História A New life in London - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles
Tags Harry Styles, Londres, Los Angeles, One Direction, Romance
Exibições 56
Palavras 1.110
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa Leitura!!!

Espero que gostem!!!!

Leiam, favoritam por favor!!!

beijinhos!!!

Capítulo 8 - Picnic no parque


Fanfic / Fanfiction A New life in London - Capítulo 8 - Picnic no parque

Harry....

De repente tive uma ideia, e procurei uma floricultura ali perto da casa dela, vou levar um buquê de rosas com um ursinho, não  quero chegar lá de mãos vazias, e também quero impressioná-la. Cheguei ao prédio, coloquei meu gorro para não chamar atenção, e óculos escuros, e para não ser reconhecido. Desci do carro e entrei, passei pela recepção dei uma boa tarde e subi para o apartamento.

Karen...

Já faz uns vinte minutos que estou aqui na sala jogando conversa fora com a Olivia e nada do Harry chegar. E falo:

- Amiga será que ele desistiu?

- Claro que não Karen, se ele não fosse mais avisaria você pela mensagem. É porque você é muito certinha com horário, a pessoa não pode atrasar um pouco. Te acalma que já ele toca essa campainha.

Quando a Olivia fechou a boca, a campainha tocou, e vejo-a se arrumando toda e pergunto:

- Já? Posso abrir a porta? E ela responde:

- Agora pode.

Vou em direção a porta e abro e vejo aquele ser maravilhoso, lindo e muito cheiroso e mais, com um buquê de flores e ursinho de pelúcia acompanhando o buquê. Ele diz:

-Oi? São para você, espero que goste?

- Oi. Ah sim! São lindas e o ursinho é fofo, obrigada Harry.

Nos abraçamos e nos beijamos no rosto, e logo falei:

- Entra. Quero te apresentar minha amiga, essa é a Olivia. E ele responde:

- Prazer Olivia, sou o Harry. E a Olivia fala:

- Você é mais bonito pessoalmente, muito prazer.

- Obrigado!! Vocês brasileiras que são belas, tem beleza diferente. E falamos juntas:

- Obrigada!! E começamos a rir.

Olhei pra ele e disse:

- Vamos? E ele me respondeu:

- Vamos.

E Olivia disse:

- Se divirtam!! Muito!!!

E saímos do apartamento, pegamos o elevador e perguntei:

- Vamos pra onde mesmo? Me fala?

- Não vou dizer, é uma surpresa, só sei que vai gostar, isso tenho certeza. E outra coisa, você está linda!!

- Você também está lindo, é gentil sempre.

Harry pegou minha mão e saímos do elevador, cumprimentei o pessoal e fomos para o carro, entramos e ele deu partida. E assim conversamos muito sobre tudo, falei pra ele como fui parar em Londres, e a vontade que tinha de conhecer esse paraíso, falei da minha família, principalmente da minha mãe, enfim, falei tudo que podia. Virei pra ele e disse:

- Bom, eu só fico falando, falando e você não fala nada? Quero ouvir também um pouco de você? Ele responde:

- Antes de começar a falar sobre mim, queria te fazer uma pergunta, pode ser?

- Fique a vontade para perguntar. Eu o disse.

- Você tem namorado? E logo respondo;

- Não, antes de mudar para cá, já tinha terminado um relacionamento que durou alguns meses, não deu mais certo, é porque não era a pessoa certa. Mas e você, tem?

- Não, meus relacionamentos são rápidos, a mídia inventa muita coisa sobre mim, me arranja namoro, enfim, fofocas e mais fofocas, mas no momento eu estou solteiro. E falo:

- Porque quer, deve ter um monte de mulher fazendo fila pra você, sei que é muito cobiçado. Ele responde:

- Não é assim! Só não encontrei a mulher certa ainda. E ele me olha, dou um sorriso de canto e fixo meu olhar para frente, e falo:

- Ainda está muito longe? E ele responde:

- Já estamos chegando.  

Fico admirando as paisagens daquele lugar, como é lindo, e por algumas horas o silencio reina no carro, apenas ouvíamos a música que tocava no som do carro. E o silêncio foi quebrado quando Harry fala:

- Chegamos, agora Karen fecha os olhos. Como falei é uma surpresa e você não pode olhar.

- Comecei a rir, e disse: - Tudo bem, estão fechados. Vou confiar Harry?

- Pode confiar.

Ele pegou minha mão e me levou, depois de alguns minutos ele me pediu para abrir os olhos, e eu não pude acreditar no que meus olhos enxergavam, um dos lindos lugares de Londres, onde só vi em filmes, e com direito a toalha quadriculada espalhada na grama, com algumas delicias, e o bom vinho, e também um violão. Ele tinha preparado tudo, muito romântico esse homem.

Olhei pra ele e perguntei:

- Harry que lugar é esse aqui? Ele é lindo.

- RICHMOND PARK, é um parque encantador. É longe, mais vale a pena, mais reservado. Então pensei em te trazer aqui e fazer um picnic. Você gostou? E logo respondo:

- Esse lugar é perfeito, eu adorei a surpresa, ou melhor, amei. E ele respondeu:

- Sabia que ia gostar, vem vamos nos sentar.

Nos sentamos perto de uma arvore, que dava sombra. Aquilo tudo para mim parecia um sonho, está em Londres em um dos seus lindos parques e na companhia de uns dos homens mais cobiçado e atraente que existe, não poderia está perfeito.

Harry pegou as taças e colocou um pouco de vinho em cada uma e disse:

- Vamos brindar a vida?

- Sim e também a uma nova amizade, disse.

E brindamos, ficamos ali conversando, comendo e perguntei:

- Harry já que tu trouxeste o vilão, toca alguma música.

- Ah sim, tem alguma preferência musical? Ele pergunta.

- Gosto de ouvir músicas, não tenho preferência assim, mas esse ambiente em que estamos combina com uma música mais calma.

- Então está certo. Vou tocar uma do meu último álbum “ If I Could Fly”, conhece?

- Devo já ter escutado, não sou muito boa em decorar nomes de músicas, o digo sorrindo.

Ele dar um sorrisinho de volta e diz:

- Tudo bem.

E ele começa a cantar, fico o admirando, a sua voz linda, suave, meia rouca, ele realmente sabia conquistar uma mulher. Nem o conheço direito, e já fiquei encantada. Quando terminou aplaudi e disse:

- Que lindo Harry, você canta divinamente bem, por mim ficaria aqui contigo ouvindo essa linda voz.

- Está me deixando sem graça, mas agradeço, ele disse.

Continuamos a beber e comer mais um pouco.

- Vamos apostar uma corrida até aquela arvore ali?  Disse já me levantando

- Você vai perder, ele disse. E foi se levantando.

 Saímos correndo feitos duas crianças, era muito engraçado, ele fingindo que não conseguiria e me deixou passar dele, eu ria da cara dele. Nos jogamos no chão, e quando dei por mim, ele pegou o celular e tirou uma foto minha.

- O que foi Harry, porque está tirando foto?

- Você está tão linda deitada aí, que deu vontade de registrar esse momento.

- Você é um fofo Harry!!


Notas Finais


Espero terem gostado do capitulo...

Beijão!!!

Curtam aí!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...