele vai ter que levar uma lição.

_____________________________________________________

                NO QUARTO DE ALEXANDRE 

- Por que o tio quer me levar?

-Não sei Samantha, mas vamos fazer de tudo para que isso não aconteça e você fique com a gente. - Diz Marcos enquanto me abraçava-.

-SERÁ QUE VOCÊS NÃO CONSEGUEM FICAR CALADOS POR NEM POR UM SEGUNDO?

- Mas o que foi que deu em você Alexandre? Você está muito estranho. -Disse Ricardo-.

-EU Só...- respira fundo tentando se acalmar-...  só quero saber por que ELA e não EU...-Disse Ale com a voz carregada de raiva-.

-MAS O QUE FOI QUE DEU EM VOCÊ? -Pergunta Marcos ao ouvir as palavras de Alexandre-.

_____________________________________________________

- Mas me diga irmão, como foi que você fixou sabendo de tudo?

-Vocês se lembram da Alice?

- E como poderíamos esquecer?- Diz papai-.

-É graças a ela que hoje temos você aqui com a gente. Ela te amava tanto que deu a própria vida para te salvar.

-Aquele foi o pior dia de toda a minha existência. O dia em que minha amada esposa morreu em meus braços através das mãos de Samamtha.

Por um instante só o que ouvíamos era o silêncio que se fez presente entre eles, até que meu pai começou a falar de novo...

-Ainda não entendi o que Alice haver com isso.

-Foi ela que me avisou.

-Meu irmão como ela pode ter ré avisado sendo que ela está morta?

-Como vocês lembram ela também era uma bruxa...

- Sim uma andarilho dos sonhos. -Disse papai lembrando-.

-Isso mesmo -afirmou meu tio-. E foi através de um sonho que ela veio me avisar que Sabrina está vindo atrás de Samantha, mas dessa vez ela está mais forte do que antes.

-Mas não entendo, como Alice conseguiu te avisar se ela está morta? 

- Alice morreu em corpo, mas sua alma aínda está viva, e é isso que me mantém "vivo" . -Disse meu tio com o semblante cheio de tristeza-... Existe algo que nem Sabrina pode imaginar.

-E o que é meu irmão?

-Existem amores que nem a morte é capaz de separar.


Notas Finais


Gente por favor não sejam leitores fantasmas, digam o que acharam, se gostaram ou não, dêem a opinião de vocês ou façam sugestões....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...