História A nerd e o popular - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags A Nerd, O Popular, Romance
Exibições 25
Palavras 732
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Ela


- Não me pergunte coisas, me tarefas.

A diretora havia me pedido para eu avisar aos alunos que as férias de verão estavam chegando e com isso n teria aula. Graças a Deus. Não aguento ter q aturar aquelas pestes. Quase sempre era culpa do Gabriel. Aquele bad boy. Eu n conseguia entender como um anjo como o Eduardo era melhor amigo daquele idiota. Fiquei um pouco surpresa por ele ter me defendido. Ele é mto bom em lutas. E àquele abs...Catarina oq vc ta fazendo? Para! Pensa no Eduardo! Desde a primeira série o Gabriel fazia mto bullying pelo fato de eu usar óculos e ser "nerd". Ele amadureceu um pouco mais continua o msm babaca de sempre. A diretoria quase me tirou do conselho pq alguém estava roubando doces da cantina à noite. E esse alguém era o Gabriel. Tbm me pergunto pq ele fazia isso. Mentalidade de retardado. Fui até a biblioteca e no caminho encontro Eduardo. Aaaaahh como ele é lindo... Ouvia coisas como...

"Como vc esta cheiroso Edu"

"Dudu vc é um gato"

"Quer sair comigo no sábado?"

Que nojento. Bléééé. Espera... O idiota estava do lado dele. Como n tinha percebido. Enquanto havia mais de mil garotas em cima de Eduardo, Gabriel estava sozinho escutando música. O olhei por um instante e percebi como ele era forte. Pera, eu tô babando?! 

- Hey Catarina!

- E-e-e-e-eduardo! 

- Precisa de ajuda?

- "Claro! Me beija e vc me ajuda bastante!" Pensei...

Estava com mtos livros q havia pego na biblioteca ontem e q teria q devolver. Tinha uns 6 livros em meus braços. Minha circulação já havia parada. Estava quase sem braço.

- Preciso. Tenho q levá-los até a biblioteca. Se não for te incomodar...

Ele afastou as meninas de seu lado e foi até mim. Elas me olhavam feio. Estavam me fuzilando com seu olhares. Na mesma hora q Eduardo foi pegar os livros Gabriel o empurrou. Oq ele estava fazendo?! Era uma chance de ficar "sozinha" com Edu pelo menos umas vez na vida. Não deixaria essa oportunidade passar. Ele pegou todos os livros das minhas mãos.

- Oq tá fazendo? Disse o olhando irritada.

- Vc n pediu ajuda? Ele disse sem se importar.

- Pro Eduardo!

- Tudo bem Catarina. O Gabriel é mais forte q eu.

- Mas eu... Disse sendo puxada.

O corredor ficou em total silêncio. Eu n me atrevia a dizer uma sequer palavra. Muitos alunos ficavam nos olhando e cochichando coisas ao nosso respeito. Vontade de dar um tapa naquele idiota. Pq fui aceitar ajuda?!! Quer saber. Vou perguntar! Sou dessas.

- Pq ficou tão bonzinho comigo? Disse um pouco envergonhada. 

- Se eu quiser eu quebro a sua cara agora mesmo.

- Não tenho medo de vc.

Ele parou e me olhou sério vagarosamente. Oq eu fui falar merda. Ele havia jogado todos os livros no chão.

Gabriel~~

Aquela me irrita tanto. Pq faço essas coisas. Mas...algo nela me chama a atenção. Quero testa-la para ver se n sentia medo msm. A joguei contra a parede cuidadosamente a prendendo contra sua força. Ela era mto cheirosa. Puta q pariu! Ela era MUITO cheirosa. É tipo droga! Veneno... Seu corpo era mto bonito. Suas curvas eram perfeitas. Seus seios eram grandes e seu rosto era muito delicado. Fiquei observando-a enquanto olhava no fundo de seus olhos. Percebi ela estava com o coração a mil e sua respiração estava ofegante. Cheguei perto de seu ouvido e disse...

- Um ponto pra mim...

Saí de perto dela e peguei os livros novamente no chão. Ela estava pálida e muito surpresa. Tão ingênua... 

Estava saindo com Eduardo da escola e logo vi a albina com seu óculos preto. Eu quero mto ela! Vou fazer com q ela se apaixone por mim de qualquer jeito. Fui até ela deixando Eduardo com aquelas putas.

- E aí...vai fazer alguma coisa hoje à tarde?

- Não te interessa.

- Vc é bem marrenta, gosto disso...enfim, a gente podia ir no parque. 

- Como vc ainda tem coragem de falar comigo!? * Além de n ter coração n tem juízo* Vc praticamente me abusou mentalmente!

- É só um passeio! Eu prometo q n vou fazer nada com vc. Estava de dedos cruzados ehehehe.

- Se eu for vc vai parar de falar comigo?

- Tanto faz.

- Ok, 16:00. Não se atrase.

Feito.

Catarina~~

Oq eu fiz? Eu sou uma idiota! Pq eu aceitei?! Agora vou ter q ver ele até fora da escola. Vou me arrumar. Já são 15:40. Sim, eu tô nervosa.


Notas Finais


Comentem oq acharam. 🐼


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...