História A nova vida de uma pequena shinigami - Capítulo 37


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bleach, Gintama, Naruto
Personagens Byakuya Kuchiki, Genryuusai Shigekuni Yamamoto, Hanatarou Yamada, Hinamori Momo, Hisana Kuchiki, Hyōrinmaru, Ikkaku, Izuru Kira, Kaname Tousen, Kazeshini, Kenpachi, Kenpachi Zaraki, Kurama (Kyuubi), Mayuri, Nanao Ise, Nemu Kurotsuchi (Nemuri Nanagou), Personagens Originais, Rangiku Matsumoto, Renji Abarai, Retsu Unohana, Rukia Kuchiki, Sajin Komamura, Senbonzakura, Shunsui Kyouraku, Shuuhei Hisagi, Soi Fong "Soifon", Toushirou Hijikata, Toushirou Hitsugaya, Ukitake, Yumichika, Zabimaru
Tags Bleach, Gintama, Naruto
Visualizações 32
Palavras 2.646
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 37 - O dia em que a vida de Ukitake mudou


Fanfic / Fanfiction A nova vida de uma pequena shinigami - Capítulo 37 - O dia em que a vida de Ukitake mudou

Já haviam se passado 2 meses desde que Harumi chegara na Soul Society, as coisas haviam mudado, ela agora era aceita por todos, fato que lhe tirou um grande peso das costas, os treinamentos no bantai iam bem graças a sua supervisão, tudo parecia estar sob controle.

Harumi caminhava pelas ruas de Sereitei, já havia acabado o trabalho naquele dia, e como não havia nada de importante pra fazer no momento resolveu dar uma volta ao ar livre, sua visão focou o momento em que Sentarou corria em direção ao 4° esquadrão.

Ela não entendeu de início, mas logo lhe veio um mal presentimento, já fazia algum tempo que ela não via Ukitake, e ver seu oficial tão apressado em direção ao 4° esquadrão só podia indicar que o grisalho não estava bem.

Andando mais um pouco ela avista também Kyouraku, estava sozinho, ele parecia estar indo em direção ao 13° esquadrão, decidiu então acabar com suas dúvidas, alcançou os passos dele e perguntou:

Harumi: Kyouraku taichou, como vai?

Kyouraku: ah Harumi chan! Estou bem e você?

Harumi: bem, arigatou, hmm...me perdoe a intromissão mas eu vi que o Sentarou san acabou de ir em direção ao 4° esquadrão... o Ukitake san está bem? Desculpe por perguntar isso mas... como eu sei que vocês  dois são amigos eu pensei...

Kyouraku: bem... pelo que eu fiquei sabendo ele passou o dia inteiro no bantai, na época das crises ele sempre prefere ficar isolado, você deve saber como é...

Harumi:... hai- Disse ela fitando o chão

Kyouraku: bom, provavelmente o Sentarou kun deve ter ido chamar a Unohana taichou pra dar uma olhada nele, estou indo pra lá, qualquer coisa você pode ir lá também Harumi chan

Harumi: irei sim, arigatou, até mais

Nisso Kyouraku seguiu em direção ao 13° esquadrão enquanto Harumi voltou ao seu bantai, não queria causar tumulto, e provavelmente ela não seria útil já que Unohana já estava lá, talvez fosse melhor deixá-lo sob os cuidados dos seus amigos próximos...

(...)

Já eram 7 da noite, Harumi havia passado todo o tempo assinando a papelada e analisando propostas, porém na sua mente só havia um único pensamento: Ela sabia que deveria ir lá, afinal , quando ela precisou em uma de suas crises era Ukitake que estava ao seu lado, nada mais justo que ela o ajudasse dessa vez.

Fechou o bantai e seguiu pra o 13° esquadrão, estava do mesmo jeito que antes, usando seu uniforme padrão de capitã, se apressou até que chegou na porta de entrada do bantai do grisalho.

