História A new Love - Capítulo 7


Escrita por: ~ e ~Barusu

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Midoriya Izuku, Uraraka Ochako
Tags Boku No Hero, Comedia, Deku, Izuku, Midoriya, Midoriya Izuku, My Hero Academia, Ochaco, Romance, Uraraka, Uraraka Ochaco
Visualizações 66
Palavras 2.184
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Ficção, Luta, Magia, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mahoe! Cheguei, chegando.
Mas, iai, vocês notaram que capítulo anterior quem respondeu foi o Barusu? rsrsrs que amor. ~chu❤
Esse capítulo tem um pouco mais palavras que o normal, então saiu um pouco mais tarde :')
Coloquei as garotas de capa, pois elas são as que mais apareceram nos rascunhos e na versão final :')

Bem, espero que goste! Kyouch ❤

Capítulo 7 - 7 Capítulo


Fanfic / Fanfiction A new Love - Capítulo 7 - 7 Capítulo

— Que desperdício. Você é tão bonita e jovem, só teve o azar de eu ter cruzado o caminho de vocês. É uma pena... - Dizendo isso, o homem acaria as bochechas rosadas de Ochaco limpando suas lágrimas.
— Adeus, bonitinha... - Ele levanta a mão, gira a faca e com toda força lança a mão em direção ao coração de Ochaco.

Izuku em um surto de raiva, desespero e tudo mais que passava em sua cabeça arrebenta a corda e se levanta da cadeira. Ele estava completamente mudado, e sentindo seu coração bater mais rápido, e uma dor de cabeça pelas decisões.

— Você não pode... - Os cinco porcento do poder de Izuku fluem pelo corpo, a corda de sua mão arrebenta. Izuku jogou sua mão.
— Delaware SMAAAAAAASH! - Izuku se lançava em direção ao homem. A faca ainda não havia acertado Ochaco.

No exato momento do impacto, Izuku é parado por Shouta Aizawa. Seu professor sai de trás de uma armação de panos no canto da sala, apagando a individualidade de Izuku a tempo de salvar o outro professor.

— Izuku, é só um teste. Se acalme. - Diz Aizawa, com total cuidado e controle para não parecer rude.
Izuku estava em total estado de frenesi.

— Mas ele iria matar ela... Eu vi isso, ela... - Izuku olhou para Uraraka que estava cabisbaixai, e com suas bochechas vermelhas, não de timidez, mas de tristeza e angústia. Izuku deixou o professor de lado correndo até ela e a soltando, a mesma ao levantar o abraçou.
— Você está bem, Uraraka? – Pergunta ele.

Ochaco respirava fundo se acalmando, ela encara Deku, com seus olhos vermelhos e cheios de lágrimas, ela apenas assente comk resposta ao garoto, que soltou um longo suspiro.

— Por um segundo eu pensei que iria morrer, professor Aizawa - Fez uma pausa — ... Que... tipo de... teste... é esse? - Ochaco dizia em meio a respirações fortes.

Aizawa se levanta, engole em seco e vai até os dois.

— Eu pedi que formassem duplas para isso. Se vocês estivessem em perigo qual seria a decisão a tomar se o seu parceiro fosse morrer bem a sua frente. Esse teste está sendo aplicado com todas as outras duplas, não se preocupem, eu vim junto da dupla de vocês pois sabia do potencial , tanto de você quanto do de Izuku, e o estrago que poderia dar. Os outros não conseguiriam parariam ele a tempo como eu.. – Responde Aizawa, sentindo-se meio culpado pelo ocorrido e as lágrimas que tomaram completamente sua aluna.

Aizawa foi até Ochaco, acariciando seus cabelos, ela o olhou coçando os olhos.

— Me perdoa, mas eu precisava desse teste com vocês, que, por sinal, não passaram. Deku agiu sem pensar, se ele acertasse esse soco, poderia ferir até você com tamanha força aplicada.

Izuku senta no chão esfregando os pulsos vermelhos.

— Eu até pensei, mas como ele não me deu tempo, não tive outra alternativa. - Responde Izuku. Aizawa encara o rosto decepcionado do jovem.

— Eu sei, mas é isso. Venham comigo. E você está dispensado, pode voltar, muito obrigado pela ajuda. - Aizawa Dispensou o homem, enquanto Ochaco e Izuku e seguem para fora da sala, logo saindo do campo de treinamento da U.A..

— Viram? Vocês estão a salvo dentro da escola, então não se preocupem.

Mineta e Asui estavam do outro lado da rua sentados no chão junto de outro professor, com o tempo os outros alunos foram saindo. Bakugou e Kirishima, Jiro e Hagakure, todos saiam de algum escombro do campo de treinamento, os últimos foram Yaoyorozu e Todoroki que descongelavam o braço do All Might. Todoroki parecia ter pego pesado em seu teste.
Aizawa junta a turma 1-A no centro da rua, traz os professores e discutem por uns minutos. Momo, Hagakure e Asui olham Ochaco apoiada ao ombro de Izuku. Yaoyorozu vai até perto dos dois e pergunta se está tudo bem sentando-se ao lado deles, Ochaco se vira abraçando as pernas de Momo fortemente.

