História A Nerd e a Patricinha (4 Temporada - Entre Dois Mundos) - Capítulo 97


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Ashley Greene, Austin Mahone, Brooklyn Beckham, Cara Delevingne, Demi Lovato, Dianna Agron, Dove Cameron, Fifth Harmony, Justin Bieber, Kristen Stewart, Lea Michele, Mackenzie Foy, One Direction, Pretty Little Liars, Selena Gomez
Personagens Alison DiLaurentis, Ally Brooke, Aria Montgomery, Ariana Grande, Ashley Greene, Austin Mahone, Brooklyn Beckham, Caleb Rivers, Camila Cabello, Cara Delevingne, Demi Lovato, Dianna Agron, Dinah Jane Hansen, Dove Cameron, Emily Fields, Ezra Fitzgerald, Hanna Marin, Harry Styles, Justin Bieber, Kristen Stewart, Lauren Jauregui, Lea Michele, Liam Payne, Louis Tomlinson, Mackenzie Foy, Niall Horan, Normani Hamilton, Paige McCullers, Selena Gomez, Spencer Hastings, Zayn Malik
Tags Camila G!p, Camren, Camren G!p, Emison, Emison G!p, Fifth Harmony, Intersexualidade
Exibições 997
Palavras 1.894
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Luta, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi amores, aqui está mais um capítulo pra vocês, espero que gostem, deixem os comentários de vocês ai embaixo pra mim e favoritem também, até lá embaixo.

Capítulo 97 - 4 Temporada - Ela part 1...


Fanfic / Fanfiction A Nerd e a Patricinha (4 Temporada - Entre Dois Mundos) - Capítulo 97 - 4 Temporada - Ela part 1...

3 anos e 8 meses depois....

Alison

Como três anos passam rápido, depois daquela noite eu conheci os piores inimigos de minha família, pessoas que eu pensei que nunca fariam mal a minha família. Minha vida estava uma confusão completa, minha vida mudou naquela noite, meus sonhos que tanto queria realizar, já mais seriam conquistados, eu Alison Stewart estava sendo prisioneira deste monstro, era obrigada a trabalhar na empresa corrupta dele, aquele homem asqueroso tinha toda Chicago nas mãos, não havia um policial daquela cidade que não era corrupto por causa dele. Ele fazia todas as ameaças que podia contra estes policiais, ameaçava matar suas famílias se algum deles abrisse a boca, mas também tinha os que eram corruptos porque queriam, não eram obrigados, somente recebia dinheiro em troca do trabalho sujo.
Eu era obrigada a fazer coisas que nunca pensei que faria antes, mas para proteger o meu filho e minha família, eu era capaz de fazer tudo, eu tive que aprender a lutar e a atirar, tive que ter sangue frio para fazer os trabalho mais sujos e um deles foi matar pessoas que devia para o monstro, que se achava o homem mais perigoso do mundo e o mais temido de todos. Antes do meu filho Nicholas nasceu, eu não podia nem sair da mansão, fiquei presa não via a luz do dia, quando fui pra ter o bebê, quem fez o parto foi uma das mulheres que me trouxeram pra cá, Nick quase morreu.

