História A minha vida - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Azul é a Cor Mais Quente
Visualizações 29
Palavras 627
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá gente, demorei um pouquinho mais para postar esse capítulo, mas ai está ele. Espero que gostem e não deixem de comentar. ;)

Capítulo 7 - Cupido ?


Nessa noite sonhei que havia alguém no meu quarto me observando dormir, aquele rosto não me era estranho, acordei assustada e sonolenta, olhei pela janela e vi que já estava claro, peguei meu celular ainda com meus olhos querendo se fechar, passavam se das 10:00 da manhã. Assim que escovei os dentes, ainda de pijama desci as escadas e fui procurar minha mãe. A mesa do café ainda estava lá montada e havia um bilhete sobre a mesa.

- Filha, você estava dormindo tão tranquila que resolvi não te acordar, fui dar uma volta pela cidade, vou passar por algumas lojas e depois ao supermercado, volto para nós almoçarmos juntas. Bjs Mãe.

Sentei a mesa, ela tinha deixado panquecas, adoro panquecas. Voltei ao meu quarto depois de acabar com todo o café da manhã e peguei meu celular, tinha msg da Isa.

- Ga desculpe por ontem à noite, eu fiquei com o Edu e acabei perdendo a hora.

- Há, sem problemas !

- Humm, alguma novidade?

Claro que ela já estava sabendo, se tem uma pessoa que sabe de tudo o que acontece com os alunos daquela escola, esse alguém é a Isabella.

- Não, não tenho não e você?

Alguns segundos depois

- Nenhunzinho, nada de nada? – respondeu ela.

- Há tudo bem, eu dei um beijo no Diego, mas foi só um beijo.

- Então todo esse comentário que está rolando é verdade, sabia que vocês dois iriam se dar muito bem juntos !! Pode falar melhor cupido do que eu você nunca mais vai ter.

- Belo cupido que eu fui arrumar, me deixou sozinha em uma festa que eu não conhecia ninguém.

- Pare de reclamar menina, você BEEEEIJOU O DIEEEEGO. E to sabendo que foi um beijãão daqueles.

Senti nessa mensagem que a Isa estava rindo e rindo muito de tudo isso.

- Não começa Isa, eu não sei o que meu deu. Mas foi só um beijo, não vai acontecer de novo.

- Te deu tesão ué, eu te entendo ele é gato eu também não resistiria se não estivesse com o Edu, mas o Edu é bem mais. .. rsrs

- Que tesão Isabella, as vezes eu não sei da onde você tira essas coisas.

- Somos humanos Gabs, para de ser tão certinha. Só se vive uma vez, então aproveita gata.

- Geralmente se usa esse argumento para fazer alguma besteira.

- Viva lá vida. – respondeu ela.

Tenho que admitir que bom gosto para música ela tem.

Nessa hora ouvi a porta da sala abrir, mamãe acabará de chegar.

- Gabi? Esta em casa?

- Oie Mãe, estou sim.

Desci as escadas e ela estava na sala cheia de sacolas.

- Comprei algumas roupas de frio, estava achando que iríamos congelar aqui nessa cidade sem roupas mais quentes.

Havia moletons, calças, cachecol, toucas.. Ela estava mesmo comprometida a não deixar a gente passar frio.

Subi para o meu quarto para experimentar as roupas que ela havia comprado para mim, enquanto ela preparava nosso almoço.

Sentamos a mesa algumas horas depois.

- E como foi a festa ontem ? Alguma novidade?

A última vez que alguém me perguntou isso já estava bem ciente da resposta, minha fome acabou de passar.

- Há mãe a mesma coisa de sempre, musica, dança, comida, pessoas.. sabe como é neh!

- Alguém de interessante?

Como ela consegue?

- Não, ninguém não !!

Ela me olhou com aqueles olhos de quem sabe que alguma coisa não esta certa.

- Tudo bem então.

Dei um sorrisinho e continuamos a comer.

O final de semana passou tão rápido que quase nem percebi. Não queria voltar para a escola, não queria pensar no que havia acontecido naquela sexta feira e eu não estou falando do beijo. 


Notas Finais


Não deixem de comentar.
Até o próximo capítulo. ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...