História A New Story Of Tsukiuta - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 15
Palavras 2.163
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Festa, Harem, Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi
Outro Cap.lindo
Presença especial de:
Hajime, o Príncipe Provocativo


Ps: como não sabia o nome da irmã dele lhe chamei de Yumi.

Capítulo 11 - Concerto, Irmã e Conversa


Fanfic / Fanfiction A New Story Of Tsukiuta - Capítulo 11 - Concerto, Irmã e Conversa

Pov's Autora On

O trabalho de andarem do Colégio tinha acabado e eles tinha dado mais um concerto. Estaria programado um evento para a semana que vinha e eles se prepararam muito bem. Havia um aperto de mãos e uma sessão de autógrafos depois do concerto. Sakura também ia aparecer, ela era agora uma aprendiz de cantora. Ela ia apenas anunciar sua estreia e ia cantar uma de suas músicas com os Procellarum e os Six Gravity. Os ensaios saíram perfeitos e o tão esperado dia chegou. Havia muita gente e Sakura estava um pouco nervosa. Mas todos conseguiram acalmar ela. Ela trazia em pescoço a pelúcia que Rui lhe tinha dado no outro dia. Ela trazia como assessório de sorte.
O concerto começou com o concerto de Six Gravity, com a música "Gravitic Love". Depois de um intervalo de 10 minutos foi a vez dos Procellarum atuarem com a música "Lots of Love".
Eles atuaram perfeitamente e agora seria a vez de Sakura cantar com todos. Ela respirou fundo e entrou no palco.

Pov's Autora Off

Pov's Sakura On

Entrei no palco com coragem e me apresentei.

-Boa noite. Meu nome é Sakura e me vou estrear como artista. Eu própria compus esta canção, espero que gostem. -disse.

A música começou a dar e o palco ficou escuro. E a medida que a melodia ficava mais forte eles entravam. Começamos a cantar enquanto dançamos.

"(Aoi)
Sa yume mimashou suteki na koto
Sa yume mimashou itsumademo

(Arata)
Sa yume mimashou yume no youna
yume wo mimashou

(Koi e Kakeru)
We can dream, We can dream

(You)
Doko e kimi wa mukatte iku no
tooi mirai e hanashi kakeyou
kimi wo iru dake de itsudemo
tsuyoku irareru kara

(Sakura)
(itsumademo)

(Todos)
Sa yume mimashou suteki na koto

(Rui, Yoru e Sakura)
Sa yume mimashou itsumademo

(Todos)
Sa yume mimashou yume no youna

(Sakura e Kai)
yume wo mimashou

(Iku)
We can dream

(Shun)
Donna asu ga kuru toshitemo
egaku jounetsu kaerarenai
kimi no egao wai itsudemo
yuuki ni kawatte iku

(Sakura)
(itsudemo)

(Hajime)
Sa boku tachi ga miru yume niwa
Sa shiawase ga kakureteru

( Haru)
Sa yorokobi to egao daite
mae ni susumou

(Sakura)
Woah!!! Yeah-eah-eah-eahhh

(Rui, Kakeru, Koi, Iku e Sakura)
Woah-woah-woah-
woah-woah-woah-
Woahhhhhh!!!

(Rui)
Te wo nobashite goran
kitto koko ni iru kara
kowa garanaide
dare mo minna hitori janai

(Sakura)
WOAHHHHHHH!!!

(Kai)
Sa yume mimashou

(Sakura)
(reach for the sky)

(Iku)
Sa yume mimashou

(Sakura)
(reach for your dream)

(Hajime)
Sa yume mimashou

(Sakura)
(Let's take it to the sky)

(Yoru)
yume wo mimashou

(Sakura)
(We can do it, We can do it, We can dream!)

