História A namorada do papai! - Capítulo 48


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Karin, Kizashi Haruno, Mebuki Haruno, Mikoto Uchiha, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Tsunade Senju
Tags Comedia, Fugasaku, Naruhina, Naruto, Romance, Sakuradiva, Sasusaku, Sexo
Visualizações 306
Palavras 4.440
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiee amores eu tô muito bem. Gente tô feliz sério. Obrigado a todos até aqui. Esse capítulo tá maio que o normal me empolguei kkk tem muitas emoções boas claro. Ah esse vestido e mais ou menos o que Sakura usou queria tá com. Alguma ideia boa mais não consegui. Bom eu tô com muitas ideias ainda com esta fic mais não sei por onde começar a desenrolar. Só tenho certeza de uma coisa segure o coração pois vem drama a parti do próximo capítulo.
Leia as NOTAS FINAIS..

Façam uma boa leitura obrigada novamente ,,😘😚😍🌸🎈💜

Capítulo 48 - Inauguração...


Fanfic / Fanfiction A namorada do papai! - Capítulo 48 - Inauguração...


 Antes mesmo de sair dá limousine, olhei pelo janela vendo todos repórteres e câmeras em minha direção, um sorriso brotou em meus lábios. Pego pequeno espelho e retoco meu gloss labial. Pego minha bolsa carteira , respiro fundo preparando meu coração que bate tão forte e rápido quase saindo pela boca. O motorista abre a porta e desço do carro.

Eu não imaginava que haveria tantas pessoas aqui a frente gritando meu nome e tirando tantas fotos. Acenei sorrindo para todos..

- Sakura você está tão gostosa.- sussurrou em meu ouvido.- venha..- Ino fica do meu lado acenando e sorrindo para eles, os flashes a todo vapor em nós. A loira que está lindamente em seu vestido sereia azul claro, me puxa delicadamente para a entrada dá perfumaria.

Meu Deus está perfeita...

Está linda por fora o mesmo tom rosado, ao entrar meu sorriso cresceu mais ainda, o aroma agradável invadiu minhas narinas, papéis de parede de cerejeiras, várias prateleiras de vidros com fragrâncias minhas... Sorri tanto que meus olhos marejaram.

- Você vai borrar a maquiagem.- Ino alertou e assenti. - Todos estão aqui..- ela me abraçou apertado e retribui o abraço.

- Obrigada por tudo Ino. Você é a melhor amiga que tenho.- e ela fungou.

- Sua..Sua vaca, Se eu borrar o rímel te bato.,- rimos.

- Por favor nada de choros agora.- ouvimos a voz de Tsunade e nos separamos ela nos comprimenta com beijos nas bochechas.- Todos estão a sua procura não seja mal educada e vá comprimenta-los.- a Senju fala no tom bravo como se eu estivesse ignorando os convidados.

- Pode deixar.- quando entro no salão espaçoso onde tem várias fragrâncias e todos pegam amostras apreciando o aroma e já contando temari para fazer encomendas, isso me deixa orgulhosa e com satisfação.

- Sakura.. - meu pai sorri enquanto vem me abraçar.-Estou orgulhoso de você.!-

- Obrigada pai.-

- Você está tão linda.Eu te amo.!- ouvindo tais palavras repentinas, meus olhos encheram de lágrimas.- Shiu não vá chorar agora os repórteres não vão me achar um bom pai por fazer a filha chorar em público.- eu ri junto dele.

- Eu te amo pai.- ele abriu a boca para falar algo me olhando por longos segundo, seus olhos brilhantes pareceu tão profundo. - Pai?-

- Estou bem. - disse e torciu.- Veja aquele velho coroca do seu namorado vem aí..- ele disse como se me contasse um segredo, suspirei ele beija meu rosto e sai torcindo novamente.

- Sakura..-

- Oi..Ah ficou tudo lindo.-

- Parabéns você merece sucesso..-

- Obrigada fugaku.. licença irei comprimentar aos convidados.- iria sair mais ele segura em minha mão.

- Espere sobre o que aconteceu...- eu queria falar que não existe mais "nós" mais esse não é o momento.

