História A namorada do meu irmão. - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Jaxon Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette
Visualizações 894
Palavras 1.226
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello pessoinhas, como estão? Espero que bem. Preciso dizer que eu amei os comentários? Não né? muito obrigada a todos que comentaram eu amei cada.
Queria explicar uma coisa; A Aria não fez faculdade em apenas 4 anos, no começo eu especifiquei que ela estava no terceiro ano da faculdade anos com 20 anos (assim como eu) então depois de 4 anos ela já estava formada com 24 para 25 anos assim como o Justin.
Espero que gostem do capítulo.
Boa leitura.

Capítulo 32 - I promise.


Fanfic / Fanfiction A namorada do meu irmão. - Capítulo 32 - I promise.

 

POV Aria Clark - Estados Unidos - São Francisco 

- O lúpus é uma doença autoimune inflamatória crônica que faz com que o sistema imunológico do  ataque e destrua tecidos saudáveis do organismo. - Falei olhando nos olhos caramelos do loiro que me olhava assutado.

- Tem tratamento? - Assenti molhando meus lábios.

- Não tem cura, mas nós vamos tratar. - Sorri ao ver sua pequena filha com a chupeta em sua boca.

- Eu vou tomar injeção moça? - A loirinha disse preocupada.

- Não. - Neguei. - Eu preciso saber o estágio da doença. - Peguei meus papéis. - Vou coloca-la em observação por essa noite. - Justin assentiu. - Vamos realizar um exame e logo ela vai estar melhor, não é?

- Eu quero ir para casa papai. - A mesma disse com seus olhos cheios de lágrimas.

- Eu prometo que nós vamos. - Sua voz ecoou pela sala.

Entreguei os papéis em suas mãos vendo o mesmo ajeitar sua filha no colo, lentamente Justin saiu do campo de visão e por alguns segundos senti vontade de pedir para que ele ficasse. 

Então segui meu dia atendendo meus pacientes, eu estava muito feliz por ter conseguido chegar onde estava e onde eu havia chegado. Sem que eu percebesse o dia já estava no fim, sai da minha sala caminhando até a internação cumprimentando todos que passavam por mim. Abri a porta lentamente do quarto 3, vendo Justin dormindo na cadeira ao lado da cama da sua filha confesso que eu estava assutada com tudo isso, nunca imaginei que ele fosse pai dessa maneira e que outra mulher pudesse dar isso a ele além de mim.

Peguei os exames que estava na mesa do lado da cama, não queria acorda-los principalmente sua filha. Abri o envelope e suspirei aliviada ao ler os resultados do papel.

- Ela está bem? - Justin disse levantando da poltrona. - Eu acabei pegando no sono, não consegui dormir acabamos de chegar de viagem. - Assenti.

- A doença dela não está tão forte. - Justin sorriu mostrando todos seus dentes. - Nós vamos fazer o tratamento com anti-inflamatórios não esteroides, e corticoides em pomada para as lesões na pele e protetor solar para prevenir que as lesões aumentem. 

- Podemos começar hoje? - Sorri ao ver sua preocupação. 

- Vou lhe entregar a receita. - Falei pegando o bloco de papel que estava dentro do meu bolso do jaleco. - Meu plantão já acabou, eu estou indo para casa, deixe-a que ela descanse bem. - Justin assentiu. - Aqui está o meu número, qualquer coisa é só me ligar.

- Você continua a mesma. - Justin sussurrou encarando a receita do medicamento.

- Tenha uma boa noite. - Falei saindo do quarto.

Peguei minhas coisas seguindo para fora do enorme hospital caminhando até o meu carro, dei a partida ligando o rádio enquanto seguia até minha casa. Assim que cheguei adentrei minha casa sentindo um vazio enorme já hoje minha família estava se mundo para longe dali.

- Que bom que chegou. - Meu pai disse animado. - Os novos proprietários querem pegar a casa ainda hoje. - Arregalei meus olhos. 

- Mas o combinado era mês que vem quando meu apartamento ficasse pronto. - Falei como se fosse obvio.

- Eles deram mais alguns dólares para que eu fizesse isso. - Meu pai sorriu.

- Ótimo, eu vou passar esse tempo onde? - Arqueei minha sobrancelha.

