História A minha vida diferente - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts
Exibições 34
Palavras 1.756
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi meus amores!

Voltei!
Bateu a criatividade!

Amores, esse capítulo é hot, me perdoem se o hot não estiver muito bom,
É o meu segundo hot.

Desculpem os erros!



~BOA LEITURA~

~BEIJOS DE UNICÓRNIO~

Capítulo 20 - Ela me ama! Eu a amo!


-Bom, vamos tomar o nosso café? Eu tô com fome. – falei.

 

-Pode ser. – falou Suga.

 

 

Nos sentamos nas cadeiras que tinham perto da bancada da pia.

 

 

-QUE COISA GOSTOSA! – gritei colocando mais um bacon na boca.

 

-Obrigado. Eu sei que sou gostoso. – falou Suga rindo.

 

-Ainda bem que sabe. – falei e ele arregalou os olhos. – ué? O que foi? É verdade! Tu é gostoso pra caralho! – falei.

 

-Não sabia que você me olhava. – falou.

 

-Eu não sou cega. – falei.

 

-~Le sentindo o gostoso. – falou e eu ri.

 

-Agora voltando ao ponto inicial. Você cozinha bem. – falei.

 

-Obrigado. – falou.

 

 

~~~~~~~~Quebra de tempo~~~~~~~~

 

Tomamos café, almoçamos e estávamos no nosso quarto assistindo filmes. Eu estava sentada entre as pernas de Suga e o mesmo estava encostado na cabeceira da cama.

 

-Suga, eu posso te falar uma coisa? – perguntei.

 

-Claro! O que foi? – perguntou.

 

-Eu te achava insuportável, MAS agora eu até que te acho legal. – falei e o mesmo sorriu.

 

-Fico feliz em saber que agora você gosta mais de mim. – falou ainda sorrindo. (ESSE SORRISO ME MATA!!! COISA FOFAAA!!!)

 

Sorri de volta e voltei a minha atenção para o filme.

 

-Posso mudar o filme? – perguntou Suga.

 

-Pode. Esse tá chato. – falei fazendo uma careta. – Posso escolher?

 

-Pode. Qual você vai querer? – perguntou.

 

-50 tons de cinza. – falei.

 

-Ok. – disse colocando o filme. – não sabia que você gostava de filmes assim.

 

-Tem MUITAS coisas que eu gosto que você não tem noção. – falei.

 

 

Estávamos assistindo o filme bem de boa, até que começou umas cenas bem hot. Eu assisto de boa, mas parece que tem uma pessoa que não lida muito bem com esse tipo de filme. Comecei a sentir uma elevação no final das minhas costas sabe?

 

-Parece que alguém está começando a ficar meio “animadinho” aí! Não é Suga? – falei.

 

-Muito engraçada você. – falou Suga sarcasticamente.

 

 

Me virei de frente para o mesmo e sentei em seu colo.

 

 

-O que você está fazendo? – perguntou.

 

-Estou te dando uma “ajudinha” – falei dando um sorriso completamente malicioso.

 

 

HENTAI ON

 

 

Desliguei a televisão e me pus a rebolar sobre o membro do mais velho, o vendo suspirar e arfar.

 

-T-Tuana, p-porq-que você t-ta fazendo isso? – perguntou suga com um pouco de dificuldade.

 

-“Precisamos fazer favores as pessoas que precisam.” – sussurrei em seu ouvido de uma maneira completamente sensual mordendo o lóbulo do mesmo em seguida.

 

 

Olhei no fundo de seus olhos, transbordados de desejo e luxuria, e o beijei. O beijo que esperei durante todos esses meses. O beijo que eu me segurei pra não fazer acontecer, finalmente aconteceu. Um beijo carregado pelo desejo, pela luxuria e pela necessidade. Separei o beijo e comecei a distribuir selares que iam do pescoço ao maxilar de Yoongi.

 

O menino começou a me deitar na cama porém eu o impedi.

 

-O que foi? Você é virgem? – perguntou.

 

-Não. – disse me sentando novamente em seu colo e rasgando a sua blusa em seguida. – Eu comando! – falei em um tom de voz autoritário o beijando em seguida.

 

Estiquei minha mão para perto da escrivaninha, que tinha ao lado da cama, pegando um cinto que havia sobre a mesma.

 

-O que você vai fazer com este cinto? – perguntou.

 

-Deita! – ordenei e o mesmo obedeceu.

 

Ergui os braços do mais velho, prendendo os mesmos na cabeceira da cama logo em seguida.

 