- Agora não é o momento para isso.- sai antes mesmo dele fala mais alguma coisa. Depois de afastar do uchiha vejo Hinata que está fotografando tudo e parece bastante concentrada, tenten e Lee chegam acenando para mim sorri para eles, Kiba também já está aqui e isso significa que os policiais estão lá fora deixando a segurança para todos, ele não me ver pois está com uma taça de champanhe conversando com Shikamaru. Naruto vem em minha direção segurando duas taças de champanhe, seu sorriso contagiante está em seu rosto.

- Chefinha.- me entrega uma taça.- Parabéns Sakura...-

- Parabéns a nós Naruto, o que seria de mim sem a equipe maravilhosa que tenho.,-

- Deixe isso para o discurso.-

- Discurso.? Droga..Eu tinha esquecido. - ele riu baixo, mordi o lábio nervosa.

- Não exagera na bebida.- diz brincalhão e só então percebo que bebi todo champanhe sem perceber.- Você vai se sair bem. irei falar com a Hinata..-

- Certo.- olhei em volta e vejo tantas pessoas que nem eu mesmo conheço mais o que me deixa feliz é por todos estarem gostando.

- Está deliciosamente linda nesse vestido.- a voz sussurrando em meu ouvido me deixou arrepiada. Olhei rapidamente já sabendo quem eu iria ver, suspirei para não deixar nada em baixo de minhas pernas molharem o chão. - Está querendo que eu vá bater uma agora no banheiro?- seu ar irônico e o sorriso safado nos lábios. Mais Sasuke está um pecado com esse esmolque, seu cabelo cai lindamente até os ombros, seu perfume amadeirado e seu sorriso.. maldito sorriso.

.- Sasuke..Não faz isso.. seu pai está aqui.. todos estão aqui..- digo e gaguejei.-

- Sakura você está tão gostosa que te comeria agora..De baixo dá mesa talvez? No banheiro..Ou corredor vazio..- ruborizei e mordi o lábio.

Esse uchiha sabe ser discarado.

- Sério? Até parece que esqueceu dá vergonha que me fez passar. Não estou falando com seu pai depois daquilo.-

- Eu cheguei bêbado, não agarrado na cintura de outra.- o olhei e franzi o cenho e ele deu seu sorriso que me faz querer esgana-lo.- Apesar que.. essa outra era minha mãe, então eles devem está se acertando.- apertei com força os olhos e logo os abri encarando o par de olhos Onix a minha frente, ele está mais perto...E isso está se tornando perigoso. - Sabe quando você e meu pai não estiverem mais namorando..- interrompi furiosa.

-Se pensa que vou fica com você esta enganado.- seu semelhante mudou e pareceu irritado.

- Acha que não tenho ciúmes quando te vejo com ele? Quando vem em minha maldita mente que vocês transam e o corpo que tenho o prazer de saborear ele também tem? Sabe Haruno você está brincando com fogo e a cada vez mais, está aproximando do perigo.- ri com desdém não demonstrando o nervosismo.

- Ameaçando uchiha?- ironizei com a sobrancelha arqueada.

- Sakura, Sakura... Você não tem noção do que sou capaz por você.!- abri a boca para dar algo, mais fui inpedida por uma pessoa que entrou no meio de nós dois.

- Sakura..- Tsunade.-Com licença uchiha Sasuke irei roubar minha sobrinha por um instante.- me puxa, sem esperar resposta dele.- Quero que veja alguém.-

- Quem?- paramos de frente a um belo homem que está de costas para mim apreciando as fragrâncias.

Seu cabelo é acizentado.. belas costas largas, e isso me lembra alguém..Merda...Não pode ser..

- Kakashi?- perguntei e ele virou me olhando sorrindo, sorriso sexy, olhos escuros..Meu deus como está lindo, um terno cinza combina perfeitamente com ele.

- Oi.. você está Simplesmente mais linda do que dá última vez..-Tsunade saiu de perto com um sorriso, eu corei.

Eu nem lembrava mais dele..Esse..Gostoso de merda..Tivemos um caso acho que já comentei.. mais não deu certo.. pois ele é super safado sem falar que é incrível na cama. Hatake Kakashi é um deuso em pessoa.

- Obrigada. Como está,?-

- Melhor agora..Você nem vou perguntar..- dito isso me deu uma longa olhada de cima a baixo.- É uma pena que eu esteja casado.- Arqueei uma sobrancelha ele já era casado quado transavamos no escritório dele, e na época não parecia se importa com isso, depois descobri ser casado. Maldito!- minha esposa está grávida. É um menino,estou morando na Austrália agora.- ah a esposa grávida em casa e ele Viajando?! Kakashi sorriu sabendo ele que sempre amei seu sorriso.

