História A Nerd e o Popular.- Fanfic Park Jimin - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), TWICE
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, Mina, Momo, Sana, Suga, Tzuyu, V
Visualizações 105
Palavras 1.234
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


~💜LEIA💜~

-Olá mundo, como vai sua vida?
Vocês não tem noção o quanto eu estou feliz!

-Em questão de minutos conseguimos cumprir a meta! Mesmo sendo pequena, já é uma grande conquista pra mim <3

-Morro de rir com os comentários KKK, amo vocês!

-Por favor não me matem pelo que vai acontecer ;-;

Rumbora lá! <3

Capítulo 2 - Sério Isso?


Fanfic / Fanfiction A Nerd e o Popular.- Fanfic Park Jimin - Capítulo 2 - Sério Isso?

~Segunda-Feira, 09:45 a.m~

   ...Meu coração parou...

Como assim Park Jimin pediu para se encontrar comigo? Eu nem tive tempo de pensar em uma explicação, fui andando em passos rápidos até a quadra, ansiosa pelo que iria acontecer.

Ela estava totalmente escura. Começou  a passar pela cabeça de um pedido de desculpas, até um de casamento!

Enquanto nada acontecia comecei a imaginar nós dois namorando, se casando, com crianças ao nosso redor. Eu imaginava tudo.

E sim...Isso que você está pensando tá incluído nesse tudo. O quê? Não posso ter fantasias sexuais com meu oppa? Ah se ele fosse meu...

Louise: J-Jimin?- Eu o chamei. Estava nervosa, tão nervosa que minhas mãos tremiam.

Mas acho que já falei isso:

"A vida é um cú. E você terá que aprender a conviver com ele"

Já falei tipo isso né?...

 Eu...Eu nunca fui tão trouxa na minha vida.

Eu estava caminhando pela quadra, em busca de um caminho de pétalas de rosas, e atenta para qualquer luz que aparecesse e mostrasse ele de terno segurando flores.

Como eu pude ser tão burra...

Louise, achou mesmo que teria chances com ele?

           Eu sinto nojo de mim mesma, por ter vindo aqui igual a uma idiota, com as mãos soando por você.

           POR VOCÊ PARK JIMIN!

Enquanto eu caminhava, senti alguém me empurrar para o meio da quadra me fazendo cair de joelhos. O que estava acontecendo?

As luzes são ligadas e eu vejo a arquibancada totalmente cheia e ocupada com pessoas segurando ovos, farinha, canela, café. Só faltou segurar o cú,  mas ele já estava na minha mão.

Sinto todas essas coisas serem jogadas em mim. Eu não sabia o que fazer. Chorar ou correr? Eu não fiz nada, eu não tinha reação.

Eu apenas abaixei a cabeça segurando as lágrimas, como sempre faço...

  Eu nunca fui tão humilhada...

Depois de um tempo eles pararam, e eu vejo alguém vindo em minha direção. Era ele...Aquele que me faz sofrer. Aquele que sou apaixonada.

Jimin: Boas vindas novamente, Nerd.- Todos começam a rir alto, dando uma angústia em meu peito como nunca havia sentido. As lágrimas desceram...

Ele já estava se afastando, para continuarem com a brincadeira.

Louise: P-por favor, p-para.- Eu digo baixo em meio aos soluços. 

Ele estava de costas, e no mesmo momento se virou caminhando até mim, e se abaixando na minha frente. 

Eu não conseguia olha-lo, eu apenas chorava olhando pro chão.

Jimin: O quê você disse?- Como ele pode ser tão cruel! Está fazendo de propósito!

Louise: P-por f-favor...- Eu soluço ainda mais. 

Jimin: Eu não ouvi o que você disse. Diga de novo, uh?- Eu estou prestes a me humilhar como nunca havia feito...

Tomei coragem e levantei minha cabeça, olhando para o mesmo. Não conseguia ver direito, as lágrimas deixavam tudo meio torto.

Louise: P-por f-favor, e-eu te s-suplico...J-Jimin, p-para.- Eu soluçava, limpava as lágrimas, e olhava no fundo de seus olhos, como nunca olhei de tão perto.

Ele me fitava, e o sorriso vitorioso que estava estampado em seu rosto foi desaparecendo. Seu semblante foi se tornando triste.

Todas as pessoas observavam tudo sem falar uma sequer palavra.

Ele olhou para todos na arquibancada, depois voltou a olhar pra mim.

Depois de alguns segundos ele balançou a cabeça, como se quisesse espantar seus pensamentos. Olhou para mim e forçou um sorriso.

Se levantou, e foi se afastando devagar, sem olhar para trás. Logo depois, fez um sinal para que continuassem.

Por que isso só acontece comigo?

Era o que eu me perguntava, enquanto era banhada de ovos, café e tudo que eu havia dito.

Eu olhava pra frente, onde o Jimin estava. Eu segurava as lágrimas e tentava me fazer forte. Mas a verdade era que eu não era forte.

                                 Eu não era..

Eles não paravam. Simplesmente não paravam. Longos minutos se passaram assim. O café se misturava com as lágrimas e entrava em meus olhos.

