História A nova e confusa exorcista. - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias D.Gray-man
Personagens Allen Walker, Bookman, Cross Marian, Froi Tiedoll, Howard Link, Komui Lee, Lavi, Lenalee Lee, Miranda Lotto, Nea Walker (14º), Personagens Originais, Road Kamelot, Tyki Mikk, Yu Kanda
Exibições 5
Palavras 2.861
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


È o seguinte eu NÃO possuo auto controle, Já é o quarto capitulo que eu posto disparado. E me desculpem pelos errinhos de gramatica no capitulo anterior, mais eu tava escrevendo isso as onze da noite e não reli pra ver se tava tudo certo e saiu com erros, sim eu tenho cisma com gramatica.
E muito obrigada a HakiraYu por estar acompanhando a fic, quase gritei de emoção ao descobrir!!!!
Espero que gostem desse capitulo também.

Capítulo 4 - Capitulo 3: Uma semana Não tão comprida.


Kanda pov:

- Kanda yuu...

Olhei pra ela.

- Quero saber mais sobre você.

Tá legal, ela começou a falar esquisitice também.

Sophie pov:

Decidi ser direta com o que eu queria, afinal ele parecia mais calmo agora que estava em seu quarto, ainda não entendi porque aquelas pessoas agiram daquela forma, pra que tanto...escan...dalo?

Ele me encarou com uma sombrancelha erguida, não entendi, sera que não me escutou?

- Quero saber mais-

- Eu ouvi... Como assim?

- Quero saber mais sobre você.

- Por Quê?

Ele parecia estar perdendo a paciência denovo, acho que preciso falar rapido do contrario ele pode fazer novamente o que fez no refeitorio.

- Tiedoll cuidou de mim durante os nove meses antes de vir para cá...

A expressão dele se suavizou, pelo visto ele vai me ouvir.

- ...quando ele achou que eu poderia finalmente me juntar a Ordem oficialmente ele me pediu para fazer uma coisa assim que eu viesse pra cá... ele me pediu pra me aproximar de você.

Vi a expressão dele mudar rapidamente para...surpresa talvez?

- O quê? Por que ele te pediria isso? Pra quê?... É por isso que você quer saber mais sobre mim?

Me fez todas aquelas perguntas, mais achei que deveria responder apenas a ultima.

- Não, a razão pela qual eu quero saber mais sobre você é por causa do que ele me disse quando me pediu pra me aproximar...ele me disse que eu e você somos bastante parecidos, que eramos semelhantes-Pude vez que ele parecia pensar em alguma coisa e continuei- por isso quando eu te reconheci pela descrição que Tiedoll me deu, eu comecei a te encarar, eu quero entender porque ele me disse isso, então comecei a procurar semelhanças em você, só que não nos parecemos fisicamente nem agimos da mesma forma, apesar de sermos igualmente silenciosos, mais não acho que é somente isso então... Me fale sobre você.

Depois que terminei de falar ele parecia tentar entender o que eu acabará de disser, então esperei ele falar alguma coisa e pus minha bandeja de lado na cama, quando me virei para ele novamente pude perceber em seu peito, pois estava sem camisa, uma...coisa...tinha cor e formato diferente...queria saber o que era.

- O que é isso?

Ele levantou o seu olhar para mim.

- Isso no seu peito, é uma queimadura?...Marca?

- É uma tatuagem.

- Tatua...gem?

- Olha- Olhei nos olhos dele- Não faço ideia do por que aquele general idiota te disse aquilo, mais eu e você não somos iguais, agora sai daqui porque eu quero descansar porque por sua culpa eu vou ser atormentado pelos proximos dias.

Ele falou isso enquanto se levantava e me pegava pelo braço a ponto de me botar para fora.

- Como assim?

- Por causa na ceninha que você ocasionou no refeitorio, por que fez aquilo afinal?

- Você disse que era bom pra você, e se nos somos parecidos talvez fosse bom pra mim também então eu quis provar.

- Eu ja disse NÃO somos parecidos, e da proxima vez peça um prato pra você mesma pro cozinheiro.

Disse e logo depois bateu a porta comigo ja do lado de fora,...Pedir um pra mim mesma...Eu podia ter feito isso, mais demoraria mais tempo e tinha um pouco bem do meu lado pra que fazer isso? Por que eles agem assim, o que tem de mais?.Mais com isso fica dificil de saber mais sobre Kanda...se não me engano Tiedoll me disse que quando uma pessoa ficar brava com você tente se redimir com ela, ainda não entendi o porque da raiva, mais se me ajudar a descobrir porque nós somos iguais eu faço.