- Isso é o de menos meu amor, veja com as suas amigas. - Rolei meus olhos balançando a cabeça negativamente. - Estamos atrasados, vamos gente!

Senti uma enorme vontade de chorar ao ver todos indo embora, mesmo não sendo muito longe minhas irmãs não estariam a um minuto de distância de mim, ao me despedir de todos eles partiram me deixando ali sozinha.

POV Justin Bieber- Estados Unidos - São Francisco 

Não posso mentir eu estava extremamente preocupado com a minha filha, mesmo sabendo que ela estava em boas mãos Aurora é uma parte minha nunca posso deixar nada acontecer com ela! Estacionei o carro em frente da casa da minha mãe, Aurora saiu do automóvel bocejando enquanto chupava sua inseparável chupeta.

Abri a porta adentrando aquela casa que trazia milhares de lembranças, sorri ao ver minha mãe e meu irmão sentados na sala assistindo o jogo.

- Vovó. - A baixinha disse pulando no colo da mesma.

- Ela está bem? - Mordi meus lábios.

- Depois conversamos. - Sussurrei.

- O que acha de tomar um banho com o titio? - Jaxon disse para que ela pudesse sair da sala.

- Pode papai? - A mesma me encarou.

- Claro meu amor. - Assenti.

Enquanto Jaxon subia as escadas, sentei ao lado da minha mãe suspirando tentando aliviar aquele nervosismo enorme que eu estava sentindo.

- Ela está com lúpus. - Senti meus olhos marejando. - Eu preciso ajuda-la, ela é minha filha mãe. - A mesma assentiu me abraçando.

Jaxon desceu as escadas com minha filha em seus braços, a mesma já estava pronta para dormir ao me ver a mesma pediu para que eu a pegasse. Franzi o cenho ao ouvir a campainha tocar, Jaxon foi até a porta abrir a mesma, novamente senti um arrepio ao ouvir aquela doce voz.

- Mãe. - Meu irmão disse segurando na mão da sua noiva. - A Aria pode passar uns dias aqui? - Engoli seco ao ouvir aquilo.

- Claro que pode. - Ela disse indo até a mesma. - Sinta-se em casa. - A morena assentiu.

Ao me ver a mesma desmanchou seu enorme sorriso me olhando da mesma maneira com que eu a olhava, meu coração 'pulava' dentro do meu peito.

- A tia de branco papai. - Aurora disse me cutucando.

- Você que descobriu? - Pattie franziu o cenho.

- Sim. - A mesma assentiu ainda me encarando.

[....]

Aurora já estava dormindo em minha cama, já que passaríamos um tempo aqui minha mãe desocupou o quarto da bagunça para que eu pudesse ficar com ela.

- Boa noite meu anjo. - Sussurrei beijando sua testa.

Abri a porta do meu quarto descendo as escadas até a cozinha avistando Aria sentada na mesma parecendo preocupada com algo, me aproximei fazendo a mesma me encarar.

- Você está bem? - Franzi meu cenho.

- Sim, só estava pensando. - A mesma suspirou. - E como você está? 

- Bem.... Muita coisa mudou. - Falei abrindo a geladeira.

- Eu notei! - A morena me encarou novamente. 

- Você continua linda. - Sorri coçando minha nuca. - Isso nunca vai mudar! - Aria sorriu abaixado sua cabeça.

- Posso te perguntar algo? - Assenti molhando meus lábios.

- Porque você escolheu Aurora? - Aria arqueou sua sobrancelha.

- Porque eu amei uma mulher, e ela ia me dar um filho mas infelizmente nós o perdemos. - Aria me olhou com seus olhos arregalados. - E ela me disse que esse seria o nome que ela escolheria se fosse menina. - Falei olhando dentro dos seus olhos fixamente.

- Justin... - Aria sussurrou.

- Eu não vim estragar seu futuro casamento morena. - Pisquei. - Eu prometo ficar longe de você se você prometer fazer de tudo pra minha filha ficar bem.

- Eu prometo! . -Ela disse com seus olhos cheios de lágrimas.

 

 

 


Notas Finais


Uma coisa de cada vez, Aria vai passar um tempo na casa com os gêmeos, Justin cuidando da pequena e claro esses dois na mesma casa será que vai dar certo essa promessa?
Espero que tenham gostado.
Amo vocês meus amores.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...