— Não... Eu... sniff... Não muito. – Responde Ochaco, quase chorando novamente.

Izuku entendendo a situação, levantou-se deixando as duas a sós. Após um tempo, Aizawa volta para anunciar o resultado de todos.

— Infelizmente, ninguém passou. Dispensados. E amanhã teremos muito o que conversar. - Aizawa diz e conduz a turma até fora da área.

Todos estavam seguindo seus caminhos, e Midoriya acompanhava Ochaco até a casa da mesma. Estava num silêncio absurdo enquanto ambos se culpavam por ter atrapalhado o resultado um do outro. Ao chegarem no apartamento onde Ochaco mora, ele se despede dela com um simpático abraço e um beijo na testa, que faz Ochaco ficar tímida ao ponto de corar.

— Uraraka... me desculpa pela decisão de mais cedo, eu não pensei direito... nós acabamos perdendo por minha culpa. - Izuku fala com receio do que ela diria.

Ochaco, não diz nada, apenas pisca olhando para o lado esquerdo inferior. Ela passa a mão nos cabelos esverdeados e bagunçados de Izuku, abrindo rapidamente um sorriso e logo o escondendo ao virar-se e ir subindo até a porta de sua casa. Izuku logo foi embora silenciosamente.

Ao entrar em casa, nota que seus pais ainda não haviam chegado. Ochaco anda passando a mão pelas parede, e vai indo até a sala, onde ao dar o primeiro passo, escuta o telefone tocar, jogando sua bolsa no sofá, e correndo até o objeto o atendendo.

 Hmmm... Alô? É a Uraraka? - Uraraka escuta uma voz familiar do outro lado da linha, logo se surpreendendo ao notar que era.

— Toru!? — Uraraka grita, mas não alto para não incomodar a audição da pessoa.

— Sim! - Hagakure diz animada pelo que dá para perceber.

— Como você tem o número do telefone daqui de casa?

— Desculpa, eu vi na sua agenda há alguns meses, tentei ligar para seu celular, mas acho que está desligado.

— Ah! Entendo. - Uraraka suspira. — Mas para que você me ligou, Toru?

— Bem, eu estava falando com as garotas um pouco depois de você ir voltar para casa, e nós queríamos nos reunir para uma festa na casa da Yao-Momo. Você vai poder vir?

— Casa da Yaoyorozu? Hm... - Uraraka passou a pensar em como seria, pelo que a Ashido disse, é bem grande. — Sim! Parece ser interessante. - Falou animadamente

— Ah, antes de tudo, os meninos irão também, então, convide alguém, tá? Bem, até mais! - Ela desliga antes mesmo de Uraraka atrever-se a falar alguma coisa.

"Ela desligou... e os garotos vão também... Como eu vou explicar isso pro papai e pra mamãe?". Ochaco cai mole no sofá, quase adormecendo, mas levanta ao lembrar que tem lições, tanto domésticas quanto escolares para fazer.

Izuku, já em casa, estava deitado na cama com o computador ligado na gravação da estréia de All Might. Ele estava pensando em possibilidades que ele teria de negociar naquela situação. Sua mãe bate na porta, a abrindo.

— Izuku, a comida já está pronta. - Ela fala com uma cara curiosa ao ver o filho tão pensativo e o computador sem ninguém ligado.
— Venha logo, certo? - Ela fala com a voz calma, esperando a resposta de seu filho.

— Certo! - Ele olha para sua mãe sorrindo, até ela fechar a porta de seu quarto.
Izuku se levanta da cama, desligando o computador e preparando-se para sair do quarto, pegou o celular para ver se não tinha alguma notícia nova.
“Nenhuma”, ele suspira.

Izuku joga o celular na cama, saindo e indo até a cozinha para jantar, e sendo questionado pela sua mãe o porque da demora e o fato dele parecer tão pensativo. O jovem resolve não falar, dizendo que não era nada, nada mesmo.

No dia seguinte, já na grande academia U.A, todos já se encontravam na sala, conversando, mas ansiosos e despreparados ao que seu professor Aizawa iria dizer para todos, como repreensão de seus atos. Izuku estava como sempre conversando com Iida e Uraraka, bem, agora só Iida. Uraraka estava com as garotas.
O professor Aizawa entra em sala, enquanto todos se sentavam, ele ajeitava suas pastas. Alguns alunos estavam tão nervosos que dava para escutar a perna tremer. Ele abre a boca após encarar cada aluno.

— Vocês precisam pensar mais antes de agir, alguns de vocês colocaram o parceiro em perigo ao não pensar direito em um plano. Sei que a pressão sobre vocês lá era imensa e assustadora, entretanto, tudo iria ficar bem se vocês se empenhassem em criar um plano discreto. - Ele fala com um tom de voz repreensor, e assustador.
— Irei passar um trabalho para casa. “— Como eu devo reagir em ocasiões que, o meu parceiro de trabalho esteja em risco.”, o mínimo é de cinquenta linhas. Entreguem-o na sexta. - Ele pega um giz.
— Eu não quero mais tomar o tempo da minha aula, então, começaremos logo. E como eu já deixei claro, fiquei desapontado com todos vocês, inclusive vocês três, Midoriya, Todoroki e Yaoyorozu. Eu os julgava como os melhores com planos, inclusivemente para agir em situações como aquela, mas precisam melhorar ainda... Bom... - Ele olha para Iida

— De pé. - Iida conduz a sala, e todos se levantam, cumprimentando o professor.
— Sentem-se. - E todos assim fazem, mas calados. Após isso, Aizawa havia começado a falar da matéria.