Ele ta bravo porque as pessoas do refeitorio vão ficar incomodando ele por causa do que eu fiz certo?...Por que vão incomodar ele se foi eu que fiz? Bom só preciso resolver isso certo?

Narração normal:

Todos ainda estavam estavam no refeitorio, não conseguiam acreditar na cena que viram a pouco, a nova exorcista tinha BEIJADO Kanda yuu o cara mais antisocial, irritado, e mau educado de toda Ordem negra, eles não conseguiam acreditar na coragem da garota e não conseguiam imaginar o que se passava por sua cabeça.

Muitos estavam surpresos, não paravam de comentar sobre o que viram, especialmente três exorcistas em particular:

- Eu não acredito, como foi que o yuu conseguiu ficar com a novata gatinha tão rapido, que macumba ele usou? Porque logo ele que se mostrava desinteressado?

Falava Lavi em meio aos soluços de seu choro.

- Estou realmente surpreso, não pensei que veria bakanda beijando uma garota nessa vida.

- Eu também, se bem que foi Sophie que o beijou...e se pararmos para pensar ela não tirou os olhos dele desde o momento que o viu, será que foi amor a primeira  vista?

Falou Lenalle animada com a ideia, nenhum deles notou quando certa ruiva adentrou o lugar e se aproximou, só a notaram quando ela já havia subido em cima de uma mesa e gritou para chamar atenção.

- ESCUTEM!!

Assim que ela gritou, todos se viraram instantaneamente para ela e se calaram e ela tornou a falar.

- O que aconteceu a momentos atrás, foi que eu perguntei a Kanda sobre o que ele comia e ele me disse que era bom, e eu nunca tinha nem visto aquilo que ele chamou de soba e quis experimentar então eu comi dos hashis dele sem pedir antes...

Assim que falou essa frase as pessoas no refeitorio começaram a se dar conta que aquela historia fazia sentido, afinal porque garota qualquer que parecesse tão inocente beijaria do nada logo Kanda yuu? Ao perceberem o equivoco ficaram de certa forma aliviados e envergonhados pelo engano.

-...agora ele esta bravo pelas atitudes sem sentido de vocês com relação ao acontecido e se recusa a falar comigo, mais eu quero me aproximar dele porque Tiedoll que ja foi mestre dele também é meu e ele me disse para tentar...por isso...

Todos ouviam atentamente ao que a garota dizia compreendendo o que a garota dizia, e achando até fofo o fato da garota estar tentando se aproximar de Kanda por algo que ela poderia simplesmente recusar, mais estava se esforçando tanto ao ponto de chamar a atenção de todos e falar, ela que parece tão timida... Mas eles estão muito enganados.

-...por isso...

De repente eles viram a face da garota se tornar uma de irritação.

- ...se vocês ousarem incomoda-lo por um mau entendido que vocês mesmos criaram e dificultarem minha aproximação dele...os resultados não serão agradaveis.

Ela fez essa afirmação e todos os presentes engoliram em seco, pois não achavam que uma jovem que aparentava ser tão calma poderia parecer tão... intimidante.

Assim que terminou o discurso, ela desceu da mesa e olhou para os três exorcistas que ali se encontravam completamente pasmos com o que acabaram de ver e ouvir.

- An...é...desculpe Sophie nós não sabiamos e ficamos falando besteira.

Falou Lenalle um pouco acanhada com a garota, e ela por sua vez não poderia falar de modo mais desinteressado.

- Eu não ligo.

º~

Kanda pov:

Eu não podia acreditar no que Lenalle acabara de me falar, ela tinha vindo falar comigo alguns minutos depois de eu ter expulsado a ruivinha e me contou a o que ela fez no refeitorio. Eu não podia acreditar que ela tinha feito aquilo para tentar se "reconciliar" comigo, ela vai realmente insistir com isso? Mais o que era mais impressionante ainda...ela consegue ficar brava?Eu pensei que o rosto dela era uma mascara, não parecia que ela tinha outra expressão.

- Serio?

- Sim, por isso eu vim aqui representando todos para te pedir desculpa ja que Sophie ficou tão...chateada.

Ela parecia insegura ao disser aquilo, tava tentando ser gentil como sempre, serio foi tão assustador assim ver ela com raiva? Agora fiquei curioso, droga.

- Pode até ser mais tó surpreso por você ter vindo tão cedo falar comigo pra se desculpar, normalmente vocês esperam eu aparecer.