- huhum.Foi bom te ver espero que esteja gostando dá perfumaria.?!-

- Estou sim como não gostar,? Foi um prazer te ver..Você deve ter muito com quem conversar ainda não é?-

- Ah claro. - ele beija minha mão dando esse maldito sorriso novamente, me afasto respirando fundo. Estou vermelha de tanta vergonha e com certeza ele está olhando minha bunda.

- Esta na hora do discurso.- temari apareceu de repente me fazendo leva um susto.- Se prepara.- saiu feito louca...

Depois de comprimentar a todos, subo no pequeno palco que colocaram e pego o microfone.

- Boa noite. Primeiramente agradeço a todos por comparecerem. Estou feliz com esse sucesso que não seria possível sem essa equipe maravilhosa que tenho.- nisso aponto para onde estão Naruto, Hinata, Tsunade,Ino, Shikamaru, temari, Gaara, Sasori.- agradeço a modelo tenten e Lee, Gaara e companhia, agradeço acima de tudo ao meu pai por ter me presenteado com a perfumaria, agradeço a empresa uchiha que fizeram um belo trabalho.. - faço uma pausa.- Esse novo lançamento me inspirei na mais belas flores, a flor de cerejeira. Ela representa a beleza feminina, o amor, felicidade, renovação e esperança. A cerejeira permanece pouco tempo Flórida pois suas flores representam a fragilidade dá vida, através dessa belíssima flor temos uma lição que é sabermos aproveitar cada momento ao máximo, sabendo que como as flores de cerejeiras são levadas ao vento nossa vida pode acabar abruptamente.- fica uma pausa enquanto recupero o fôlego.- Vocês iram ver e sentir os aromas de alguns óleos para massagens se referindo ao fruto a cereja é claro, ela representa a sensualidade, erotismo e sexualidade. Ah sim eu não poderia esquecer, fui ao Brasil alguns meses e fui bem recebida, agradeço pelo apoio que me deram, os Brasileiros são maravilhosos e logo meus perfumes estaram nas prateleiras brasileiras. - os repórteres filmam tudo e meu pai está me olhando sorrindo, espero todos pararem de aplaudir para continuar.- Eu..- iria falar mais algo ou melhor alguém me chamou atenção, bem lá no fundo, usando um vestido de alça fino e longo, é de um tom rosado quase puxando para o bege.

Eu não posso acreditar é ela..Sim.. está tão linda..Tão..Tão..Meu Deus é minha mãe.. meus olhos marejaram.

- Mãe..- digo chorosa e todos olham para a direção que estou olhando em passos largos deixo o microfone ali e vou até ela - mãe..- a abracei apertado.

- Minha filha me perdoa por sumi tanto tempo..- sussurrou também contendo lágrimas, o abraço apertado acolhedor.

- Eu..Senti sua falta..-

- Meu Deus está gravando isso toreni?- o câmera fez que sim.- Um momento emocionante de Haruno Sakura e Haruno mebuki que não se veem a tanto tempo isso é muito emocionante .- ouço a repórter fala é os flashes em nós duas.

- Temos tanto o que conversar..-

- eu sei ,eu sei , meu amor não chore.- afasto para olha-la ela enxuga a lágrima que insistiu em rolar. - Você está tão linda. - funguei enterrando meu rosto em seu corpo caloroso novamente.

- Boa noite. Obrigada por todos comparecerem, enquanto minha sobrinha está em um momento com sua mãe, que a propósito mebuki seja bem-vinda.- minha mãe sorri para ela. - Que todos saboreiem os aperitivos. - afasto novamente e ela me segura pelos ombros sorrimos.

- Seja bem-vinda. Que bom que veio.- meu pai disse e ela assentiu..

- Obrigada.- ficou o silêncio eu não queria desgrudar dela nunca mais.

- Mãe.. não vá embora sem se despedir .-pedi.

- Não se preocupe, ficarei alguns dias.- ela fala olhando meu pai, virei o rosto para ele que assentiu. Não está sendo Ruim ver os dois juntos outra vez, já que meu pai tem mágoa e raiva por ter sido largado por ela.

