História A nova e confusa exorcista. - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias D.Gray-man
Personagens Allen Walker, Bookman, Cross Marian, Froi Tiedoll, Howard Link, Komui Lee, Lavi, Lenalee Lee, Miranda Lotto, Nea Walker (14º), Personagens Originais, Road Kamelot, Tyki Mikk, Yu Kanda
Exibições 9
Palavras 1.826
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Nada a comentar realmente dessa vez só queria escrever muito esse capítulo.

Capítulo 3 - Capítulo 2: O babá da ruiva?


Kanda pov:

Será que da para alguém me explicar como eu acabei com uma estranha garota ruiva sentada na minha cama enquanto come biscoitos com leite e frutas?!!!

º~

- O QUÊ?!!

Não pude deixar de gritar, o que aquele doido por cafê com boina tava me dizendo? E não era apenas eu que estava surpreso tomo mundo tava do mesmo jeito, pelo jeito ninguém consegue imaginar o que se passa pela cabeça desse doido para pedir algo assim justo pra mim.

- O kanda vai tomar conta da Sophie irmão?

- O bakanda vai aterrorizar a pobre garota!

- Não acredito que o yuu vai ficar ao lado da nova gatinha.

O coelho idiota falou isso quase chorando, eu ainda arrebento esse idiota.

- Eu não vou fazer isso.

Tendo dito isso estava me preparando para sair dali e fingir que não ouvi aquela loucura, eu logo EU cuidar de uma novata estranha que ficou me encarando por sabe se lá que motivo, Não, ela sem duvidas vai virar um trastorno pra mim especialmente se achar que pode contar comigo, não nesse lugar eu não sou amigo de ninguém, mais antes que eu pudesse sair dali a voz de komui me para:

- Kanda eu disse seja bonzinho, todos já podem ir embora e voltar aos seus afazeres não se preocupem a Sophie ficará bem, Kanda quero falar com você.

Tendo dito isso os outros foram embora uns mais exitantes que outros, claro todo mundo aqui sabe que eu não sei cuidar de ninguém, qual é eu não sei ser GENTIL, e tentam me dar a " guarda" de uma garota que muito provavelmente ta com medo e vai ficar mais ainda quando me conhecer, eu to com eles eu NÃO sirvo pra isso.

- Eu NÃO vou tomar conta dela!

- Kanda,vamos isso não vai te fazer nenhum mal - Vai sim - Ela é nova não só aqui como também na cidade- Não me importa- sem contar que você esta com a semana de folga- Que eu pretendia gastar ficando longe de tudo e todos - e o general Tiedoll ficaria bem feliz com isso em contrapartida se você deixar a pobre garota na mão quando ele voltar da missão a qual se encontra no momento ele ficará bastante irritado com você.

- General, general afinal qual é a ligação dela com o general? Hoje de manhã você disse que ele exigia a minha presença aqui e agora que ela "quer" que eu banque a babá você o menciona denovo o que ele tem haver com tudo isso?

Quando eu terminei a frase a garota antes distante agora se encontrava ao meu lado sem que eu percebesse e fala meio hesitante:

- Tiedoll é meu...mestre também.

- Quê?

Se o general é o mestre dela assim como foi o meu era por isso que ela ficou me encarando por querer saber como o outro discípulo se parecia, conheço aquele homem deve ter falado o quanto podia, não se fosse assim ela teria prestado mais atenção em Marie também, droga ela me deixa confuso.

- A verdade é que o general Tiedoll estava tomando conta dela durante esses noves meses, por ele não apareceu ou deu noticias Sophie estava precisando do máximo de atenção possivel, o general desenvolveu um grande carinho por ela também e ele me disse que gostaria que a trata-se como se fosse uma irmã.

Isso.È.Um. Absurdo. Porque logo eu?Marie daria um irmão mais velho mil vezes melhor, aposto até que ficaria feliz com isso já eu quero ela longe assim como todo mundo e ele dentre todas as pessoas sabe muito bem disso.

- Bom,agora que estamos resolvidos porque você não a leva até o refeitorio? Ela deve estar com fome e você aproveita para ir mostrando o lugar certo? tchau!

Nem dois segundos após disser isso e ele se mandou do lugar.

- EI!

Suspirei com raiva, esse dia vai de mal a pior, quando voltei a prestar atenção ao meu redor percebi que ela estava me encarando de novo e dessa vez ela estava bem proxima, parecia estar me analisando, e essa atitude estava me incomodando.

- Tch, vamos.

Falei e comecei a andar com ela em meu encalço ir ao refeitorio não era má ideia quem sabe ela se distrai o suficiente com comida pra eu dar o fora sem ela perceber.

º~

Eu definitivamente me nego de ficar de olho nessa garota.

Como se não fosse irritante o suficiente o fato que vou ter tomar conta dela por uma semana ou seja mostrar o lugar explicar as coisas e responder as perguntas dela sempre que tiver duvidas, o que não planejo fazer nem metade ela da tanto trabalho quanto uma criança. O plano era mostrar o refeitorio e então sumir enquanto ela não prestar não atenção, mais ela não para de prestar atenção,ela não tira os olhos de mim um segundo e eu consigo sentir o olhar dela mesmo de costas, ela não abriu a boca pra dizer um a, e quando eu me distraio descubro que ela parou no caminho ou desviou o rumo,o que é ótimo pois normalmente me ajudaria a me livrar dela se a noticia de que eu tenho que cuidar da novata não tivesse se espalhado como pior que mosquito da dengue, sempre que ela é vista sozinha eu escuto alguém falando sobre isso e sou obrigado a voltar pra buscar ela, por que se a noticia de que eu abandonei ela chega mais rapido até os ouvidos de Komui do que eu posso me esconder vai dar muita merda.