Falei isso mas de fiquei satisfeito em saber que aquela garota agiu tão rapido, pelo menos sei que não vão me encher o saco, até que ela pode não ser tão mal assim.

- Sobre isso Kanda na verdade...

º~

- Eu não ligo.

- A certo...

- Você é Lenalle certo? Irmã de Komui.

- Sim sou.

- Então vá lá falar com Kanda e pedir desculpas pra ele, seu irmão me disse que ele nunca foi muito mau educado com você então ele vai te ouvir, faço isso para ele melhorar o humor e eu poder voltar a falar com ele rapidamente quero mesmo me aproximar dele, e eu sei que você não vai me recusar ja que esta envergonhada de ter pensado seja lá que besteira de mim, então por favor vá logo.

º~

Ela não é tão má uma ova ela é ardilosa pra caralho! Era tudo um plano? Pra poder se aproximar de mim mais rapido usando da pouca informação que tem de mim e dos outros, serio isso?

- Não acredito.

- Também não achei que ela fosse assim, mais ela podia só estar com raiva da gente- Duvido muito ela só mostrou as verdadeiras cores - enfim era só o que eu queria disser até mais Kanda.

Ela disse e se foi, eu logo fechei a porta e entrei no meu quarto.

Quanto mais sei mais fico confuso, ela age estranho, quase não fala, quando fala são coisas curtas ou estranhas, quem diabos não sabe o que é uma tatuagem?, parece timida mais na verdade pode ser intimidadora, ela é bem esperta quando quer alguma coisa apesar de parecer lesada. Eu tenho que tomar cuidado pois ela poder ser mais perigosa do que aparenta.

Mal terminei esse raciocinio e a porta do meu quarto é aberta justamente pela ruiva que confunde meus pensamentos e ela estava carregando soba, eu realmente espero que aquilo seja pra mim mesmo que seja parte do plano dela, EU AINDA TO COM FOME.

- Toma.

Ela me entregou o prato, era pra mim mesmo...ela ta tentando me comprar com soba não ta?

- Quem disse que você podia entrar no meu quarto assim?

Eu não ia dar o braço a torcer.

- Komui disse.

Quê?

- Ele disse que você não deixa ninguém entrar no seu quarto, então ele disse que eu podia entrar sem pedir ja que você não tranca a porta e uma vez dentro você demora a expulsar.

Aquele filha da...

- Enfim, sei que esta com fome e disse que gostava de soba então trouxe, os outros não vão te incomodar com seja lá o que for que eles se surpreenderam tanto e Lenalle que não te incomoda tanto já veio pedir desculpas, ja não tem motivos para ficar bravo, já pode me mostrar a Ordem como Komui disse que eu não vou mais fazer algo como comer o seu soba denovo, qualquer coisa pergunto pra você antes, já esta pronto pra me falar mais sobre você?

Uau, acho que ela nem respirou enquanto falou tudo isso, mais isso confirma tudo o que eu achava, era um plano mesmo um plano pra me deixar calmo, e funcionou...mais eu não vou admitir.

- Tch, porque você cisma tanto com isso?

- Mesmo que você ainda não tenha me falado nada sobre você eu vou te revelar uma coisa sobre mim, eu sou muito curiosa, quando quero realmente saber sobre alguma coisa eu não desisto até conseguir entender, e eu estou realmente curiosa com o a fato que podemos ser parecidos eu quero entender como é isso.

Suspirei derrotado novamente, ela é insistente sem ser irritante e parece que não vai desistir de jeito nenhum.

- Não vai desistir vai?

- Não.

- Eu não vou contar nada facil assim, sabe.

- Não me importo uma hora eu vou descobrir, e o que eu descobrir fica só entre nós dois, eu não vou te irritar mas assim que eu achar a resposta que quero eu vou parar de te perturbar Kanda.

Ela me falou tudo aquilo, ela não parece do tipo que mente por qualquer bobagem.

- Então parece que vai ter um desafio.

- Por mim tudo bem.

Sorri de lado até que ela nem é tão má assim mesmo, embora eu ainda ache que devo tomar cuidado perto dela.

º~

A semana foi passando, mais tranquila do que eu achei que seria, realmente os outros não vieram me perturbar pelo acontecido no refeitorio, eu tive que cuidar dela pela semana mais nem foi tão ruim assim, esta comprovado que ela não me irrita o que parece um milagre já que sei que sou uma pessoa facilmente irritavel.

