História A new chance for love. - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camren
Exibições 1.582
Palavras 1.668
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Yuri
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


EU VOLTEI, MEUS AMORES! ❤
Hoje não tenho muito o que falar, só pedir pra vocês me dizerem o que acharam e agradecer pelos favoritos e comentários.
Até o próximo capítulo! ❤

Capítulo 20 - Lauren is my other mother?


Fanfic / Fanfiction A new chance for love. - Capítulo 20 - Lauren is my other mother?

Eu estava preparando o café da manhã. Camila ainda dormia e eu senti uma vontade de fazer algo pra ela, então resolvi fazer ovos mexidos e meu tão amado suco de laranja.

Maria não estava em casa, chegaria um pouco mais tarde, Melanie estava com ela desde o dia em que discuti com Camila. Seu sobrinho estava lá e Mel quis ficar lá pra brincar com ele. Camila até ia buscar, mas Maria insistiu que Melanie dormisse lá.

Levei um pequeno susto quando senti braços envolverem minha cintura e em seguida um beijo demorado em minha nuca, minha Camz estava ali. Não pude evitar o sorriso gigante que se formou em meus lábios, eu era uma boba por ela.

— Bom dia, princesa. — Ela repousou sua cabeça em meu ombro e sua voz de sono me deixava mais apaixonada.

— Bom dia, meu amor. — Ela me apertou mais e aquele sorriso bobo ainda brincava em meus lábios.

— Não gostei de acordar e não sentir seu corpo na cama. — Coloquei o ovo mexido no prato e apaguei o fogo, virando de frente para ela.

— Eu queria preparar um café da manhã para você. Fiz ovos mexidos e suco de laranja.

— Não precisava, amor. Maria logo vai chegar.

— Era o mínimo que eu podia fazer depois da melhor noite da minha vida.

— Coisa mais linda. — Sorriu e me puxou para um beijo, calmo e gostoso. Ah, eu amava aquele beijo.

— Vamos comer, amor. — Eu disse quando paramos o beijo. Ela assentiu e nos sentamos à mesa para comer — Está muito longe de ser aquele banquete de todos os dias, mas eu fiz com amor.

— Lauren, pare de ser fofa desse jeito. Porra, difícil não te beijar vinte e quatro horas por dia.

— Então me beija. — Sorri tímida.

Ela se inclinou para frente e me beijou. Eu já disse que amo o beijo dela? Meu Deus, é maravilhoso.

Camila me puxou para seu colo sem parar o beijo e me apertou, passou sua mão por minha coxa e apertou.

— Ai meu Deus!!! Vocês estão namorando??? — Uma voz doce conhecida  por nós disse e nos levantamos rapidamente.

— Oi, Mel! — Sorri, sem jeito. Como se ela entendesse que as coisas estavam prestes esquentar.

Fui até ela e a peguei no colo, abraçando-a forte. Eu estava com saudades.

— Você e a mamãe então namorando Lauren?

— Estamos, Mel.

— Então, Lauren é minha outra mãe?

Meu queixo caiu. Jamais esperaria uma pergunta dessas, não agora. Eu não sabia o que responder, apenas encarei Camila pedindo ajuda para sair dessa situação.

— Sim, Mel. Podemos considerar ela sua outra mãe, sim. — Camila disse e eu encarei-a confusa. Ok, depois eu precisava entender isso direito.

— Oba! — Ela gritou e me abraçou. Seu sorriso era tão encantador.

— Estou feliz por vocês, meninas. — Maria, que até então apenas observava sorrindo, falou.

— Muito obrigada, Maria. — Dissemos juntas e sorrimos.

— Vê se agora toma jeito, dona Camila Cabello.

— Pode deixar. — Ela sorriu enquanto terminava de comer o café da manhã que eu havia feito para ela e eu nem havia percebido que ela tinha começado.

Eu estava muito feliz, era tanta felicidade que nem cabia em mim. Precisava contar para Dinah.

Coloquei Mel no chão quando ela falou que queria comer e fui para meu quarto chamar Dinah para conversar, eu precisava.

Lauren:
Dinah, meu amor! Bom dia! <3

Após alguns minutos ela respondeu.

Dinah:
Bom dia, chatice! <3 Como você está?

Lauren:
Estou bem, amorzão! E você? Tenho uma novidade!

Dinah:
Estou ótima! Porém exausta. Fala logo, mulher!

Lauren:
Eu e Camila estamos juntas de verdade! Exausta por que, hein? ( ͡° ͜ʖ ͡°)

Dinah:
Tá brincando! Como assim?? Palhaça, sossega!

Lauren:
Então, foi assim, depois que eu cheguei da sua casa Camila estava me esperando, nós discutimos e ela meio que se "declarou", foi aí que eu perdi todas as dúvidas que eu tinha sobre ela, porque estranhamente eu fiquei feliz em ouvir que ela estava gostando de mim. Nos beijamos e estamos juntas.

Dinah:
Viu só? Eu bem que avisei! Eu disse, não foi? Agora você aprendeu de uma vez por todas que eu tenho razão?

Lauren:
Shut up, DJ.

Dinah:
Não estou querendo, não estou a fim. Eu quero mesmo é esfregar na sua cara que eu tinha razão! Mas, me diga, e a filhinha dela já sabe?

Lauren:
Ficou sabendo hoje de manhã, e pelo jeito adorou. Ela perguntou se eu era a outra mãe dela!

