História A NOSSA LIGAÇÃO - wincest - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Bobby Singer, Castiel, Charlene "Charlie" Bradbury, Crowley, Dean Winchester, Jo Harvelle, Lúcifer, Personagens Originais, Ruby, Sam Winchester
Tags Destiel, Supernatural, Wincest
Visualizações 95
Palavras 911
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Lemon, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi...Não me matem, calma. Eu vou explicar a minha demora em algumas palavras: férias, doença, trabalhos nas férias, e muito doença. Realmente eu estive muito mal no meu estado de saúde, e ainda fui fazer trabalhos. Mas sem enrolamento, vamos ao tão esperado encontro...
Boa leitura

Capítulo 13 - O GRANDE DIA


Fanfic / Fanfiction A NOSSA LIGAÇÃO - wincest - Capítulo 13 - O GRANDE DIA

Sam 

*no dia seguinte*

Nervosismo, esse sentimento horrível, quero me controlar, mas parece impossível. Minha mãos tremem, estou soando, mas pálido do que nunca e minha barriga parece que abriga milhares de borboletas. 

E esse nervosismo todo tem um nome, meu irmão mais velho caçador ou simplesmente...Dean. Não sei o porque do eu está nervoso, mais estou. Esse sentimento baixou em mim e não quer sair.

Uma frase, palavras, letras...sentimentos, e essa frase de repente se transformou em uma tatuagem em minha mente, e nessa mesma mente a frase ecoa como um grito em uma sala vazia.

E essa simples frase, que ecoa, me corroem por dentro e me faz fica mais nervoso e amedrontado do que quando eu vejo um palhaço, é a frase: é hoje.

Certamente estou virando uma mocinha desesperada, só pelo o fato de eu ter passado mais de uma hora procurando uma roupa, uma única roupa, uma simples roupa, mas que demorou mais  UMA HORA pra eu encontrar vestir e me sentir satisfeito.

Me olho no espelho pela...Bom perdi a conta, eu não pareço uma menina?. Olhando meu reflexo, arrumo procurando o melhor lugar pra colocar os fios, mas parece que nunca irei encontrar esse lugar. Arrumo a gola da minha camiseta. ( estou vestido com um calça jeans azul, uma blusa cinza e um sapato que achei em minhas coisas). Até que a roupa ficou bem em mim, e me sinto mais bonito.

O que é raro eu me achar bonito, minha alto estima caiu demais, desde daquele maldito dia do telefonema, que eu  não suporto lembrar. Eu sei que tudo se acertou, ele me deu seu perdão, e eu o perdoei. Mas as vezes sinto que essa não vai ser a última vez que brigamos, queria tanto que fossemos mais Unidos, como ele é com o cass.

E essas olheiras?, grandes profundas e bastante escuras. Dá até vergonha de sair na rua. A posto que assim que ele me ver, a primeira coisa que ele vai ver são essas olheiras, vai encarar e perguntar :"que merda é essa em baixo dos seus olhos?".

E o que eu vou dizer, sempre o certo é dizer a verdade né?, e eu vou dizer o quê?, que isso tudo é culpa dele?, que eu chorava demais a noite perguntando se ele ia voltar?, se ele iria me perdoar?, acho melhor não né!?. 

Isso iria arranjar outra discussão dele dizendo: "eu estou certo e você errado" e eu dizendo: " eu que estou certo e você que tá errado". Prefiro levar isso na paz.

Por mais que eu não queira ir, e isso parece uma ótima idéia, ficar aqui, pensando, ou lendo algum livro velho que eu achar, prefiro ir.

Meu telefone apita o sinal de mensagem, pego o mesmo que está do meu lado e vejo o tal remetente.

Dean: estou te esperando, sabe aquele bar onde tem uma placa de um urso segurando um copo de cerveja?, pois é eu tô aqui. Não demora.

Sam: já estou indo.


Ok, agora acho que o ninho de borboletas que tinha em minha barriga duplicou agora.


Dean

O castiel tinha me dito pra não desistir, que Sammy ia pensar em não vim, mas de qualquer modo ele viria, é só ter paciência.

Já se passou uma hora desde que eu falei com ele por mensagem, no celular. Ele disse que tá vindo, mas tá demorando tanto...deve ser longe, ou o carro deu algum problema, mas ele vai vim, eu espero.

Eu tinha pedido um doce pra mim, na qual parecia bem bonito na vitrine da loja, esses tipos de restaurantes são espertos, eles colocam um doce bonito pra vermos, e um horrível pra comermos. Pro Sam, pedi algo a cara dele...salada,  quem come salada e sente se satisfeito?...Sam 

Cada barulho da porta do restaurante abrindo, eu olho pra a mesma com a esperança de ver Sammy vindo em minha direção. Por mais que eu tente, a tal porta me chama a atenção ao abri e ao fechar.

Até que ja estou acostumado com o barulho, e fico pensando em ir embora, pensando que Sam não vem. O doce e a salada chegam, menos Sammy.

Decido logo provar o bolo, fechando os olhos de satisfação por eu finalmente comer um doce ótimo, e saber que eu estava enganado perante o restaurante daqui, até que o doce é bom.

-parece está bom...

Abro os olhos, e vejo que é Sammy. Ele tá diferente, mais magro, mas pálido, e com olheiras no rosto. Mais ainda assim, a felicidade é grande ao ver ele de perto.

-Sammy...?

- Oi, o doce tá bom? -concordo com a cabeça, estou de boca aberta pela a surpresa que levei. Pensei que ele não viria- e decidiu comer logo sem me esperar?

- sim...?

-você tá bem Dean?

Ele percebe que estou admirado, e então volto ao normal.

-estou, mas você não parece está bem Sammy, você está diferente

Ele abaixa a cabeça com tristeza

-eu sei, estou feio, da até vergonha 

-não Sam- ele me olha- você não tá feio, é impossível você fica feio, você é lindo por fora e por dentro, você tá diferente, mas continua sendo a pessoa mais linda que eu já vi- ele sorri com as bochechas vermelhas de vergonha e aquelas malditas covinha que me tiram o ar- e principalmente fica mais lindo quando sorri com essas covinhas 

Eu não entendo de onde tirei tudo isso, sacudo a cabeça na intenção de não parecer um idiota que parece sentir uma queda pelo o irmão.

- valeu Dean 

- de nada, agora come a salada. Vamos sair daqui a pouco

-pra onde?

-surpresa...




Notas Finais


Tá bom, mais vai melhorar. Tô atrasada pra sair então...fui
Bjs no ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...