- Precisamos conversar mebuki.- Meu pai disse e ela assentiu os dois se afastam e apenas fico olhando eles sumirem no corredor.

- Madracunha. Achou que eu não viria? Tenho que ficar de olho no maninho para que não faça besteira saca?- rir quando vejo Itachi, ele está em um belo terno preto e o cabelo no rabo de cavalo.- Uau. Você está gata.- sorri e ele me abraçou em seguida me olhou perto demais, esses uchiha que sabem seduzir até quando não querem, ele alisa meu rosto. - Estava chorando.?.-Susrpirei.

- Estou feliz. Obrigada por vim. Já deu umas olhadas nas fragrâncias?-

- Sim estou encantado senhorita Haruno.- disse sério como um homem culto de conde e eu ri.- O que foi ?-

- Nada. Fica a vontade.- me afasto andando e comprimentando a todos.

Horas depois todos despediram- se e temari estava encarregada de todos os fregueses que encomendaram perfumes e loções hidratantes. Fiquei feliz, me despedi dá equipe e fechei a perfumaria, fui junto de meus pais para casa eles estavam conversando uma hora ou outra normal.. normal demais..

Shaya que ficou feliz com a presença dá minha mãe, agradeço meu pai por ter deixado ela fica aqui em casa alguns dias. Estava tão cansada que dormi com minha mãe fazendo carinho em meu cabelo foi como relembrar os velhos tempos de quando criança.

Talvez ele tenha feito isso por mim por saber o quanto senti falta dela e o quanto a amo.

Levantei cedo e não vi minha mãe no quarto, levanto as pressas dá cama correndo para a cozinha e ouço risos e vejo ela e shaya conversando enquanto arruma a mesa do café dá manhã.

- Bom dia filha..Pulou dá cama?- corei um pouco e ela sorriu.- Não vou embora sem me despedir.. - a abracei sem nada a dizer.- Obrigada shaya por cuidar dá Sakura por mim.-

- Tudo bem, Sakura é como uma filha.-

- Pare vocês duas iram me fazer chorar.- digo dengosa e rimos. - Vou tomar um banho.- sai da cozinha para então tomar um belo banho quente.

---------

Esse pensamento me atormenta a algum tempo não sei se é certo ou errado mais tenho que seguir minha intuição do que é certo para a minha família, Sakura que me perdoe mais irei fazer isso. Depois de falar com Konohamaru um antigo amigo e advogado dá minha família, marquei de encontra-lo na delegacia pego a chaves do carro e antes de sair beijo o rosto dá Hinata que dormi tão perfeita e serena. Desço para a sala e dou de cara com minha mãe.

- Bom dia filho. Onde vai tão cedo?-

- Oi mãe. Eu..Tenho que fazer algo depois explico. Mais por favor não me julgue - ela não pareceu entender e não quero que entenda no momento.

- Do que está falando?-

- Te vejo mais tarde.- saiu de casa dirigindo para logo chegar.

Puta merda. Sakura me desculpa mais independente de qualquer coisa ela é parte dá minha família, foi idiota foi, não a perdoo mais não posso deixar que ela fique presa ,é tão orgulhosa em admitir que está errada que se dará muito mal na prisão.

Estaciono e vou entrando na delegacia, Kiba e Konohamaru conversavam no corredor e me olharam.

- Oi delegado Kiba, Konohamaru..-

- Venham até minha sala.- assim fazemos e sento de frente a ele.- Antes de você chega Konohamaru me adiantou sobre o que vieram tratar. Me diga Naruto acha que está sendo Justo com Sakura?-

- Que ela me perdoe depois, mais Karin é minha prima é muito cabeça dura, ela é orgulhosa para admitir o quanto foi tola, não quero dizer que não tem que pagar mais eu peço que possamos reconsiderar, pago o quanto quiser, e mando ela embora desse país se possível para que não cause problemas.-

- Bom.. fique sabendo que independente de qualquer coisa caso faça isso ficará sobre você toda ou qualquer responsabilidade entendeu?- assenti.

- Trouxe alguns papéis para que Naruto assine e garanta que está sobre qualquer responsabilidade... E consequências.-

- Ótimo. - depois de conversarmos e pagar uma fiança de cinco mil dólares, espero na porta dá delegacia Karin sair. Ela não demonstrou nenhum alívio de estar fora das grades e me olhou com seu olhar frio e calculista de sempre.

