História A NERD (Aguslina) - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Gaston, Nina, Personagens Originais
Tags Aguslina, Gastina, Lutteo, Michaetina, Ruggarol, Simbar, Sou Luna
Visualizações 186
Palavras 1.096
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oieeeeee meus amores, tudo bom? Que bom!
Espero que gostem lovessss
Boa leitura amores
🖤❤️🖤🖤❤️🖤

Capítulo 18 - Então aceita?


Fanfic / Fanfiction A NERD (Aguslina) - Capítulo 18 - Então aceita?

Chegamos em um parque que tinha no centro, era muito lindo, tinha rodas gigantes, montanhas russas, entre outros brinquedos

Caro: nossa aqui é lindo!

Agus: eu sei, passei aqui a alguns dias e pensei em você - que fofo

Caro: então... Vamos entrar?

Agus: vamos! - entramos no parque, compramos alguns tiquites e fomos brincar na roda gigante, depois na barca e assim acabamos indo em quase todos os brinquedos só faltava a montanha russa, nesse momento estávamos na fila

Agus: aff, nunca chega a nossa vez

Caro: calma Agus, já chegamos - depois de um tempo finalmente entramos no carrinho

Agus: até que fim

Caro: vc está muito apreçado

Agus: tenho meus motivos - fiquei confusa mais também não perguntei o porque, o carrinho começa a se movimentar, primeiro subiu e depois desceu, depois de um tempinho, entramos num túnel é o carrinho começou a ir lentamente, quase parando, era bem escuro tinha apenas uma luz rosa, nesse mesmo túnel começou a aparecer umas placas com coisas escritas

1

CAROLINA KOPELIOFF SIMONETTE

Nesse momento olhei para o Agustín e ele continha um sorrisinho no rosto

Caro: o que é isso

Agus: vc vai ver

2

Quando me aproximei de você fiquei completamente encantado, você é uma pessoa incrível, voce é alegre e divertida não   tem medo de ser quem é

Já estava lacrimejando, eu me viro para ele e ele limpa minha lágrimas

Agus: não chora - assenti - olha, lá vem mais uma - e virei novamente e olhei para o lado

3

E desde daquele dia soube que você era a pessoa que eu queria do meu lado, uma pessoa que nas horas de tristezas, eu pudesse me apoiar, uma pessoa que entendesse e que me fazesse feliz

Eu nunca imaginei que o Agustín iria fazer aquilo para mim eu estava surpresa e emocionada ao mesmo tempo

4

E hoje eu descobri que eu te amo, e hoje eu quero te fazer uma pergunta muito especial!

5

ACEITA NAMORAR COMIGO?

Ele se levantou e pegou uma caixinha preta, me levantei ficando de frente para ele, ele se ajoelhou na minha frente e abriu a caixinha revelando dois anéis de compromisso dourados um tinha escrito Carolina Kopelioff e no outro Agustín Bernasconi, eu já estava chorando

Agus: Carolina você me faria o homem mais feliz do mundo aceitando namorar comigo - eu o encarei limpando as lágrimas - então aceita?

Caro: sim, sim, sim, sim mil vezes sim - falei sorrindo, todos aplaudiram e ele se levantou logo colocando o anel com o nome de Agustín Bernasconi no meu dedo e eu coloquei o anel com o nome de Carolina Kopelioff no dedo dele, depois de trocarmos os anéis ele me beijou apaixonadamente é mais uma vez eu ouvi aplausos, eu estava muito feliz, nunca ninguém fez isso para mim, algo romantico com anéis e tudo, nos sentamos novamente e o carrinho deu partida, depois de um tempo "voltamos para o chão" e eu falei - não sabia que era tão romantico

Agus: e não sou romântico, mas vc fez isso comigo

Caro: eu? Eu não fiz nada com vc

Agus: claro que tem, vc fez eu me apaixonar

Caro: owmmm que fofo - dei um selinho nele

Agus: ainda temos que terminar nosso passeio, o que vc irá querer

Caro: e quais são as opções - ele fez uma cara pensativa

Agus: 1, poderíamos terminar tomando um diverte, 2, comendo em um restaurante ou 3, que é o mais interessante, na minha cama - terminou fazendo uma cara maliciosa

