História A Nossa História - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Bromance, Cute, Fofo, Gay, Romance
Exibições 13
Palavras 513
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Ficção, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Desculpem pela demora!!
Boa leitura!

Capítulo 4 - Tentando bolar um plano


Realmente preciso conversar com Dylan. O cara me conhece até por mensagem.
Preciso de desabafar e pensar em uma estratégia melhor para conseguir ver Arthur. E não sei bem se Shelly continua comigo.
Abro a porta quando ouço a campainha tocar.
-Quem é? - Minha mãe pergunta da cozinha.
-Dylan.- Respondo abrindo a porta.- Oi, cara.-Aperto a mão dele com o nosso toque e depois nos abraçamos.
-Ei.- Ele responde, ainda do lado de fora.- Posso entrar?- Ele pergunta dando um sorriso com o canto da boca.
-Não. Fique ai fora.- Brinco com ele e ele ri.- Claro que pode.
Ele entra e meus pais aparecem na sala de estar. Mãe bebe uma vitamina verde (não me pergunte o que é pois eu não sei) e dá para o meu pai. Ele olha para o copo com um certo nojo.
-Oi, Dylan.- Minha mãe o cumprimenta.- Espero que não aconteça nenhum tipo de briga.-Ela sorri.
-Oi, senhora Lewis.-Ele olha para mim, querendo explicações.-Fique tranquila,  não haverá brigas. 
-Vamos subir. Preciso conversar hoje com ele.-Volto-me para Dylan.-Vamos?
Subimos para o meu quarto e Dylan fica em pé,  ao lado da minha cama.
-Meu Deus, Dylan! Pode sentar.-Aviso.
-É que eu fico sem graça.-Ele desvia o olhar para baixo.-Mas qual foi o motivo?
-Shelly estava impaciente. Eu meio que fiz ela ficar mais estressada.
-Apenas isso?-Dylan senta-se na cama.- Você é mestre em fazer coisas erradas.- Ele ri.
-Não.-Faço uma careta.- Ela disse que me mandaria pra merda porque não sou da família. Ai eu disse para ela parar de ser mimada, egoísta e imatura. Ela virou o cão. Ela continua a conversar com David. -Passo a mão na cabeça e deito-me na cama.-E foi arrumar a casa?-Pergunto para ele.
-Bem...-Ele disse.-Eu tenho que fazer isso ainda. Meus pais vão chegar com meu tio.-Ele olha para seu relógio.-Tenho que ir.-Ele levanta-se.-No seu caso, dê um tempo para ela. Ela precisa se acalmar. Fale com ela, vá à casa dela e leva algo que ela gosta, passeia com ela.-Dylan aconselha.- Não brigue mais por causa de outras pessoas e tente manter a calma enquanto estiverem nervosos ou estressados com alguma coisa.
-Beleza. Vou fazer isso.-Eu levanto da cama.
Descemos e meus pais estavam lendo revistas.
-Tchau, senhor e senhora Lewis.-Dylan se despede. Ele anda em direção à porta e abre.-Até mais, Johnny.
-Tchau,  Dylan!-Minha mãe diz.
-Até. -Meu pai vira em direção da porta e Dylan acena com a mão.
-Dy-Eu o chamo.-, muito obrigado mesmo. Você é um ótimo amigo. -Dylan sorri timidamente.
-Você também.- Ele olha para mim nos olhos.- É o meu jeito, eu acho. Só não vale se apaixonar.- Ele dá uma risada e eu também.-Preciso ir...
Ele aproxima-se de mim e damos um aperto de mão.
-Preciso ir. Minha avó deve estar preocupada. Tenho que arrumar a mala e...a casa.-Dylan diz afastando-me.
-Até mais!-Eu digo.
Eu espero Dylan sair do meu campo de visão para eu entrar em casa.
-Não o afaste.-Meu pai fala, subindo as escadas.-Ele é um amigo verdadeiro. Isso é precioso.
Sim, ele é muito precioso para mim.


Notas Finais


Comentem se acharam bom, ou não, ou se tem algum erro gramatical.
Abraços!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...