- Oi. Venha te levarei.-

- Eu sei ir para casa sozinha.- sua ignorância não muda.

- Você não vai para casa Karin. Irá para o aeroporto.-

- O que?- riu.- não venha com essa...Só porque me livrou daquele lugar fedorento não quer dizer que vai mandar em mim.- suspirei e Konohamaru a olhou com reprovação.

-Tem certeza que é isso mesmo Naruto?- assenti ainda encarando-a.- Não seja ingrata senhorita Uzumaki. Boa sorte amigo.-

- Escuta Karin se não fosse por mim Sakura teria quebrado você inteira, e se não fosse por mim estaria comendo o pão que o diabo amassou naquela prisão, veja você está cheia de hematomas com certeza levou uma surra das presidiárias..- ela mordeu o lábio com tanta força que pude ver um pouco de sangue escorrendo, ajeita o óculos e suspira. Ela abre a porta e entra fechando em seguida com força. me despedi de Konohamaru e dirijo até o aeroporto.

Fomos todo caminho em silêncio, ela não disse nada, estava com o olha tão distante pareceu triste ou talvez amargurada demais.

- Para onde eu vou?- sua voz saiu baixa e rouca.

- Vai passa um tempo no Brasil, vai ser bom pra você conhecer novas pessoas mais cuidado com o que vai aprontar por lá, depois pode ir até Portugal atrás de um velho conhecido meu que tem o nome de onoki, ele irá te ajudar. - ouvindo tudo em silêncio ela apenas ajeita o óculos e resmunga alguma coisa, estaciono e ela desce do porta malas pego uma mala.- Tive a ousadia de arruma algumas roupas suas. Aqui seu passaporte e tem dinheiro na sua conta para se estabilizar até conseguir um emprego.- Karin pegou a mala e passaporte sem me dizer nada.

Olha para os lados como se estivesse se despedindo daqui, ela sabe que não voltará por muito, muito tempo.

- Naruto diga a Sasuke que..Ah quer sabe? Manda ele se foder..- assenti.

- Boa sorte Karin.- ela me olhou abriu a boca para falar algo mais nada disse. Apenas virou as costas entrando no aeroporto.

Meu telefone toca e vejo ser Hinata, agora como irei fazer para conta a meus pais, Hinata e principalmente Sakura. ? Tô fodido.

~oi meu amor~

~ Naruto.~

~ Aconteceu algo?~

~ Estou indo ao hospital.. é meu pai..~ ela fala ofegante e não está calma como de costume.

~ Estou indo pra lá agora..~

             -------------

Antes de entra no quarto onde Hiashi está, posso ouvir o choro baixo de Hinata, e ela resmungando algo e fungando... Fecho os olhos com força para não saber do pior e vou andando devagar. Quando paro na porta vejo uma cena que me fez arregalar os olhos. Obrigado Deus...Meu casamento está chegando. Hiashi está de olhos abertos, está sentado, está sorrindo está me olhando, e ficou o silêncio, Hinata para de falar e me olha com os olhos vermelhos e sorriu.

- Naruto.. Desculpe se te deixei preocupado com a ligação.-

- O..Oi? Senhor Hiashi..Eu..Digo é um prazer te conhecer. Você está bem?-

- Sum obrigado por.- ele olha para Hinata antes de falar.- Pode nos dá um minuto?-

- Certo.- ao sair eu aproximo dá cama

- Quero dá umas palavras com você. sente-se.- puxei a cadeira para mais perto dá cama e sentei.

Eu estou nervoso, estou muito, merda eu não esperava que isso fosse acontecer tão cedo..Digo..Não que eu não tivesse torcendo para que ele acorda-se logo. Mais que agora é conversa de homem para homem, genro e sogro...

- Quanto tempo passei aqui?-

- Acho que uns dois meses?!- ele abaixou a cabeça pensativo.

- Todo esse tempo ninguém veio saber como eu estava, a não ser Hinata, ou você.. nem meu sobrinho Neji se quer ligou por preocupação. Ele que é meu braço direito dá empresa. Depois terei uma conversa séria com ele.- assenti e ele levantou os olhos me encarando.- Todos esse anos eu fui um tolo. Não sei por onde começar a falar, mais quando minha esposa morreu de algum maneira eu queria culpa alguém, minha filha caçula foi para Paris, Hinata ficava sempre no pensamento de dançar, ser dançarina, para mim isso não era o certo. O que eu queria era que ela fosse responsável ao ponto de herdar e dá prosseguimento com meus negócios como primogênita, mais eu errei com ela a expulsei de casa.. quando ainda era pequena.-

- Isso não se faz com um filho.. Independente de qualquer coisa.- digo com raiva mesmo já sabendo dá história toda não consigo acreditar no que um pai é capaz de fazer com sua filha .