Foi recepcionada por um dos oficiais

- Boa noite Harumi taichou!

Harumi: boa noite, vim visitar o Ukitake taichou

- Hai, pode entrar, ele está acompanhado do Kyouraku taichou, do Sentarou e da Kyone

Harumi: hai, arigatou

Ela então se aproximou da porta em que havia sentido o reiatsu de Ukitake, realmente estava fraca, ela então bateu na porta, porém, devido ao seu nível de reiatsu todos logo descobriram que era ela que estava ali.

Kyouraku: pode entrar Harumi chan!

Harumi então entra lentamente, e encontra uma triste situação: Ukitake estava dormindo, suava muito, provavelmente por conta de uma febre alta, sua roupa estava manchada de sangue, ao seu lado estavam seus fiéis 3° oficiais, e do outro estava seu melhor amigo, recostado na parede e acompanhado de uma garrafa de sakê.

Ela se aproximou dele e se agaixou, perguntou numa voz baixa aos dois que ali estavam:

Harumi: como ele está?

Sentarou: não muito bem Harumi taichou...está com muita febre, agora a pouco tossia muito, como você pode ver pelas roupas dele...a Unohana taichou o medicou e voltou pra o 4° esquadrão, não há muito o que ela possa fazer...

Harumi: entendo...

Harumi se aproximou mais, levando as costas da mão a testa de Ukitake, constatando que ele estava mesmo com uma febre muito alta, tirou os fios de cabelo que estavam em seu rosto e contemplou aquela face contorcida de dor, até que foi tirada de seus pensamentos por uma voz baixa que ali estava, preocupada com seu amado capitão

Kyione: Harumi taichou...você é médica assim como a Unohana taichou não é...?

Harumi: hai

Ela então com os olhos marejados implorou:

Kyione: por favor, ajude o Ukitake taichou, não deixe que ele sofra mais...

Harumi observava atentamente a expressão da menina, realmente ela estava muito preocupada com Ukitake, Sentarou que estava ao seu lado estava cabisbaixo. Ao olhar pra Kyouraku ela apenas recebeu um gesto de apoio com a cabeça.

Harumi: está bem, vamos ver o que eu posso fazer..

Harumi primeiro checou o pulso de Ukitake, estava fraco e lento, o que não era bom, levou uma mão a testa dele e a outra ao seu peito, ativando seu ninjutsu médico. Sentarou e Kyione observavam a tudo esperançosos, a medida que a medicina de Harumi atuava podia-se observar que a expressão de dor de Ukitake estava aos poucos amenizando, depois de cerca de 5 minutos ela parou, ao botar novamente a mão na testa dele sentiu que a febre tinha baixado.

Harumi: bom, a febre baixou

Kyione logo faz o mesmo pra confirmar, e ao ver que era verdade o que ela dizia olhou pra Sentarou com um sorriso no rosto

Porém todos foram direcionados a outro lugar após ouvir uma doce e fraca voz.

Ukitake: ...H-Harumi san...

Sentarou/Kyione: taichou!!! Que bom que acordou!!

Ukitake: ...hai

Harumi olhava atentamente pra ele

Harumi: como está se sentindo?

Ukitake: estou um pouco melhor... o aperto que sentia em meu peito foi embora.. a Unohana san sempre faz um bom trabalho...

Harumi se calou ao ouvir aquilo, não sabia o que dizer, mas era verdade, sempre que ele precisava era ela que ia cuidar dele, ela não podia dizer nada a respeito daquilo...

Sentarou: h-mm...na verdade taichou, não foi a Unohana taichou que o fez melhorar, e sim a Harumi taichou

Ukitake surpreso olha pra Harumi que permanecia ao seu lado

Harumi: ora, não foi nada...

Ukitake: gomen Harumi san, eu não sabia ... arigatou...