-Você é sadista? – perguntou.

 

-Sim, Daddy. – respondi.

 

Me pus de pé retirando a minha blusa e meu short jeans, assim, exibindo a minha langerie preta rendada.

 

Engatinhei até Suga, pegando a blusa rasgada do mesmo, arrancando um pedaço e o vendando.

 

Passei minhas unhas pelo peitoral semi-definido do garoto até chegar no cós de sua bermuda, onde fiquei brincando com o elástico da mesma, ameaçando retira-la.

 

Subi meu corpo até alcançar o pescoço de Suga, distribuindo beijos, mordidas e chupões pelo local.

 

Suga gemia baixo e arfava com os meus toques, o que era completamente excitante.

 

Sem esperar mais, arranquei a bermuda do mais velho, exibindo a sua cueca box branca com um volume bem elevado.

 

Passei minha mão por cima do tecido da box sentindo seu membro latejar de tesão.

 

-Anww – gemeu manhoso quando apertei, levemente, seu membro ainda coberto pelo fino tecido.

 

-Seus pais foram muito bons fazendo você! – exclamei apertando mais ainda seu membro.

 

-Tu-Tuana, t-tira a m-minha venda... anww... p-por favor! – falou entre gemidos.

 

-Okay my Daddy. – falei retirando sua venda.

 

Retirei sua cueca tendo a visão de seu membro completamente ereto, pulsante, repleto de pré-gozo e com a glande inchada.

 

-Isso tudo é pra mim, é? – perguntei com a voz carregada de malícia.

 

-Agora você sabe como você me deixa. – respondeu no mesmo tom.

 

 

Peguei em seu membro e comecei a masturbar lentamente. Desci meu corpo até a altura do seu membro onde assoprei de leve.

 

-A-anww – gemia rouco enquanto eu continuava com a minha tortura.

 

Continuei masturbando-o lentamente até abocanhar seu membro por inteiro.

 

-AAAAANHWWWWW – gemeu alto e rouco.

 

Eu fazia movimentos lentos e torturantes somente para provoca-lo, lambendo toda sua extensão, lambendo da base até sua glande fazendo movimentos circulares com a língua na mesma.

 

-T-Tuana n-não me t-tortura anww – disse.

 

Obedeci. Comecei a fazer movimentos rápidos e fortes. Sugando todo seu membro com vontade.

 

Seus gemidos começaram a aumentar, assim como suas veias que pulsavam em minha boca. Ele ia gozar.

 

Intensifiquei os movimentos, logo sentindo um liquido quente preencher minha boca. Engoli tudo.

 

-Tuana, me solta? – perguntou

 

-Okay. – fui até a cabeceira e retirando o cinto, e, batendo com o mesmo nas cochas de Suga, fazendo o mesmo gemer de dor e prazer, me deixando mais excitada ainda.

 

Sem esperar mais, Suga me jogou na cama ficando por cima de mim , beijando, mordendo e dando chupões em meu pescoço.

 

-Vingança? – perguntei arfando baixo.

 

-Não Baby girl, eu só quero que você sinta o mesmo prazer que eu senti. – falou mordendo o lóbulo de minha orelha em seguida.

 

O mesmo desceu os beijos e chupões de meu pescoço até o vale de meus seios, onde deixou um forte chupão, me fazendo gemer um pouco mais alto.

 

Ele desceu as mãos até o meu sutiã, o rasgando em seguida, deixando meus seios expostos pra ele, começando a massagear os mesmos.

 

Suga começou a dar pequenos selares sobre meus seios, logo abocanhando o direito e massageando o esquerdo. Gemi alto, passando o cinto que estava em minha mão, pela costela de Yoongi, vendo o mesmo se arrepiar.

 

O mais velho, fazia movimentos circulares com a língua em minha auréola e chupava meus seios. Trocava de seios quando se cansava de um e, fazia questão de passar a sua mão livre pela minha cintura, a apertando com força, me proporcionando mais prazer.

 

Ficou um tempo naquele processo, até se cansar e começar a descer os beijos pela minha barriga até a altura de minha calcinha, onde a arrancou com os dentes, tendo a visão de meu corpo completamente exposto para o mesmo.

 