Isso machucava...Mas sabe o que me machucava ainda mais?

O fato de ser ele que fez tudo isso...

Vejo duas pessoas correndo em minha direção. Elas se sujavam também, mas não se importavam. Elas só queriam me tirar dali.

               Eram Jennie e Tzuyu.

Elas tentavam me levantar, mas eu não tinha forças. Todas elas eu usei para tentar respirar. Eu tinha asma...

Jennie: JIMIN, POR FAVOR!- Ela gritava chorando.- PARA!

Ele chegou mais perto, andando calmamente só de pirraça. Seu sorriso havia voltado.

Jimin: O  que deseja?- Ele ria, e todos pararam de jogar os alimentos para escutar a conversa.

Eu sugava o ar com rapidez, olhando para baixo, enquanto Tzuyu tentava me acalmar.

Jennie: POR FAVOR JIMIN, PARA!- Ela chorava desesperadamente, o que fez o mesmo estranhar esse desespero.

Jimin: Por que está assim? Quem quis se sujar foi você!-  Todos riem incontrolávelmente.

Jennie: ELA TEM ASMA!- Ela grita e todos param de rir no mesmo momento.

Jimin: Quê?

Jennie: ELA NÃO ESTÁ CONSEGUINDO RESPIRAR!- Ela aponta para mim, e ele me vê tentando sugar o ar. Ele estava estático, como se percebe-se que poderia ter matado alguém com uma atitude tão infantil.- NÃO FICA PARADO, AJUDA ELA!- Ele corre desesperadamente até mim, me pegando no colo.

Jimin: O que eu faço?- Ele estava realmente desesperado, e não tirava o seu olhar dos meus.

Tzuyu: Ela tem uma bombinha na mochila!- Corremos até a sala enquanto todos só assitiam. Nem uma pessoa sequer se atreveu a sair do lugar.

Quando chegamos lá Jimin me pôs sentada e eu comecei a respirar na bombinha.

Tzuyu: Isso, calma...Respira.- Ela passava a mão no meu cabelo.

Jimin: I-isso já aconteceu outras vezes?

Jennie: Havia parado...E você  fez voltar! Tem noção o que é isso? É claro que você não tem, não se importa não é mesmo?- Ela estava chorando. Chorando de medo e raiva.

Jimin: D-desculpa...-Falou baixo.

Ela começou a chorar mais ainda e se sentou.

Jennie: E-ela já f-foi pro hospital uma v-vez...E-ela quase morreu! E-eu quase perdi uma das pessoas que eu mais amo!- Ela soluçava.- E isso poderia ter acontecido hoje de novo! E-e se nós não estivéssemos chegado? E se tivessem largado ela lá? Me responde Jimin!- Ela gritava chorando alto.

Ele só ficava de cabeça baixa, escutando tudo calado. Ela parecia até mãe dele. Afinal, o mesmo sabia que estava errado.

               Ele quase me matou...

Eu estremecia só de pensar nisso. Não acreditava na possibilidade.

Em um momento que olhei pra ele vi algo escorrendo. Seriam...Lágrimas?

Park Jimin estava chorando por mim? Impossível, só pode ser peso na consciência.

Finalmente me acalmei, e ficamos em silêncio.

         Eu finalmente respirava...

Jimin: Louise, m-me desculpe...- Ele finalmente levantou a cabeça, com os olhinhos um pouco inchados.

Louise:...E-eu...Eu quero ir pra casa.

Jennie: Tudo bem meu amor, eu aviso pra professora que teve uma crise.- Ela acaricia meu rosto.

Tzuyu: Quer que a gente te leve?

Louise: Não, quero ir sozinha...-Eu me levanto pegando minhas coisas e saindo.

Jimin: Louise...-Eu apenas ignoro.

~Segunda-Feira, 10:20 a.m~

Sabe quando você nem consegue diferenciar a água do chuveiro, da água que caia dos seus olhos?

       Essa era minha situação...

Eu me limpava com agressividade, chorando alto, e às vezes eu até gritava.

                       Chorava por quê?

Por ter sido humilhada, por quase ter morrido, por quase ter morrido por culpa do garoto que eu praticamente amo! Choro por ter sido uma idiota, choro por tudo.

Choro também por ter pensado na possibilidade de aliviar minha dor me cortando novamente, mas me segurei...

Termino meu banho e me olho no espelho.

Eu sinto nojo de mim mesma.

Eu sinto nojo de ter sido tão trouxa.

Uma das coisas que me acalma e me mata a saudade, era falar com meus pais. Será que estão acordados agora?

Eu preciso muito deles...

Tento ligar por vídeo-chamada, e depois de algum tempo a ligação é atendida.

Omma: Filha!

Eu desabei a ouvir essa voz...

Eu só queria seu colo nesse momento.






Notas Finais


~💜LEIA💜~

-Por favor, não me matem pelo que aconteceu ;--;. Juro que até chorei um pouquinho shsh.

-Por hoje é só okay? Amanhã posto outro ^^.

-Deixe seu comentário expressando sua opinião, e favorite se ainda não fez isso!

Desde já: Love u <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...