- Tem razão. Eu queria pode ter acompanhado seu desenvolvimento, mais achava que ela estava na prostituição..Palavras forte e que fazia meu coração amargurado ter raiva. Porque não podia ter uma filha perfeita?! Sei eu errei muito com ela e agora é tarde para talvez concerta os erros.-

- Hinata é uma boa pessoa, ela não te odeia não tem rancor, tudo que ela quer é ser aceita como sua filha de novo.- notei que seus olhos marejaram.- Não se importe com que os outros falarão, tem uma coisa que nunca ninguém poderá mudar, que ela é sua filha uma yuuga, de coração puro e bom. Quando a conheci eu confesso que pensei que não poderia ter desejos além de físicos com ela por ser uma stripper, mais julguei errado e quando vi o quão ela é sofrida e mesmo assim procurava ser aceita por você.. eu me apaixonei por ela sem perceber, ela tem talento, está tralhando na perfumaria Haruno e é uma ótima fotografa.-

- Perfumaria Haruno?! Assim ela me falou dá Haruno Sakura..Acho que as duas se dão muito bem.- sorriu e retribui o sorriso.

- Sim. Sakura é uma ótima pessoa e não pensou duas vezes em aceitar Hinata independente do que falavam dela.-

- Eu sinto tanto o sofrimento que Quasei a minha filha. Mais Naruto vejo em você que tem bondade e não vejo outro homem a não ser você na vida dela. Escutei tudo o que falava sobre ela naquele dia, me emocionei tanto que foi um dos motivos para me dar forças e acordar. -

- Obrigado.-

- Eu que agradeço Naruto, obrigado!- a porta foi aberta quando até meus olhos estavam marejaram, Hinata entrou sorrindo.

- Você vai pode sair daqui amanhã cedo pai.-

- Que bom minha filha não aguento mais esse lugar.- levantei e fui até ela dando um beijo em sua testa .

- Tenho que falar uma coisa com você.-

- tudo bem. Pai já volto.- saímos de la e a levo para o final do corredor onde não tem ninguém.- O que foi ... é algo sobre meu pai.?-

- Não meu amor pode fica despreocupada. E sobre a Karin..Fiz algo mais não sei se você irá me perdoar.-

- O que tem ela?- a yuuga franziu o cenho.

- Eu..Paguei uma fiança para ela ser solta.. Desculpe precisava te falar não sei se foi o momento.-.

- Você..- a morena pareceu raciocinar o que falei é suei frio.

- Hinata por favor espero que possa entender ela é minha prima e meus pais ficaram tão decepcionados.-

- Ela poderia ter me matando.-

- Sim tem razão, mais a mandei embora do país não fique assutada ela não vai te fazer mal algum, não vou deixar.- Hinata não diz nada, abraço ela que demorou alguns segundos para retribuir o abraço.

- A Sakura já sabe?- se afasta olhando e neguei. - nossa..Eu..Vou fica com meu pai. Te vejo mais tarde.- saiu..Falou de uma forma tão seca, que me deixou assustado.

- Eu só faço merda.-

----------

É estranho e bom ao mesmo tempo, ter minha mãe aqui... Ela sempre sorri pela casa como se tudo estivesse normal, como se ela não tivesse sumido por anos.. e como se ela e meu pai tivessem reatado, a vejo ajudar shaya com o Jantar, falando coisas talvez de como me comportei esses anos, olhei para a escada e vi meu pai a olhando, de uma forma.. o que será rancor? Saudade? Arrependimento? Amor? ou raiva? É difícil sua expressão é tão vaga de algum sentimento..Parece que seu pensamento estar longe demais.

Mesmo parecendo não perceber minha presença ele fica ali, olhei para minha mãe e ela arruma a mesa e ri junto de shaya do que será que estão falando? Quando novamente olho para meu pai ele devagar vai saindo, indo para o escritório tenho certeza...