-ANNNNWWWWWWWW – gemi muito alto, ao sentir a língua quente e aveludada de Suga adentrar em minha intimidade, causando assim, uma sensação de prazer indescritível.

 

O menino chupava meu clitóris e lambia minha intimidade de uma maneira completamente inexplicável.

Eu gemia, arfava e gritava de prazer.

 

1, 2, 3 dedos enfiados dentro de mim. Eu só conseguia gemer e falar palavras desconexas.

 

Comecei a sentir a minha intimidade se contraído e ondas de prazer se espalharem pelo meu corpo. Agora era a minha vez de gozar.

 

-S-Suga eu v-vou gozar. – falei entre gemidos e arfares.

 

-Isso Baby. Goza na boquinha do seu Daddy. – falou e, logo em seguida, começou a chupar a minha intimidade com mais vontade. Não aguentei. Gozei em seus dedos e sua boca, derramando todo o meu prazer.

 

-Docinha. – disse Yoongi lambendo os dedos.

 

O mais velho subiu em cima de mim e me deu um beijo, me fazendo sentir o meu próprio gosto.

 

Suga foi para o meio de minhas pernas e começou a pincelar seu pênis em minha entrada.

 

-O que você quer que eu faça Baby? – perguntou com uma voz repleta de malícia.

 

-Me fode Daddy. – falei.

 

Suga me penetrou devagar e ficou parado em meu interior.

 

-Você é virgem? – perguntou e eu neguei.

 

O loiro começou a dar estocadas lentas inicialmente, mas logo, o que era lento, se tornou rápido e prazeroso. Ele ia fundo, rápido e forte, acertando o meu ponto de prazer sempre.

 

-Tão apertada... ANWW... gostosa. – falava.

 

Entrelacei as minhas pernas na cintura de Suga, dando mais contato entre nós. Os olhos do garoto transbordavam de desejo, assim como eu.

 

Em um movimento inesperado de minha parte, empurrei Suga contra a cama e sentei sobre seu membro, o encaixando em minha entrada. Comecei a rebolar e a cavalgar sobre o seu membro. Enquanto eu fazia tal ato, me aproveitei e comecei a arranhar o peito do mais velho, deixando grandes marcas vermelhas, algumas com sangue.

 

Depois de algum tempo, comecei sentir minha intimidade apertar o membro do garoto e ondas de prazer se espalharem pelo meu corpo. Eu iria gozar pela segunda vez naquele fim de tarde, e parece que não era só eu. O membro de Suga latejava dentro de mim, e nossos gemidos eram tão altos que até da praia deveria dar para ouvir.

 

Era completamente excitante.

 

O quarto cheirava a sexo e, a única coisa audível naquele quarto era o som de nossos corpos se chocando e de nossos gemidos.

 

Mais umas seis estocadas e o meu orgasmo veio avassalador junto com o do mais velho, que me preencheu por inteira.

 

 

HENTAI OFF.

 

 

Com dificuldade, saí de cima de Suga e me deitei ao seu lado, tentando controlar as nossas respirações.

 

Ele me puxou para cima me fazendo deitar em seu peito e começou a fazer carinho em meus cabelos.

 

-Tuana – chamou.

 

-Oi. – respondi.

 

-Te amo. – disse.

 

-Também te amo. – falei e sorri automaticamente

 

-Posso te perguntar uma coisa? – falou.

 

-Pode. – respondi.

 

-Como foi sua primeira vez? – perguntou.

 

-Foi quando eu tinha 12 anos. Eu estava andando na floresta que tinha perto da alcateia, até que me senti sendo puxada para trás de uma árvore. Era um vampiro. Ele... abusou de mim. – falei e senti uma lágrima descer de meu olho.

 

-Ei, não chora! Eu estou aqui pra te proteger. Minha sadista. – falou me fazendo rir. – eu não sabia que eu tinha um lado masoquista.

 

-Gostei desse seu lado. – falei adormecendo logo em seguida.

 

 

P.O.V’s Tuana off.

P.O.V’s Suga on.

 

 

Eu não acredito que nós fizemos isso. Ela me ama! Eu a amo! Amo essa louquinha. MINHA louquinha.

 

Ela é sadista!

 

A minha sadista.

 

 

 

 

Continua...


Notas Finais


Amores, me desculpem se o hot não estiver muito bom.

E ai? O que acharam?
Digam nos comentários!



~OBRIGADA POR LEREM~

~ATÉ O PRÓXIMO~

~BEIJOS DE UNICÓRNIO~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...