História A noite veste rosa - Capítulo 48


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Naruto, Revelaçoes, Romance, Sexo
Visualizações 67
Palavras 1.253
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Festa, Harem, Hentai, Mistério
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá, tudo bem? meu amores aqui está mais um capítulo para vocês, o ganhador foi um especial NaruHina, espero que gostem

Um beijo...

Capítulo 48 - Especial: NaruHina


Fanfic / Fanfiction A noite veste rosa - Capítulo 48 - Especial: NaruHina

Naruto

 

 

 

Meu dia está bem agitado, quando descobrir que a Hinata estava gravida fiquei muito feliz, também fiquei sabendo que a Sakura-chan está gravida também, parece que eu e o Teme vamos ser país juntos.

 

Eu me aproximei muito da Hinata ultimamente, digamos que eu corneava a menina de mais, mas, depois que eu parei comecei a perceber a incrível mulher que ela é, antes não me dá muito bem com a Hinata pelo seu jeito, mas até que ela melhorou muito, decidir que vou contar aos meus pais que eles vão ser avós e também quero pedir a Hina em casamento, eu uma vez ainda brinquei com o Teme e disse que a gente podia se casa junto, uma casamento duplo, mas ele me cortou e disse que nem fudendo ele se casaria no mesmo dia que eu, bem eu parei e pensei que se o casamento fosse no mesmo dia não teria como ele ser meu padrinho, então desistir da ideia, nesse momento estou com Hinata no carro indo para a casa dos meus pais conta todas as novidades, e pretendo pedir ela em casamento na hora do janta.

 

Assim que chegamos minha mãe e meu pai, vem nos receber na porta, Hinata os abraça e fala com minha mãe enquanto eu tiro as coisas, meu pai vem me ajudar, falo com ele

 

-E ai pai, como vai as coisas por aqui?

 

-Estão ótimas filho, ainda bem que veio nos ver, sua mãe já estava reclamando do tempo que você leva para vim vela

 

-Olá Minato- diz Hina- tudo bem

 

-Tudo sim, e vocês

 

-Estamos bem e cheios de novidades- Hinata fala e minha mãe chega, vou para abraça-la mas, ela me dá um tapa na cabeça e depois me abraça

 

-Isso é pra você aprender e não ficar muito tempo sem vim ver sua mãe

 

-Eu sei mãe, desculpe

 

-Tudo bem, então quais são as novidades?

 

-Vamos entrar e eu conto tudo

 

Minha mãe e Hinata vão na frente eu fico pra trás com meu pai, levo as malas para o quarto e quando desço, todos estavam na mesa, o janta iria ser servido

 

-Então porque só chegaram agora? – pergunta minha mãe

 

-Eu estava resolvendo umas coisa

 

-Entendi- minha mãe põem a mesa, meus olhos brilham estava com saudade da comida da minha mãe, a da Hina é melhor, mas comida de mãe é comida de mãe

 

-Então quais são as novidades- pergunta meu pai

 

-Bem eu... nós temos duas novidades para vocês dois- digo

 

-Duas? – pergunta Hina

 

-Uma para você e duas para eles- falo

 

-Então diga Naruto, qual é a novidade- fala minha mãe, eu me levanto e me ajoelho em frente a Hinata, ela arregala os olho e minha mãe também, meu pai apenas dá um sorrisinho

 

-Hinata, você me daria a Honra de se casar comigo

 

-SIM- ela responde, minha mãe sorrir

 

-Tomou jeito menino, estou muito feliz por vocês- ela pega a taça e bebe um gole de suco

 

-E a outra novidade? – pergunta meu pai

 

-Deixe que eu falo amo- fala Hina, eu apenas confirmo com a cabeça, ela se levanta põem a mão na barriga e diz- estou gravida-  quando ela diz isso, minha mãe se engasga, ela começa a tossi desesperadamente, meu olha para mim e me parabeniza, minha mãe ainda tossia, quando ela para ela me encara e diz

 

-NARUTO, COMO VOCÊ OUSA ME ASSUSTA DESSE JEITO- ela me encara, eu apenas sorrir e disse

 