(Kakeru)
Sa yume mimashou suteki na koto

(Sakura)
(reach for the sky)

(Rui)
Sa yume mimashou itsumademo

(Sakura)
(reach for your dream)

(You)
Sa yume mimashou yume no youna

(Sakura)
(Let's take it to the sky)

(Koi)
yume wo mimashou

(Sakura)
(We can do it, We can do it, we can dream)

(Todos)
Sa yume mimashou suteki na koto

(Sakura)
(reach for the sky)

(Todos)
Sa yume mimashou itsumademo

(Sakura)
(reach for your dream)

(Todos)
Sa yume mimashou yume no youna

(Sakura)
(Let's take it to the sky)

(Todos)
yume wo mimashou

(Sakura)
(We can do it, we can do it)

(Todos)
We can dream (Woahh)
We can dream!!! (Woahhhhh)

(Todos)
Kokoro Hirogete"

(Dreams come true- Hey!Say! Jump!)

Todos gritaram e aplaudiram. Eu estava cansada mas nunca tirava o sorriso de meu rosto.
O concerto tinha acabado e agora era evento do aperto de mãos e da sessão de autógrafos. Uma fila enorme estava para apertar as mãos com os rapazes. Ficaram eufóricas quando o fizeram. Eu apertei a mão com algumas pessoas.
A sessão de autógrafos era numa sala a parte. Quando ia para lá passei por uma menina. Ela era um pouco mais velha que eu. Mas espera... É A MINHA IRMÃ?!!!?

-Y-yumi? -perguntei.

-Sakura. -disse me abraçando.

Os seguranças separaram ela de mim.

-Não há problema. Ela está comigo.

-Te tornaste famosa. Que sortuda. -disse.

-É. Trabalhei bastante para chegar aqui. Vens para a sessão de autógrafos?

-Sim.

-Anda. Te dou uma entrada V.I.P. -disse puxando a mão da Yumi.

Levei ela até a sala do autógrafos.

-Syunpei? -chamei meu irmão.

-Hm? -disse vindo ter comigo.

Ele ficou de boca aberta vendo Yumi.

-Y-yumi? Ce veio ao concerto? -perguntou.

-Sim. Syunpei, ce e Sakura São uns sortudos. -disse inflando as bochechas.

-É. Foi preciso muito para estarmos aqui. Passamos por coisas difíceis... E ce não teve presente em nada. -disse um pouco chateado.

-Syunpei... Porque CE está assim? -perguntou Yumi.

-Ce desistiu de Sakura. Eu fui o único que a procurei desde que ela fugiu, e agora que ela é famosa é que você se importa com ela. Odeio hipocrisia. -disse.

-Não sou hipócrita. -disse. -Eu desisti de Sakura pois sabia que ela não ia voltar.

-Mesmo assim....

-Parem com isso, por favor... -disse.

Ambos viraram costas um ao outro. Rui, You, Kakeru, Koi e Arata vieram ter conosco.

-O que se passa? -perguntou Kakeru.

Yumi se virou para trás e abraçou Kakeru forte.

-Kakeruuuu.... -disse rindo em.alto.

-Yumi... Desculpa dizer... Mas o Kakeru já está namorando.... -disse.

-Eh?? Com quem? -disse triste.

-Comigo... -disse Syunpei beijando o Kakeru.

Yumi ficou com três emoções em sua cara: irritada, enojada e triste.

-Pelo menos tenho o Koi-kun. -disse abraçando o Koi.

-Não contes com isso. -disse cruzando os braços.

-Porque? Ele também está namorando com o Syunpei? -disse triste.

-Não com o Syunpei... Mas sim comigo. -Disse.

Koi a afastou e me beijou. Ela inflou as bochechas.

-E o Arata-kun? -perguntou.

-O mesmo. -disse encolhendo os ombros.

Ela cruzou os braços e reparou que estava Rui e You la. Ela encarou Rui e You como se fosse come los.

-Nem penses nisso... São meus. -disse um pouco irritada.

-Sakura-sama... Quem é ela? -disse Rui me abraçando.

-Minha irmã. -disse.

-Se ela é sua irmã porque não veio com o Syunpei te procurar? -perguntou You.

-Desistiu de mim. -disse.

-Hidoi (que cruel). -disse Rui. -Depois de teres vindo ao evento por ela, quando estava doente, ela desistiu de você.

-É. -disse encolhendo os braços. -Quando voltares para casa, diz ao teu pai que nunca irei voltar, já que me esqueceram. Diz também que estou tendo.uma vida ótima.

