História A novata - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony, One Direction
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Lauren Jauregui, Louis Tomlinson, Niall Horan
Tags Camila Cabello, Comedia, Louis Tomlinson, Romance, Sexo
Visualizações 23
Palavras 831
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Fantasia, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi gente. Demorei para postar pq não tenho ctz se a história está agradando...
Mas eu gosto muito de escrever e faço por prazer, publico para ver se está ficando bom mesmo.
Quem puder dar a opinião, eu adoraria ouvir.
Bjos =**

Capítulo 9 - Reconciliação



Ally correu em direção a Louis assim que o treino acabou. Niall percebeu e fugiu para a arquibancada.
- Precisamos conversar. – disse a menina.
- Não precisamos não. – Louis respondeu seco e dirigiu-se ao vestiário deixando Ally com cara de brava para trás. Ela gritou enquanto ele se afastava:
- Você não pode apagar tanto tempo de namoro em um dia!
Ele parou. Virou-se e gritou de volta:
- Você que apagou! – E andou até o vestiário.
Os meninos do time já estavam se vestindo e indo embora, Louis ignorou a todos que tentaram falar com ele e entrou no chuveiro. Deixou a água cair pesadamente no seu rosto e depois na sua nuca. Estava bravo, queria gritar com alguém.
Sentiu uma mão encostar-lhe o ombro e virou-se já pronto para agredir, quem quer que fosse. Era Niall.
- Uou! Calma! O que aconteceu?
- Nada... Estou nervoso. O que você estava conversando com a Lauren? – Perguntou na esperança dele mencionar Camila.
- Hum – ficou vermelho e entrou no chuveiro ao lado. Eu tive um sonho maravilhoso com ela e com a amiga dela, a novata.
- Camila? – Louis se virou para ele tirando o shampoo do rosto.
- Ela! Sonhei que estavam juntas. Mas estranho é que me pareceu muito real. Elas estavam com a mesma roupa da sua festa, e estávamos, nos três, no quarto da sua mãe.
Louis ficou intrigado. Quando viu Camila depois daquela confusão com Ally, Terry e Dinah, ela de fato estava saindo do quarto de sua mãe com Lauren ao seu lado.
- Que sonho foi esse? Vocês três juntos? Tipo ménage?
- Não, eu estava deitado só olhando elas ficarem. Foi muito tesão. – Niall riu e foi pegar sua toalha.
- Deve ter sido mesmo. – Disse Louis pensando.
 
 
Niall foi embora no seu carro e Louis foi esperar seu pai busca-lo. Desde o divórcio de seus pais, ele costumava passar os sábados com o velho. Dirigiu-se até o ponto combinado e mandou uma mensagem no telefone para Camila: “Quero falar com vc, pf me atende...”.
- O que você quer falar comigo? – A voz dela surgiu por trás, fazendo o seus pelos da nuca se arrepiarem. Ele se virou e lá estava ela, sentada em um banco pertinho de onde ele ficava. Como não a viu?
- De onde você surgiu, garota? - Abriu um enorme sorriso. Camila sentiu seu estomago revirar ao vê-lo sorrir. Ele era maravilhoso. Ele foi até ela e sentou ao seu lado.
- O que aconteceu ontem? – Ele estava sentado virado inteiramente para ela. Camila por sua vez continuava sentada para frente.
- Me diga você. – Respondeu ainda sem olha-lo. Nós tínhamos acabado de transar e 10 minutos depois te vejo abraçado com a sua ex. Te falei desde o princípio, odeio drama! Não me arraste para dramas.
- Não te arrastei para nada. – Ele respondeu já sem paciência. – Pela milésima vez, eu e Ally não temos mais nada. Se ela gosta de mim, isso é problema dela, não meu.
- Ai que você se engana, - ela se virou para ele. – Ela vai te atormentar e me atormentar. Não vou ficar no meio de vocês dois.
- Não existe “nós dois”! – Louis se aproximou mais dela e pegou no seu rosto. Ela estava de cabelos soltos e ele jogou uma parte deles para trás. Sentiu o seu perfume instantaneamente e quis beija-la. Ela virou o rosto.
- Não acredito que você fez isso.  – Ele disse se afastando. Não quer ficar comigo mesmo? Certeza? Fala que não sentiu um furacão de coisas naquele banheiro? Que era como uma corrente puxando você para mim e eu para você? Fala!
Camila puxou as pernas para cima e abraçou seus joelhos colocando a cabeça por cima deles.
- Senti, senti tudo isso. Senti seu gosto, senti você dentro de mim. Foi bom de demais. – Sorriu. Ele sorriu também, pegou sua mão e a beijou. – Mas... – continuou ela.
Ele não a deixou completar a frase. Avançou em sua direção pegando sua nuca e colocando a língua dentro da sua boca. Ela não resistiu. Queria tanto quanto ele. Ele apertou sua cintura com força e ela devolveu mordendo seus lábios.
Eles respiraram e estavam com as testas coladas um no outro.
- Vem ficar comigo? Louis pediu.
- Não posso...
- Pode, você que não quer!
- Acabei de falar que quero.
- Então fica! – Ele a beijou novamente. Não havia como segurar. Era muito forte. Era como eles se encaixassem um no outro. – Você é muito gostosa... – Ele disse beijando seu pescoço. Camila sorriu sem graça.
BI-BI
- Eita, meu pai chegou! – Louis a soltou. - Vou almoçar com ele hoje. Posso te ligar mais tarde?
- Pode. – Camila respondeu. Ficou nervosa de pensar no pai dele os vendo se agarrar em público. Arrumou o cabelo e ficou olhando para baixo.
Louis riu da maneira como Camila tinha ficado envergonhada.
- Até mais, linda.
- Até. – Ela deu tchau com as mãos.
 


Notas Finais


E então?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...