-Parabéns vovó, a família está crescendo, espero que tenha gostado das notícias- falo

 

-Eu gostei só me pegou desprevenida

 

Depois disso o resto da noite foi tranquila conversei com meu pai sobre algumas coisas, falei da formatura que já está para chega e todos fomos deitar

 

Assim que eu e Hina entramos no quarto começo a beija o seu pescoço e digo

 

-Ainda bem que eles gostaram da notícia- continuo os beijos, ela arfa e responde

 

-Você tinha dúvidas- se vira para mim, fico olho a olho com aquelas lindas perolas, fico encantado e respondo

 

-Nenhuma- a beijo desesperadamente ela me retribua no mesmo fervor, da sua linda boca carnuda desço para o seu pescoço, ela entrelaça as pernas ao meu redor e eu continuo a beija-la, com uma das mãos a sustento no ar com a outra retiro a roupa que ela usava, assim que joga aquele lindo vertido para algum lugar do quarto a imprenso na parede, com a mão disponível vou até o feche do seu sutiã e o abro, quando o abro vejo os seus lindos seios, eles são tão grandes que eu me esbaldo brincando com eles, desço os beijos até ele, abocanho o direto e massageio os esquerdo, ela geme no meu ouvido, quando me satisfaço com o direito começo a chupa o outro, pego a mão livre e vou até a sua calcinha, a arrasto um pouco e começo a massageá-la, ela chega no meu ouvido e fala

 

-Por favor

 

-Por favor o que?

 

-Você sabe- ela diz ofegante

 

-Mas quero ouvir você pedir

 

-Me fode, me torne sua, faça amor, sexo, tanto faz, mais mete logo essa porra- fala já delirando, para os movimentos lá em baixo e arranco de vez a sua calcinha, sem da tempo pra ela abaixo minha calça e enfio de uma vez só, ela geme, depois de um tempo ela acaba gozando, a levo para cama, a deito e continuo com as investidas, eu estava quase lá, ela praticamente grita, puxava meu cabelos loucamente, assim que chego ao ápice me retiro de dentro dela e me deito ao seu lado, fico brincando com os seus fios de cabelos e digo

 

-Que tal um banho- ela dá um sorrisinho e confirma, a carrego até o banheiro assim que chego lá pergunto no seu ouvido- banheiro ou chuveiro?

 

-Banheira- fala sensualmente no meu ouvido dá uma mordida no glóbulo da minha orelha e meu amiguinho já estava acordado de novo, a levo até a banheira, fico esperando que encha, me sento na beirada da banheiro enquanto espero, ela começa a beija o meu pescoço, vai descendo até a minha barriga dá um beijinho lá e desce, assim que ela chega no meu amiguinho me olha, eu sorriu e ela o segura, com aquela boquinha pequena o abocanha, ela não consegue o engoli por inteiro, então com a parte que sobra ela pega as mão e me estimula, depois que ela para o boquete a olho indignado, ela sorrir e fez uma coisa nova com aqueles lindos e gigantescos seios fez uma maravilhosa espanhola, ela  subia e descia e para me leva a loucura de vez pego a cabecinha do meu pau e começou a chuva, quando eu gozei a lambuzei todas, ela lambi os sábios e vem até mim, mas invés de me beija passa direto até a banheira desliga a torneira que já avia enchido, ela entra dentro da banheira e me chama, só de vela lá já me animo, entro dentro d banheira, assim que me ajeito ela vem até mim, se posiciona e senta, começa a cavalgar, eu seguro em seu quadril e a ajudo, ela subia e descia, seus seios pulavam, quando estava quase chegando ao ápice novamente a carrego molhada mesmo a ponho no chão, me retiro dela mas só para vira-la a pondo de quatro, a penetro novamente com mais força, gozamos juntos, exaustos nos enxugamos e deitamos novamente, quando seus olhinho já estavam quase fechando digo para ela

 

-Eu te amo- ela sorrir e me responde

 

-Eu também


Notas Finais


Então o que acharam, próximo capitulo vai ser normal, mas se vocês quiserem mais especiais é só me falar, comentem e até o próximo

UM BEIJO...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...