Kyouraku que estava apenas observando resolve falar:

Kyouraku: yare yare, parece que o pior já passou, vou voltar pro meu esquadrão, qualquer coisa eu volto depois

Ukitake: arigatou... Kyouraku

Só restavam os 4 ali agora, Harumi observava as reações de Ukitake, seu coração doía muito por vê-lo daquele jeito, mas ela sabia que podia ajudá-lo, Harumi era a melhor ninja médica de todas, tinha a habilidade necessária pra curar Ukitake, e graças a seu grande nível de reiatsu ela podia fazer aquilo sozinha, apesar que tal técnica lhe causaria um grande dano, mas ela não se importava com aquilo, tinha que retribuir o favor de alguma forma, ela então, numa expressão séria falou:

Harumi: Ukitake san... me permita lhe dizer uma coisa

Ukitake: ...hai?

Harumi: bem, como eu já disse eu tenho grande facilidade em usar ninjutsu médico, pelo que eu vi , seu organismo reagiu bem ao meu reiatsu, o pouco que eu usei já provocou uma leve melhora, então eu acho que...eu posso curá-lo se eu usar uma quantidade maior...

No momento que ela disse aquilo os 3 olharam pra ela com olhares de surpresa, não acreditavam que aquilo fosse possível

Sentarou: você pode curar o Ukitake taichou?!?! Por favor faça isso!!

Harumi: hai, se ele concordar

Ukitake fitava o teto, convivia com a doença desde os 3 anos de idade, não sabia o que era ser saudável, suportou as crises incontáveis vezes, mas ao olhar pra Harumi via nela uma esperança daquilo mudar, no entanto... estranhava o fato dela ter a doença se podia fazer tal tratamento.

Ukitake: Harumi san...porquê não usa a técnica em você mesma? Seu caso é bem pior que o meu...

Harumi numa expressão um pouco triste respondeu:

Harumi: bem que eu gostaria... mas não posso

Ukitake: porque não?

Harumi: é um pouco complicado usar ninjutsu médico em si próprio... e também como você mesmo sabe o meu caso é bem pior que o seu, o máximo que eu poderia fazer seria amenizar o avanço da doença, então não adiantaria muito... mas eu ficarei muito feliz em lhe ajudar

Ele agora compartilhava a mesma expressão triste ao ouvir o que ela havia acabado de dizer

Ukitake: ...entendo, bem, eu não sei se devo ..

Harumi: e porquê não deveria?

Ukitake: porquê eu acho que seria abusar de suas habilidades, além disso, você não tem obrigação de fazer isso e-

Harumi: não diga bobagens, Sentarou, Kyione, convençam-no

Sentarou: hai! Ukitake taichou! Por favor aceite a proposta da Harumi taichou! Ela pode curá-lo! Isso não é bom?!

Kyione: isso mesmo taichou! É a sua única chance! Não deixe passar! Por favor! Faça isso por você e pelo 13° esquadrão!

Ukitake enfim se rendeu, Harumi só aguardava a sua resposta

Ukitake: está bem, eu aceito Harumi san, arigatou...

Harumi entao abre um belo sorriso

Harumi: que bom, fico feliz, bom eu preciso que você se sente, Sentarou, por favor  ajude-o

Sentarou: hai!

Com cuidado Sentarou ajuda Ukitake a ficar sentado, fazendo com que ele ficasse de costas pra Harumi

Harumi: primeiro eu gostaria de deixar claro que uma grande quantidade de reiatsu meu é necessário, então ao final do processo pode ser que eu perca a consciência ou ocorra algo parecido, mas não se assustem, já aconteceu várias vezes, após algum tempo eu estou de pé novamente

Ukitake: Harumi san, eu não quero que lhe aconteça nada, acho melhor esquecermos isso...

Harumi: de forma alguma, é apenas por causa da quantidade de reiatsu usado, não se preocupe com isso

Ukitake: ...hai

Harumi então se posiciona atrás de Ukitake, colocando as duas mãos em suas costas

Harumi: está pronto?

