História A Nossa Primeira Dança - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Draco Malfoy, Harry Potter, Minerva Mcgonagall
Tags Draco Malfoy, Drarry, Harry Potter, Pinhão
Exibições 113
Palavras 1.017
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Fantasia, Magia, Slash
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Essa é a primeira fic que decido postar, já está escrita a mais de um ano e talvez acompanhe mais algumas no mesmo estilo.
A música é Forever Young, da banda Alphaville.
Espero que gostem.

Capítulo 1 - Capítulo Único


Lá estávamos nós, eu olhava em seus olhos e via cansaço, não era de indisposição, e sim cansado da situação. Eu posso dizer que não queria mais aquilo também, já estava se tornando ridículo, era só se esbarrar pelo corredor, ou até mesmo uma simples troca de olhar que nós dois começávamos os xingamentos, e então partíamos para o braço, como dois trouxas estúpidos.

Mas, de uma hora para a outra, tudo mudou.

Nesse nosso último ano em Hogwarts haveria um baile de primavera, como disse Minerva, a chance de comemorar o fim da guerra e o fato de estarmos vivos.

As mesas do Grande Salão haviam sido magicamente retiradas, permitindo que a diretora pudesse nos treinar.

E eu estava lá, tendo aulas de dança junto com os outros alunos do sétimo ano, e ele estava lá, no centro vazio, olhando para todos, afim de escolher alguém para ensaiar consigo. Era nítida sua expressão de que não queria estar ali, aliás ele já tinha deixado isso bem claro no início da aula, dizendo que já sabia dançar.

E ele vinha, sob o olhar de todos os presentes, em minha direção,  para o espanto geral e até mesmo meu, deu um passo à frente e ele estendeu a mão e eu a peguei, me arrastou até o rádio e conjurou um CD, eu nada disse, e então Forever Young inundava o salão e eu sorri para ele.

Let's dance in style, let's dance for a while,

Vamos dançar com elegância, vamos dançar por um instante,

Heaven can wait we're only watching the skies.

O paraíso pode esperar, estamos apenas observando os céus.

Hoping for the best but expecting the worst.

Desejando o melhor, mas esperando o pior.

Are you going to drop the bomb or not?

Você vai deixar cair a bomba ou não?

Não, não era uma música muito dançante, mas ele não estava nem ai. Os meus braços sob seus ombros, as suas mãos em minha cintura, me sentia feliz enquanto rodopiava com uma delicadeza que desconhecia ter, e ele sorria e eu poderia me perder naquele sorriso, seus olhos que por tanto tempo me olhavam cinza de desprezo, agora brilhavam azul de alegria, eu via o mar em seu olhar e poderia me afogar nele, e meus olhos verdes sorriam, mesmo não os vendo tinha certeza que estavam tão vividos como as cores da casa das serpentes.

Can you imagine when this race is won?

Você consegue imaginar quando esta corrida estiver ganha?

Turn our golden faces into the sun,

Transformamos nossos rostos dourados no sol,

Praising our leaders we're getting in tune.

Louvando nossos líderes, estamos entrando em sintonia.

The music's played by the mad men...

A música é tocada pelos homens loucos...

Os seus cabelos enquadravam seu rosto como uma moldura de ouro em uma obra de arte, tão dourados como areia no sol, e nós dançávamos em sintonia, ele me guiava, me liderava, e eu o seguia, e seguiria até o fim. Seus pés, sem dúvida foram feitos para dançar, e meus braços, para o envolver.

Some are like water, some are like the heat,

Alguns são como água, alguns são como o calor,

Some are a melody and some are the beat.

Alguns são uma melodia e alguns são o ritmo.

Sooner or later they all will be gone.

Cedo ou tarde, todos eles estarão mortos.

Why don't they stay young?

Por que eles não permanecem jovens?

Se alguém me dissesse que um dia eu dançaria com ele, eu certamente riria, mas vejo como me enganei, pois, a partir do instante em que ele veio em minha direção, eu tive certeza que nós dois juntos era o certo a se fazer. Eu me sentia quente, me sentia vivo como se pudesse ser jovem para sempre, e ele era meu calor, meu ritmo, minha vida e juventude

It's so hard to get old without a cause,

É tão difícil ficar velho sem um motivo,

I don't want to perish like a fading horse.

Eu não quero perecer como um cavalo moribundo.

A juventude é como diamantes ao sol,

Youth like diamonds in the sun,

E diamantes são para sempre...

And diamonds are forever...

Eu olhava em minha volta e via todos com um olhar de confusão, espanto e sorrisos maravilhados, sem sombra de dúvida, eu e ele dançando era algo belíssimo de ver, e todos viam a nossa felicidade, e o motivo da minha era ele, que dizia em meu ouvido algo como ficar para sempre ao meu lado, até o fim, fim que seria tão belo como um diamante ao sol.

So many adventures couldn't happen today,

Tantas aventuras não poderiam acontecer hoje,

So many songs we forgot to play,

Tantas canções que esquecemos de tocar,

So many dreams swinging out of the blue,

Tantos sonhos arrumando-se de repente,

We let them come true.

Nós vamos deixa-los tornar-se realidade.

E logo a música chegava ao fim, nossos passos mais lentos até cessarem, ele me encarava e eu mantinha o olhar, a forma com que ele me olhava, era uma forma de confirmar as palavras ditas baixas a pouco, era um olhar que prometia tornar os sonhos realidade.

Eu, sinceramente, não sei de onde surgiu aquele nosso interesse um pelo outro, mas de alguma forma ele sempre existiu, e talvez tenha ressurgido quando o mundo respirou em paz novamente, quando tivemos tempo de pensar em algo que não fosse permanecer vivo até o fim da guerra, ou até mesmo quando concordamos de forma mútua e silenciosa parar com os conflitos infantis.

Todos esses pensamentos param de habitar minha mente quando eu senti seus lábios sobre os meus, só tive tempo de corresponder, e logo todos que assistiam a nós, todos que eu havia esquecido existir, batiam palmas e assoviavam como se o mundo fosse acabar e aquela fosse a última oportunidade de aplaudir algo, e eu já não me importava se o mundo fosse mesmo acabar, a minha única preocupação era de retomar o que havia parado de fazer e ele parecia aprovar a ideia enquanto minhas mãos iam para seus cabelos.


Notas Finais


Me fale o que achou nos comentários.
Obrigada por ler.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...