-Meu pai? Nosso pai queres dizer. -disse Yumi.

-Teu pai. Ele deixou de ser meu pai quando me fez aquilo. -disse.

-Eu não quero voltar.... -disse Yumi.

-Porque? -perguntei confusa.

-O papai se tornou alcoólico e está sempre batendo em.mim e na mamãe. Ela já tentou fazer queixa, mas ele ainda fez pior. -disse.Yumi baixando a cabeça.

-Hm. -disse.

-Achas que posso ficar com você por um tempo? -perguntou.

-Não sei... Acho.melhor não...

-É não mesmo. -disse Syunpei.

-Porque? -perguntou Yumi.

-Não quero Hipócritas a dormir em nossa casa. -disse.

-Mas... Syunpei-kun... Ce sabe como era o pai dela... -disse.

-Sei... Mas mesmo assim. -disse.

-Se não fosse o Rui-sama me ajudar eu neste momento ainda estaria caída na Rua. Ela pode não ter ninguém para ajuda lá sem ser nos.

Todos encararam o Syunpei.

-Como queiram. Mas ela não vem para o nosso quarto. Estou muito bem sozinho com o Kakeru.

-Sabemos disso. -dissemos em uníssono. -Nos ouvimos os barulhos.

Ele corou que nem tomates e nos começamos a rir.

-Que barulhos? -perguntou Yumi.

-Barulhos deliciosos. -disse Kakeru sorrindo de lado pra Syunpei.

Syunpei tapou a cara.

-Já chega... Vou tapar a boca da próxima vez.

-Hm. Então está noite vou verificar. -disse rindo.

-Ah. Vá se ferrar Sakura... Eu também ouço seus barulhos. Na semana passada foi o que mais ouvi.

Eu corei.

-M-mentira... Nos raramente fazemos no quarto...

-Foi por isso que a Matsuri entrou no quarto má hora errada.

-I-isso foi uma vez sem exemplo... -disse gaguejando.

-Hm um. -disse.

-Vá se ferrar Syunpei.... -disse.

-Não estou entendendo a conversa. -disse Yumi.

-Esqueça. São coisas nossas. -disse olhando para o lado.

-Você estava fazendo com quem quando a Matsuri entrou? -perguntou You.

-Com o Koi. -disse inflando as bochechas.

-Pera... Você estão a falar de... -Yumi disse e corou que nem tomate quando entendeu. -C-C-c-como assim??? V-v-vocês estão s-s-sempre fazendo??

-Quando queremos. Porque? -perguntei.

-Isso não é normal. Isso já é vício. -disse Yumi.

-Não é não. Você quando tem um doce em sua frente, você come ou Guarda para depois?-perguntou You a Yumi.

-Como.

-Então ce já percebeu né? -disse colocando o braço a minha volta. -Não conseguimos ficar quietos a olhar para um doce tão gostoso sem come lo.

Eu corei e baixei a cabeça envergonhada.

-Viciados... -disse Yumi.

-Bonequinha? Você cantou muito bem. -disse Shun entrando na sala com Hajime.

-Obrigado Shun-kun. -disse sorrindo.

-Quem é ela? -perguntou Hajime.

-Minha irmã. -disse.

-H-h-h-Hajime.... -disse dando pulinhos.

-Nem penses... -disse.

-O que? Também é teu? -perguntou Yumi.

-"Sim" - pensei. -Não, mas não pode ser teu. -disse cruzando os braços.

Todos me encaram e soltaram um "Aww" bem grande. Eu corei.

-NAO ESTOU COM CIUMES.... PAREM DE TIRAR CONCLUSOES. -disse.

-Você ama todo o mundo Sakura. CE parece uma---

-Ce tenha atenção no que diz. -disse Hajime olhando Yumi mal.

Ela engoliu seco e se calou. Ele veio ter comigo e me disse algo ao ouvido.

-"Falamos depois sobre nosso relacionamento. Né gatinha." -disse ao ouvido.

Eu corei e Acenei com a cabeça.

