História A nova e confusa exorcista. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias D.Gray-man
Personagens Allen Walker, Bookman, Cross Marian, Froi Tiedoll, Howard Link, Komui Lee, Lavi, Lenalee Lee, Miranda Lotto, Nea Walker (14º), Personagens Originais, Road Kamelot, Tyki Mikk, Yu Kanda
Exibições 10
Palavras 743
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá meu povo, primeira fanfic espero que gostem, adoro d-gray man e tive essa ideia tipo do nada mais tudo bem.

Só avisando que a fanfic vai ser dividida assim: narração normal, para mostrar o que acontece com varios personagens ao mesmo tempo só que em lugares diferentes, o ponto de vista,pov, do kanda yuu já que o foco é nele e da Sophie na história e o pov da própria Sophie.

Capítulo 1 - Prólogo


Acordei com um barulho alto aquele dia, o chão do meu "quarto" estava tão sujo como sempre, as paredes pareciam levemente mais rachadas, meu corpo estava dolorido e minha cabeça girando.

Novamente escutei o barulho, meio impossível não ouvir já que agora acordada descobri ser o barulho de uma explosão, uma grande explosão dado que até o chão que eu estava tremeu.

Tentei me levantar, coloquei todas as minhas forças nas pernas que mesmo bambas me obedeceram e fui capaz de levantar e alcançar a porta aonde encostei o ouvido para escutar melhor o que se passava lá fora, e consegui ouvir gritos de pânico, vozes e barulhos familiares e outros nem tanto.

Veio outra explosão que me fez perder o equilíbrio e cai pra trás de bunda no chão, senti dor por todo o meu corpo machucado, minha cabeça parecia que ia explodir mas apesar da dor pude escutar uma voz desconhecida do outra lado da porta.

- Você está aí Sophie?

Eu não conhecia aquela voz no entanto o dono dela sabia meu nome então respondi:

- Si..m, eu etou. 

Na hora minha voz saiu mais como um sussurro rouco no entanto ele me ouviu.

- Ótimo, finalmente a achamos, sinto muito pela demora, viemos resgata-la, afaste-se da porta!

Nem um segundo se passou depois de ouvir aquilo e a porta foi ao chão quase me acertando.

- Sinto muito por isso, acho que a adrenalina está me fazendo ter pressa, suponho que não dei tempo para reagir.

Disse um senhor com cabelos grisalhos um pouco encaracolados e um pouco compridos visto que estavam amarados, ele possuia um bigode igualmente grisalho e trajava uma roupa preta com vermelha com alguns símbolos e detalhes que eu não entendia na época....ah sim ele usa óculos.

Este estendeu a mão para mim e disse:

- Vamos este lugar não ficará de pé por muito tempo, temos que sair.

Eu não hesitei peguei a mão dele, porque ele a ofereceu, e ele não pareceu fazer esforço para me esguer , na época eu estava muito magra.

- Suponho que isto lhe pertença.

Ele falou ao me mostrar minha amada bolinha, que rapidamente peguei, temia que ela fugisse, ela adorava brincar de esconde esconde e naquele momento tive medo de nunca vela de novo se o fizesse. Levantei meu olhar para o senhor e disse:

- Obigada veio.

Ele riu, primeira vez que via aquilo, e disse:

- De nada, a propósito meu nome é Tiedoll, agora vamos?

Ele me segurou pelos ombros e começamos a fazer nosso caminho pela casa que após sair do quarto descobri estar caindo aos pedaços e na parte de cima, já que estávamos no porão, estava pegando fogo.

Pude ver outras pessoas com roupas semelhantes as de Tiedoll que lutavam contra os monstros que a tempos eu não via, e de relance pude ver as pessoas que me criaram, que me fizeram sofrer, agora sofrendo, chorando, morrendo em meio ao fogo ou pelos ataques dos monstros, mais não me importei, na época e mesmo agora ainda não sei o que é odiar, portando por mais que eles me fizeram sofrer na realidade eu não sentia nada por eles.

A única coisa que me prendeu em meio a confusão foi a imagem daquela pessoa...ela estava em meio ao fogo sua pele queimando, só que ela não gritava, não se mexia, só me olhava e sorria....foi a primeira e última vez que vi aquela pessoa sorrindo... qual era a palavra? Á sim verdadeira. Foi a primeira e última vez que vi aquela pessoa sorrir de verdade pra mim.

Na hora não entendi nada, fiquei pensando nisso por meses, até que concluí que aquela pessoa estava sorrindo por que estava feliz por mim e não se mexia nem gritava ou até mesmo tentava se salvar porque aceitou a própria morte que foi o que lhe aconteceu.

Depois de ver essa cena desmaiei.

°~

Acordei novamente em uma cama, outra coisa que via pela primeira vez e desconhecia, meu corpo estava todo enfaixado e tinha um tubinho que ligava meu braço a um saco que derrama aquela aguazinha chamada soro.

Olhei para o lado e dessa vez vi um homem diferente de todas as pessoas que já vi, seus olhos eram mais...finos? Ele usava óculos também, boina e roupa brancas o seu cabelo era um roxo tão escuro que se confunde com preto, ele era mais novo que todos os outros.

Assim que percebeu meu olhar se virou mim sorrindo e disse:

- Olá Sophie, bem vinda ao mundo real.

Isso foi o que aquele homem me disse, Komui Lee, nove meses atrás.


Notas Finais


Então o que acharam, ficou bom? Espero que sim.
Então avisos finais:
- Primeiro a Sophie fala errado sim não escrevi errado não, em capítulos futuros eu explico o motivo.
- Segundo eu vou avisando logo ela é meio confusa como diz o titulo da história, então na narração dela ela vai ficar fazendo pausas pra pensar e fazer perguntas para si mesma.
- Terceiro eu coloquei que o cabelo do Komui é roxo quase preto por que é isso que eu lembro,ou melhor é o que eu sempre achei, faz tempo que não vejo D-gray man então desculpa se eu tiver errada.
- Quarto sempre que tiver isso °~ significa quebra de tempo ou seja que se passou tempo desde a última cena.
Se você leu até aqui meus parabéns você tem paciência.Valeu.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...