História A new life - The Originals 5 temporada - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Originals, The Vampire Diaries
Personagens Alaric Saltzman, Caroline Forbes, Davina Claire, Elijah Mikaelson, Elizabeth "Lizzie" Saltzman, Freya Mikaelson, Hayley Marshall, Hope Mikaelson, Josette "Josie" Saltzman, Joshua "Josh" Rosza, Klaus Mikaelson, Kol Mikaelson, Marcellus "Marcel" Gerard, Personagens Originais, Rebekah Mikaelson, Vincent Griffith
Visualizações 81
Palavras 982
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Voltei meu povinho lindo do coração❤
O que temos para hoje? Muita coisa
Teremos Davina (finalmente) e mais outras coisinhas que é não posso falar agora 😉
Espero que gostem

Capítulo 10 - Margot


Fanfic / Fanfiction A new life - The Originals 5 temporada - Capítulo 10 - Margot

 
  O original se aproximou da porta e tocou na maçaneta, com receio de abri-la. Foi quando ouviu um sussurro o chamando pelo nome, ele podia jurar que era uma voz feminina. Tomou coragem e abriu a porta de uma vez.  
   Elijah podia sentir o seu coração saltar pela boca. Ele conseguia identificar seu quarto novamente, tudo fora um sonho, ou talvez um aviso de que a “coisa” estava chegando mais rápido do que esperavam. 
   Ele queria entender o que o sonho significava, porque sonhara com a sombra e a porta vermelha ao mesmo tempo? Aquilo estava ficando muito estranho. Desceu as escadas e encontrou todos na mesa, parecia que hoje o café da manhã seria em família. 
    Sentou-se na mesa sem dizer nada enquanto Hayley o encarava. Ela sabia que tinha algo errado com ele. 
      - Tudo bem Elijah? – perguntou Hayley. – Parece  preocupado. 
      - Eu tive um sonho essa noite, penso que pode ser com a tal ameaça que nos marcou. – comentou. – acho que é uma mulher. 
      - Se você se lembrar de tudo o que sonhou, eu posso fazer um feitiço para descobrir o autor da magia. – Freya se prontificou. 
      - Quais são as chances de isso dar errado? – quis saber Klaus, tomando um gole da taça cheia de sangue. 
      - Só dará errado se for bloqueado por um feitiço de proteção, mas eu posso tentar. – avisou ela. Provavelmente quem quer que seja o bruxo que tenha feito isso se protegeu para que ninguém o encontrasse. Mas Elijah não duvidava da irmã, se ela conseguiu reuni-los novamente, certamente conseguiria resolver esse problema.
   Após comerem, Freya pediu para que Elijah colocasse o braço que continha a marca mais cima da mesa, para que ela pudesse, com a ajuda do feitiço, ver quem estava os ameaçando. 
    A bruxa Mikaelson tocou na marca e recitou algumas palavras em latim que ele desconhecia, mas quanto mais fazia força para concluir o feitiço, mais ela ficava tonta e seu nariz começava a sangrar. 
       - Freya, por favor pare. – pediu Elijah.  
       - Eu estou quase descobrindo, só preciso me aprofundar mais. – dito isso, ela desmaiou. Klaus a segurou para que não caísse da cadeira.
        - Freya, você está bem? – Elijah perguntou ao ver que ela estava acordando. 
        - Eu não consigo fazer sozinha. – Freya forçou ao falar. – está bloqueado pelo feitiço de proteção, preciso de outra bruxa. 
        - Kol! – chamou-lhe Klaus. – precisamos da sua esposa emprestada. 
        - Porque precisam da Davina? – ele perguntou ao descer as escadas.
        - Só ela pode nos ajudar com o feitiço. 

._____________. 
    Davina mal podia esperar para rever Marcel e Josh de novo, esses anos afastados só serviram para que ela ficasse com saudade deles, que sempre estiveram lá para ela. Mesmo longe de casa e dos seus amigos, esses anos que passara com Kol haviam sido os melhores de sua vida, pois nunca precisou se preocupar com a morte sempre que acordava, era como ser uma pessoa normal. 
     Depois que Kol recebeu a notícia de que Freya havia encontrado uma maneira de juntar a família de novo, Davina se preocupou. Não que ela não estivesse feliz por Kol, nada disso, mas aquela noticia significava que tudo voltaria a ser como era, na época que o medo os rodeava. 
      Ela decidiu ficar mais um pouco em San Francisco, prometera a Kol que depois de três dias ela voltaria para New Orleans, e era isso que estava fazendo agora. Saiu do aeroporto sentindo o prazer de estar de novo em casa, não demorou muito até pegar um táxi e chegar até o antigo French Quarter. 
      Chegou na mansão Mikaelson e se deparou com Marcel na porta. Ela deu sorriso e o abraçou. 
           - Nem acredito que você voltou. – Comentou Marcel. 
           - Eu estava com saudades de você. – ela desfez o sorriso. – Kol me ligou enquanto eu estava no avião e não pude atender. Tem algo de ruim acontecendo? 
           - Nós precisávamos da sua ajuda com um feitiço. Alguém está ameaçando Kol e os outros originais, e esse feitiço pode nos ajudar a descobrir quem é. 
   Davina entrou na casa e foi recebida por todos. Ela estava determinada a ajudar, embora não tenha praticado magia desde que se mudou para a Califórnia. Achava que nunca mais precisaria disso, que sua história como bruxa já havia acabado, mas ela teria que aprender que nenhuma história permanece inacabada. 
           - Está pronta? – perguntou Freya, estendendo sua mão. 
           - Sim. – Davina a pegou, começando a recitar palavras em latim, as mesmas que Freya dissera antes. 
      Freya tocou no pulso de Elijah e, no mesmo instante, lembranças que já haviam sido esquecidas na mente do seu irmão vieram a tona. Lembranças com uma mulher de cabelos negros, olhos verdes e pele clara. 
       Nessa lembrança, que parecia ter mais ou menos uns 400 anos, mostrava essa mulher sentada em frente à lareira quando alguém abriu a porta apressadamente. 
              - Elijah? O que aconteceu? – perguntou ela. 
             - Tem alguma coisa que queira me contar? – a mulher calou-se. – sobre o feitiço. 
             - Não é nada do que está pensando, não fui eu. – ela tentou se explicar desesperadamente. 
            - Eu espero muito mesmo que não, mas de qualquer forma, Niklaus e Kol estão atrás de você, e eu espero que esteja bem longe quando eles chegarem. 
           - Não vai me delatar para seus irmãos? – perguntou-lhe com receio. 
           - Sabe que eu não tenho forças para isso. – Elijah respondeu. – acredito na sua inocência. 
          - Muito obrigada. – ela o abraçou e deu-lhe um beijo. 
          - Eu te amo. 

   Freya e Davina acordaram da visão, agora com a mulher na cabeça. Freya entendia a frustração dela com os seus outros irmãos, mas por que com Elijah? Ele a ajudou a escapar. Por que, depois de todos esses anos, ela iria voltar para tortura-lo? 
    A bruxa Mikaelson ainda tinha um monte de perguntas, mas a única que pode ser descoberta até agora era o seu nome. 
     Margot. 


Notas Finais


Por essa vcs não esperavam, né? Kkkkk
Façam suas teorias
Bye, bye!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...