História A Nova Winchester - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supernatural
Exibições 61
Palavras 1.202
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Canibalismo, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Mais um capitulo e esse vai ser tenso pra Annie... Ela não tem sorte mesmo... Se bem que quem tem Dean e Sammy de protetores tem uma baita sorte ne!? Espero que gostem 😘😘😘😘😘😘😘

Capítulo 10 - Asylum - Parte ²


Fanfic / Fanfiction A Nova Winchester - Capítulo 10 - Asylum - Parte ²

Os dois saíram correndo ao ouvir o grito de Annie, mas não a encontraram no corredor.


__ Annie?_ Sam gritou.


__ Dean? Sam?


Os gritos vinham de outro quarto que estava trancado por dentro. Sam tentou, mas não conseguiu abrir.


__ Annie abre a porta.


__ Não consigo Dean.


__ Se afasta um pouco_ Dean pediu tentando derrubar a porta com alguns pontapés, mas era inútil a porta nem se mexia era de aço.


__ Rapazes, ONG!


__ Annie como você foi parar ai?_ Sam perguntou procurando um jeito de abrir a porta.


__ Eu não sei_ ela disse com voz de choro.


__ Consegue ver algo?


__ Não esta tudo escuro! Sam me tira daqui.


Por mais que os dois procurassem um ponto fraco na porta não adiantava ela parecia intacta. De repente Annie começou a gritar e socar a porta assustando os dois.


__ Tem um morto olhando pra mim... Tirem-me daqui... Me tirem daqui... Ahhhh...


Os gritos de Annie só serviram para deixar os dois mais desesperados e sem saber como tirá-la de lá. Dean resolveu tentar algo.


__ Annie! Você precisa se acalmar!


__ O que?_ Sam e Annie perguntaram simultaneamente.


Annie realmente parou apesar de ainda se ouvir os soluços causados pelo choro.


__ Dean?_ ela chamou parecendo um pouco mais controlada.


Dean grudou o rosto a porta para falar melhor com ela.


__ Annie preciso que olhei para o morto_ Dean disse como se fosse algo simples.


__ Quer que eu faça o que?


__ Preciso saber se é só um morto ou...


__ Ai meu deus!_ ela exclamou um pouco alto_ Ele está se mexendo Dean.


__ Já tem sua resposta_ Sam disse sarcástico.


Dean realmente estava preocupado com Annie, não sabia o que estava lá no quarto com ela e isso o deixava meio que desesperado, mas sabia que mostrar medo não ia ajuda - lá. Seja o que for que estava com ela não a tinha machucado e devia ter um motivo para isso.


__ Não grite Annie. Ele não vai te machucar.


__ Dean..._ ela disse o choro voltando__ Me tirem daqui!


__ Olhe pra ele Annie_ Dean pediu novamente__ Você precisa se acalmar e encará-lo.


__ Por que não vem você aqui e faz isso seu inútil?_ ela replicou zangada.


__ Ele não quer te machucar, só te comunicar algo_ Sam explicou entendendo o raciocínio de Dean.


__ Encara ele você_ ela murmurou.


__ Annie pode ser o único jeito de você sair daí_ Dean tentou convencê-la.


Ahhhhhhhhhh!


Um grito e silencio. Do quarto não vinha mais barulho nenhum.


__ Annie?_ os dois chamaram alarmados.


A porta abriu e eles logo entraram. Annie estava sentada em um canto pálida. Sam e Dean correram até ela.


__ Você está bem?_ Sam perguntou vendo que a mão dela estava ferida pelas batidas na porta.


__ O que aconteceu Annie? Cadê o morto?_ ele continuou o interrogatório.


__ Ele... Ele falou... Ele falou comigo!


Annie estava pálida e tinha arranhões nos braços e a marca de uma mão no pulso, Dean se sentiu um burro por deixar Annie ir com eles. Daquela vez ela teve sorte, mas quantas vezes mais eles colocariam a vida dela em risco.


__ Dean!_ Sam o chamou acordando-o do transe.


__ O que?_ perguntou perdido vendo Annie se levantar com a ajuda de Sammy.


__ Você estava em que mundo? Não ouviu o que Annie falou?


Ela estava pálida suja e sem nenhuma maquiagem, mas ainda sim era linda.


__ Desculpem não ouvi.


__ Eu tive que conversar com um cara que é bem provável que tenha morrido há uma década e você não prestou atenção no que eu disse? Qual o seu problema?


