História A new Love - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Dove Cameron, Harry Styles, One Direction, Originais
Personagens Dove Cameron, Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Dove Cameron, Harry Style, One Direction
Visualizações 11
Palavras 698
Terminada Não
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Prólogo " o passado ruim "


Fanfic / Fanfiction A new Love - Capítulo 1 - Prólogo " o passado ruim "

Katherine (mãe da Elisabeth) on:

6 anos atrás

- seu vagabundo- grito após da um tapa com toda a força que conseguia

- olha como essa boca está suja- dá um sorriso irônico

- VOCÊ NÃO VAI ME MANDAR PARA LONGE DA MINHA FILHA, SE VOCÊ ACHAR QUE VOU EMBORA VOCÊ ESTÁ MUITO ENGANADO, SE VOCÊ CONTINUA... 

- vai fazer o que? Me matar- começar a rir- você é muito engraçada Katherine, eu não vou fazer nada com a minha fique sabendo, eu só não quero que ela fique perto da puta que é a mãe dela.

- eu não vou deixar minha filha com você-grito- você achar que eu não sei que você é seu amigo não estão envolvidos com coisas que poder botar minha filha em perigo.

-sua filha, NOSSA FILHA!

Dou mais um tapa no rosto dele. Ele não vai ficar com a minha filha, pro mais que eu sei que ela ame ela é nunca irá fazer mau a ela, ele não vai levar ela de mim. Pro ela eu fasso tudo, até morrer pro ele.

- Katherine se você continua, eu vou revidar como da outras vezes.

- Rick eu não tenho medo de você, se você revidar... 

Antes de eu terminar ele me dá um tapa tão forte que faz eu cair no chão.

-sua vagabunda eu não queria ter machucar, mais você não dar escolhar, eu vou ficar com a Elisa você quero ou não.

Mais um tapa, outro,outro, e outro. Eu já estáva no chão toda machucada olho pro lado e vejo Elisa chorando desesperada. A quanto tempo ela está ali? Eu não queria que ela me visse assim, e ainda mais visse o pai dela fazendo isso.

Rick se abaixar e começa me enforcar, eu já estava ficando sem ar, minha visão estava ficando borrada, fecho meu olhos com forças, até escutar um barulho de vidro quebrando e a dor que estava no meu pescoço desaparecer.

Abro os olhos devagar e vejo Rick jogado no chão com a cabeça sanguando e Elisabeth a minha frente chorando, puxo ela e abraço.

- vai ficar tudo bem filha- falo sentido lágrimas no meu rosto.

- mãe por que o papai tava machucado?-falar soluçado.

- depois a mamãe replicar, agora temos que sair daqui antes que o papai acorde- falo me levantando.

Vou para o quarto pego um mochila coloco roupas, dinheiro, passagens, passaporte falso e outras coisas necessárias.

Rick sempre pediu para eu para de trabalhar, por causa do Erick me colega de trabalho,  Era por isso que a gente estava brigando agora. Era por isso que ele queria me esplusa de casa.

Mais eu sempre fiz de tudo para trabalhar, para poder arrumar dinheiro para poder ir embora com a minha ficar.

Rick e eu sempre estamos brigando pro tudo, começou desde que ele é sem amigo se envolveram com pessoas erradas.

Depois de terminar de arrumar as coisas, pego a chave do carro e minha filha, passamos correndo pela a sala e fomos e direção da garagem.

Coloco minha filha dentro do carro, e começo a dirigir, não sei para aonde vou ir mais se for para ficar bem longe do rinck está ótimo.

- mãe a gente única mais vai vê o papai né?- olho para trás e vejo que ela está seria

- papai foi um pessoa ruim, vamos para longe para ele nunca mais machucar a mamãe e mais ninguém- a última parte falei baixo.

Passaram alguns minutos com o silêncio no carro, olho para aaatras e vejo Elisa dormido, ótimo assim eu não preciso explicar como o pai dele é, ela ainda não está pronta.


[....]



Depois de resolver os papéis para eu e minha filha poder ir para a Canifonia, entramos no avião, e não tocamos nunhum palavra.



[...]


Depois de pegar o táxi para o hotel, eu resolver explicar para a Elisa como vai ser nossa vida agora

- ok Elisa vou ter explicar como vamos viver agora, seu nome não é mais Elisabeth Lewis é Alice Martins e eu não me chamo mais Katherine Lewis me chamo Ana Martins, você não tem pai, sem pai não quis te assumir, você só tem eu agora ok?

- tudo bem mãe- me olhar séria

Para um criança de 10 anos parece que ela entendeu bem, sei que agora de Elisa nunca mais vai sorri como antes.










Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...