História A noiva do meu melhor amigo - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Dylan O'Brien, Justin Bieber, Katherine McNamara
Personagens Dylan O'Brien, Justin Bieber, Katherine McNamara
Exibições 171
Palavras 1.396
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OI, GENTE! Estou tão feliz, finalmente férias. Socorro! E vocês estão bem? Já começaram as férias?
EU FUI SUPER BEM NA MINHA PROVA DE MATEMÁTICA, OLHA QUE ÓTIMO!
Hoje não vou enrolar muito, okay? Muito obrigada por todos os comentários do capítulo anterior, fico feliz em ver as opiniões de T-O-D-O-S. Isso tudo é muito importante para mim ❤
→ Lara Lopez é interpretada Amber Heard.
→ Plágio é crime!
Boa leitura!

Capítulo 7 - Justin, eu sou uma pessoa ruim?


Fanfic / Fanfiction A noiva do meu melhor amigo - Capítulo 7 - Justin, eu sou uma pessoa ruim?

A noiva do meu melhor amigo.

Quinta-feira, 18 de Agosto de 2016. - 12:28AM.

"Justin, eu sou uma pessoa ruim?" - Narração na 3ª pessoa.

 

Isabelle se move ritmicamente à medida que a música tocava, sendo acompanhada pela a loira ao seu lado, que estava bêbada como a ruiva.

Por serem muito bonitas e ótimas dançarinas, as duas já haviam atraído diversos olhares maliciosos, mas elas não se importavam. Apenas continuavam a dançar como se a noite fosse uma criança.

Isabelle ainda estava com raiva dos últimos acontecimentos, e provavelmente estava agindo daquela forma por infantilidade de sua parte. A garota sabia que ficar bêbada não era a melhor solução, mas ela estava adorando aquela sensação de animação por conta do álcool.

— Você quer mais alguma coisa, Lara? — a ruiva grita com a voz embriagada por conta do álcool.

— Não, obrigada. — Lara responde rindo.

— Já volto. — Isabelle falou dando as costas a amiga, caminhando com certa de dificuldade até o bar.

— O que você quer, gatinha? — o barman pergunta com um sorriso malicioso desenhado nos lábios.

— Uma dose de tequila, por favor. — pede fitando o rapaz a sua frente.

A ruiva se vira para olhar as pessoas a sua volta que dançavam na pista de dança, enquanto espera por sua bebida.

E do outro lado da balada, lá estava ele, dançando com as mãos na cintura de uma garota que não conhecia, mas que também não faria questão de conhecer.

— Vou pegar algo para beber, já volto. — o loiro fala no ouvido da morena que estava dançando com ele.

Justin nem espera que ela responde e some de sua vista, indo em direção do bar, mas no meio do caminho acaba se esbarrando numa figura loira que estava dançando sensualmente.

— Olhe para onde anda! — ela diz irritada, mas ao olhar para o rapaz seu semblante muda — Oh, meu Deus! Justin é você! — fala com um sorriso alegre que ele retribui da mesma forma.

— Lara! Quanto tempo, nossa! — diz abraçando a loira com certa dificuldade por conta das pessoas a sua volta.

— Pois é. — Lara fala desapontada colocada uma mecha loira de seu cabelo atrás da orelha.

— Está sozinha? — ele perguntou gritando um pouco no ouvido da garota que se arrepia com sua voz rouca.

— Estou com Isabelle. — Lara responde, fazendo com que Justin se assuste.

— Isabelle está aqui? — pergunta assustado.

— Sim, ela foi pegar algo para beber. — respondeu revirando os olhos com o interesse de Justin na amiga.

Lara sempre teve uma queda por Justin, mas ele nunca retribuiu por gostar da ruiva. O que deixava ela com certa inveja da amiga.

— Ela não pode beber, Lara. — diz travando o maxilar — Isabelle está grávida.

— Oh meu Deus, eu não sabia! Isabelle não me disse nada. — diz surpresa já que a amiga não havia falado nada sobre sua "gravidez".

— Vou atrás dela. — ele diz deixando Lara para trás que tenta o seguir mesmo com dificuldades por estar um tanto bêbada.

— Outra dose, por favor! — a ruiva pede ao colocar o copo de bebida vazio sobre o balcão.

— Você não vai beber mais nada, Isabelle. — Justin diz pegando em seu braço, fazendo com que ela se assustasse.

— Me solta, Justin! — ela pediu manhosa tentando se soltar.

— Você só pode ser louca, não é? — ele pergunta irritado e Isabelle dá risada.

— Deixe de ser chato! — ela fala revirando os olhos — Nós três poderíamos beber. — propõe batendo palmas animada.

— Você está bêbada, puta merda! — Justin diz fazendo uma careta ao sentir o hálito de Isabelle.

— E daí? — ela perguntou inocentemente arrancando uma risada da amiga Lara.

— Melhor levá-la para casa. — Lara sugere.

— Verdade. — Justin concorda com a loira — Eu vou pagar a conta dela, e farei isso. — diz olhando para Lara.

— Eu pago, pode ir. — ela diz sorrindo.

— Obrigada. — Bieber agradece a loura que sorri ainda mais — Você vai ficar bem?

— Vou sim, pegarei um táxi.

— Eu não quero ir para casa. — Isabelle diz manhosa.

— Mas você vai! — Justin fala olhando para ela com semblante irritado.

— Até mais, Justin. — Lara diz depositando um beijo na bochecha do loiro.

— Até. — ele se despediu indo em direção da saída da balada.