O tempo do primeiro turno foi passando, até chegar o intervalo, onde todos acabaram ficando na sala por um tempo. As garotas estavam juntas, e logo se espalharam, convidando os garotos. Momo olhava para Shouto, que estava quase saindo da sala. “Vou ou não vou?... Acho que vou”. Ela se aproximou rapidamente do garoto por trás.

— Todoroki... - Yaoyorozu fala meio baixo, não sendo alto o suficiente. Todoroki não a responde, a deixando preocupada.
— Todoroki...? - Ela fala um pouco mais alto segurando uma parte do tecido do uniforme do garoto, fazendo-o olhar para ela.

— Yaoyorozu? - Shouto diz após ser parado e puxado pela garota, e logo virando-se para a garota, fazendo-a soltar-lhe.

— É... É... - Yaoyorozu olhava para baixo com as bochechas um pouco avermelhadas, suas mãos estavam pregadas uma nas outras afrente de suas pernas, e seus ombros encolhidos.
— Bem... Você gostaria de vir na minha casa... - Ela faz uma pausa engolindo em seco
— A-Amanhã após a aula? - Ela levanta o rosto, encarando o garoto.

— Hum? - Ele estranha o comportamento da garota.
— Isso é... - Antes de terminar foi interrompido.

— NÃO, NÃO! ERRADO! Não é isto que você está pensando, é que vai ter uma festa na minha casa só para nós da 1–A amanhã depois da aula... e... eu pensei em te convidar. - Ela fala com a mão um pouco fechada próxima dos lábios.

— Ah... Ok, eu vou sim. - Shouto diz indiferente, e evita sair da sala, ficando nela mesmo, ele vai andando até Iida.

— Convide alguém se quiser! - Momo grita, logo após suspirando.

Todoroki acaba por convidar Iida, que estava sentado arrumando o caderno. Logo após, os dois podem ser vistos indo até Midoriya, e o convidando juntos.

Jiro que estava com as garotas, contando Momo que já estava lá novamente, olhavam feio para Mineta, que estava conversando com Koda.

— Vamos convidar ele? - Jiro diz, com uma péssima cara. Ela ainda estava irritada por não ter falado nada dela.

— Eu me recuso a ir lá. - Yaoyorozu diz indo para trás da amiga. Nenhuma garota queria ir, uma-a-uma foram se retirando, sobrando apenas Jiro.

— Sério isso? - Diz Jiro as encarando. Ela caminha até os dois, encara Mineta e vira para Koda
— A Yaoyoruzu vai dar uma festa amanhã para nossa turma, vocês querem se juntar a gente? - Perguntou um pouco rudemente dirigindo a Mineta.
Koda assente, logo desviando o olhar para os lados meio nervoso. Mineta encara Jiro por um segundo com uma cara feliz

— Eu vou sim! - Diz entusiasmado.
Por um momento a espinha de Mineta gela e ele treme com um calafrio na nuca.

— Se você fizer alguma graça com as garotas a gente manda os guardas te porem fora de lá, entendeu? - Hagakure sussurra no ouvido do mais baixo.

— Si- si- sim! Entendi sim! – Responde em um grito meio assustado, e lembrando do estágio com Mt. Lady


Extra

Ochaco e Asui se aproximam dos três garotos.

— Vocês já foram convidados? Gero. - Asui diz com sua voz rouca, ao lado de Uraraka que estava sorrindo.

— Sim, Todoroki e Iida acabaram de me chamar. - Izuku fala olhando para as garotas.

— Todoroki vai? Mentira.. - Uraraka se surpreende, logo colocando a mão no ombro direito do garoto.

— Após entrar no grupo não tem volta. - Ela avisa com uma cara assustadora.

— Você deve estar o assustando, Ochaco. - Asui diz com o dedo próximo a boca.

— Hm... Certo. - Todoroki diz indiferente, olhando para a mão da garota.

— Eu nunca pensei nisso, mas seu ombro direito é bem gelado. - Uraraka diz, amaciando o local.

— Como esperado. Eu já me perguntei isso... hm, hm. - Iida diz, após isso Hagakure, que havia escutado, toca o local.

— É como um freezer! - Ela diz passando a mão pelo pescoço do garoto.

— Me sinto assediado... - Ele fala, fazendo todos ali rirem.


Notas Finais


Espero que tenham gostado do cap!
Dessa vez não teve tanto UraDeku, mas não se preocupem, eles não vão ser esquecidos, até porque são os protagonistas da fanfic.
Qualquer dúvida deixe abaixo (qualquer uma que não seja posto spoiler)

BEM, COMO SEMPRE...

🌻— Obrigada pela sua leitura!🌻


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...