Resultado graças a ela o percurso se 10 minutos demorou quase uma hora, QUAL É O PROBLEMA DELA?

- Aqui é o refeitorio é só ir falar com aquele homem chamativo e pedir comida.

Falei pra ela e ela acenou positivamente, o único ponto positivo sobre ela é que se você fala ela presta atenção. E no meio desse pensamento percebi que fiquei com fome então me dirigi a Jerry com ela logo atrás.

- Ora Kanda já preparo o seu soba e- HAAAH-que coisa fofa.

Aquele "homem" gritou voltando sua atenção para a garota ao meu lado, mas ignorei ja que vi um dos assistentes dele preparando meu soba.

- Você deve ser a nova exorcista não é?

Ela acenou

- AI que fofa é timida qual o seu nome?

- Sophie.

- Até seu nome é lindo que fofa o que vai querer eu posso fazer qualquer coisa.

- Qualquer coisa esta bom.

- Não tem nada que você queira?

- Não.

- Então que tal um leite com biscoitos meio que combina com o você fofa, acho que você ficaria linda de loll-

Parei de prestar atenção meu soba ficou pronto e eu fui me sentar pra comer, como sempre todos se afastaram e pude ouvir comentarios como:" Porque deixaram uma garota tão bonita e delicada aos cuidados desse cara." Me pergunto o mesmo. Pude perceber que ela se sentara  ao meu lado com uma bandeja com leite, biscoitos e algumas frutas e começou a comer. Pelo menos ela não faz barulho como os outros, mais ai que o problema dela veio a tona de novo ela voltou a me encarar, o que ela tem com o meu rosto?

- Para com isso.

Ela me encarava.

- Para de me  encarar!

- Certo.

E ela parou, serio mesmo? Facil assim era só pedir? Por que todos os outros não fazem como ela? Só precisei falar uma vez e ela entendeu ja os outros eu falo dez vezes e continuam fazendo coisas que me irritam.

- O que é isso?

- É soba.

- É bom?

- Pra mim é.

Parou de falar novamente, ela na verdade pode não ser tão irritante como pensei, ela quando ficar quieta, se contenta com respostas curtas e não faz muitas perguntas, contanto que eu responda quando ela pergunta ela não faz bagunça e ela escuta o que eu digo ela pode ser uma das melhores pessoas daqui...mais ela é complicada e estranha, pude perceber isso quando o soba que eu estava prestes comer, que estava a poucos centimetros da minha boca, ela comeu no meu lugar, diretamente dos meus hashis, aqueles que estavam prestando atenção em nós pra ver se eu sei lá, mutilava a garota, ficaram com a boca no chão e tenho certeza que do angulo de visão de alguns viram como se ela estivesse me beijando, especialmente ELES que estavam a nossa frente.

- YUUU EU NÃO ACREDITO.

Como se a situação não estivesse ruim o suficiente aquele coelho idiota teve que gritar pra chamar ainda mais a atenção, ele estava ao lado da Lenalle e do Moyashi maldito ambos de olhos arregalados pela cena que acreditam que viram. E de um momento para outro o lugar virou um circo as pessoas se amontoaram ao nosso redor gritando e fazendo varias perguntas ao mesmo tempo, ao olhar a garota a meu lado percebi que ela não tava dando a minina pro que acabou de fazer e o que estava acontecendo ao seu redor, ela pareceria mais preocupada em degustar o MEU soba.

- CHEGA!!!

Perdi  a paciência e gritei empurrando quem estava a minha frente e saindo a passos largos e pesados de lá em direção ao meu quarto, que otimo como se não bastasse ter que cuidar da garota estranha ela age estranho, chamando a atenção dos irritantes, eles não vão me deixar em paz por bastante tempo especialmente aqueles três, mesmo que eu tente explicar eles não vão acreditar duvido até que escutem.

- DROGA!

Disse ao bater com força a porta do meu quarto com força e comecei a caminhar de um lado pro outros, eu vou ter muita dor de cabeça, comecei a me despir, eu vou é dormir é o melhor que posso fazer. Quando tirei o sobretudo e camisa e me virei pra cama pra tirar o resto e me deitar, notei que a garota de alguma forma entrou no meu quarto,

Será que dá pra alguém me explicar como eu acabei com uma estranha garota ruiva sentada na minha cama enquanto come biscoito com leite e frutas?!!!

º~

- O QUÊ VOCÊ TA FAZENDO?!!

- Comendo.

- Como você entrou aqui? 

- Entrei quando você abriu a porta.

- Você me seguiu?

- Sim.

Suspirei derrotado, só faz pouco mais de uma hora mais essa garota ja ta acabando comigo, ela não é irritante só problematica, não sabia que era possivel ser uma coisa sem a outra. Senti meu estomago roncar pois não consegui comer meu soba. De repente vi a mão dela no meu campo de visão, ela estava me oferecendo uma maça.

- Toma.

Normalmente eu não aceitaria, mais eu tava com fome. Peguei a maça e me sentei na cadeira no meu quarto e comecei a come-la.

- Kanda yuu...

Olhei para ela.

- Quero saber mais sobre você.

 


Notas Finais


E então ficou bom, muito comprido espero que gostem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...