— Tchau, amiga. — Isabelle diz olhando para trás acenando para Lara que retribui

Justin caminha puxando a ruiva pelo braço, que anda com certa dificuldade para fora do local.

— O que deu em você, garota? — questiona olhando para ela que parece viajar em seus pensamentos.

— Nada. — respondeu simples.

— Nada? Você é uma louca, sabia? — pergunta andando até onde seu carro está estacionado.

— E você gosta. — fala rindo convencida do que acaba de dizer.

— Cala a boca, Isabelle! — pede para ela que apenas ri.

— Eu senti um clima lá dentro? — ela questiona com um sorriso divertido nos lábios.

— Não! — responde seco — Entra no carro, por favor. — ele pediu abrindo a porta.

— E se eu não quiser? — pergunta colocando suas mãos no rosto de Bieber que fecha os olhos aproveitando aquele toque.

— Eu te enfio nesse carro a força, então. — fala a sentando no banco do passageiro e fechando a porta.

— Você é tão chato! — diz gargalhando — Ainda bem que terminei com você.

— Digo o mesmo. — concorda depois de colocar o cinto, ligando o carro em seguida.

Os dois acabam ficando em silêncio por um tempo mas a garota acaba interrompendo.

— Justin, eu sou uma pessoa ruim? — pergunta com a voz embargada pela vontade de chorar.

— Por que está me perguntando isso? — questiona a olhando de soslaio e voltando sua atenção para rua.

— Nada, esquece. — respondeu encolhendo-se no banco do carro.

— Vocês estava bebendo porque?

— Me deu vontade. — responde simples.

— Você não pode fazer isso, Isabelle! — fala a repreendendo — Você está grávida. — diz prestando atenção no caminho para a casa da ruiva.

— Eu sei. — é a única coisa que ela consegue responder.

— Seus pais estão em casa? — o loiro questiona parando no sinal vermelho.

— Eu não vou fazer nada com você, Justin. — diz gargalhando bêbada.

— E quem disse que eu quero? — pergunta ironicamente, desmanchando o sorriso de Isabelle — Só estou querendo saber pois eles não gostariam de te ver chegando bêbada comigo.

— Não estou bêbada. — murmura o olhando irritada.

— É claro que está.

— Não estou! — diz inconformada.

— Okay. — ele fala preferindo não ficar discordando dela para se irritar mais ainda.

— Meus pais saíram. — a ruiva fala quebrando novamente o silêncio que havia se instalado no carro.

— Ótimo! — ele fala ao estacionar o carro na frente da casa dela.

Os dois saem do automóvel e caminham em direção da porta. Isabelle acaba se atrapalhando e tropeçando, fazendo com que Justin a segurou pela cintura para não cair.

— Me dê isso! — ele pede a chave para ela que mal consegue abrir a porta.

A ruiva apenas obedece e eles entram na casa.

— Já pode ir se quiser. — ela sugere sentando-se no sofá para tirar os saltos.

— Você vai ficar bem? — pergunta preocupado.

— Não é porque estou bêbada que irei colocar fogo na casa, Justin. — responde rindo, arrancando um sorriso sem querer do loiro.

— Você é tão idiota. — fala balançando a cabeça negativamente.

— Eu sei. — concorda rindo — Acho que vou me deitar. — diz se levantando e tropeçando com si mesma, caindo em seguida sobre o tapete felpudo da sala que acaba fazendo com que Justin dê risada do quanto ela está bêbada.

— Garota você não pode mais beber. — fala a ajudando a se levantar.

— Verdade. — concordou rindo.

— Já que você vai ficar bem eu vou embora. — falou fitando a ruiva.

— Okay — é a única coisa que ela consegue dizer pois fica nervosa com tanta aproximação.

Ela sente um frio percorrer sua espinha, e por um momento sente vontade de aproveitar aquele momento para beijá-lo.

— Tchau. — ele se despede sentindo a respiração quente dela bater contra seu rosto, o deixando nervoso.

— Tchau, Justin. — responde acordando de seu transe sobre os lábios dele e se afastando rapidamente.

— Se cuida. — o loiro diz indo até a porta para ir embora.

E por um momento Isabelle teve uma ideia, mesmo sabendo que se arrependeria depois, ela o chama.

— Justin? — chama fazendo com que ele se vire e olhe para ela — Será que você poderia ficar mais um pouco, uh?

Mesmo sabendo que não deveria aceitar ficar mais um pouco, ele respira fundo e responde.

— Acho que sim. — diz fazendo com que um sorriso brote nos lábios de Isabelle.

Os dois sabiam que não deveriam fazer aquilo, mas não faria mal algum ele ficar mais um pouco, certo? Ou será que faria?


Notas Finais


NÃO FOI DESSA VEZ QUE TEVE BEIJO, SERÁ QUE NO PRÓXIMO TEM?
Betado pela linda Danger (Valerie Edits/York Designs).
Eu realmente espero que tenham gostado desse capítulo, mesmo estando com diálogos excessivos.
Tentarei postar antes do dia 22/12 que é o aniversário da tia Ali aqui, mas não sei se vai dar.
Obrigada por todos os comentários e favoritos, isso me deixa muito feliz.
Favoritem, comentem e divulguem! Não se esqueça de adicionar a história em sua biblioteca para não perder as atualizações.
Opiniões e críticas construtivas são totalmente bem-vindas, então não tenham medo de se expressarem. Fala o que está achando para tia Ali ficar feliz da vida ❤ (Ainda vou responder os comentários do capítulo anterior.)
Vejo vocês em breve, okay? Não vou demorar tanto.
Beijão. (Caso alguém queira falar comigo é só fazer o pedido de amizade.)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...