Até que era vantajoso estar com ela, pois ninguém se aproximava a não ser que ela quisesse se aproximar, eu não sabia dizer se era medo de mim ou dela, ela se mostrou bem mais sociavel do que aparenta, se deu muito bem com Marie, embora só tenha se aproximado dele pra saber o que eram os fones de ouvido dele que ele sempre usa, bom ela não sabe o que é uma tatuagem não me surpreendo, ela mostrou grande interesse em leitura, o que eu já esperava ela parece esse tipo, embora ela viesse me perguntar palavras que não entendia, outro fato sobre ela que me intriga, e mostrou interesse em lutas e armas o que me surpreendeu, ela me faz treina-la pelo menos uma hora ao dia, não reclamo realmente,preciso fazer exercicio e ela aprende bem rapido até e não reclama nem nada quando pego pesado, só se levanta de novo e continua.

Com o passar dos dias eu percebi,e os outros também perceberam, que o nosso relacionamento era algo como amizade, eu me surpreendi ao perceber isso, eu realmente não me irritava com ela o que me fazia ser...paciente, era estranho eu sempre me manti afastado de todos,mas não me importo de ter ela por perto.

E ela é bem astuta como eu pensava, ela vem tentando sim se aproximar e tem conseguido o que surpreende a todos, andou fazendo perguntas mais nada realmente profundo só coisas pequenas e até mesmo idiotas como:" Porque seu cabelo é comprido, não são só mulheres que tem cabelo comprido?","Por que gosta tanto de soba?","Porque não gosta de ser chamado de yuu?".

Foi convivendo com ela e com essas perguntas que percebi que queria saber uma  coisa e isso era:Quem é essa garota?. Ela é bem interessante e parece ser uma boa pessoa considerando a maioria, e é sim esperta, mais ela tem certos problemas para falar, entender coisas, saber de coisas como minha tatuagem ou os fones de ouvido do Marie, parece que ela se distrai e olha pra tudo que é canto justamente por que não conhece nada daquilo.

Acabei me vendo tão curioso sobre ela quanto ela é sobre mim, e eu também estava tentando descobrir quem diabos era ela, faço perguntas tão simples quanto as dela, já tentei sim ser direto ao que eu queria saber, mais ela sempre responde com um:" Uma dia eu te conto", eu não insisto ja que ela também não insiste.

Hoje era o meu ultimo dia de folga e eu estava no meu quarto polindo minha espada Mugen, e ela estava lá também sentada na escrivaninha,que até então tava no meu quarto só de enfeite, lendo.Ela simplesmente invade meu quarto, nem adianta eu tentar expulsar ela, ainda não acredito que ela roubou as chaves do meu quarto do Komui, o bom é que ele não invade mais, vez ou outra eu ainda fico bravo com ela e brigamos ou melhor eu brigo já que NADA abala ela e faz ela perder a postura, mas ela tem a incrivel capacidade de me acalmar em pouco tempo. Tirem ela da careira de exorcista e ponham ela como psicologa ela faz milagres.

- Kanda o que significa...despudorado?

- Significa...sem vergonha.

Que tipo de livro ela tá lendo mesmo?

É então que ouso batidas na porta e Komui entra.

- OLÁ, vejo que hoje estão se dando bem como sempre, isso é otimo.

- Ei, eu não te dei permissão pra entrar.

- Não seja assim Kanda eu não posso mais entrar como antigamente porque Sophie me roubou as chaves, não acredito que ela fez isso comigo.

Falou quase choramingando.

- Eu com isso? Ela fez muito bem de tirar elas de você, não entre no meu quarto de jeito nenhum.

Praticamente gritei, ela pode me manter calmo mais todo o resto da ordem me tira do serio. Ela então se manifestou desviando o olhar que até então estava no livro, para Komui.

- Eu tirei suas chaves porque eu precisava mais, eu venho aqui com um objetivo, você normalmente só pra irrita-lo, isso atrapalha meu objetivo, então te tirei as chaves para que você não seja um obstaculo e ainda ganhei acesso ilimitado aqui.

- Não seja tão fria.

Ele já tava me dando dor de cabeça com aquela voz manhosa.

- Fala logo o que você quer.

- A sim-Ele se recuperou bem rapido- aqui.

Ele me entregou alguns arquivos.

- Amanhã vocês dois vão em missão.


Notas Finais


Então ai esta,esse capitulo ficou bem compridinho eu acho, foi mais pra apresentar mais como é a Sophie mesmo.
O proximo deve demorar a sair já que eu só tinha pensado ate aqui e eu com meu excelente auto controle postei tudo de uma vez, mais proximo capitulo sai.
Espero que tenham gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...