Dinah:
Meu Deus, que linda! Qualquer dia vou aí ver ela com a Normani. Ela está com saudades da Melanie. Aliás, ela ficou feliz em saber que somos amigas, ela disse que gostou do seu jeito.

Lauren:
Venham mesmo! Estou com saudades de você já!

Dinah:
Eu sei. Você não vive sem mim.

Lauren:
Não mesmo. Vou cuidar da Mel, Dj. Até depois. Eu te amo! Beijos <3

De repente me lembrei do dia que Normani estava aqui. Eu comecei a odiar Camila naquele dia e olha agora.

Ouvi a porta sendo aberta e olhei rapidamente para ela, assustada por não terem batido na porta. Camila entrou vestindo uma mini camisola vermelha, ela fechou a porta devagar e caminhou até a minha cama, eu fiquei olhando-a sem entender nada. A mulher de olhos castanhos sentou em minha frente — eu estava sentada tipo índio — bem perto de mim e me encarou.

— Quem você pensa que é para me responder daquele jeito, Lauren Jauregui?

— Eu? Bem, eu penso que sou alguém como você, no mesmo nível. Então, isso me dá liberdade para responder do jeito que eu quiser. — Disse no mesmo tom autoritário que ela, fazendo-a rir debochada.

— Lauren, Lauren... eu sou sua patroa, você deve me respeitar. Não aprendeu isso nas outras casas em que você trabalhou? — Ela arqueou uma sobrancelha.

— Eu só respeito quem me respeita e você Camila, não respeita ninguém.

— Para você é senhora Camila, ou até mesmo senhorita. — Ela parecia estar ficando nervosa o que me fez rir.

— Certo, Camila. — Pronunciei seu nome devagar.

— Escute aqui, era para eu estar fodendo aquela morena que estava na mesa, você sabia? Mas agora eu estou aqui, tendo que conversar com uma pirralha que acha que pode fazer o que quiser aqui.

— Eu não estou te impedindo de foder ninguém, Cabello. Até onde eu saiba, você está aqui por livre e espontânea vontade.

— Você tem noção do poder que eu tenho? Tem noção de que eu posso transformar sua vida em um inferno em um estalar de dedos?

— Vocês só sabem ameaçar — Revirei os olhos. Em seguida, senti ela puxar meus cabelos fazendo minha cabeça ir para trás com tamanha força.

Ela se aproximou de meu ouvido e sussurrou.

— Não me desafie, Jauregui. Eu posso ser pior do que você imagina, se eu quiser posso foder com sua vida. — Meu coração acelerou e eu fechei os olhos esperando um tapa, mas Camila apenas se levantou, olhei-a e a mesma tinha um sorriso vitorioso nos lábios e eu sabia que meus olhos haviam denunciado o medo que eu tinha sentido naquele momento. Ela apenas sussurrou um “boa noite, Lauren” e saiu dali calmamente, como se nada tivesse acontecido.

E eu tinha cada vez mais certeza de uma coisa: Eu odiava Camila Cabello.

Sorri com meus pensamentos e bloqueei o celular. Desci para a sala, onde encontrei Melanie e Camila, assistindo tv.

Era uma cena maravilhosa, linda! As duas assistindo Três Espiãs Demais. Dava vontade de apertar a bochecha das duas!

Camila deveria ser sempre assim com Melanie. A pequena não tem culpa das coisas que aconteceram. Mas, se depender de mim, a partir de hoje Camila nunca mais irá tratar Melanie mal. Ela não merece mais passar por isso.







Sentei-me na beirada da piscina e molhei meus pés, era gostosa a sensação. Fechei os olhos e sorri lembrando da noite anterior e dos beijos que Camila me dava.

Era bom saber que eu tinha ela, me deixava muito feliz. Era melhor ainda conhecer aquele lado bom da Camila.

— Pensando em mim? — Abri os olhos e virei o rosto para trás, encontrando Camila ajoelhada atrás de mim.

— Estou. — Sorri. Olhando-a se sentar do meu lado e molhar seus pés também.

— Sabia. — Ela sorriu e jogou o cabelo para o lado, convencida.

— Para de ser convencida, dona Camila Cabello. — Ri.

— É a realidade, amor — Ela disse sorrindo e eu revirei os olhos.

— Revirou os olhos para mim? — Ela me encarou com a sobrancelha arqueada.

— Sim, revirei. Por que? Vai me bater, Camila Grey?

— Eu deveria te dar umas palmadas mesmo, Lauren Steele. Deite-se de bumbum para cima em meu colo, vamos. — Ela disse autoritária me fazendo rir.

— Boba.

— Por você. — Ela colocou sua mão em meu rosto e me deu um selinho demorado — Lauren.

— Sim?

— Você quer namorar comigo?

— Pensei que nós já estivéssemos namorando. — Sorri.

— Não de verdade. Eu acho um pouco cedo pra isso, mas nós estamos namorando para todos, então de qualquer forma temos um relacionamento.

— E quem disse que eu quero? — Fiquei séria.

— Ah, não? — Ela arqueou as sobrancelhas e sorriu.

— Não. Sou difícil. — Mordi meu lábio.

— Difícil? Sei. — Ela se aproximou e passou a ponta da sua língua por meus lábio, em seguida ela mordeu meu lábio e eu a puxei para um beijo, fazendo-a sorrir entre ele.

— Difícil, sei. — Ela disse assim que paramos o beijo e eu depositei um leve tapa em seu braço. Camila sorriu — E então, você aceita?

— Eu não seria capaz de negar. — Puxei-a novamente para outro beijo. Por mim, eu beijaria ela o tempo todo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...