História A nova geração: Imprevistos - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Potter, Fred Weasley Ii, Hugo Weasley, Lílian Evans, Lílian L. Potter, Lord Voldemort, Minerva Mcgonagall, Murta Que Geme, Personagens Originais, Rose Weasley, Scorpius Malfoy, Tiago Potter, Tiago S. Potter, Tom Riddle Jr.
Tags Harry Potter, Hogwarts
Visualizações 59
Palavras 1.524
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Magia, Mistério

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Acho que encorporei uma roteirista de filme de terror/suspense/mistério com esse título jkkkjkkjjjjkkkkkk adoro

Capítulo 6 - Eu sei o que vocês fizeram ano passado


Fanfic / Fanfiction A nova geração: Imprevistos - Capítulo 6 - Eu sei o que vocês fizeram ano passado

De fato fiquei de castigo, os gritos e sermões da minha mãe ainda ecoam em meus ouvido se eu me distrair um pouquinho. Estive incapacitada de usar a coruja para me comunicar com meus amigos, eu recebia as cartas e não podia responder, Scorpius até achou que eu o estava evitando pois não tive a oportunidade dr responder a última carta dele, a que me deixou extremamente nervosa.

O sétimo e último ano em Hogwarts estava quase aí é em meio a tantos nervosismo uma notícia quase que me agradou. Fui nomeada monitora-chefe da Ravenclaw, isso bastou para meus pais se acalmarem um pouco e me elogiarem, mas não acalmou o clima a nossa volta. A última carta de Scorpius foi dele anunciando ter virado também monitora-chefe da Slytherin, depois desta carta não recebi mais notícias dele.

- Parece frustada. - Hugo comentou ao se sentar do meu lado no jardim ao crepúsculo.

- Estou com umas coisas na cabeca. - resmungo olhando para as estrelas começando a aparecer.

- Sobre o que fizeram para mudar a linha do tempo?

- Seria possível mais alguém souber? Tipo, alguém que quer nos ver mal e usar este fato contra nós?

Hugo me fitou curioso.

- Está mesmo preocupada com isso, Rosie? Quem diabos viu vocês fazerem aquilo?

- Exatamente... Me assusta saber que há a possibilidade de alguém ter visto.

- E hoje ele teria o quê? 90 anos? Ou mais?

Ri nasalado e envolvi meu irmão por seu pescoço. Agora com ele ali eu pude perceber o quão grande ele está e como as coisas passam rápidos, Hugo já tem quatorze anos, já está velho de mais para eu poder protege-lo das coisas ruins. Beijei seus cabelos castanhos e apertei o abraço e sendo retribuída.

~•~


O ano em Hogwarts finalmente havia chegado, poderia finalmente colocar os assuntos em dia e sair um pouco da mira preocupante dos meus pais. Ninguém sabia de nada, Voldemort estava morto, mas por que sentia como se alguém estivesse me observando no exato momento em que coloquei os pés no trem?

- Achei que tivesse desaparecido. - sinto um hálito quente colidir com minha nuca e encontrei Scorpius logo atrás de mim segurando um casaco trouxa por cima do ombro.

- Fiquei de castigo; meus pais descobriram tudo. - completei ao ver a expressão confusa dele.

- Ah sim, eu quase fiquei se não fosse uma atitude hipócrita de mais. - Scorpius ri baixinho e deposita um beijo em meus lábios, eu teria aprofundado o beijo caso Hugo não tivesse pigarreado.

- Se não perceberam, eu ainda estou aqui. - intervia revirando os olhos mas com um sorriso mínimo nos lábios. - Vou estar na última cabine - aponta para a extremidade do trem e se afasta antes que eu possa perguntar qualquer coisa.

- Temos que ir para a cabine dos monitores. - digo olhando para Scorpius e ele apenas consente.

Havia uma Sala comunal separado para os monitores-chefes no qual há dois dormitórios onde terei que dividir o outro com Scorpius, não que eu esteja reclamando, é realmente ótimo saber que ele estará no quarto ao lado caso eu precisar dele. E parece que Scorpius continou a sentir estar sendo observado, alguma coisa não me cheirava bem.

Já havia se passado semanas e eu tinha mudado completamente meu jeito de ser, andava mais preocupada, Kelsi e Rebekah perceberam e parecia que estavam agindo igual. Mas foi no dia que eu estava descendo as escadas que se movem sozinhas, olhando frequentemente para trás com a sensação de estar sendo observada permanecendo que as coisas começaram a ficar estranhas.

Eu estava muito distraída não reparando para onde estava indo que em uma das vezes eu acabei esbarrando em alguém.
 
- Ai, foi mal. - disse massageando o local atingindo.
 
- Sem problema. - disse a garota.
 
Ela se virou para mim, tinha cabelos loiros-claros com a pontas azuis-escuros, pele clara como marfim, usava o uniforme da Hufflepuff, provavelmente estava no quinto ano e seus olhos.... eram um de cada cor, um verde e outro azul.

- Sou Lindy Roonie. - disse a garota com heterocromia e abrindo um sorriso após me analisar com o olhar.
 