Caro: olha a terceira é muito tentadora - ele sorrio maliciosamente para mim - mas eu prefiro a segunda, ou seja, o restaurante - ele fez uma cara feia me fazendo ri

Agus: vc tem muito mal gosto, mas tudo bem eu aceito eu irei fazer esse sacrifício, até porque de qualquer jeito vc vai parar na minha cama mesmo - olhei para ele e ele deu um sorriso maroto

Caro: pois vc está muito enganado (N/A: tá nada)

Agus: ham ram, sei - falou sacarticamente me fazendo dá um riso fraco - mas voltando pro restaurante, em qual vc quer ir

Caro: vc escolhe, senhor bom gosto - fiz uma brincadeira, com o que ele falou a um tempinho

Agus: eu tenho mesmo muito bom gosto - falou convencido - então nós vamos no... - pausa dramática - Buenas 

Caro: vc é louco? As coisas lá são muito caras e outra que eu to toda desarrumada

Agus: primeiro eu não sou louco, segundo as vezes é bom caprichar principalmente em uma ocasião especial

Caro: em alguma parte vc tem razão, mas enquanto a roupa eu estou toda descabelada e... - ele me interrope

Agus: vc está linda, aliais vc é linda - owmm que fofo 

Caro: obrigada - disse timidamente

Agus: apenas disse a verdade - não aguentei e tomei seus lábios em um beijo caloroso, só de estar perto dele meu corpo ficava quente, nos separamos pela falta de ar - olha eu tô tentando me segurar, e ser romantico, mas assim não dá

Caro: como assim? - perguntei confusa

Agus: vc está me provocando

Caro: eu? Magina! - me fiz de inocente e passei os braços pelo pescoço dele, colando nossos corpos, para provoca-lo mais

Agus: é melhor irmos antes que eu faça algo no meio do parque - dei um riso e fomos para o carro - a comida de lá é Buenas

Caro: que piada bosta Agustín, vc já fez melhores!

Agus: isso esculacha mais - falou e deu partida no carro

Caro: vai logo Agustín  - logo chegamos no restaurante, ele era grande e tinha janelas muito grandes que davam vista para dentro, era um lugar luxuoso e aconchegante ao mesmo tempo - vamos entrar?

Agus: vamos! - adentramos no restaurante é por sorte tinha uma mesa vaga, uma mulher nós direcionou até a mesa, Agustín puxou a cadeira para me sentar - senhorita - sorri e me sentei, logo ele sentou na minha frente - então o que vai querer?

Caro: não sei - peguei o cardápio e abri o mesmo, logo arregalei os olhos ao ver os preços - as coisas aqui são bem mais caras do que eu pensei - sussurrei para que só ele ouvisse, então ele abriu o cardápio

Agus: como eu disse as vezes vale a pena - me olhou - e outra nos temos muita condição - rimos sem humor

Caro: nisso vc tem razão 

Agus: bom vamos pedir uma, lagosta?

Caro: não posso, sou alérgica a tudo do mar exceto peixe (N/A: eu na vida)

Agus: não sabia que era alérgica a frutos do mar

Caro: pois é

Agus: bom, podemos comer Haddock

Caro: é o que seria um Haddock - fiz uma cara confusa e ele deu uma risada de leve

Agus: pra resumir é um peixe

Caro: ahhh então pode ser

Agus: ok - ele chamou o garçom e fez nosso pedido...


Continua...


Notas Finais


Iai gostaram? Espero que sim
Boa noite amores
Postei um pouquinho tarde hj, né?!

PS: talvez eu vá postar apenas um dia sim um dia não, pois tá muito puxado para mim, ter que atualizar as duas fics,as quando eu tiver tempo eu prometo postar nos dois
Bjos e tchau tchau


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...