-O que ele disse? -perguntou Yumi.

-N-nada... -disse encarando o chão.

Depois de estar tudo arrumado fomos para casa e Yumi veio conosco. Ela ficou falando com eles e Hajime me chamou la para cima. Eu engoli seco e fui ter com ele.

-Sim? -perguntei.

Ele me puxa para dentro do quarto e tranca a porta.

-Então... Não posso ser da tua irmã? -disse sorrindo de lado.

-N-não. 

-Mas é se eu quiser. -disse tentando me provocar.

-Faça o que quiser. -disse um pouco chateada.

-Ce tem a certeza? -perguntou.

-Sim, a vida e sua.

-Ainda bem que você concorda.

Dito isto ele me bota na cama me prendendo os braços e me beijando. Eu corei. Depois de um longo beijo ele começa a me despir devagar.

-Ce não me vai impedir de fazer isto?- perguntou me provocando.

-Se você sabe que eu quero porque está dizendo isso?

-Só confirmando. -disse sorrindo malicioso.

Ele continuou tirando minha roupa me deixando apenas de roupa de baixo.

-Que sexy. -disse sorrindo malicioso.

Corei e virei a cara. Ele começou me beijando a barriga e começou subindo até meu peito onde deu vários chupões, deixando marcas. Ele tirou meu sutiã e começou a chupar meu seio direito. Eu tentava conter os gemidos.

-Não se contenha. Adoro sua voz. Gema para mim.

Eu continue evitando gemer. Ele começou mexendo em minha intimidade e removeu minha calcinha enfiando dois dedo em.minha intimidade fazendo movimentos de tesoura.

-Que apertadinha. -disse rindo.

Depois de um tempo fazendo aquilo ele se despe ficando nu. Estava envergonhada demais para abrir os.olhos.

-Abra os olhos e veja o que você me fez. -disse.

Eu abri meus olhos e seu membro estava ereto. Ele era enorme. Não acreditava que ele irá colocar aquilo dentro de mim. Ele sorriu de lado e colocou uma camisinha. Sem ao menos esperar ele enfiou seu membro dentro de minha intimidade e começou a fazer movimentos de vai e vem. Eu contive, meus gemidos mas cheguei a deixar escapar alguns. Ele acelerou e aumentou a força. Eu me agarrei a ele com força e mordia meu lábio inferior para tentar conter os gemidos.

-Deixe seus gemidos escaparem. -Disse em meu ouvido.

Eu gemi baixinho em seu ouvido e ele aumento ainda mais a força. Coloquei minhas perna a volta de sua cintura e ele me apertou contra seu peito. Eu estava cansada e ofegante e ele também, mas isso não.o fez parar, pelo contrario, ele aumentou a velocidade.
Mais cinco estocadas e ele gozou. Ele retirou seu membro de mim e retirou a camisinha colocando a no.lixo.
Minha respiração estava ofegante é mal me consegui mover. Ele lambeu meu pescoço e mordeu forte deixando marca. Eu gemi de dor e ele sorriu e me beijou.
Nesse momento alguém tenta abrir a porta.

-Sakura? -perguntou Yumi.

-Aff... Tem de haver sempre alguém para interromper os melhores momentos.

Ele ia se levantar mas eu peguei no braço dele e o puxei. Ele sorriu de lado e me beijou se deitando a meu lado. Acabei por adormecer com ele acariciando meu cabelo.
Acordei umas horas depois. Já estava vestida e Hajime não estava no quarto. Me levantei e fui a sua procura. Não havia ninguém em casa, pelo menos, não que eu saiba. Encontrei um bilhete na porta dizendo:

"Fomos chamados pela agência para fazer um trabalho urgente. Syunpei veio conosco mas Yumi ficou aí em casa. Voltamos a noite.
                      Assinado: Hajime"

Fui ver da Yumi mas não.a encontrei então fiquei vendo TV ate eles chegarem.
Todos me encararam. Acho que Hajime tinha contado nossa "conversa" para eles. Yumi desce para comer e jantamos todos juntos.


Notas Finais


Espero que tenham gostado
Até amanhã lindas... ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...