Flashback ON

Estava a quase 7 meses naquele lugar horrível, ficava trancada no quarto 24 horas por dia, eu não sabia nem qual era o sexo do bebê que eu estava esperando, nunca havia ido fazer um exame para saber se o bebê estava bem, as únicas coisas que eles me deixavam fazer era as vezes assistir TV e nada mais. Já estava sentindo algumas pontadas fortes em meu ventre des de cedo, àquelas pontadas se tornavam cada vez mais fortes, pelas minhas contas, eu devia estar quase de 9 meses, será que ele viria ao mundo hoje. Eu não queria ter meu filho naquele lugar imundo, eu somente queria um dia escapar daquele lugar e nunca mais ver àquelas pessoas, eu queria eles bem longe de mim.
- Olha sou que milagre que você está de boca calada hoje, até estava estranhando já. - disse o homem de cadeira de rodas entrando pela porta.
- Sai daqui e não me enche cara, porque não me deixa ir embora logo. - disse enquanto tacava o copo que estava encima do criado mudo e pra sorte dele o copo pego na parede.
- Eu já disse que não vai embora garota e se tacar mais alguma coisa, eu mandarei te algemar como da última vez ou melhor, lembra o quanto você apanhou quando chegou aqui, quem sabe eu mande te bater de novo e você perca este bebê de vez. - disse com um sorriso de deboche no rosto e àquelas palavras fizeram todo o meu corpo tremer.
Sou de lembra de tudo que eles me fizeram quando eu cheguei a está casa, chegava a me dar medo. Os capangas deste homem me bateram tanto, que eu cheguei a pensar que tinha perdido o bebê que esperava, mas não está criança era mais forte do que eu podia imaginar, havia passado por tanta coisa e continua batalhando para continuar ali vivo.
- Por favor, não precisa fazer isto, prometo que não tacarei mais nada em você. - disse com a cabeça baixa, mas logo senti uma forte pontada em meu ventre e a cama ficar molhada e gritei de dor.
- Que foi agora vadia?. - disse me olhando com um olhar totalmente frio.
- Eu estou em trabalho de parto seu monstro, mande um dos seus capangas me levar pro hospital. - disse colocando a mão sobre minha barriga e as contrações se tornaram ainda mais constantes.
- Você acha mesmo que sou tão idiota de te levar ao hospital. - disse soltando uma alta risada ao final da frase e me olhando. - eu vou chamar alguém pra fazer seu parto, depois que você ter dado a luz, este bastardinho vai ser levado embora, não quero nenhum bebê aqui. - disse sorrindo um tanto que irônico pra mim e saindo do quarto.
Eu não podia deixar àquele homem tirar meu filho de mim, eu não podia perder a única coisa que me fazia bem, não deixaria, eu iria fazer qualquer coisa que ele quisesse. As dores foram se tornando cada vez mais fortes, àquela pessoa tinha que vir logo, me ajudar a ter este bebê, eu não poderia ter ele sozinha, apertei ainda mais o lençol da cama e a porta do quarto, foi aberta e uma das mulheres entrou por ela, sorrio irônico pra mim, da mesma forma que o homem havia sorriso, eles eram bem parecidos em algumas coisas.
- Pensei que este bastardinho nunca iria vir ao mundo. - disse a mulher se sentando em minha frente, erguendo meu vestido e tirando minha calcinha.
- Vocês são todos uns monstros. - disse em meio aos gritos.
- Agora cala está boca garota e começo a fazer força. - disse abrindo minhas pernas com força.
Resolvi não falar mais nada, antes que ela fizesse coisa pior, respirei fundo e comecei a fazer força, como ela havia mandado. O parto duro mais ou menos quase 1 hora, entre uma contração e outra eu fazia força, ela mandava eu para de ser mole e por logo o bebê pra fora. Fiz força uma última vez e pude escutar o choro alto do bebê, ela corto o cordão umbilical, por um milagre colocou ele encima de mim e o choro dele foi parando aos poucos. Era um lindo menino, que parecia totalmente com Emily. As lembranças dela me fizeram chorar, eu havia tido um filho da mulher que amava, àquele menino nos meus braços era a prova do nosso amor, eu não podia deixar eles, tirarem meu filho de mim.
- Agora me da este bastardo, eu vou levar ele embora daqui. - disse tentando pegar o bebê de meus braços, mas eu não deixei.
- Não me tira ele, eu faço qualquer coisa que vocês quiserem, não o leve por favor. - disse abraçando o bebê com cuidado em meus abraços e chorando mais ainda.
- Então você faz qualquer coisa pra ficar com este bastardo, até treinar para se tornar uma assassina?. - perguntou-me olhando com um olhar frio de chegar a dar medo.
- Sim eu me torno uma assassina pra poder ficar com o meu filho, eu já disse faço qualquer coisa. - disse olhando para o pequeno em meus braços, que agora dormia.
- Então agora, você será treinada para ser a nossa assassina e se não cumprir com este acordo, já sabe o que iria acontecer. - disse passando a mão pelo meu rosto bem devagar e saindo do quarto em seguida.
Fiquei olhando o bebê em meus braços, ele era muito frágil, realmente havia lutado para vir ao mundo, ele era um vencedor, meu pequeno Nicholas, este era o nome que daria pra ele. Peguei o lençol da cama e o enrolei com cuidado, ele era uma copia perfeita masculina de Emily, agora eu teria que aprender a ser fria para proteger o meu filho.

