História A minha vida quase perfeita - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 5
Palavras 395
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia)
Avisos: Mutilação, Suicídio
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oi gente, então esse é um pequeno texto que eu escrevi, ele não tem nada haver com a minha vida, e nunca façam isso, eu sei que alguns de vocês tem problemas em casa mas se cortar não vai resolver ver eles, só vai causar mais deles, eu sei porque já me cortei mas me arrependo muito.
Espero que gostem beijos.

Capítulo 1 - A minha dor da vida perfeita


Eu tenho uma vida perfeita, isso nos olhos de outras pessoas, essa é a minha vida perfeita nos olhos dessas pessoas.

 

Ela não faz nada em casa, então ela tem uma vida perfeita. Ela dorme o dia todo, não tem que se preocupar com os deveres de casa, então ela tem a vida perfeita. Eu ouvi dizer que quem penteia o cabelo dela todos os dias é a sua mãe, então ela tem a vida que toda adolescente quer ter, a vida perfeita. 


Essa vida "perfeita" que eu tenho é diferente nos meus olhos.


Eu estou sem fazer nada em casa vou perguntar se a minha mãe quer ajuda, e ela me responde que se eu quero ajudar tenho que ir estudar, pois com os deveres de casa eu mais atrapalho do que ajudo. Mas eu não tenho mais nada para estudar, então a minha mãe me diz que eu tenho que ir na casa dos meus amigos, mas eu não tenho amigos. É época de prova, e lá vem a minha mãe me apertar para estudar, eu me mato de estudar, decoro tudo, até o que não vai cair na prova. Chega a semana de provas, eu faço todas, sem tirar uma nota baixa em nenhuma, quer dizer em quase nenhuma. Tiro uma só nota baixa, e a minha mãe me xinga de tudo quanto é coisa, diz que o que ela faz por mim não é tão merecido, pois eu vivo insistindo em tirar nota baixa sempre nessa matéria, "Você está de castigo!" Essa é a declaração final da minha mãe, vou ficar de castigo por uma semana, ou talvez duas, três, um mês fazendo coisas que eu nunca faço dentro de casa, e a minha mãe lá, brigando comigo, jogando na minha cara que tudo o que ela faz por mim não é merecido. Chega a noite, e eu vou para o meu quarto, pego uma caixinha que eu guardo todas as minhas coisas importantes, e a vejo, a lâmina, a minha única "amiga" nessas horas, ela me ajuda a fugir dos meus problemas, como? Me cortando, pode não ser o melhor jeito, mas é o único jeito que eu encontrei, pois se eu contar para alguém vão simplesmente dizer que eu só estou fazendo isso para chamar atenção, porque eu vivo a vida perfeita


Será que a minha vida é tão perfeita assim?


Notas Finais


Me desculpe qualquer erro de português, e lembrem se de que se cortar nunca é o melhor jeito de resolver qualquer problema.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...