__ Desculpe se eu queria verificar se a garotinha estava viva!_ Dean quase gritou morto de raiva.


__ Garotinha? Não era você que estava nesse quarto era?


__ Parem vocês dois!__ Sam tentou apartar repreendendo Dean com o olhar.


__ Ela que começou_ Dean se defendeu.


__ Nossa que adulto de sua parte_ Annie ironizou.


__ Annie!_ Sam saiu em direção ao corredor levando-a consigo__ Dean o morto sussurrou um numero para Annie.


__ Certo. Qual o numero?


__ 137_ Annie repetiu sentindo um calafrio ao lembrar-se do momento__ Basta procurarmos o quarto 137 certo?


__ Ai que esta o problema_ Dean disse lembrando algo__ Aqui só tem 50 quartos. Não tem como haver quarto 137.


__ Tem certeza que ele disse 137 Annie?_ Sam perguntou sem querer me acusar.


__ Olha eu estava apavorada, mas tenho certeza que foi esse o numero.


Annie surpreendia Dean a cada momento. Sempre que ele achava que ela ia surtar ela ainda conseguia manter o controle e se manter firme ali. Outras garotas no lugar dela já teriam saído correndo há muito tempo.


__ Ótimo vamos então procurar esse quarto. Ok?


A exploração macabra começou. Dean ia à frente e dessa vez Annie ia entre os dois bem a vista para nenhum novo acidente acontecer. De repente ao passar por uma porta Annie percebeu algo estranho.


__ Dean?


__ O que?_ ele disse se voltando para olhá-la.


__ Me empresta a lanterna_ ela pediu estendendo a mão.


__ Quer brincar de exploradora agora Annie?


__ Me dá isso logo!_ ela pediu sem paciência.


Sam sem querer ver uma nova discussão começar se adiantou.


__ Toma a minha Annie.


Por que ele sempre tinha que se sair de bonzinho? Dean se perguntou zangado vendo Annie se aproximar de uma porta e começar a descascar o que parecia ser uma segunda mão de tinta na porta.


__ O que está fazendo?


__ Aqui está_ ela disse puxando mais um pedaço de tinta que revelava um numero__ O 137.


Os dois olharam para ela surpresa e depois para o numero que agora era visto na porta.


__ Ótimo trabalho Annie_ Sam disse sorrindo para ela.


__ É verdade_ Dean concordou deixando Annie sem graça.


__ Ótimo agora que tal vermos o que aquele morto queria e dar o fora daqui_ Annie pediu querendo mesmo sair dali.


__ Ótima idéia_ Dean disse puxando Annie um pouco para trás para que Sam pudesse arrombar a porta.


O quarto na verdade era uma sala medica creia de aparelhos antigos cadeiras com amarras e ate uma cama ao canto.


__ Ok... Isso é...


__ Bizarro_ Sam completou a frase de Dean.


__ No mínimo!__ Annie disse olhando em volta.


Eles mexiam em alguns aparelhos e caixas e Annie se colocou em um canto de costas para a parede. Afinal não tinha como as paredes atacá-la.


__ Dean olha isso_ Sam chamou mexendo em um aparelho estranho.


__ Parece... Aparelhagem de...


__ Lobotomia_ Sam completou.


Annie estremeceu. Esse nome nos filmes de terror nunca significava boa coisa. Sam abriu o diário do pai deles e folheou até parar em uma pagina e começar a ler enquanto isso Dean olhava o diário do medico que eles acharam entre os entulhos.


__ O cara era louco_ Dean falou depois de um tempo__ Fazia lobotomia em seus pacientes que não ficaram nada satisfeitos.


__ Olha o que o papai achou_ Sam pegou um pedaço de jornal e começou a ler em voz alta__ “Medico Chefe do Hospício Roosevelt desaparece em dia de revolta no prédio. Os seus pacientes, ainda não se sabe como, conseguiram se soltar matando médicos e enfermeiros. Apesar de encontrarem seu sangue e vestígios de sua pele na sala 205 o corpo do DR. Ellicott nunca foi achado”.


__ Eles se revoltaram contra o Dr. Maluco.


__ Até eu o mataria se pudesse...


Annie viu os dois a encararem assustados. Ótimo o que eu fiz agora?


__ Annie...


Annie sentiu um ar frio atrás de si e ao se virar seu rosto foi preso entre mãos geladas.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...