Flashback OF

Foi isto que eu me tornei, uma assassina fria e sem coração, pelo menos nos momentos que eu ia matar alguém, eu não podia ter um coração, teria que esquecer todos os sentimentos, para poder apertar o gatilho de uma arma e botar uma bala em uma pessoa inocente ou em uma pessoa culpada, porque eu matava quem eles mandavam, não podia negar nenhum pedido. Olhei para meu filho que dormia calmamente ao meu lado, havia chovido forte no dia anterior e Nick tinha medo de dormir sozinho em dias assim, por causa dos raios e dos trovões.
Hoje eu não morava mais com os monstros, que havia me tornada na pessoa, que um dia eu pensei que nunca me tornaria antes, mas eu me tornei em uma pessoa tão fria, que as vezes eu pensava que não tinha um coração, sou percebia que tinha um quando Nick estava por perto, casou ao contrário eu não sabia mas o que era o sentimento chamado amor.
- Mama. - escutei a vozinha infantil me chamando e sair de meus devaneios, olhei o pequeno que tinha uma enorme cara de sono.
- Já estava na hora de acordar meu amor, daqui a pouco você tem escola, vou te dar   um banho. - disse dando um beijo no rosto dele e o pegando no colo.
Agora Nicholas estava com 2 anos e 6 meses, meu garotão estava crescendo cada dia mais e ficando ainda mais parecido com Emily, até nas atitudes as vezes ele era parecido com ela, me deixava de um jeito tão bobo. Fomos para o banheiro e acabei tomando um banho junto com ele, já que tinha que ir pra empresa, onde eu também era obrigada a trabalhar e pra piora agora àquele monstro tinha me contratado uma nova secretaria e teria que treinar ela. Acabei de arrumar Nick com o uniforme vermelho e branco da escolinha dele, pedi  pra ele descer pra sala que logo desceria pra fazer o café da manhã. Fui até meu closet e peguei um vestido preto com um decote em v e saia rodada, coloquei um salto alto da mesma cor e fiz uma leve maquiagem, peguei o palito no closet e minha bolça, desci as escadas e encontrei Nick sentado no sofá vendo um desenho infantil do qual ele gosta.
Entrei na cozinha e preparei o café da manhã, algumas torradas, suco para mim e leite para Nick, que assim que o chamei pra comer, veio correndo e com minha ajuda se sento na cadeira e começou a comer. Fiquei olhando ele comer, praticamente ele fazia o mesmo que Emily quando comia torradas, comia a parte mais torrada e depois devorava o resto e era bem engraçado, os dois terem a mesma mania. Assim que acabamos, fomos escovar os dentes e depois formos para a garagem, coloquei Nick na cadeirinha dele e depois de alguns minutos deixem ele na escolinha e fui para a empresa.
E assim que coloquei os pés naquele lugar já fui chamada até a sala do monstro, o que ele queria comigo logo cedo. Entrei no elevador e apertei o botão do último andar, minha sala fica no penúltimo andar, mas a do chefão monstrinho ficava no último andar, quando as portas do elevador se abriram, caminhei a passos lentos até a porta, parei na frente dela, respirei fundo e dei algumas batidas, ele me mandou entrar e assim fiz. Adentrei a sala e havia uma mulher em pé, ela era alguns centímetros mais alta que eu, usava um vestido azul escuro de saia roda, os cabelos cumpridos caíam perfeitamente sobre seus ombros, eles tinham mechas loiras entre os fios castanhos escuro. Assim que ela se virou pra mim, fiquei surpresa ao ver quem eu menos esperava parada ali em minha frente, o que ela estava fazendo aqui, eu não ouvia nada sobre ela a anos e parece que ela também ficou surpresa ao me ver ali parada em sua frente.


Notas Finais


Espero que tenham gostado deste capítulo, deixem ai seus comentários pra mim saber o que estão achando, até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...