Ukitake: hai...

Harumi: me diga se sentir alguma coisa

Ela então ativa novamente o ninjutsu médico, dessa vez numa quantidade maior, iluminando grande parte do quarto, Sentarou e Kyione observavam tudo que acontecia, Ukitake estava de olhos fechados.

Após cerca de 10 minutos Harumi pergunta:

Harumi: sente algo diferente?

Ukitake: não, apenas uma leve pressão

Harumi: ótimo, agora pra que não demore muito eu vou aumentar um pouco mais o reiasu, você provavelmente vai sentir algo como umas fisgadas, mas não se preocupe, é apenas a reação do seu corpo

Ukitake: hai...

Harumi então se concentra, fecha os olhos e libera mais reiatsu, fazendo com que Ukitake sentisse exatamente o que ela tinha dito.

Após mais 5 minutos Sentarou se espantou ao olhar pra Harumi e ver que escorria um pouco de sangue do canto de sua boca

Sentarou: Harumi taichou! Sua boca está...

Kyione: está sangrando!

Ukitake logo ficou agitado

Ukitake: Harumi san! O que está acontecendo?!

Harumi: se acalmem, estou bem não se assustem, eu avisei que isso podia acontecer, Ukitake san, se mantenha calmo por favor

Ela então voltou a se concentrar,após passados mais 20 minutos  não apenas sua boca, mas também o seu nariz escorria sangue, ela estava com um aspecto um pouco cansado, mais ainda faltava uma parte pra concluir o tratamento.

Harumi: agora vamos pra a parte final, eu vou inserir meu reiatsu da Kurama em você Ukitake san, não se preocupe, esse reiatsu é excelente pra cura, ele vai fazer o restante do procedimento nos seus pulmões

Ukitake: ...hai

Por fim, ela ativa novamente seu reiatsu, dessa vez não era uma luz verde que emanava de suas mãos , e sim o reiatsu vermelho da raposa de 9 caudas.

Sentarou e Kyione estavam impressionados com o poder da capitã do 9° esquadrão, já haviam passado 40 minutos em que ela estava usando um grande nível de energia e ainda estava firme, apesar de cansada, jamais imaginaram que um dia fossem ver aquilo, em que alguém curaria seu admirado capitão.

Harumi estava quase no final, porém já sentia os efeitos da técnica, seu corpo estava ficando pesado, o que significava que ela não podia demorar mais, dobrou o nível de energia, e após mais 10 minutos, acabou. Tirou as mãos das costas de Ukitake e respirou ofegante, seu sangue pingava no chão.

Harumi: ...como se sente agora?

Ukitake não acreditava no que estava sentindo, ou melhor, no que "não" estava sentindo, mesmo quando não estava em dias de crise ele sentia dor em seus pulmões, mas agora não sentia mais nada, tudo, incluindo seu cansaço havia ido embora.

Ukitake: I-i-mpossível...eu n-não ...estou sentindo mais nada...

Kyione: isso quer dizer que...?

Ukitake: hai! Estou curado! - Dizia ele esbanjando um sorriso de quem não estivesse acreditando

Harumi só precisou ouvir aquilo, havia cumprido a missão, antes que pudesse responder caiu pra trás inconsciente.

Sentarou: Harumi taichou!

Ao ouvir o barulho da queda Ukitake se virou, ficou chocado ao ver o estado que Harumi estava, seu rosto e queixo estavam cobertos de sangue, ali, de frente pra ela, os 3 sequer podiam imaginar o quanto fora difícil pra ela fazer aquilo

Ukitake: Harumi san...

Ukitake se pos de pé, então ordenou a Sentarou:

Ukitake: Sentarou, coloque a Harumi san no sofá por favor

Sentarou: hai!