- Hã... Me chamo Rose Weasley. - disse distraída, continuava a olhar para trás.

- Está procurando alguém?

- Espero estar evitando...
 
- Como assim? - vejo-a arquear as sobrancelhas.
 
- Deixa pra lá. - fiz um gesto com as mãos e sorrindo logo em seguida. Escuto de longe umas badaladas do grande relógio - Oh Merlim! Tenho que ir, prazer em conhecê-la, Lindy. - disse e passei correndo por ela.
 
- Eu digo o mesmo! - a garota berrou, mas sua voz já estava sumindo para eu dar atenção ao que ela disse.
 
Entrei da sala de feitiços atropelando todo mundo, me joguei ao lado da Beky.
 
- Está atrasada. - ela avisou.

- Diga algo que eu não sei. - retruquei.
 
- Ah sim, o professor pegou uma gripe muito forte e, provavelmente, vão suspender essa aula.
 
- E o que estamos fazendo aqui se não vai ter aula?
 
- McGonagall vai entrar daqui a pouco dizendo se vamos ter que fazer alguma atividade ou se seremos liberados.

Eu evitava falar com minhas amigas sobre o ocorrido do ano passado e sobre Voldemort, sempre que o assunto chegava alguma coisa no clima mudava nos deixando nervosas e desconfortáveis. Por conta disso não cheguei a falar sobre minjas sensações de estar sendo observada, mas já não sabia se deveria continuar mantendo segredo.
 
- Você não sabe o que rolou ontem na sala do James... - Rebekah começou no exato momento em que pensei contar e foi quando a vice diretora entrou na sala.
 
- Certo alunos, estão dispensados, e srta. Weasley, me acompanhe. - ela pediu com aquele costumeiro ar severo.
 
Olhei para a minha amiga e acompanhei McGonagall, fomos até sua sala, onde os outros monitores-chefes estavam. Suspirei de alívio, pensei que estivesse encrencada.

- Agora que estão todas aqui tenho um anunciado para dar. - ela começa e me sento ao lado do Scorpius, entrelaçando meus dedos com os dele. - O Halloween está para chegar, e esse ano vai ter um baile de máscaras, estão na responsabilidade de vocês para organizar  quero o planejamento até sexta.

- Na última vez não deu muito certo. - resmunguei e recebi um olhar atravessado de McGonagall.

- Estão liberados.

- Você tem alguma aula agora? - Scorpius me pergunta já do lado de fora.
 
- Não, tempo livre.
 
Sorri para ele e caminhamos pelos corredores de Hogwarts, até uma garota de cabelos castanho-escuro parar na minha frente.
 
- Preciso de você Rose, tipo, agora! - Naara exclamou.
 
- É, eu também. - Scorpius murmura.
 
- Menos, Scorpius. - falei e olhei para minha amiga. - Qual o problema?
 
- Vem comigo que te digo. - dava para perceber que ela estava aflita.

 - Ok. - dei um bejo na bochecha do meu namorado e me afastei com a Naara mesmo contra as reclamações de Scorpius. - Pode me dizer agora o que está acontecendo?
 
- Sim. - entramos numa sala vazia, ela fez um feitiço abafador e se virou para mim. - Desde que matei a Liv Whitfield, a irmã do Luke, eu venho sentindo uma presença, como se alguém tivesse me observando, e isso já está chegando ao meu extremo.
 
Eu podia perceber por seu semblante de como ela estava aflita, eu não estava muito melhor. Estava realmente achando que o problema era comigo e com Scorpius, mas Naara não estava lá conosco, por que então essa sensação?
 
- Ora Naara, você acha que a Liv ficou ressentida e agora está te atormentando porque ela vai voltar dos mortos? - debochei para omitir meu desconto.

- Estou falando sério! Luke sabe que a irmã está morta, mas nem desconfia que fui eu!

- Ok, ok. Fica calma, só tenta não pensar no assunto. E essa presença, sabe o Farinze? O centauro que leciona Astronomia? Então, pede ajuda à ele.
 
Naara me abraçou e eu retribui, talvez não apenas ela deveria procurar ajuda. Era realmente estranho Luke não saber de nada e essa sensação sobrenatural de alguém fitando sua nuca. Eu precisava tentar procurar algumas respostas, não podia me deixar assustar por algo isso, não aceito ficar com medo.
 
Enquanto voltava para a Sala Comunal dos Monitores-chefes acabei encontrando Lindy, ela não me viu mas sua expressão estava suspeita e ao vê-la virar o corredor uma rajada de vento frio me atingiu, algo que não seria estranho se eu não estivesse num corredor fechado.

Um sussurro chega aos meus ouvidos.
 
- Eu sei o que voces fizeram no ano passado.

Eu estava tentando não ficar com medo, mas aquilo já era o meu limite, alguma coisa estava errada. Muito errada. Como um gatinho assustado saí correndo para o dormitório, onde acharia o Scorpius e poderia abraça-lo, não seria eu quem iria passar por isso sozinha.


Notas Finais


Só digo uma coisa apenas: ADOROOOOOOOO E ME AGUARDEM
😇


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...