História A new world for Amanda: The beginning to fame. - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Evan Peters, James McAvoy, Michael Fassbender
Personagens Evan Peters, James McAvoy, Michael Fassbender, Personagens Originais
Exibições 19
Palavras 877
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura!!

Capítulo 17 - Capítulo 17


Fanfic / Fanfiction A new world for Amanda: The beginning to fame. - Capítulo 17 - Capítulo 17


                  Amanda Freitag 


Estava calor na boate, e minha cabeça já estava doendo. Já faziam umas boas duas horas que estávamos ali. 

 - Alguém viu o James? – Mike perguntou ao chegar perto do bar.

 - Tava se pegando com uma mina lá no segundo andar. – respondeu Rafael.

 - Melhor não ir atrás então. – Ele riu e se sentou meu lado. 

 - Alguém viu o Evan? – perguntei. 

 - Não. – responderam juntos. 

 Eu ri daquilo, era egoísmo demais querer os dois?

 - Fiquei sabendo que vocês vão fazer pra romântico? – disse Rafael.

 - Vai ter que me ver beijando ele no telão. Me inveje, eu deixo. – eu ri e olhei pra ele que acabou fazendo uma careta. Enquanto eu sempre fui louca pelo James, 

Rafael sempre foi louco pelo Michael. Ironia? Não sei. 

 - Te odeio. – Rafael disse a pediu mais uma coca-cola. 

 - Pensei que ia ficar com ciúmes dela. - Mike bebericou seu whisky. 

 - Ainda não o conheceu o suficiente então. – eu ri – Você é o verdadeiro amor da vida dele. 

 - Mand, fica quieta. – pediu Rafael.

 - E o seu? – Mike perguntou.

 - O meu o que? – perguntei confusa. 

 - James. - disse Rafael. 

 - Onde? – perguntei. 

 - Ele perguntou quem era o amor da sua vida. – disse Rafael.

 - O amor da minha vida é o Benjamim, seu ridículo. 

 - Antes era o James. – rebateu ele. 

 - Cala a boca Rafael.

 - Quem é Benjamim? – Mike perguntou.

 - Meu irmão. Não te falei dele? 

 - Você não falou muito de você. 

 - Não tenho muito o que falar.

 - A não ser da parte negra da vida dela. – Disse Rafael. 

 O olhei seria. 

 - Parte negra? – perguntou Mike. 

 - Posso te contar, dessa nem o Evan sabe.

 - Conheceu ele ontem, não vai atrás do que ele diz. – sorri fraco. 

 - De alguma maneira vou ter que saber um pouco mais de você. – Respondeu Mike.

 Suspirei. Por que eles simplesmente não poderiam ficar brigando dia e noite ao invés de conversarem e interagirem? Talvez fosse mais fácil pra mim.

 - Mand, meu amorzao. – Evan apareceu do nada me abraçando - Eu te amo! – me deu um beijo melado. 

 - Você tá fedendo a álcool. – eu ri dele enquanto tentava me livrar do abraço.

 - To indo pra casa com a Rosane. Roxane. – ele pareceu um pouco confuso - Com a Ro. – Ele sorriu abobalhadamente. 

 - Usa camisinha. E me dá as chaves do carro! – disse um pouco mais autoritária.

 - Como vou pra casa assim? – ele fez beiço. 

 - Táxi, conhece? – estendi minha mão para ele depositar as chaves nela. 

Após um longo protesto ele colocou as chaves ali e saiu, sumindo na multidão. 

 - Vocês dois não precisam ficarem aqui de babá. Podem ir se divertir.

 - Minha diversão se resume com uma câmera em mãos. E você junto, sabe disso. – disse Rafael. 

 - Na próxima vez que você repetir isso, quebro seu nariz de novo. 

 - De novo? – Mike perguntou. 

 - É, acho que essa história ele vai adorar contar pra você. – peguei minhas coisas do bar e saí de lá. 

 Levei um bom tempo para conseguir sair daquela boate, tinha ido lá apenas pelo Evan e estava ficando com fome.

 Ao sair da boate me arrependi na mesma hora, havia um grupo e homens do outro lado da rua. Eles me olhavam como se fossem me comer viva, senti um arrepio percorrer minha espinha.

 - Amanda. – escutei a voz de Michel, agradeci mentalmente por isso. Olhei para trás e vi ele e Rafael se aproximando.

 - Podemos sair daqui? – sugeri e eles assentiram. 

 - Onde vamos? – Mike perguntou. 

 - Comer. Você pode dirigir? – perguntei. 

- Ele bebeu. – Rafael disse. 

 - Não bebi muito. – Ele respondeu um pouco ríspido. 

 - Esqueci disso. Vamos de táxi, onde podemos comer? – perguntei. 

 - Posso dirigir.

 - Tenho problemas com carro ainda. – suspirei – Temos. – me corrigi. 

 Era verdade, por isso sempre preferia ir andando para os lugares. O que eu pudesse evitar de entrar em carros, evitava. 

 - Por causa da sua irmã? 

 - Também. – suspirei – Podemos falar disso outra hora?

 - Você sempre troca de assunto. Você nunca me conta as coisas Amanda, eu tento entender você. Tendo aceitar você com tudo isso que acaba vindo junto – ele olhou para o Rafael enquanto parava de andar, parei e fiquei à sua frente -, mas você não me deixa te conhecer. – Ele suspirou. 

 Pensei em falar algo, mas apenas pensei. Quando abri minha boca para começar a falar ele voltou a falar.

 - Se eu não conheço o seu passado e o seu presente eu não tenho como saber o que esperar de você em um futuro. Eu quero algo concreto, Amada, mas não sei se isso vai acontecer desde jeito. – Ele terminou de falar e voltou a andar, só que dessa vez na direção contrária. 

 - Michael! – o chamei, mesmo sem saber o que dizer direito eu precisava fazer ele ficar. 

 - Nos vemos amanhã. – foi tudo o que ele disse. Michael nem mesmo virou para trás.

 - Da um tempo pra ele. – Rafael disse após um tempo que mais pareceu uma eternidade. 

 - Vêm, vamos pra casa. Pedimos alguma coisa pra comer lá. Vocês conversam mais tarde. – continuou ele.

 Apenas assenti e retomamos a caminhada. 


Notas Finais


Não esqueçam de comentar o que estão achando.. críticas construtivas sempre são bem vindas!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...