Com cuidado, Sentarou pega Harumi e a coloca onde Ukitake tinha indicado, após um tempo, ele volta com um lenço e se põe ao lado dela

Ukitake: Harumi san... eu jamais vou poder agradecer isso que você fez por mim...você está me proporcionando uma vida diferente a partir de hoje, isso é algo que eu jamais esquecerei...arigatou

Kyione: ela é mesmo incrível...

Sentarou: hai, ela fez algo que nem a Unohana taichou foi capaz...

Ukitake: Sentarou, Kyione, quero que vocês saibam que é graças a Harumi san que eu vou poder liderar o 13° esquadrão por mais tempo a partir de agora, a minha admiração por ela apenas cresceu... -Dizia enquanto limpava o sangue de Harumi

Sentarou: hai taichou, nós também admiramos ela ainda mais, jamais pensamos que ela fosse capaz de algo assim...

Ukitake: é, nem eu...

Cerca de 40 minutos depois Harumi acorda, mesmo com sua visão embaçada ela conseguia notar as 3 pessoas que estavam ao seu lado, mesmo em meio ao sangue, o perfume de Ukitake era impossível que passasse despercebido

Ao se estabilizar totalmente, ela nota que Ukitake havia trocado de roupa, não usava mais  o kimono que estava assim que ela tinha chegado, agora ele estava com sua roupa normal de capitão, Sentarou e Kyione também estavam ao seu lado.

Ukitake: Harumi san? Está tudo bem?

Harumi: ...hai, estou ótima- Dizia sorrindo

Ao tentar se levantar foi logo ajudada por Ukitake

Harumi: e você? Como está? - Disse ao olhar pra ele

Ukitake: não sinto mais nada, jamais vou poder lhe agradecer de forma suficiente, arigatou...

Harumi: não precisa me agradecer, de verdade

Ele então pegou a mão direita de Harumi e deu um beijo

Sentarou: Harumi taichou, também queremos lhe agradecer pelo que fez ao nosso capitão! Arigatou! -Disse se curvando diante dela

Kyione: isso mesmo! Arigatou por curar o Ukitake taichou!

Harumi: ora, não precisam agradecer... bem, agora que tenho certeza que ele está bem eu vou voltar pro meu esquadrão, fique de repouso por hoje está bem?

Ukitake: hai, Sentarou, acompanhe a Harumi san até seu bantai por favor

Sentarou: hai senhor!

Harumi: até outra hora Ukitake san! Boa recuperação pra você!

Ukitake: arigatou Harumi san!

Depois disso Harumi seguiu acompanhada de Sentarou até seu esquadrão, Kyione havia ficado com Ukitake no bantai, ao chegar, ele diz:

Sentarou:  está entregue taichou, mais uma vez arigatou !

Harumi: não foi nada, arigatou por me acompanhar, boa noite

Ela então entra no bantai, toma um banho e segue pro seu quarto, ao tomar seus comprimidos lembra que agora, felizmente ela era a única naquela triste situação, estava feliz por ter conseguido ajudar Ukitake, às 23:00, pegou no sono.

(...)

Na 13° divisão:

Sentarou havia chegado, Ukitake estava se preparando pra ir dormir também, dispensou os dois e disse:

Ukitake: podem ir pro seus aposentos, estou muito bem agora, posso ficar sozinho

Sentarou | Kyione: hai! Boa noite taichou! 

Depois daquilo os dois saíram, deixando Ukitake a mercê de seus pensamentos, seria grato eternamente a Harumi pelo que ela tinha feito, aquele realmente tinha sido um grande dia. Estava sentado em seu fuuton, tirou de seu bolso o cristal que tinha recebido de Harumi no dia da batalha, iluminado pela luz da lua, ele se pôs a observar o objeto.

Ukitake: "Harumi san...arigatou..."

Depois de um tempo finalmente dormiu.

                                          Continua...  


Notas Finais


Será que alguma coisa no coração do grisalho mudou após isso?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...