Depois dele sumir do meu campo de visão eu resolvo segu-i lo. Abro a porta e vejo ele olhando para a janela, fecho a porta e caminho devagar.

- Perdi tanto tempo..- resmungou, está com as duas mãos para trás, olhos fixos a algo a sua frente.

-Pai?- ele olha e volta sua atenção para o jardim e ao me aproximar mais percebo que olha para o balanço.

- Nunca fui um bom marido e um bom pai, mais agora é tarde para tentar concerta erros..Estou ficando velho e agora..-

- pai não fale assim você é pouco mais velho que fugaku.. dá para tentar sim aproveitar o que não aproveitou a anos atrás. Nunca é tarde.-

- Para mim sim.. Sakura venha aqui.- me aproximo ficando ao lado dele.- Lembra desse balanço? Tem poucas lembrança de mim eu sei. Mais você adorava ficar brincando... -

- É..- resmunguei segurando lágrimas.

- Desculpe por coisas horríveis que ja te falei. Se agir de tal forma era porque queria o melhor para você, mais não criamos nossos filhos para nós não é? E sim para o mundo..-

- Você só fez o que era melhor para mim, sou filha única entendo a preocupação, sabe que sou muito feliz e depois dá perfumaria .. obrigada por tudo..- o abracei fungando limpando lágrima que insistem em cair. Meu pai envolve seus braços em volta do meu corpo.

- Desculpe atrapalhar esse momento de vocês.- olhei e vi minha mãe .- Sr.Uchiha Fugaku está aqui Sakura.-

- OK.- antes de me desfazer do abraço de meu pai ele me olha

- Vocês não estão bem não é?- dei de ombros não sei o que sinto ou se ainda estamos em um relacionamento. Sai de lá deixando minha mãe e meu pai a sós, ao descer as escadas vejo fugaku na sala em pé.. ele está bonito com um grande sobretudo por conta do frio lá fora, sorriu minimamente ao me ver e sorri de volta.

- Oi..- digo e fico diante dele.- Quer senta?-

- seu pai deve está querendo me esfolar não e?- brincou.- Ainda estou proibido de vir aqui.-

- Isso que dá querer namorar uma Haruno - rimos e o abracei. Um abraço caloroso sentindo o aroma dele tão protetor e bom, a algum tempo estou carente de abraços e não sei o motivo.

- Senti sua falta . como está?-

- Muito bem. Depois de minha mãe aparece a casa ficou mais feliz.-

- Ela é adorável... Agora sei porque é tao linda. Teve a quem puxar.- eu ri. E me afastei.- quer sair?-

- Pode ser outro dia?- fiz beicinho e ele sorriu ..- Sei que vamos ter nossa conversa.-

- Claro que pode. Aproveite bastante.. e seu pai aquele carrancudo como está?-

- Ei ele e meu pai.. - dei um leve tapa em seu ombro sorrindo para não deixar um clima chato no ar, Fugaku beijo minha face.

- Se cuida. - sorri me despedindo e saiu.

- Então sua danadinha está namorando o dono dá empresa?- minha mãe me assustou com seu sorriso malicioso.

- Dona mebuki é feio ouvi a conversa alheia.. já sei com quem aprendeu isso.- brinquei me referindo a shaya.

- É uma pena fugaku e seu pai não estarem se falando..-

- Por minha causa..-

.- Não se sinta culpada, seu pai é orgulhoso demais para admitir.-

- Sei disso..-

- Vamos jantar? Seu pai já vai desce.-.

- Ele vai participar do jantar? O que aprontou dona mebuki?- rimos .

 Irei curti o tempo com meus pais novamente isso está sendo milagrosamene melhor do que sonhava.


Notas Finais


Teve erros? Desculpe. Já me digam o que acharam o que esperam para o próximo...

Ainda bem que Hiashi acordou gente tava até preocupada em ter que dá um fim trágico a vida dele. Mais mudei meus os planos e ideias. Naruto será que fez bem em deixa a prima livre??? Eis a questão

A Perfumaria ficou linda e Sakura divou como sempre que emoção ela é sua mãe Juntass amei 💜🎈🌸
Sim uma pequena aparição de Kakashi 💜 Sera que ele vai aparecer mais vezes?! Humm..
Sasuke e Fugaku aiai sem comentários.
Mais então sobe fugasaku será que vão terminar?
e vejo vocês no próximo. 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...